Capítulo 5: Validação ergonômica

825 visualizações

Publicada em

Monografia de especialização “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”. Página 151 até 213. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/publicacoes/monografia-especializacao/capitulo-5-validacao-ergonomica/

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
825
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo 5: Validação ergonômica

  1. 1. 5.Avaliação, validação e/ou testes ergonômicos5.1.O que é avaliação, validação e/ou testes ergonômicos? De acordo com MORAES e MONT`ALVÃO (2003), esta fase trata deretornar aos usuários/operadores os argumentos, propostas e alternativasprojetuais. Compreende simulações e avaliações através de modelos de testes,assim como a validação do projeto pelos operadores. Durante esta última fase de intervenção ergonomizadora, pretendeu-se testaras soluções de melhoria dadas aos principais problemas encontrados.Problema Gravidade Urgência Tendência G x U x TPosturas prejudiciais devido àaltura da bancada dos 5 4 4 80equipamentos de controle(Interfacial)Posturas prejudiciais para avisualização do espaço aéreo 5 4 4 80(Interfacial)Posturas prejudiciais para avisualização do pátio e da pista 5 4 4 80(Interfacial)Vários rádios e telefonesfuncionando ao mesmo tempo 5 5 3 75(Comunicacional)Acionamento repetitivo do botão 4 4 4 64do rádio (Acional)Posturas prejudiciais devido àinadequação das cadeiras dos 4 4 4 64controladores (Interfacial)Tabela 20 - Principais problemas encontrados, de acordo com a tabela G.U.T. G.U.T. 80 G.U.T. 80 G.U.T. 80 Posturas prejudiciais Posturas prejudiciais para Posturas prejudiciais para devido à altura da a visualização do espaço a visualização do pátio e bancada dos aéreo da pistaequipamentos de controle
  2. 2. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 152aéreo de um aeroporto de pequeno porte G.U.T. 75 G.U.T. 64 G.U.T. 64 Vários rádios e telefones Posturas prejudiciais Acionamento repetitivo do funcionando ao mesmo devido à inadequação das botão do rádio tempo cadeiras dos controladoresTabela 21 - O projeto teve como foco os problemas mais graves, ou seja, posturasprejudiciais para a visualização das aeronaves.5.2.Validação da reorganização da configuração dos postos de trabalho De acordo com o item 4.2. Geração de alternativas, em um primeiromomento pensou-se na possibilidade de mudanças relacionadas à configuraçãoorganizacional dos postos de trabalho, como a alternância entre o posicionamentodos postos de aeronaves em terra e aeronaves em vôo, ou até um redesenho radicalda bancada de controle, permitindo que os operadores ficassem perpendiculares àpista, ou de frente para a perna do vento (corredor aéreo localizado atrás da torrede controle), etc.
  3. 3. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 153aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 130 - Alternativas propostas para a reorganização da configuração dos postos detrabalho.
  4. 4. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 154aéreo de um aeroporto de pequeno porte Com a ajuda de uma maquete da torre de controle, perguntou-se aoscontroladores sobre a possibilidade de mudanças na configuração da organizaçãoatual dos postos de trabalho.Figura 131 - Vista em perspectiva da maquete utilizada para a proposta dereorganização da configuração dos postos de trabalho.
  5. 5. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 155aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 132 - Vista frontal da maquete utilizada para a proposta de reorganização daconfiguração dos postos de trabalho.Figura 133 - Vista lateral da maquete utilizada para a proposta de reorganização daconfiguração dos postos de trabalho.
  6. 6. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 156aéreo de um aeroporto de pequeno porte Através da maquete, o controlador de tráfego aéreo pôde visualizar asalternativas propostas para a reorganização da configuração dos postos detrabalho. Cada sujeito expôs o seu ponto de vista em relação a nova estrutura paraa realização das tarefas.Figura 134 - Configuração atual dos postos de trabalho: posto terra, posto “ponte” eposto vôo.
  7. 7. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 157aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 135 - Alternativa 1: de acordo com a direção do vento, o posto terra poderiaalternar-se com o posto vôo.Figura 136 - Alternativa 2: posto terra inclinado a 45º em relação ao hangar e posto vôoinclinado a 45º em relação a cabeceira 20.
