Capítulo 6: Solução de compromisso

611 visualizações

Publicada em

Monografia de especialização “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”. Página 214 até 218. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/publicacoes/monografia-especializacao/capitulo-6-solucao-de-compromisso/

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
611
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo 6: Solução de compromisso

  1. 1. 6.Solução de compromisso Como já foi dito anteriormente, este projeto de intervenção ergonomizadorateve como foco os problemas mais graves, segundo a tabela GUT. Logo,procurou-se priorizar o desenvolvimento de uma solução capaz de eliminar asposturas prejudiciais para a visualização das aeronaves no pátio e na pista doaeroporto, assim como as que trafegam no espaço aéreo ao redor. Uma nova bancada de controle, com altura e profundidade menores que asda bancada atual, foi proposta durante a fase de projetação ergonômica, sendoavaliada pelos controladores de tráfego aéreo e coordenadores do aeroporto nestaúltima etapa do projeto, ou seja, a fase de avaliação, validação e/ou testesergonômicos. No entanto, em virtude do tempo e verba disponíveis, alguns pontos aindaprecisam ser contemplados no projeto dos postos de trabalho da torre de controledo aeroporto de pequeno porte, na tentativa de, futuramente, resolver outrosproblemas observados, como: • Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo (GUT 75); • Acionamento repetitivo do botão do rádio (GUT 64); • Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras dos controladores (GUT 64).6.1.Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo Este problema já foi resolvido Em parte. A nova bancada recomenda que os4 aparelhos de telefone atuais sejam substituídos por duas centrais PABX, que dáacesso respectivamente para os órgãos de controle de tráfego aéreo (prioridade),hotline com a sala S (controle dos planos de vôo), linha externa 1 e linha externa2. Caso uma das centrais esteja sendo utilizada, a outra funcionaria como reserva.Ao invés de um sinal sonoro, o telefone deverá indicar a chamada através debotões luminosos, priorizando sempre as ligações de outros órgãos de controle detráfego aéreo. E para evitar que o excesso de ruídos entre os equipamentos de
  2. 2. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 215aéreo de um aeroporto de pequeno porterádio e telefone atrapalhe a concentração do controlador de tráfego aéreo, o sujeitodeverá trabalhar com equipamento de rádio auricular.6.2.Acionamento repetitivo do botão do rádio Há a necessidade da realização de uma pesquisa entre os diversos tipos deaparelhos de rádio disponíveis no mercado, com o objetivo de encontrar umequipamento que permita a comunicação através de outro tipo de acionamento(atualmente o controlador precisa apertar o botão do rádio com o dedo da mão),ou pelo menos um aparelho que não necessite de tanta pressão dos dedos para oacionamento do botão. Uma outra característica importante seria a utilização derádios sem fio, permitindo a livre movimentação do controlador pelo espaçointerno da torre de controle.6.3.Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras doscontroladores Não adianta propor uma nova bancada se as cadeiras da torre de controlecontinuam antigas, desconfortáveis e sem um apoio adequado para o tronco e paraos pés (dependendo da regulagem, os pés não tocam no chão). Seguindo oexemplo do rádio, também há a necessidade da realização de uma pesquisa entreos diversos tipos de cadeiras disponíveis no mercado, recomendando uma queesteja de acordo com a tarefa realizada.6.4.Eliminação da parede de concreto na parte da frente da torre decontrole Também foi abordada uma questão interessante, muito bem recebida peloscontroladores de tráfego aéreo e pela administração do aeroporto. Na tentativa demelhorar ainda mais a visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo, propôs-seque a parte da frente da torre de controle eliminasse a parede de concreto e fosseconstruída apenas com vidro.
  3. 3. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 216aéreo de um aeroporto de pequeno porte A solução é válida, no entanto necessita de verbas para a suaimplementação. Com a construção de uma nova torre de controle para aeroporto,em virtude dos jogos Pan-Americanos de 2007, talvez seja possível incluir estasmudanças. Até o momento apresentou-se a sugestão, conforme é possívelobservar através das fotos das maquetes a seguir:Figura 216 - Parede de vidro, ao invés de parte em concreto e parte em vidro, na parteda frente da torre de controle.
  4. 4. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 217aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 217 - Parede de vidro, ao invés de parte em concreto e parte em vidro, na parteda frente da torre de controle.Figura 218 - Parede de vidro, ao invés de parte em concreto e parte em vidro, na parteda frente da torre de controle.
  5. 5. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 218aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 219 - Parede de vidro, ao invés de parte em concreto e parte em vidro, na parteda frente da torre de controle. As maquetes ilustram a utilização de uma parede toda de vidro na parte dafrente da torre de controle. É possível comparar o ganho de espaço interno com anova bancada, além da melhoria da visualização do pátio, da pista e do espaçoaéreo.

×