O slideshow foi denunciado.
“ Fascinação” do esporte Futebol, jogos olímpicos e política nazista Elton Frias Zanoni www.elton.pro.br Copa de 1938. Jog...
Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Janeiro de 1933: Hitler sobe ao poder;   </li></ul><ul><li>Instauração de uma “...
Os esportes na Alemanha de Hitler: &quot;Jovens Servem o  Führer &quot;. Cartaz de recrutamento da Juventude Hitlerista. E...
Os esportes na Alemanha de Hitler: Milhares de garotas executam movimentos de ginástica rítmica durante um evento do Parti...
Os esportes na Alemanha de Hitler: Membros da Juventude Hitlerista lançam granadas de imitação durante um festival de espo...
Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Repetição de velhos jargões ao relacionar prática esportiva e formação do eleme...
Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Interessava a aproximação da prática esportiva a todos os campos; </li></ul><ul...
Futebol na Alemanha Nazista:   <ul><li>Projeções internas: </li></ul><ul><li>1933: A Federação de Futebol Alemã é obrigada...
Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Caso de Julian Hirsch: </li></ul><ul><li>Jogador nas Olimpíadas de 1912; </li></ul><u...
Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Projeções externas:   </li></ul><ul><li>Prática esportiva como fator de aproximação i...
Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Temor em relação a uma invasão de torcedores alemães, com suas bandeiras, suásticas e...
“ The Modern Mercury”, por Jerry  Doyle.  In :  The Philadelphia Record  (7/12/1935).  Historical Society of Pennsylvania ...
Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Hitler sugere contenção das manifestações patrióticas dos torcedores; </li></ul><ul><...
Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Inglaterra vence: 3x0. Pouquíssimos incidentes são registrados. </li></ul><ul><li>Enc...
Futebol na Alemanha Nazista: 1938. O &quot;English Team&quot; vai à Alemanha e se rende ao protocolo nazista (in: Agostino...
Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>Berlim escolhida como sede antes da subida de Hitler (1931); </li></ul><ul><li>Ol...
Vista aérea do estádio olímpico, com capacidade para até 110 mil espectadores (in: Judith Holmes,  Olimpíada 1936 : glorif...
No momento em que Hitler e o Comitê Olímpico Internacional atravessavam o portão do novo estádio olímpico, a banda militar...
Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>Cartazes anti-semitas são retirados de cena; </li></ul><ul><li>A imponência dos J...
Leni Riefenstahl agachada ao lado de uma câmara cinematográfica, tomando cenas para o seu filme &quot;Olympia&quot; (in: H...
Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>O historiador Peter Reichel define as Olimpíadas de 1936  como uma espécie de obr...
Futebol nas Olimpíadas de 1936:   <ul><li>Jogo Áustria x Peru;  </li></ul><ul><li>O campo é invadido e a partida anulada.;...
Futebol nas Olimpíadas de 1936: <ul><li>Alemanha: eliminada nas semifinais pela Noruega.  </li></ul><ul><li>Hitler deixou ...
Futebol e propaganda nazista:   <ul><li>Goebbels: futebol tinha o poder de mobilizar as paixões populares; </li></ul><ul><...
Futebol e propaganda nazista: <ul><li>Rádio: locutores narravam os jogos utilizando expressões militares; </li></ul><ul><l...
Futebol e propaganda nazista: <ul><li>Ingressos vendidos a preços muito menores que nos tempos de paz, estimulando o “cons...
Resistência através do futebol? <ul><li>Futebol utilizado também como resistência pelos adversários (8 derrotas); </li></u...
Monumento em homenagem aos jogadores do FC Start. Localizado do lado externo do estádio do Dínamo Kiev. Monumento construí...
Livro de Andy Dougan que trata do caso ( Triunfo e tragédia do Dínamo na Kiev ocupada pelos nazistas ).
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Futebol, jogos olímpicos e política nazista

1.182 visualizações

Publicada em

Apresentação utilizada em trabalho de disciplina do curso de História da UNICAMP em 2006.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Futebol, jogos olímpicos e política nazista

