IntroduçãoAmbiência físicaAplicaçãode questionáriosRegistroscomportamentais          Diagnose ergonômicaAvaliaçãode postur...
IntroduçãoAmbiência física   IntroduçãoAplicaçãode questionários   §  Aviação geral, sendo 66% asa rotativa (helicópteros...
IntroduçãoAmbiência física   IntroduçãoAplicaçãode questionáriosRegistroscomportamentaisAvaliaçãode posturasConclusões ere...
Introdução                                           TRÁFEGO AÉREO:                                           POUSO       ...
IntroduçãoTRÁFEGO AÉREO:        POUSO       TORRE DE CONTROLETRÁFEGO AÉREO:   DECOLAGEM                                   ...
Introdução              §  Ao todo são 10 controladores de tráfego aéreo.              §  O trabalho é dividido em 4 tur...
Introdução           §  3 controladores na torre - 5 posições de atendimento (2 rádios e 3           telefones).         ...
Introdução                            §  Principais problemas encontrados.Problema                                       ...
IntroduçãoAmbiência física   Diagnose ergonômicaAplicaçãode questionários   §  Ambiência física (iluminação, ruídos e tem...
Ambiência física: iluminação                          §  Níveis de iluminância por classe de tarefas visuais (NBR 5413): ...
Ambiência física: ruídos                          §  Níveis de ruído aceitáveis para efeito de conforto são de até 65 dB ...
Ambiência física: temperatura                       §  Temperatura efetiva deve permanecer entre 20ºC e 23ºC e a umidade ...
IntroduçãoAmbiência física   Aplicação de questionáriosAplicaçãode questionários   Distribuiu-se questionários para os 10 ...
IntroduçãoAmbiência física   Registros comportamentaisAplicaçãode questionários   §  Registro diacrônico sequencial de ev...
Avaliação de posturas                      Tabela          Cotação                                          Tabela        ...
IntroduçãoAmbiência física   Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários   §  Falar no rádio é a atividade mais f...
Conclusões e recomendaçõesFalar no rádio é a atividade mais freqüente   A postura sentada com inclinações e flexões    Exc...
IntroduçãoAmbiência física   Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários   §  Acredita-se que a utilização de um ...
IntroduçãoAmbiência física   Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários   Estas sugestões vão de encontro a ponto...
IntroduçãoAmbiência física   ContatoAplicaçãode questionários   LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interface...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diagnose ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte

476 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no Ergodesign 2005 – 5º Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces Humano-Tecnologia: Produtos, Informação, Ambiente Construído, Transporte, no dia 1 de junho de 2005. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/apresentacoes/diagnose-ergonomica-nos-postos-de-trabalho-dos-controladores-de-trafego-aereo-de-um-aeroporto-de-pequeno-porte-2/

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diagnose ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte

  1. 1. IntroduçãoAmbiência físicaAplicaçãode questionáriosRegistroscomportamentais Diagnose ergonômicaAvaliaçãode posturas nos postos de trabalhoConclusões erecomendações dos controladores de tráfego aéreoContato de um aeroporto de pequeno porte Eduardo Rangel Brandão Pós-Graduado na Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade André Mattos Pós-Graduado na Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade
  2. 2. IntroduçãoAmbiência física IntroduçãoAplicaçãode questionários §  Aviação geral, sendo 66% asa rotativa (helicópteros) e 34% asa fixa.Registros Não opera transporte regular.comportamentaisAvaliaçãode posturas §  Operação diurna. Noturno até as 22h, somente para helicópteros.Conclusões erecomendações §  Escolas de pilotagem, propaganda aérea e escolas de pára-Contato quedismo. §  Público classe A (passageiros VIP), além de pilotos e futuros pilotos que recebem treinamento. §  Não existe a utilização de radar - toda a tarefa é realizada apenas em condições visuais de operação.
