Neuroses

1.134 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.134
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neuroses

  1. 1. As neuroses caracterizam-se por distúrbios deconduta, de sentimentos e ideias, onde ostranstornos negativos podem ser menos marcantes, aregressão menos profunda e o psiquismo restante seorganiza próximo da normalidade. Essas formas de existência patológicas são vividascomo um mal estar interior, transbordante deangústia. O Indivíduo neurótico não é um portadorpassivo de seus sintomas, ele os cria através demecanismos de defesa contra seu próprio sofrimentointerior.
  2. 2. Quando o indivíduo é submetido a pressõesinternas (inatas no indivíduo) e externas (meioambiente) pode se distanciar de seu próprio “eu”,dirigindo suas energias na transformação de um serabsolutamente perfeito, através de um sistema rígidode normas internas. A imagem idealizada que o indivíduo neuróticoconstrói para si mesmo tem as características da“perfeição divina”, pois ele lhe atribui predicadosextraordinários, como se fossem característicassuas, pessoais. Este Mecanismo leva-o a sentir umenorme orgulho de si mesmo. Essa idealização éconstruída como defesa contra os fortessentimentos íntimos de inferioridade, em relação àsoutras pessoas, advindos de sua angústia básica(sensação de insegurança).
  3. 3. Inúmeras áreas da personalidade do indivíduoneurótico tornam-se inaproveitáveis para finsconstrutivos, necessitando desesperadamente deconfiança em si ou de um substituto para ela. “Diante desse mecanismo artificial de ajustamento, oindivíduo desenvolve uma série de atitudes visando apreservar sua auto-imagem idealizada, em detrimentodo ‘eu real’, isto é, de suas potencialidades reais decrescimento.”
  4. 4. Estas atitudes são: II - A conquista da glória: OI – O alheamento de si: seus indivíduo começa a sentimentos reais, desejos endeusar a imagem que faz e vontades, passam para de si mesmo. Torna-se segundo plano em favor extremista. O mecanismo da segurança. de defesa é colocar-se em um pedestal.III - Sistema de orgulho neurótico: Tudo o que não diz respeito a si mesmo torna-se IV - Ódio e desprezo de si desprezível e em todo mesmo: Quando algum fracasso ou dificuldade o fracasso não pode ser indivíduo projeta a culpa nos imputado a outro, passa a outros ou nas situações vivenciar toda sua sensação ambientais, incapaz, assim, de insegurança, impotência de assumir suas próprias e angústia (sentimento de responsabilidades perante a ódio e/ou desprezo). vida.
  5. 5. “E vendo-o, passou a largo.” (Jesus)“Este trecho nos liga ao Sacerdote Levita que, conhecendoprofundamente a Lei, negou-a, numa atitude de egoísmo ecomodidade, preferindo o caminho do menor esforço.”“As neuroses são manifestações distônicas do espírito,resultante do conhecimento anterior das leis e que ele optapor percorrer o caminho do menor esforço.”
  6. 6. EVOLUÇÃOFluido Cósmico Universal Princípio Inteligente ESPÍRITO HOMEM REENCARNAÇÃO (Oportunidade de enriquecimento , de prova ou de reparação de conduta)
  7. 7. Para atingir a perfeição, a criatura necessita trilhar umlongo caminho de esforço e vivência de experiências, quelhe permitam fixar gradualmente as lições aprendidas. Esteaprendizado exige a humildade do reconhecimento do erroe o propósito de redimir-se através do trabalho deautoconhecimento e discernimento das tarefas apropriadasa serem realizadas.A reencarnação, por misericórdia divina, permite aoindivíduo esquecer-se dos fatos passados, mas situações quegravem a sensação de culpa e remorso permanecem nolimiar do consciente da criatura.
  8. 8. As lembranças do passado, como ser falido, gerando culpase remorsos, podem se entrechocar com a mensagemespiritual da necessidade de caminhar para a perfeição e setraduzir em conflitos e angústias. Ele opta por percorrer o caminho do menor esforço,criando uma imagem idealizada com atributos diversos.Constrói para si mesmo uma ilusão, na qual se fecha deforma egoística.
  9. 9. Ilusão de estar mais próximo de Deus do que dos Não auxilia o homem caído. homens.Idealização do “ego” Não se coloca no (desperdício SACERDOTE LEVITA nível do outro das energias (empatia). divinas) . Comodismo (Atingir a Personalidade perfeição sem Não se assemelha ao artificial passar pela ser prostrado. (“perfeição”). “porta estreita”).
  10. 10. O trabalho do auto-aperfeiçoamento exige o esforço de sedesfazer dos enquistamentos energéticos que se formaramao longo da caminhada evolutiva e que vão, gradualmente,sendo trazidos do inconsciente profundo às camadas maispróximas, podendo atingir o consciente. Por isso, as terapêuticas de autoconhecimento são defundamental importância no tratamento das neuroses,indispensáveis à evolução, por encararmos o homem comomédico de si mesmo.

×