  1. 1. “ Fascinação” do esporte Futebol, jogos olímpicos e política nazista Elton Frias Zanoni www.elton.pro.br Copa de 1938. Jogadores alemães saem derrotados após jogo com a Suíça ( in : Gilberto Agostino, Vencer ou morrer : futebol, geopolítica e identidade nacional, Rio de Janeiro, Mauad, 2002, foto da capa).
  2. 2. Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Janeiro de 1933: Hitler sobe ao poder; </li></ul><ul><li>Instauração de uma “nova ordem” no mundo dos esportes; </li></ul><ul><li>Perspectiva nazista de controle total da sociedade; </li></ul><ul><li>Desprezo de disport (prazer) e preferência pelo termo leibesübungen (exercícios físicos); </li></ul>Hitler e seus ministros durante os Jogos Olímpicos de 1936.
  3. 3. Os esportes na Alemanha de Hitler: &quot;Jovens Servem o Führer &quot;. Cartaz de recrutamento da Juventude Hitlerista. Esta organização mobilizava garotos dentro da comunidade do Partido Nacional Socialista através do esporte, preparando-os para o combate na Guerra. Bundesarchiv Koblenz . USHMM. Garotos alemães fazem a saudação nazista. Setembro de 1933. Süddeutscher Verlag Bilderdienst . USHMM.
  4. 4. Os esportes na Alemanha de Hitler: Milhares de garotas executam movimentos de ginástica rítmica durante um evento do Partido Nazista em Nuremberg. 1934. UPI/Corbis-Bettmann . USHMM.
  5. 5. Os esportes na Alemanha de Hitler: Membros da Juventude Hitlerista lançam granadas de imitação durante um festival de esportes. Junho de 1936. Ullstein Bilderienst . USHMM. Soldados alemães mergulham com equipamentos em um show pré-competição nas piscinas Olímpicas em Halberstadt. 27 de julho de 1936. UPI/Corbis-Bettmann. USHMM.
  6. 6. Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Repetição de velhos jargões ao relacionar prática esportiva e formação do elemento nacional regenerado: </li></ul><ul><li>A cultura física não é, pois, um problema que só interesse ao indivíduo ou que afete somente aos pais, mas é um requisito indispensável para a conservação da raça, a que o Estado deve proteção (...). A função do esporte não é somente a de tornar os indivíduos ágeis e destemidos, mas também prepará-los para suportarem todas as adversidades (Adolf Hitler, Mein Kampf ); </li></ul>
  7. 7. Os esportes na Alemanha de Hitler: <ul><li>Interessava a aproximação da prática esportiva a todos os campos; </li></ul><ul><li>Trabalhador-esportista: exemplo a ser seguido – combinação da capacidade produtiva (economia nacional) com valores estéticos (superioridade ariana). </li></ul>A revista Das Deutsche Mädel (A garota alemã) descreve a atleta ariana &quot;ideal&quot;. Agosto de 1935.
  8. 8. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Projeções internas: </li></ul><ul><li>1933: A Federação de Futebol Alemã é obrigada a banir os jogadores judeus dos clubes de futebol, obedecendo às determinações do “Parágrafo Ariano” ( Arienparagraph ), que excluía os judeus de determinadas atividades. </li></ul>
  9. 9. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Caso de Julian Hirsch: </li></ul><ul><li>Jogador nas Olimpíadas de 1912; </li></ul><ul><li>Atingido pelo Arienparagraph em 1943, quando já era treinador de futebol; </li></ul><ul><li>Enviado a Auschwitz; </li></ul><ul><li>Encontro com Otto Harder (seu ex-companheiro de seleção) que atuava como guarda do campo de concentração; </li></ul><ul><li>Harder alegaria que era um guarda mais tolerante que a média, pois permitia que os prisioneiros jogassem futebol. </li></ul>
  10. 10. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Projeções externas: </li></ul><ul><li>Prática esportiva como fator de aproximação internacional; </li></ul><ul><li>República de Weimar: média de 20 encontros internacionais por ano; </li></ul><ul><li>Alemanha Nazista: pico de 78 encontros internacionais no ano de 1935; </li></ul><ul><li>Jogo contra a Inglaterra anunciado para 04/12/1935; </li></ul><ul><li>Protesto de grupos antinazistas na Inglaterra, diante do anúncio da partida; </li></ul>
  11. 11. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Temor em relação a uma invasão de torcedores alemães, com suas bandeiras, suásticas e hinos em homenagem ao Führer ; </li></ul><ul><li>Importância do jogo para os alemães: demonstração de espírito de fair-play ; </li></ul><ul><li>Jogos Olímpicos de Berlim (1936) já estavam programados (desde 1931), e ainda estavam sob a ameaça de não contar com a presença de atletas dos EUA (intensa campanha de boicote, diante da subida de Hitler ao poder); </li></ul>
  12. 12. “ The Modern Mercury”, por Jerry Doyle. In : The Philadelphia Record (7/12/1935). Historical Society of Pennsylvania . USHMM.
  13. 13. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Hitler sugere contenção das manifestações patrióticas dos torcedores; </li></ul><ul><li>Acordo de não manifestação dos torcedores; </li></ul><ul><li>12 mil torcedores alemães vão para Londres; </li></ul><ul><li>Trabalhadores das indústrias alemãs favorecidos pelo programa de turismo organizado pela Força para a Alegria ; </li></ul>
