Oficina teste de usabilidade

1.995 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design, Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Oficina teste de usabilidade

  1. 1. Oficina Teste de Usabilidade <ul><li>Instituto Faber-Ludens de Design de Interação </li></ul><ul><li>Faculdades Internacionais San-Martin </li></ul><ul><li>Érico Fileno , M.Sc. </li></ul><ul><li>Designer de Interação </li></ul>
  2. 2. Programação <ul><li>Manhã </li></ul><ul><li>Conceito sobre Usabilidade, Planejamento do teste (laboratório, Morae, plano, recrutamento, análise da tarefa). </li></ul><ul><li>Tarde </li></ul><ul><li>Execução (facilitação, questionário, recompensa), interpretação e comunicação de resultados. </li></ul>
  3. 3. Definição <ul><li>O que é teste de usabilidade? </li></ul><ul><li>Método para detectar problemas na interação do usuário com um produto: </li></ul><ul><li>Inadequação, </li></ul><ul><li>Inconsistência, </li></ul><ul><li>Resposta inesperada, </li></ul><ul><li>Complicação, </li></ul><ul><li>Ambiguidade. </li></ul>
  4. 4. Critérios <ul><li>O que o usuário pode fazer? </li></ul><ul><li>O que o usuário quer fazer? </li></ul><ul><li>O que o usuário deve fazer? </li></ul>
  5. 5. Definição <ul><li>O que é teste de usabilidade? </li></ul><ul><li>Método para detectar problemas compreender melhor a interação do usuário com um produto. </li></ul>
  6. 6. Tipos <ul><li>Formativo / Somativo, </li></ul><ul><li>Exclusivo / Comparativo, </li></ul><ul><li>Qualitativo / Quantitativo, </li></ul><ul><li>Coletivo / Individual, </li></ul><ul><li>Livre / Estruturado, </li></ul><ul><li>Em campo / Em laboratório. </li></ul>
  7. 7. Possíveis objetivos <ul><li>Receber feedback sobre o design, </li></ul><ul><li>Avaliar situação, </li></ul><ul><li>Comparar com a concorrência, </li></ul><ul><li>Convencer pessoas. </li></ul>
  8. 8. Métricas <ul><li>Tempo de execução da tarefa, </li></ul><ul><li>Número de erros, </li></ul><ul><li>Taxa de finalização da tarefa, </li></ul><ul><li>Satisfação subjetiva. </li></ul>
  9. 9. Benefícios não-quantificáveis <ul><li>Mostra o usuário, </li></ul><ul><li>Acaba com discussões intermináveis, </li></ul><ul><li>Dar suporte ao design, </li></ul><ul><li>Sensibiliza a equipe de desenvolvimento. </li></ul>
  10. 10. Benefícios não-quantificáveis
  11. 11. Planejamento Laboratório <ul><li>Laboratório de usabilidade. </li></ul>
  12. 12. Preparação técnica Laboratório
  13. 13. Preparação técnica Laboratório
  14. 14. Preparação técnica Laboratório
  15. 15. Preparação técnica Laboratório <ul><li>Desvantagens do teste em laboratório: </li></ul><ul><li>Condições artificiais, </li></ul><ul><li>Inibição, </li></ul><ul><li>Descontextualização, </li></ul><ul><li>Custo da infra-estrutura. </li></ul>
  16. 16. Preparação técnica Laboratório <ul><li>Desvantagens do teste em campo: </li></ul><ul><li>Descontrole, </li></ul><ul><li>Problemas técnicos, </li></ul><ul><li>Interferências durante o teste, </li></ul><ul><li>Custo de software e equipamentos. </li></ul>
  17. 17. Preparação técnica Morae <ul><li>Grava a tela do usuário, </li></ul><ul><li>Grava a webcam, </li></ul><ul><li>Permite observação simultânea em outro computador via rede, </li></ul><ul><li>Ajuda a analisar os dados, </li></ul><ul><li>Gera estatísticas. </li></ul>
  18. 18. Preparação técnica Morae
  19. 19. Exercícios <ul><li>Preparar e testar os equipamentos para um teste de usabilidade, </li></ul><ul><li>Configurar dois computadores: o do usuário e o dos observadores. </li></ul>
  20. 20. Preparação conceitual Planejamento <ul><li>Qual é o propósito? </li></ul><ul><li>Como será aplicado o método? </li></ul><ul><li>Que recursos serão necessários? </li></ul>
  21. 21. Preparação conceitual Recrutamento <ul><li>Screening, </li></ul><ul><li>Representatividade de segmentos, </li></ul><ul><li>Capacidade de verbalização, </li></ul><ul><li>Conhecimento do domínio, </li></ul><ul><li>Experiência prévia. </li></ul>
  22. 22. Preparação conceitual Princípios de recrutamento <ul><li>Deixar claro que não vai vender nada, </li></ul><ul><li>Conquistar a simpatia, </li></ul><ul><li>Não agir como um atendente de telemarketing, </li></ul><ul><li>Demonstrar o benefício e instigar a curiosidade. </li></ul>
