Setor de Provimento de Serviços Internet

299 visualizações

Publicada em

Quinta-feira, 20/08/2015 às 8h30
Percival Henriques

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Setor de Provimento de Serviços Internet

  1. 1. CURSO DE CURTA DURAÇÃO DA ESCOLA DE GOVERNANÇA DA INTERNET NO BRASIL SETOR DE PROVIMENTO DE SERVIÇOS INTERNET MUITAS FACES DE UM DESAFIO PERCIVAL HENRIQUES SÃO PAULO, 20 DE AGOSTO DE 2015 1
  2. 2. • QUATRO TRILHÕES DE DÓLARES NA ECONOMIA DIGITAL • 37,9% DA POPULAÇÃO DO PLANETA NAVEGA PELA MENOS UMA VEZ POR ANO • METADE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTÁ CONECTADA (?) 2
  3. 3. QUE PARTE NOS CABE NOS PARTE MA TAREFA DE CONECTAR O PRÓXIMO BILHÃO DE PESSOAS? O QUE SIGNIFICA ESTAR CONETADO? 3
  4. 4. TRÊS DIMENSÕES INFRAESTRUTURA FÍSICA – QUANTIDADE, QUALIDADE E FLUIDEZ DAS APLICAÇÕES SOBRE ESSA INFRAESTRUTURA AMBIENTE REGULATÓRIO - PROPICIO À INOVAÇÃO E À LIBERDADE DE EXPRESSÃO. LIVRE DE ENTRAVES QUE DIFICULTEM O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA DIGITAL, COMO EXCESSO DE TRIBUTAÇÃO E REGULAÇÃO. CAPACIDADE DA PESSOAS – INVESTIR EM EDUCAÇÃO E COMBATE A POBREZA, 4
  5. 5. O QUE TEM SIDO FEITO NO BRASIL? GOVERNO (INCLUINDO TELEBRAS) SOCIEDADE CIVIL SETOR EMPRESARIAL DE TELECOMUNICAÇÕES 5
  6. 6. A ANID Associação Nacional para Inclusão Digital, é uma organização não governamental fundada em 2007 que tem como principal objetivo a inclusão digital e social no Brasil. Para atingir seus objetivos se articula com outras entidades não governamentais, universidades, empresas de base tecnológica e movimentos sociais. A Além de promover cursos, seminários, encontros, debates e pesquisas, a ANID atua de forma direta, viabilizando e promovendo a socialização de conhecimento através do acesso à Internet em localidades remotas do país e nas periferias das grandes cidades. De uma forma geral podemos dividir a atuação da ANID em três eixos estratégicos. 6
  7. 7. Fomento, Capacitação e Organização de Micro e Pequenas Empresas de Base Tecnológica. A atuação da ANID, junto aos provedores locais de Internet e outros empreendedores, promoveu um significativo impacto na oferta de conexão à Internet em regiões onde esse serviço, até então, não existia. Destacamos algumas ações promovidas ao longo dos últimos anos junto a esse setor: Redução do custo das pequenas e micro empresas de TIC com contratação de trânsito de Internet a partir da organização de grupos de compra coletiva para aumentar o poder de compra junto às grandes operadoras; Construção de redes próprias para transportar a capacidade contratada dos grandes centros até localidades onde pequenos provedores, lan houses, desenvolvedores e outros empreendedores atendem às demandas das comunidades. Essa ação chegou a 16 estados brasileiros, abrangendo cerca de 580 municípios; 7
  8. 8. 8 Figura 1: A ANID promoveu Inclusão Digital de Uruguaiana no Rio Grande do Sul até a Floresta Amazônica.
  9. 9. 9 Figura 2: Rede ANID principais pontos. Não consta estações de associados.
  10. 10. 10 Figura 3: Uma das 528 torres de telecomunicações construídas pela ANID. Figura 4: Torre de 54 metros na localidade Pinguela em Santo Amaro BA
  11. 11. 11 Figura 5: Rede do Nordeste ampliada
  12. 12. 12 Figura 6: Nas serras onde se procura causar o menor impacto possível ao meio ambiente, a ANID não permite o uso de tratores para abrir acesso a veículos. Assim, todo material, inclusive água, brita, areia e cimento para o concreto são transportados com ajuda de muares.
  13. 13. 13 Figura 7: A ajuda da comunidade é de vital importância na construção dos POPs ANID.
  14. 14. 14 Figura 8: Armário construído pela ANID. Com a pre fabricação da torre, armário, cerca e padrões elétricos, instala-se um novo pop, em área remota, no prazo de 15 dias.
  15. 15. 15 Figura 9: Instalação de torre com 100m de altura na Ilha do Bananal.