  8. 8. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 158aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 137 - Alternativa 3: posto terra e posto vôo perpendiculares em relação a pista.Figura 138 - Alternativa 4: bancada em “V”, com posto terra e “ponte” inclinados a 45ºpara o hangar e posto vôo inclinado a 45º para a cabeceira 20.
  9. 9. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 159aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 139 - Alternativa 5: o posto aeronaves em vôo permanece virado para a perna dovento.
  10. 10. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 160aéreo de um aeroporto de pequeno porte140 - Controlador de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porte conversando com umdos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora: a maquete foi utilizadapara a avaliação das propostas relacionadas a reorganização da configuração dospostos de trabalho.
  11. 11. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 161aéreo de um aeroporto de pequeno porte141 - Controlador de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porte conversando com umdos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora: a maquete foi utilizadapara a avaliação das propostas relacionadas a reorganização da configuração dospostos de trabalho.
  12. 12. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 162aéreo de um aeroporto de pequeno porte142 - Controlador de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porte conversando com umdos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora: a maquete foi utilizadapara a avaliação das propostas relacionadas a reorganização da configuração dospostos de trabalho. Através de uma reunião com a coordenação de navegação aérea, verificou-se que não é permitida a mudança de posição entre os postos de trabalho, fazendocom que o foco do projeto permanecesse apenas na altura da bancada de controlee reorganização dos equipamentos da mesma. Algumas das consideraçõesemitidas pela administração do aeroporto, ou pelos próprios controladores, estãotranscritas a seguir: “Com a mudança do vento (consequentemente a cabeceira da pista em uso também é mudada) não podemos alternar o posto de aeronaves em terra com o posto de aeronaves em vôo, senão o primeiro controlador não vai conseguir enxergar os hangares, nem as aeronaves trafegando no pátio ou nos spots”. “Eu preciso ficar o tempo todo olhando pra pista, não daria pra ficar em outra posição senão virado de frente para lá. Além disso, se eu ficasse virado pra perna do vento, não dá tempo de eu trocar informações com outro controlador, por isso a gente precisa ficar um do lado do outro”. “Se você visitar qualquer torre de controle, vai constatar que todas trabalham com um controlador do lado do outro, e todas seguindo a mesma ordem: aeronaves em vôo no lado esquerdo, controlador auxiliar (ponte) no meio e aeronaves em terra no
  13. 13. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 163aéreo de um aeroporto de pequeno porte lado direito. Aqui a gente tem a particularidade de inverter os postos de aeronaves em terra (lado esquerdo) com aeronaves em vôo (lado direto) por causa da posição dos hangares, mas isso só acontece aqui. De qualquer maneira, não existe nenhuma chance de mudar a posição dos postos de trabalho ou reorganizar a configuração/localização deles dentro da torre. A única possibilidade que eu vejo é trabalhar alguma coisa relacionada com a bancada de controle mesmo”.5.3.Diminuição da altura da bancada de controle de tráfego aéreo Em virtude da impossibilidade de reorganização da configuração dos postosde trabalho, além da pouca verba disponível para a implementação do projeto,procurou-se buscar uma outra solução capaz de reduzir os problemas devisualização do pátio, da pista e do espaço aéreo (segundo a GUT, estes são osproblemas mais graves). Acredita-se que uma abordagem direta sobre oredimensionamento dos postos de trabalho promova melhorias significativas paraa realização da tarefa. O projeto final levou em conta as seguintes opções: • Diminuição da altura da bancada de controle; • Reorganização dos instrumentos ao longo da bancada de controle; • Instalação de novos equipamentos, como o monitor LCD de 15 polegadas, reduzindo a profundidade da bancada de controle, além de possibilitar a regulagem para a visualização do monitor; • Remoção das CPUs, localizadas em baixo da bancada de controle, possibilitando um ganho maior de espaço interno da torre. De acordo com a priorização dos problemas através da tabela G.U.T., oponto de partida para o projeto foi o desenvolvimento de uma nova bancada decontrole, mais baixa, permitindo uma melhor visualização do pátio, da pista e doespaço aéreo ao redor do aeroporto. Para o desenvolvimento da nova altura da bancada de controle, buscou-seutilizar as medidas da menor mulher, da maior mulher e do maior homem. O fatode considerar a maior mulher deve-se ao tamanho das suas coxas. Apesar dadiferença em relação ao maior homem ser pequena, acredita-se que é significativa,podendo causar incômodo e desconforto caso não seja contemplada.