  23. 23. Preparação conceitual Exemplo de screening <ul><li>Olá! Meu nome é (nome_do_pesquisador) e eu trabalho para a (nome_da_empresa). Com quem eu falo? (nome_da_pessoa), nos temos um site na Internet e estamos cadastrando pessoas que queiram participar de pesquisas de opinião. A pesquisa é simples. Nós mostramos um site pra você e você nos dá sua opinião. No final você ganha um (descricao_do_brinde). Você tem interesse em se cadastrar? </li></ul>
  24. 24. Preparação conceitual Número de usuários <ul><li>Você quer quantidade ou qualidade? </li></ul><ul><li>Até que os dados comecem a se repetir, </li></ul><ul><li>Importância de representar diferentes perfis. </li></ul>Nielsen
  25. 25. Preparação conceitual Onde encontrar usuários <ul><li>Terceirização de recrutamento, </li></ul><ul><li>Rede de amigos (orkut, twitter), </li></ul><ul><li>Cadastro de clientes de empresas, </li></ul><ul><li>Instituições de ensino (biblioteca, laboratórios), </li></ul><ul><li>Locais públicos (bares, lan-houses), </li></ul><ul><li>Anúncio em jornal ou na web. </li></ul>Nielsen
  26. 26. Exercícios <ul><li>Planejar um teste para website de exemplo, </li></ul><ul><li>Iniciar o plano de teste definindo objetivos e perfil de usuários, </li></ul><ul><li>Elaborar o roteiro de recrutamento. </li></ul>
  27. 27. Preparação conceitual Estrutura do teste <ul><li>Formativo / Somativo, </li></ul><ul><li>Exclusivo / Comparativo, </li></ul><ul><li>Qualitativo / Quantitativo, </li></ul><ul><li>Coletivo / Individual, </li></ul><ul><li>Livre / Estruturado , </li></ul><ul><li>Em campo / Em laboratório. </li></ul>
  28. 28. Preparação conceitual Análise de tarefas <ul><li>Traçar os fluxos, </li></ul><ul><li>Percurso cognitivo para identificar dúvidas, </li></ul><ul><li>Priorizar, </li></ul><ul><li>Redigir tarefas claras. </li></ul>
  29. 29. Preparação conceitual Visualização de tarefas <ul><li>Análise preditiva da tarefa. </li></ul>Entrou na loja Vai às estantes Pergunta Procura seção Procura produto Paga Procura algo específico? Pergunta ao atendente? Procura o caixa? Encontra algo interessante? Deseja algo mais? Vai embora? Encontrou o Produto? S Entra na loja Sai da loja S S N N N N S S S S N N N
  30. 30. Preparação conceitual Teste orientado a tarefas <ul><li>Escrever as tarefas em cartões ou no roteiro, </li></ul><ul><li>Testar antes se a tarefa é compreensível, </li></ul><ul><li>Não explicar a tarefa durante o teste, </li></ul><ul><li>Gravar o tempo para execução, </li></ul><ul><li>Conversar sobre a tarefa depois da execução ou desistência. </li></ul>
  31. 31. Exercícios <ul><li>Identificar tarefas críticas no website de exemplo, </li></ul><ul><li>Decupar as etapas da tarefa em formato de diagrama, </li></ul><ul><li>Ressaltar as etapas que acredita-se que possam causa problemas, </li></ul><ul><li>Redigir tarefas para um teste. </li></ul>
  32. 32. Preparação conceitual Protótipos <ul><li>Escolha do suporte (papel, computador), </li></ul><ul><li>Escolha da ferramenta, </li></ul><ul><li>Definição dos fluxos, </li></ul><ul><li>Montagem das telas, </li></ul><ul><li>Eliminação de bugs. </li></ul>
  33. 33. Preparação conceitual Software para prototipação <ul><li>Axure, </li></ul><ul><li>Visio, </li></ul><ul><li>Powerpoint, </li></ul><ul><li>Flash/Flex/Catalyst, </li></ul><ul><li>Dreamweaver, </li></ul><ul><li>Balsamiq. </li></ul>
  34. 34. Preparação conceitual &quot;O Mágico de Oz&quot; Evaluating speech-enabled multimodal dialogue systems
  35. 35. Execução Facilitação <ul><li>Seguir os protocolos, </li></ul><ul><li>Deixar usuário à vontade, </li></ul><ul><li>Fazer companhia, </li></ul><ul><li>Colher sugestões, </li></ul><ul><li>Ser imparcial. </li></ul>
  36. 36. Execução Perigos ou oportunidades <ul><li>Colocar palavras na boca do usuário, </li></ul><ul><li>Omitir ou expor pontos, </li></ul><ul><li>Coletar frases de efeito. </li></ul>
  37. 37. Execução Protocolo &quot;Pensar alto&quot; <ul><li>Ajuda a entender melhor a tarefa, </li></ul><ul><li>Demora mais para executar a tarefa. </li></ul>O que você está procurando? Eu não estou entendendo porque esse ícone apareceu de novo... No que você está pensando?