  16. 16. 16 Figura 10: Material que acabara de chegar de barco à Ilha do Bananal para instalação de uma das torres da rede que liga Belém à Macapá através da Floresta Amazônica
  17. 17. 17 Figura 11: Montagem de torre com 83m no município de Ponta de Pedras – PA.
  18. 18. 18 Figura 12: Rede Pronto Net Pará/Amapá
  19. 19. 19 Figura 13: Rede em construção no Piauí
  20. 20. 20 Figura 14: Rede no estado do Maranhão (em execução).
  21. 21. Capacitação de pequenos provedores para a mudança de paradigma tecnológico no atendimento da última milha – da “Internet via Rádio” para “Fiber To The Home”. Através de 82 cursos de capacitação em fibra óptica e elaboração de projetos para implantação de FTTH; 21
  22. 22. 22 Figura 15: Um dos cursos de fusão de fibra óptica (Torres- RS).
  23. 23. 23 Figura 16: Um dos cursos de Projetos para Fiber To The Home (João Pessoa – PB).
  24. 24. Articulação do “Projeto Nacional de Fibra Óptica em Domicílio”, que teve como principal objetivo buscar formas de financiamento, homologar tecnologias e incentivar os provedores regionais a implantarem redes urbanas de fibra óptica, de forma que esta chegasse até os domicílios incluindo as residências de famílias de baixa renda, a exemplo das casas construídas pelo programa Minha Casa Minha Vida; 24
  25. 25. 25 Figura 17: Fibra óptica utilizada em um dos projetos envolvendo unidades residenciais do Programa Minha Casa Minha Vida.
  26. 26. 26 Figura 18: O Residencial Irmã Dulce, condomínio de casas populares no bairro de Gramame em João Pessoa, conta com rede óptica capaz de entregar um gigabit de trânsito Internet.
  27. 27. 27 Figura 19: Equipamento desenvolvido pela ANID para utilização de qualquer veículo utilitário pequeno para lançamento de fibra óptica, sem necessidade de adaptação no veículo.
  28. 28. Internet Livre e Gratuita em Espaços de Uso Coletivo - Alguns projetos compõem o atual escopo de atuação da ANID dentro do objetivo de levar Banda Larga para as comunidades, independente da participação de provedores locais, privilegiando o acesso gratuito em locais de uso coletivo. Projeto JUNTS Por Uma Internet Livre - O Junts é desenvolvido em parceria com prefeituras, estabelecimentos comerciais, associações de moradores, sindicatos rurais e movimentos sociais e instala pontos de acesso gratuitos à Internet em espaços de uso coletivo, a exemplo de praças, escolas, associações, vilarejos, comunidades, assentamentos rurais e aldeias indígenas. Atualmente o projeto Junts conta com 163 pontos de wifi para acesso à Internet. 28
  29. 29. 29 Figura 20: Inauguração do JUNTS na cidade de Capim – PB.
  30. 30. 30 Figura 21: Juventude na praça acessando a Internet pelo projeto JUNTS.
  31. 31. Espaços de Letramento Digital. Implantados nas comunidades isoladas, em parceria com universidades e instituições de fomento à pesquisa, visa levar inclusão digital a pescadores, agricultores, artesãos e suas famílias, promovendo interação entre os membros destas comunidades. O espaço físico onde são instalados computadores e outros equipamentos, geralmente é construído em regime de mutirão com a comunidade e destina-se a fomentar a prática da leitura e escrita, possibilitando que os moradores conectados usem sites e redes sociais para troca de experiências, além do acesso aos cursos de informática básica, inglês, oficinas de educação ambiental, saúde, consciência e participação política. Esses espaços contrapõem-se ao modelo dos “telecentros” convencionais, onde um modelo “top-down” é imposto sem nenhuma 31
  32. 32. participação da comunidade. 32 Figura 22: Espaço de Letramento Digital da ANID na comunidade de Barra do Mamanguape (Rio Tinto – PB).
  33. 33. 33 Figura 23: Encontro com a tecnologia - Espaço de Letramento Digital.
  34. 34. 34 Figura 24: Rapidamente as crianças assumem o comando - Espaço de Letramento Digital.
  35. 35. percival@cgi.br (83) 999130084 35

×