  14. 14. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 164aéreo de um aeroporto de pequeno porteTarefa Problema GxUxTVisualizar a pista Interfacial 80Visualizar o espaço aéreo Interfacial 80Visualizar o pátio Interfacial 80Tabela 22 - Priorização dos problemas através da tabela G.U.T.Figura 143 - Compatibilização entre a menor mulher, a maior mulher e o maior homem:medidas para o desenvolvimento da nova bancada de controle. Desenvolveu-se um mock-up para apenas um posto de trabalho. Apesar doaeroporto funcionar com três posições para os controladores (aeronaves em terra,“ponte” entre aeronaves em terra/vôo e aeronaves em vôo), a altura da bancadaserá a mesma para todos os operadores do sistema. Por isso o mock-up foidesenvolvido tendo em mente as dimensões de apenas um posto de trabalho. Apósas avaliações dos controladores de tráfego aéreo, a bancada final seráimplementada tendo em vista as três posições mencionadas anteriormente.
  15. 15. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 165aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 144 - Desenho técnico do mock-up utilizado para a validação do projeto. Omodelo de testes foi construído com madeira, ferro, papelão (simulando os monitores,inclinações da bancada e altura da parede da torre de controle), além da utilização deteclados, telefones e mouses. Para eliminar a inclinação da bancada atual do aeroporto, que atrapalha avisualização do pátio, da pista e do espaço aéreo, decidiu-se que o novo posto detrabalho deveria ser completamente reto. É válido lembrar que a inclinação atual éprovocada pela utilização de monitores de computador de 15 polegadas.Figura 145 - A altura da bancada de controle dificulta o trabalho do controlador detráfego aéreo para visualizar o pátio, a pista e o espaço aéreo.
  16. 16. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 166aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 146 - A altura da bancada de controle dificulta o trabalho do controlador detráfego aéreo para visualizar o pátio, a pista e o espaço aéreo. A seguir, algumas fotos do mock-up que foi desenvolvido para simular aaltura da bancada de controle.
  17. 17. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 167aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 147 - Mock-up desenvolvido para a validação.
  18. 18. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 168aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 148 - Mock-up desenvolvido para a validação. O primeiro teste com o mock-up foi realizado pelos próprios proponentes dapesquisa, que representaram o maior homem.
  19. 19. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 169aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 149 - Um dos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora testandoo mock-up.Figura 150 - Um dos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora testandoo mock-up.
  20. 20. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 170aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 151 - Um dos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora testandoo mock-up.Figura 152 - Um dos proponentes da pesquisa de intervenção ergonomizadora testandoo mock-up.
  21. 21. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 171aéreo de um aeroporto de pequeno porte Além disso, utilizou-se um adolescente, com uma média de altura de 1,60m,para representar a menor mulher.Figura 153 - Adolescente representando a menor mulher.
  22. 22. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 172aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 154 - Adolescente representando a menor mulher. Sugere-se a troca dos monitores atuais por telas LCD, permitindo adiminuição da profundidade da bancada e a regulagem de inclinação da tela para avisualização das informações.
  23. 23. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 173aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 155 - O monitor LCD permitirá a diminuição da profundidade da bancada (amesma poderá terminar na linha pontilhada).
  24. 24. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 174aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 156 - O monitor LCD permitirá a diminuição da profundidade da bancada (amesma poderá terminar na linha pontilhada). Diante da impossibilidade de montar o mock-up dentro da torre de controle,por causa do espaço reduzido da mesma, além do fato de não contar com o mesmotipo de cadeira utilizada pelos controladores em outros locais do aeroporto (ostestes foram realizados em uma área aberta, diante do pátio para o estacionamentode aeronaves de asa fixa), decidiu-se utilizar um assento que: • Pudesse ser transportado com facilidade para qualquer local; • Fosse compatível com a altura do modelo de cadeira utilizada pelos controladores.
  25. 25. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 175aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 157 - Banco utilizado durante os testes com o mock-up. O mock-up foi levado até o aeroporto durante duas visitas, uma na parte datarde e outra de manhã. Os controladores que estavam na torre foram convidados,um de cada vez, para avaliar a nova altura da bancada e dar qualquer tipo deopinião sobre a mesma. Montou-se o protótipo (mock-up) em uma área aberta doaeroporto, diante do pátio para o estacionamento das aeronaves de asa fixa. Estepátio é paralelo a pista de pouso e decolagem, portanto o controlador poderiavisualizar as aeronaves deste local (apesar de estar no mesmo nível que o solo).