  14. 14. Futebol na Alemanha Nazista: <ul><li>Inglaterra vence: 3x0. Pouquíssimos incidentes são registrados. </li></ul><ul><li>Encaminhamento diplomático da questão, visando as Olimpíadas do ano seguinte, era mais importante. </li></ul><ul><li>A visita alemã seria retribuída em 1938, e os ingleses se renderiam ao protocolo: fariam a saudação nazista antes do jogo. </li></ul>
  15. 15. Futebol na Alemanha Nazista: 1938. O &quot;English Team&quot; vai à Alemanha e se rende ao protocolo nazista (in: Agostino, Op. cit ., p. 53).
  16. 16. Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>Berlim escolhida como sede antes da subida de Hitler (1931); </li></ul><ul><li>Olimpíadas de 1936: transformadas em símbolo da apoteose esportiva e estética do Terceiro Reich; </li></ul><ul><li>Berlim sofre inúmeras intervenções arquitetônicas: melhoria de estradas, ruas e aeroportos; </li></ul><ul><li>Reconstrução completa do velho estádio berlinês, o Deutsches Stadium ; </li></ul>Aspecto de uma rua de Berlim durante os Jogos
  17. 17. Vista aérea do estádio olímpico, com capacidade para até 110 mil espectadores (in: Judith Holmes, Olimpíada 1936 : glorificação do Reich de Hitler, Rio de Janeiro, Renes, 1974).
  18. 18. No momento em que Hitler e o Comitê Olímpico Internacional atravessavam o portão do novo estádio olímpico, a banda militar entoou a &quot;Marcha da Homenagem&quot;, de Wagner (in: Holmes, Op. cit ., pp. 82-83).
  19. 19. Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>Cartazes anti-semitas são retirados de cena; </li></ul><ul><li>A imponência dos Jogos e a grandiosidade do estádio olímpico deveriam mostrar ao mundo a grandeza do Reich dos Mil Anos; </li></ul><ul><li>Jogos de Berlim: uma das mais emblemáticas manifestações de mídia para as massas; </li></ul><ul><li>Cinema: Leni Riefensthal (filme Olympia ) </li></ul>Pôster oficial das Olimpíadas de 1936
  20. 20. Leni Riefenstahl agachada ao lado de uma câmara cinematográfica, tomando cenas para o seu filme &quot;Olympia&quot; (in: Holmes, Op. cit ., p. 84).
  21. 21. Jogos Olímpicos de Berlim (1936) <ul><li>O historiador Peter Reichel define as Olimpíadas de 1936 como uma espécie de obra de arte total fascista, mistura de consagração nacional com ópera wagneriana, fenômeno quase religioso em sua concepção, que transformava uma competição pacífica entre nações em uma explosão de violência secreta, de terror de Estado e de preparação de corações e mentes para a guerra ; </li></ul>
  22. 22. Futebol nas Olimpíadas de 1936: <ul><li>Jogo Áustria x Peru; </li></ul><ul><li>O campo é invadido e a partida anulada.; </li></ul><ul><li>Delegação peruana abandona os Jogos, conclamando um boicote sul-americano; </li></ul><ul><li>Oscar Benavides: os supostos “arianos” jamais podiam aceitar perder uma partida para aqueles que consideravam inferiores; </li></ul>
  23. 23. Futebol nas Olimpíadas de 1936: <ul><li>Alemanha: eliminada nas semifinais pela Noruega. </li></ul><ul><li>Hitler deixou o estádio poucos minutos antes de a partida terminar; </li></ul><ul><li>Estratégica sempre adotada (ex.: Jesse Owens); </li></ul><ul><li>Ao final da competição, a Itália de Mussolini levou o ouro (trecho de Olympia ). </li></ul><ul><li>Presença de um grande público italiano. </li></ul>
  24. 24. Futebol e propaganda nazista: <ul><li>Goebbels: futebol tinha o poder de mobilizar as paixões populares; </li></ul><ul><li>Atuação da seleção de futebol alemã durante a II Guerra: 34 partidas disputadas; </li></ul><ul><li>Sistema de prêmios e punições instituído para regular a eficiência da equipe; </li></ul><ul><li>Clubes na Alemanha continuaram entrando em campo durante quase toda a II Guerra (manutenção da força catalisadora do esporte e da sensação de normalidade); </li></ul>
  25. 25. Futebol e propaganda nazista: <ul><li>Rádio: locutores narravam os jogos utilizando expressões militares; </li></ul><ul><li>Noticiário esportivo: preencher espaços, evitando a divulgação de notícias sobre os desgastes da máquina de guerra e ocultar as derrotas militares; </li></ul>
  26. 26. Futebol e propaganda nazista: <ul><li>Ingressos vendidos a preços muito menores que nos tempos de paz, estimulando o “consumo” do esporte; </li></ul><ul><li>Realização de partidas contra selecionados de áreas ocupadas: necessidade de afirmação da superioridade do invasor; </li></ul>
  27. 27. Resistência através do futebol? <ul><li>Futebol utilizado também como resistência pelos adversários (8 derrotas); </li></ul><ul><li>Em Kiev (Ucrânia): realização dois de jogos contra o time da força aérea alemã, a Luftwaffe (agosto de 1942); </li></ul><ul><li>Os locais vencem nas duas oportunidades; </li></ul><ul><li>Oito dos jogadores ucranianos são enviados a campos de concentração; </li></ul><ul><li>Filme: Fuga para a Vitória (inspirado no caso); </li></ul><ul><li>Monumento construído pelos sociéticos (1981), supostamente em homenagem a estes jogadores: </li></ul>
  28. 28. Monumento em homenagem aos jogadores do FC Start. Localizado do lado externo do estádio do Dínamo Kiev. Monumento construído em 1981 pelo soviéticos próximo ao estádio do Start
  29. 29. Livro de Andy Dougan que trata do caso ( Triunfo e tragédia do Dínamo na Kiev ocupada pelos nazistas ).

×