A Mediunidade com Jesus

1.493 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Mediunidade com Jesus

  1. 1. MEDIUNIDADE COM JESUSFraternidade Espírita “Monsenhor Horta” julho/2011 Lucrécia Valle
  2. 2. Mediunidade ao longo dos tempos
  3. 3. Médiuns [...] na grande romagem, todos somos instrumentos das forças com as quais estamos em sintonia. Todos somos médiuns, dentro do campo mental que nos é próprio, associando-nos às energias edificantes, se o nosso pensamento flui na direção da vida superior, ou às forças perturbadoras e deprimentes, se ainda nos escravizamos às sombras da vida primitivista ou torturada. André Luiz
  4. 4. • Cada criatura com os sentimentos que lhe caracterizam a vida íntima emite raios específicos e vive na onda espiritual com que se Identifica. Emmanuel
  5. 5. O ato mediúnico éuma fusão deenergias do espíritocomunicante com osdo médium.
  6. 6. Faculdade mediúnica significa ...“percepção espiritual, que deveser incentivada em nós mesmos.Não bastará, entretanto,perceber. É imprescindívelsantificar essa faculdade,convertendo-a no ministérioativo do bem. A maioria doscandidatos ao desenvolvimentodessa natureza, contudo, não sedispõe aos serviços preliminaresde limpeza do vaso receptivo.” André Luiz
  7. 7. Objetivos e finalidade da mediunidade demonstração da sobrevivência da alma após a morte do corpo físico; esclarecimento de encarnados e desencarnados; despertar da consciência; conhecimento e compreensão do corpo espiritual; consolo, esperança, bom ânimo...
  8. 8. A faculdade lhes é concedida, porqueprecisam dela para se melhorarem,para ficarem em condições de receberbons ensinamentos. Se não aproveitamda concessão, sofrerão asconseqüências. A. KardecSe há pessoas indignas que apossuem, é que disso precisam maisdo que as outras, para se melhorarem.Pensas que Deus recusa meios desalvação aos culpados? Ao contrário,multiplica-os no caminho que elespercorrem; põe-nos nas mãos deles.Cabe-lhes aproveitá-los. A. Kardec
  9. 9. A oferta da faculdademediúnica demonstra-nos amisericórdia de Deus atuando afavor dos médiuns, já quefaculta-lhes a oportunidade docrescimento íntimo e da praticada caridade.Apesar desta demonstração deamor de Deus por seus filhos,muitos médiuns hão fracassadoem suas experiênciasmedianímicas, perdendooportunidades benditas dereajustamento perante a LeiDivina, ainda sintonizados comas inquietações inferiores.
  10. 10. Porque do fracasso? • Alguns aprendizes fracassam porque não sabem multiplicar os bens, nem dividi-los. Ignoram como subtrair a luz das trevas, somam os conflitos e formam equações de ódio e vingança. Esquecem-se de que Jesus salientou o amor, por máxima glória, em todas as situações do apostolado evangélico e que, mesmo na cruz, depois de receber os fatores da injúria, da perseguição, da ironia e do desprezo, somou-os na tábua do coração, extraindo a divina equação de serenidade, entendimento e perdão. Emmanuel
  11. 11. Mas, quem são os médiuns ... Os médiuns, em sua generalidade, não são missionários na acepção comum do termo; são almas que fracassaram desastradamente, que contrariaram, sobremaneira, o curso das leis divinas, e que resgatam, sob o peso de severos compromissos e ilimitadas responsabilidades, o passado obscuro e delituoso. O seu pretérito, muitas vezes, se encontra enodoado de graves deslizes e de erros clamorosos. Quase sempre, são Espíritos que tombaram dos cumes sociais, pelos abusos do poder, da autoridade, da fortuna e da inteligência, e que regressam ao orbe terráqueo para se sacrificarem em favor do grande número de almas que Emmanuel desviaram das sendas luminosas da fé, da caridade e da virtude.
  12. 12. São almas arrependidas que procuram arrebanhar todas as felicidades que perderam, reorganizando, com sacrifícios, tudo quanto esfacelaram nos seus instantes de criminosas arbitrariedades e deEmmanuel condenável insânia.
  13. 13. Não deverão encarar a mediunidade como um dom ou como umprivilégio, sim como bendita possibilidade de reparar seus errosde antanho, submetendo-se, dessa forma, com humildade, aosalvitres e conselhos da Verdade, cujo ensinamento está,frequentemente, numa inteligência iluminada que se nos dirige,mas que se encontra igualmente numa provação que,humilhando, esclarece ao mesmo tempo o espírito, enchendo-lhe o íntimo com as claridades da experiência. Emmanuel