  26. 26. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 176aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 158 - Mock-up diante do pátio do aeroporto.
  27. 27. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 177aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 159 - Mock-up diante do pátio do aeroporto.
  28. 28. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 178aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 160 - Mock-up diante do pátio do aeroporto.
  29. 29. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 179aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 161 - Mock-up diante do pátio do aeroporto.Figura 162 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle.
  30. 30. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 180aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 163 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle.Figura 164 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle.
  31. 31. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 181aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 165 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. A linha pontilhada representa a profundidade da bancada. Com a utilizaçãodo monitor LCD, não há necessidade que a bancada se estenda além deste ponto,aproximando o controlador para perto da janela da torre. O retângulo vermelhorepresenta a parede da torre de controle.
  32. 32. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 182aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 166 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. O monitor LCD permitirá que o novo posto de trabalho tenha umaprofundidade menor, trazendo o trabalhador para perto da janela da torre de controle doaeroporto de pequeno porte.Figura 167 - Neste caso, a linha pontilhada representa a altura da parede da torre decontrole (vista frontal).
  33. 33. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 183aéreo de um aeroporto de pequeno porte Percebeu-se que o banco utilizado nos testes não oferecia um encosto para otronco do controlador. Novas avaliações foram feitas com um outro tipo decadeira, a qual possuía uma mesma altura em relação ao assento anterior.Figura 168 - Nova cadeira utilizada nos testes com o mock-up.
  34. 34. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 184aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 169 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. Desta vez utilizou-se uma cadeira com encosto ao invés do "banquinho".Figura 170 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. Desta vez utilizou-se uma cadeira com encosto ao invés do "banquinho".
  35. 35. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 185aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 171 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. A linha pontilhada representa a profundidade da bancada de controle (vistalateral).Figura 172 - Controlador avaliando, através do mock-up, a nova altura para a bancadade controle. A linha pontilhada representa a altura da parede da torre de controle (vistafrontal).
  36. 36. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 186aéreo de um aeroporto de pequeno porte Um último aspecto não pode ser esquecido. A bancada contará com umaparte rebaixada para a colocação do monitor LCD, fazendo com que a altura dosuporte deste monitor seja desconsiderada. Este fato irá melhorar ainda mais avisualização do pátio, da pista e do espaço aéreo.Figura 173 - Parte rebaixada da bancada de controle, para a colocação do monitor LCD.Melhoria na visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo.
  37. 37. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 187aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 174 - Parte rebaixada da bancada de controle, para a colocação do monitor LCD.Melhoria na visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo. Através da maquete abaixo, é possível observar o rebaixamento da novabancada de controle que será utilizado para a colocação dos monitores LCD. Alémdisso, esta maquete também serviu para o estudo da distribuição dosequipamentos de controle e instrumentos meteorológicos ao longo dos postos detrabalho. Vale lembrar que tanto a posição de aeronaves em terra quanto a posiçãode aeronaves em vôo utilizam os mesmos equipamentos (instrumentosmeteorológicos e programa de computador para o controle de tráfego aéreo),enquanto o controlador que faz o trabalho de “ponte” entre aeronaves emterra/vôo utiliza somente o telefone.
  38. 38. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 188aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 175 - Maquete da nova bancada de controle de tráfego aéreo.Figura 176 - Maquete da nova bancada de controle de tráfego aéreo, com o estudo dadistribuição dos equipamentos entre os postos de trabalho.
  39. 39. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 189aéreo de um aeroporto de pequeno porte Aproveitou-se a maquete para o estudo dos campos acionais dos postos detrabalho, de acordo com a nova proposta para a bancada de controle.Figura 177 - Estudo dos campos acionais dos postos de trabalho: manequinsantropométricos na maquete da nova bancada da torre de controle.