  3. 3. IntroduçãoAmbiência física IntroduçãoAplicaçãode questionáriosRegistroscomportamentaisAvaliaçãode posturasConclusões erecomendaçõesContato TORRE DE CONTROLE
  4. 4. Introdução TRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLE TRÁFEGO AÉREO: 20 DECOLAGEMCABECEIRADOIS-ZERO VENTO
  5. 5. IntroduçãoTRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLETRÁFEGO AÉREO: DECOLAGEM 02 CABECEIRA ZERO-DOIS VENTO
  6. 6. Introdução §  Ao todo são 10 controladores de tráfego aéreo. §  O trabalho é dividido em 4 turnos de 6h, classificados como turno Alpha, turno Beta, turno Charlie e turno Delta. §  A cada 4 dias trabalhados, o controlador recebe uma folga. Início do turno Horário de almoço Final do turno Nº de controladoresTurno A (Alpha) 5h 45m 10h - 10h 15m 11h 45m 1 controlador Turno B (Beta) 7h 15m 10h 15m - 10h 30m 13h 15m 2 controladoresTurno C (Charlie) 11h 45m 14h 45m - 15h 17h 45m 1 controladorTurno D (Delta) 13h 15m 15h - 15h 15m 19h 15m 2 controladores
  7. 7. Introdução §  3 controladores na torre - 5 posições de atendimento (2 rádios e 3 telefones). RMonitor Monitor Monitor Monitor Radio R Teclado Tel Tel Tel Teclado R Tel Terra “Ponte” Vôo VISTA LATERAL (BANCADA) Armário AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA Alçapão VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) Computador Água RÁDIOS TELEFONES
  8. 8. Introdução §  Principais problemas encontrados.Problema Gravidade Urgência Tendência GxUxTPosturas prejudiciais devido à altura da bancada dos equipamentos de controle 5 4 4 80(Interfacial)Posturas prejudiciais para a visualização do espaço aéreo (Interfacial) 5 4 4 80Posturas prejudiciais para a visualização do pátio e da pista (Interfacial) 5 4 4 80Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo (Comunicacional) 5 5 3 75Acionamento repetitivo do botão do rádio (Acional) 4 4 4 64Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras dos controladores (Interfacial) 4 4 4 64 GUT 80 GUT 80 GUT 80 GUT 75 GUT 64 GUT 64 Posturas prejudiciais Posturas prejudiciais Posturas prejudiciais Vários rádios e Acionamento Posturas prejudiciais devido à altura da para a visualização para a visualização telefones repetitivo do botão devido à bancada de controle do espaço aéreo do pátio e da pista funcionando ao do rádio inadequação das mesmo tempo cadeiras dos controladores
  9. 9. IntroduçãoAmbiência física Diagnose ergonômicaAplicaçãode questionários §  Ambiência física (iluminação, ruídos e temperatura).Registroscomportamentais §  Aplicação de questionários.Avaliaçãode posturasConclusões e §  Registros comportamentais.recomendaçõesContato §  Avaliação de posturas. §  Conclusões e recomendações.
  10. 10. Ambiência física: iluminação §  Níveis de iluminância por classe de tarefas visuais (NBR 5413): Classe Iluminância (lux) Tipo de atividade B - Iluminação geral Tarefas com requisitos visuais normais, 500 - 750 - 1000 para área de trabalho trabalho médio de maquinaria, escritórios LUXOBS: os níveis de POSTO 1 POSTO 2 POSTO 3 1000iluminâncias forammedidos em uma 300 lux 250 lux 100 lux 900tarde inicialmente 14h * sem * com * comensolarada. Entre as insufilme insufilme insufilme 80015h30/16h o tempo 140 lux 120 lux 120 luxfoi modificado devido 700 15h * sem * com * coma uma frente fria, e insufilme insufilme insufilmepassou de 600ensolarado para 70 lux 70 lux 70 luxnublado. 16h * sem * com * com 500 insufilme insufilme insufilme 400 30 lux 30 lux 30 luxNível de conforto 17h * sem * sem * sem 300 insufilme insufilme insufilmePosto 1 - Aeronaves 30 lux 50 lux 30 lux 200em Terra 18h * luz * luz * luz artificial artificial artificial 100Posto 2 - “Ponte” entreAeronaves em Terra/ HORA DO DIAVôoPosto 3 - Aeronaves 14h 15h 16h 17h 18hem Vôo
  11. 11. Ambiência física: ruídos §  Níveis de ruído aceitáveis para efeito de conforto são de até 65 dB (NBR 10152). RUÍDO (dB) 100 POSTO 1 POSTO 2 POSTO 3 90 14h 79,5 dB 83 dB 77,2 dB 80 70 15h 77,1 dB 73,8 dB 68 dB 60 16h 80,5 dB 75,9 dB 75,9 dB 50 40Nível de conforto 17h 78,5 dB 78,5 dB 78,5 dB 30Posto 1 - Aeronaves 20em Terra 18h 81,4 dB 81,4 dB 81,4 dB 10Posto 2 - “Ponte” entreAeronaves em Terra/ HORA DO DIAVôoPosto 3 - Aeronaves 14h 15h 16h 17h 18hem Vôo
  12. 12. Ambiência física: temperatura §  Temperatura efetiva deve permanecer entre 20ºC e 23ºC e a umidade relativa do ar superior a 40% . TEMPERATURA (ºC) UMIDADE 100 º 100% 90 º 90% 80 º 80% 70º 70% 62% 60 º 60%Nível de conforto 50 º 50% 40º 40%Temperatura bulboseco 30º 26º 30%Temperatura bulbo 24º 20º 20%úmido 21º 10º 10%Temperatura efetiva HORA DO DIAUmidade relativa 14h 15h 16h 17h 18h 14h 15h 16h 17h 18h
  13. 13. IntroduçãoAmbiência física Aplicação de questionáriosAplicaçãode questionários Distribuiu-se questionários para os 10 controladores de tráfego aéreo, 1Registros coordenador e 1 superintendentecomportamentaisAvaliaçãode posturas Utilizou-se 50 perguntas - 1 aberta e 49 fechadas, classificadas nasConclusões e seguintes categorias:recomendaçõesContato §  Perfil do entrevistado (idade, sexo, escolaridade e tempo de serviço). §  Características físicas do ambiente de trabalho, mobiliário e equipamento utilizados. §  Aspectos gerais do ambiente de trabalho (hora extra, relação com superiores, afastamento por lesão, etc.). §  Estresse e necessidade de atenção constante no trabalho.