  14. 14. Tende cuidado paraque alguém não vos seduza: - por quemuitos virão em meunome, dizendo: “Eu sou o Cristo”, eseduzirão a muitos Mateus, 24:4-5
  15. 15. Com sabe com quem sintonizamos? Com quemcooperamos? Qual o espírito que nos assiste? O "espírito do mundo" é o acervo de todas as nossas ações delituosas, em séculos de experiências incessantes;  O "espírito que provém de Deus" é o constante apelo das Forças do Bem, que nos renovam a oportunidade de progredir cada dia, a fim de descobrirmos a glória eterna a que a Infinita Bondade nos destinou.
  16. 16. Reflexões úteis ... • Ninguém pode assistir a outrem, com eficiência, se não procurou a edificação de si mesmo. • ninguém medicará, com proveito, se não adquiriu o espírito de boa- vontade para com os que necessitam; • ninguém ensinará, com segurança, se não possui a seu favor os atos de amor ao próximo, no que se refira à compreensão e ao auxílio fraternais. Emmanuel
  17. 17. • Espírito algum construirá a escada de ascensão sem atender às determinações do auxílio mútuo;• Age,[...] com isenção de desânimo, sem desalento e sem inquietação, em teu apostolado de esclarecer e de auxiliar ;• Estende as tuas mãos sobre os doentes que te busquem o concurso de irmão dos infortunados, na certeza de que o Senhor é o Manancial de todas as Bênçãos;• Indispensável marchar de alma erguida para o Alto, vigiando, embora as serpes e espinhos que povoam o chão;• Não desprezes a oportunidade de servir e prossegue de esperança robusta ; Bezerra
  18. 18. Como sintonizar com as energias do Bem?  Se aspirais ao desenvolvimento superior, abandonai os planos inferiores.  Se pretendeis o intercâmbio com os sábios, crescei no conhecimento, valorizai as experiências, intensificai as luzes do raciocínio!  Se aguardais a companhia sublime dos santos, santificai-vos na luta de cada dia, porque as entidades angélicas não se mantêm insuladas nos júbilos celestes e trabalham também pelo aperfeiçoamento do mundo, esperando a vossa angelização! André Luiz
  19. 19.  Se desejais a presença dos bons, tornai-vos bondosos por vossa vez! Sem afabilidade e doçura, sem compreensão fraternal e sem atitudes edificantes, não podereis entender os Espíritos afáveis e amigos, elevados e construtivos. André Luiz
  20. 20. • Em todos os labores terrestres, transformai-vos na Vontade de Nosso Pai! E em vossos serviços de fé, não intenteis fazer baixar até Vós os Espíritos superiores, mas aprendei a subir até eles, conscientes de que os caminhos de intercâmbio são os mesmos para todos e mais vale elevar o coração para receber o infinito bem, que exigir o sacrifício dos benfeitores!... André LuizJosé Silvério Horta// Monsenhor Horta
  21. 21. Ouvi-me, irmãos meus!... Se vos dispondes aoserviço divino, não há outro caminho senãoEle, que detém a infinita luz da verdade e afonte inesgotável da vida! Não existe outraporta para a mediunidade celeste, para oacesso ao equilíbrio divino que anelais norecôndito santuário do coração! Somenteatravés dEle, vivendo-lhe as sublimes lições,alcançareis a sagrada liberdade de entrar nosdomínios da Espiritualidade e deles sair,conquistando o pão eterno que vos saciará afome para sempre. Sem o Cristo, amediunidade é simples "meio de comunicação"e nada mais, mera possibilidade deinformação, como tantas outras, da qualpoderão assenhorear-se também osinteressados em perturbações, multiplicandopresas infelizes. André Luiz
  22. 22. Todos os médiuns, para realizarem dignamente a tarefa a que foramchamados a desempenhar no planeta, necessitam identificar-se como ideal de Jesus, buscando para alicerce de suas vidas o ensinamentoevangélico, em sua divina pureza; a eficácia de sua ação depende doseu desprendimento e da sua caridade, necessitando compreender,em toda a amplitude, a verdade contida na afirmação do Mestre:“Dai de graça o que de graça receberdes. Emmanuel
  23. 23. “Curai os enfermos, limpai osleprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graçarecebestes, de graça dai.Jesus Mateus 10:8

×