  40. 40. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 190aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 178 - Estudo dos campos acionais dos postos de trabalho: manequinsantropométricos na maquete da nova bancada da torre de controle. Todos os controladores de tráfego aéreo do aeroporto de pequeno porteficaram satisfeitos com o novo tamanho da bancada. Afirmaram que estavamconseguindo visualizar a pista sem nenhum tipo de dificuldade e aprovaram aidéia da utilização de monitores LCD, da regulagem da inclinação da tela, daretirada das CPUs da parte de baixo da bancada (as mesmas serão colocadas naparede atrás dos controladores, em um móvel reunindo todas elas) e daaproximação do posto de trabalho para perto da janela. Alguns controladores também sugeriram a utilização de equipamentos derádio sem fio, permitindo uma circulação livre dentro do espaço da torre decontrole, além da diminuição do número de aparelhos telefônicos e reorganizaçãodos botões (interruptores) para o acionamento de luzes, alarmes, etc.5.4.Resultado final: nova bancada de controle de tráfego aéreo A seguir será possível observar o resultado final proposto para a novabancada de controle do aeroporto.
  41. 41. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 191aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 179 - Nova bancada de controle de tráfego aéreo.Figura 180 - Nova bancada de controle de tráfego aéreo.
  42. 42. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 192aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 181 - Nova bancada de controle de tráfego aéreo.Figura 182 - Nova bancada de controle de tráfego aéreo.
  43. 43. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 193aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 183 - Nova bancada de controle de tráfego aéreo.
  44. 44. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 194aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 184 - Equipamentos da nova bancada de controle de tráfego aéreo. Equipamentos da nova bancada de controle de tráfego aéreo1. Pressão (digital). 11. Programa de computador para2. Vento, temperatura e pressão. controle do tráfego.3. Programa de computador para 12. Vento, temperatura e pressão.controle do tráfego. 13. Pressão.4. Pressão (aparelho analógico). 14. Rádio de comunicação com as5. Rádio de comunicação com o pátio. aeronaves no solo.6. Vento (medido através do ponto médio 15. Teclado e mouse.da pista). 16. Telefone (central PABX 1).7. Interruptores (botão de luz, alarme, 17. Rádio.etc). 18. Telefone (central PABX 2).8. Vento (aparelho analógico). 19. Teclado e mouse.9. Vento (aparelho analógico). 20. Rádio de comunicação com as10. Rádio auxiliar. aeronaves em vôo.Tabela 22 - Equipamentos da nova bancada de controle de tráfego aéreo.Figura 185 - Vista lateral da nova bancada de controle de tráfego aéreo.
  45. 45. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 195aéreo de um aeroporto de pequeno porte Como já foi dito anteriormente, o fato de considerar a maior mulher deve-seao tamanho das suas coxas. Apesar da diferença em relação ao maior homem serpequena, acredita-se que é significativa, podendo causar incômodo e desconfortocaso não seja contemplada.Figura 186 - Maior mulher sentada na nova bancada de controle de tráfego aéreo.5.5.Validação da nova bancada de controle de tráfego aéreo A seguir será possível observar a validação da nova bancada de controle. Éimportante ressaltar que a bancada antiga está representada na cor cinza,facilitando a comparação entre o resultado atual e a proposta para os novos postosde trabalho dos controladores de tráfego aéreo.
  46. 46. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 196aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 187 - Comparação entre a bancada atual e a nova proposta para a bancada decontrole de tráfego aéreo.Figura 188 - Comparação entre a profundidade da nova bancada e da bancada antiga.Vista lateral da torre de controle.
  47. 47. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 197aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 189 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral.
  48. 48. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 198aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 190 - Comparação entre a profundidade da nova bancada e da bancada antiga.Vista superior da torre de controle.
  49. 49. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 199aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 191 - Nova bancada na torre de controle. Vista superior.Figura 192 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistaem perspectiva.
  50. 50. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 200aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 193 - Nova bancada na torre de controle. Vista em perspectiva. Com a nova bancada de controle de tráfego aéreo, a vista lateral do campovisual em pé dos controladores de tráfego aéreo pode ser representado da seguinteforma.
  51. 51. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 201aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 194 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistalateral do campo visual em pé da menor mulher e do maior homem.Figura 195 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral do campo visual em pé damenor mulher e do maior homem. Com a nova bancada de controle de tráfego aéreo, a vista lateral do campovisual sentado dos controladores de tráfego aéreo pode ser representado daseguinte forma.
  52. 52. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 202aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 196 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistalateral do campo visual sentado da menor mulher e do maior homem.Figura 197 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral do campo visual sentado damenor mulher e do maior homem. Com a nova bancada, a vista superior do campo visual dos controladores detráfego aéreo pode ser representado da seguinte forma.