  14. 14. IntroduçãoAmbiência física Registros comportamentaisAplicaçãode questionários §  Registro diacrônico sequencial de eventos por amostragem de tempo.Registroscomportamentais §  Registro diacrônico de frequência temporal de evento.Avaliaçãode posturasConclusões e §  Registro sincrônico de frequência concomitante de eventos.recomendaçõesContato §  Cada observação durou 5 minutos, sendo repetida novamente durante 3 vezes. §  Total: 135 minutos de observação (2h e 15m) em cada um dos 3 postos de trabalho.
  15. 15. Avaliação de posturas Tabela Cotação Tabela Cotação de atividade (para cada braço) de atividade Braço Nuca 3 (+45º à +90º) 3 (> +20º) Ante-braço Tronco 1 (+60º à +100º) 3 (+20º à +60º) Punhos Pernas 2 (-15º a +15º) 1 (bem apoiadas) RULA - Rapid Upper Limb Assessment •  Grande Escore (posturas dos membros superiores direitos e esquerdos, posturas do pescoço, tronco e pernas): 7/7Punhos torcidos •  Nível de Ação 4: os escores 7 ou acima de 7 indicam que são necessárias pesquisas e mudanças imediatamente. 1 (pouco torcido) OBS: não há força muscular ou levantamento de cargas.
  16. 16. IntroduçãoAmbiência física Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários §  Falar no rádio é a atividade mais freqüente.Registroscomportamentais §  A postura sentada com inclinações e flexões do tronco (para direita,Avaliaçãode posturas esquerda e para frente) é a mais freqüente.Conclusões erecomendações §  Há sensação de dores no pescoço, no tronco e nas costas,Contato ocasionadas pelas posturas assumidas durante a realização da tarefa. §  Há influência do excesso de informação, necessidade de precisão, pressão da função e ritmo intenso de trabalho. §  Há incongruência na distribuição dos instrumentos da bancada de controle, fazendo com que o controlador precise tomar informações a partir de mostradores localizados no extremo oposto desta bancada.
  17. 17. Conclusões e recomendaçõesFalar no rádio é a atividade mais freqüente A postura sentada com inclinações e flexões Excesso de informação, necessidade de do tronco é a mais freqüente precisão, pressão da função e ritmo intensoA postura sentada com inclinações e flexões Dores no pescoço, tronco e costas, Há incongruência na distribuição dos do tronco é a mais freqüente ocasionadas pelas posturas assumidas instrumentos da bancada de controle
  18. 18. IntroduçãoAmbiência física Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários §  Acredita-se que a utilização de um quarto controlador deveria serRegistros priorizada, permitindo que os outros operadores façam uma pausacomportamentais durante a tarefa.Avaliaçãode posturasConclusões e §  Deve-se reorganizar a localização dos instrumentos ao longo darecomendações bancada de controle, assim como redimensionar a altura da mesmaContato (atualmente, a bancada impede que o controlador, quando sentado, visualize a pista de pouso e decolagem).
  19. 19. IntroduçãoAmbiência física Conclusões e recomendaçõesAplicaçãode questionários Estas sugestões vão de encontro a pontos cruciais que não podemRegistros deixar de ser observados, como:comportamentaisAvaliaçãode posturas §  Custos para o redimensionamento da altura e para a reorganizaçãoConclusões e dos instrumentos da bancada de controle.recomendaçõesContato §  Custos para a reorganização do mobiliário da torre. §  Custos para a utilização de um quarto controlador na torre. §  Espaço físico reduzido, tornando desconfortável a presença de um quarto controlador no local (mede apenas 12,25 metros quadrados). Todos estes fatores foram considerados como os pontos de partida na etapa seguinte desta pesquisa (projetação ergonômica).
  20. 20. IntroduçãoAmbiência física ContatoAplicaçãode questionários LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces emRegistros Sistemas Humano-Tecnologiacomportamentais http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/leuiAvaliaçãode posturas leui-puc@rdc.puc-rio.brConclusões erecomendações Eduardo Rangel BrandãoContato Pós-Graduado na Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade http://www.eduardobrandao.com brandaoedu@gmail.com André Mattos Pós-Graduado na Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade almattos@click21.com.br

×