Design Centrado Usuario

2.991 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design, Tecnologia, Negócios

Design Centrado Usuario

  1. 1. Érico Fernandes Fileno. MSc – Designer de Interação Instituto Faber-Ludens de Design de Interação Design Centrado no Usuário
  2. 2. design centrado no usuário “ ”
  3. 3. Introdução ao Processo de Design Processo de desenvolvimento clássico Divisão em 3 grandes fases: Design Engenharia Vendas
  4. 5. P&D Socie- dade
  5. 6. Projetar faz parte da práxis humana
  6. 7. design centrado no usuário “ ”
  7. 8. design centrado no usuário o "ser humano" é o elemento fundamental do desenvolvimento de um produto ou serviço “ ”
  8. 9. Design Centrado no Usuário O usuário pode ser enquadrado em diversas dimensões, tais como: 1) O usuário como sujeito em testes de usabilidade e prototipagem, onde o foco é saber a performance do sujeito com relação a um sistema particular ou a uma característica deste sistema; 2) O usuário com alguém que tem preferências, particularmente com produtos comerciais; 3) O usuário como experiente em assuntos específicos, como provedor de informações.
  9. 10. Identificar a necessidade do projeto centrado no usuário Analisar e especificar o contexto de uso Especificar as exigências dos usuários Produzir soluções de projeto Avaliar o projeto contra as exigências O sistema satisfaz as exigências dos usuários Design Centrado no Usuário
  10. 11. Pesquisa “ Ideação” Design Prototipação Avaliação Desenvolvimento Design Centrado no Usuário
  11. 12. <ul><li>Os usuários devem ser envolvidos no projeto para que seja resolvido um problema </li></ul><ul><li>Designers e usuários têm preocupações e repertórios um pouco diferentes. </li></ul><ul><li>É muito difícil para o designer predizer que efeito determinada decisão de projeto terá no comportamento do usuário. </li></ul>Design Centrado no Usuário
  12. 13. pessoal coletivo Contexto Design é um processo social -> Troca social
  13. 14. Usabilidade é a qualidade que caracteriza o uso de um sistema interativo. Qualidade na relação entre: - usuário, - tarefa, - interface, - artefato e demais aspectos do ambiente físico e sociocultural. Princípios
  14. 15. <ul><li>Princípios de Diálogo (ISO 9241:10) </li></ul><ul><li>Adaptação à tarefa </li></ul><ul><li>Autodescrição (feedback) </li></ul><ul><li>Controle ao usuário </li></ul><ul><li>Conformidade às expectativas do usuário </li></ul><ul><li>Tolerância aos erros </li></ul><ul><li>Facilidade de individualização </li></ul><ul><li>Facilidade de aprendizagem </li></ul>
  15. 16. Érico Fernandes Fileno. MSc – Designer de Interação Instituto Faber-Ludens de Design de Interação <ul><li>Pesquisa qualitativa </li></ul><ul><li>Questionários </li></ul><ul><li>Observação </li></ul><ul><li>Card Sorting </li></ul><ul><li>Teste de usabilidade </li></ul>ferramentas
  16. 17. <ul><li>Érico Fernandes Fileno, M.Sc. </li></ul><ul><li>– Designer de Interação </li></ul><ul><li>Especialista em Experiência do Usuário </li></ul><ul><li>Arquiteto da Informação </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>ericofileno .wordpress.com </li></ul>Instituto Faber-Ludens de Design de Interação www.faberludens.com.br

×