  53. 53. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 203aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 198 - Nova bancada na torre de controle. Vista superior do campo visual damenor mulher.Figura 199 - Nova bancada na torre de controle. Vista superior do campo visual do maiorhomem. Com a nova bancada de controle de tráfego aéreo, a vista lateral do campoacional em pé dos controladores de tráfego aéreo pode ser representada da forma aseguir. É válido lembrar que o manequim de contorno cinza representa o campoacional do controlador em relação à bancada antiga.
  54. 54. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 204aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 200 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistalateral do campo acional em pé da menor mulher e do maior homem. O manequimantropométrico de contorno cinza representa o campo acional do controlador em relaçãoà bancada antiga.Figura 201 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral do campo acional em pé damenor mulher e do maior homem. Com a nova bancada de controle de tráfego aéreo, a vista lateral do campoacional sentado dos controladores de tráfego aéreo pode ser representado da formaa seguir. É válido lembrar que o manequim de contorno cinza representa o campoacional do controlador em relação à bancada antiga.
  55. 55. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 205aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 202 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistalateral do campo acional sentado da menor mulher e da maior mulher. O manequimantropométrico de contorno cinza representa o campo acional do controlador em relaçãoà bancada antiga.Figura 203 - Comparação entre a nova bancada de controle e a bancada antiga. Vistalateral do campo acional sentado do maior homem. O manequim antropométrico decontorno cinza representa o campo acional do controlador em relação à bancada antiga.
  56. 56. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 206aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 204 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral do campo acional sentadoda menor mulher e da maior mulher.Figura 205 - Nova bancada na torre de controle. Vista lateral do campo acional sentadodo maior homem. Com a nova bancada, a vista superior do campo acional dos controladoresde tráfego aéreo pode ser representado da seguinte forma.
  57. 57. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 207aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 206 - Nova bancada na torre de controle. Vista superior do campo acional damenor mulher.Figura 207 - Nova bancada na torre de controle. Vista superior do campo acional domaior homem. A maquete, utilizada anteriormente para a validação da reorganização daconfiguração dos postos de trabalho, foi mostrada novamente para oscontroladores, desta vez com os seguintes objetivos: • Permitir a visualização do espaço ocupado pela bancada atual; • Comparar os postos atuais com a solução proposta, mostrando o ganho de espaço interno com a nova bancada.
  58. 58. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 208aéreo de um aeroporto de pequeno porte A vista em perspectiva das maquetes a seguir permite a visualização doespaço interno da torre de controle que é ocupado pela bancada atual.Figura 208 - Maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno porte: visualizaçãodo espaço ocupado pela bancada de controle atual.
  59. 59. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 209aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 209 - Maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno porte: visualizaçãodo espaço ocupado pela bancada de controle atual. A vista frontal das duas maquetes a seguir permite a comparação entre aaltura da bancada antiga e da nova proposta para os postos de trabalho.
  60. 60. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 210aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 210 - Vista frontal da maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno portecom a bancada atual.Figura 211 - Vista frontal da maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno portecom a nova proposta de bancada: por ser mais baixa, permite uma melhor visualizaçãodo pátio, da pista e do espaço aéreo ao redor.
  61. 61. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 211aéreo de um aeroporto de pequeno porte A vista lateral das duas maquetes a seguir permite a comparação entre aprofundidade da bancada antiga e da nova proposta para os postos de trabalho.Figura 212 - Vista lateral da maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno portecom a bancada atual.
  62. 62. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 212aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 213 - Vista lateral da maquete da torre de controle do aeroporto de pequeno portecom a nova proposta de bancada: por ser mais baixa, permite uma melhor visualizaçãodo pátio, da pista e do espaço aéreo ao redor. A vista em perspectiva das duas maquetes a seguir permite a comparaçãoentre a bancada antiga e a nova proposta para os postos de trabalho.
  63. 63. Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego 213aéreo de um aeroporto de pequeno porteFigura 214 - Vista em perspectiva da maquete da torre de controle do aeroporto depequeno porte com a bancada atual.Figura 215 - Vista em perspectiva da maquete da torre de controle do aeroporto depequeno porte com a nova proposta de bancada: por ser mais baixa, permite umamelhor visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo ao redor.

×