  38. 38. Execução Protocolo Semiótico <ul><li>O que você espera encontrar? Suporte ao ensino. </li></ul><ul><li>Por que você acha isso? A Biblioteca é necessária pra ensinar. </li></ul><ul><li>Como você chegou a essa conclusão? Ensinar pressupõe aprendizado, que só é possível através da pergunta. </li></ul>
  39. 39. Execução Exemplo de script <ul><li>[ cumprimente o usuário, ofereça água, café e o banheiro. ] Obrigado por participar do teste! Sou consultor de uma empresa que tem um site na Internet e estou tentando ajudar a melhorar ele. Chamamos você porque queremos que você também nos ajude a encontrar em que pontos ele pode melhorar. Não precisa fazer nada especial, é só usar o site como se você estivesse em casa. Observando como você reage ao site, podemos saber o que está bom e o que está ruim.. </li></ul>
  40. 40. Exercícios <ul><li>Preparar o roteiro do facilitador, </li></ul><ul><li>Simular um teste, </li></ul><ul><li>Prestar atenção na moderação. </li></ul>
  41. 41. Execução Questionário de satisfação <ul><li>Momento de reflexão, </li></ul><ul><li>Opção anônima, </li></ul><ul><li>Avaliação subjetiva do processo, </li></ul><ul><li>Resumo das impressões, </li></ul><ul><li>Abertura para sugestões, </li></ul><ul><li>Mudança para o papel promove reflexão. </li></ul>
  42. 42. Execução Exemplo de Questionário
  43. 43. Execução QUIZ
  44. 44. Exercício <ul><li>Elaborar um breve questionário de satisfação para o teste no website do exemplo. </li></ul>
  45. 45. Execução Recompensa <ul><li>Resolução Conselho Nacional de Saúde 196/96 – Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisas Envolvendo Seres Humanos, </li></ul><ul><li>Art. II p.10 – Sujeito da pesquisa: é o(a) participante pesquisado(a), individual ou coletivamente, de caráter voluntário, vedada qualquer forma de remuneração . </li></ul>
  46. 46. Execução Recompensa <ul><li>Recrutar durante horário de trabalho e ressarcir prejuízo ou </li></ul><ul><li>Recompensar com brindes (tickets promocionais, produtos, etc), </li></ul><ul><li>Ressarcir gastos com transporte e alimentação. </li></ul>
  47. 47. Teste piloto <ul><li>Testar o teste, </li></ul><ul><li>Prevenir que problemas no teste afetem o resultado, </li></ul><ul><li>Usuário não precisa fazer parte do público-alvo, </li></ul><ul><li>Pode-se testar partes em separado (redação das tarefas, equipamento, etc). </li></ul>
  48. 48. Checklist para teste <ul><li>Os objetivos do teste estão bem definidos? </li></ul><ul><li>As tarefas a serem propostas estão claras? </li></ul><ul><li>Os equipamentos estão todos funcionando? </li></ul><ul><li>... </li></ul><ul><li>Já realizou um teste piloto? </li></ul><ul><li>Você tem certeza que realizou um teste piloto? </li></ul>
  49. 49. Exercício <ul><li>Executar os testes no website de exemplo. </li></ul>
  50. 50. Interpretação de dados <ul><li>Revisão de áudio/vídeo é trabalhoso, </li></ul><ul><li>Metadados, </li></ul><ul><li>Grau de severidade/prioridades, </li></ul><ul><li>Análise estatística. </li></ul>
  51. 51. Etiquetas de expressões
  52. 52. Comunicação de resultados <ul><li>Resumir achados: </li></ul><ul><ul><li>Usar gráficos e estatísticas se forem relevantes, </li></ul></ul><ul><li>Apontar implicações para o design: </li></ul><ul><ul><li>Críticas e elogios, </li></ul></ul><ul><ul><li>Sugestões e recomendações. </li></ul></ul>
  53. 53. Referência <ul><li>Betterdesktop.org </li></ul>
  54. 54. Exercício <ul><li>Elaborar um relatório dos testes aplicados. </li></ul>
  55. 55. Érico Fernandes Fileno, M.Sc. - Designer de Interação - Especialista em Experiência do Usuário - Pesquisador em Usabilidade [email_address] http://ericofileno.wordpress.com @efileno Contato

×