IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?   LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?        LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inter...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?  LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces ...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?         LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inte...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?          LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Int...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?          LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Int...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?                 LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?             LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de ...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?             LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de ...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?             LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de ...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?        LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inter...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?          LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Int...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?         LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inte...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?        LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inter...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?          LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Int...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?           LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de In...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?         LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inte...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?            LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de I...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?          LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Int...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?         LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inte...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?         LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inte...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?        LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inter...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?        LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Inter...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?      LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfa...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?      LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfa...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?      LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfa...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte

743 visualizações

Publicada em

Palestra realizada na IX Mostra PUC-Rio – Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?, no dia 17 de agosto de 2005. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/apresentacoes/intervencao-ergonomizadora-nos-postos-de-trabalho-dos-controladores-de-trafego-aereo-de-um-aeroporto-de-pequeno-porte/

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
102
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte

  1. 1. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & Design Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreode um aeroporto de pequeno porte André Mattos, Especialista em Ergonomia Eduardo Rangel Brandão, Mestre em Design Giuseppe Amado, Mestre em Design Anamaria de Moraes, Doutora em Comunicação
  2. 2. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignClassificação do aeroporto de pequeno porte•  Tipo: público;•  Utilização: aviação geral, sendo 66% asa rotativa (helicópteros) e 34% asafixa. Não opera transporte regular;•  Pátio de manobras: 15 posições de estacionamento para asa rotativa e 31posições de estacionamento para aeronaves de asa fixa de pequeno porte;•  Homologação: diurno. Noturno até as 22h, somente para helicópteros;•  Movimento diário: a média diária em novembro de 2000 era de 281pousos e decolagens (considerando toques e arremetidas).
  3. 3. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignCaracterísticas do aeroporto de pequeno porte•  Aviação geral;•  Escolas de pilotagem;•  Propaganda aérea;•  Pára-quedismo;•  Empresas de manutenção de aeronaves;•  Atividade comercial.
  4. 4. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignLocalização do aeroporto de pequeno porte
  5. 5. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignLocalização do aeroporto de pequeno porte TORRE DE CONTROLE
  6. 6. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Operação do aeroporto de pequeno porte: situação 1 TRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLE TRÁFEGO AÉREO: 20 DECOLAGEMCABECEIRADOIS-ZERO VENTO
  7. 7. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Operação do aeroporto de pequeno porte: situação 2TRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLETRÁFEGO AÉREO: DECOLAGEM 02 CABECEIRA ZERO-DOIS VENTO
  8. 8. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignOs controladores de tráfego aéreo do aeroporto depequeno porteAo todo são 10 controladores de tráfego aéreo, sendo que um delesdesempenha apenas tarefas administrativas.O trabalho é dividido em 4 turnos de 6h, classificados como turno Alpha,turno Beta, turno Charlie e turno Delta.A cada 4 dias trabalhados, o controlador recebe uma folga. INÍCIO DO TURNO FINAL DO TURNO HORÁRIO DE ALMOÇO TURNO A (ALPHA) 5h 45m 11h 45m 10h - 10h 15m TURNO B (BETA) 7h 15m 13h 15m 10h 15m - 10h 30mTURNO C (CHARLIE) 11h 45m 17h 45m 14h 45m - 15h TURNO D (DELTA) 13h 15m 19h 15m 15h - 15h 15m
  9. 9. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Configuração dos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo São 5 posições de atendimento, divididas entre 2 rádios e 3 telefones. RMonitor Monitor Monitor Monitor Radio R Teclado Tel Tel Tel Teclado R Tel Terra “Ponte” Vôo VISTA LATERAL (BANCADA) Armário AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA Alçapão VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) Computador Água RÁDIOS TELEFONES
  10. 10. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Priorização e consolidação dos problemas 1 2 3 4 Problema Acidentário Problema Acidentário Problema Acional Problema ComunicacionalInexistência de uma saída de Tropeções no “puxador” do Acionamento repetitivo do botão do Dificuldade para ouvir, pelo rádio, incêndio adequada alçapão de entrada/saída rádio as mensagens das aeronaves Problema Comunicacional Problema Espacial-Arquitetural Problema Físico-Ambiental Problema Instrumental Vários rádios e telefones Alçapão de entrada/saída da torre é Temperatura muito alta ou baixa, Organização incongruente dosfuncionando ao mesmo tempo muito grande e pesado devido a má distribuição do ar equipamentos da bancada 5 6 7 8
  11. 11. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Priorização e consolidação dos problemas 9 10 11 12 Problema Interacional Problema Interfacial Problema Interfacial Problema InterfacialO programa de computador não Posturas prejudiciais devido ao Posturas prejudiciais devido ao Posturas prejudiciais devido à atende aos controladores acionamento do alçapão acionamento do insufilme altura da bancada Problema Interfacial Problema Interfacial Problema Interfacial Problema NaturalPosturas prejudiciais devido à Posturas prejudiciais para a Posturas prejudiciais para a Sol se põe diante da torre de inadequação das cadeiras visualização do pátio e da pista visualização do espaço aéreo controle 13 14 15 16
  12. 12. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Priorização e consolidação dos problemas 17 18 19 Problema Operacional Problema Organizacional Problema Organizacional Os controladores dispõem de Má distribuição dos horários dos Não existe a possibilidade depouco tempo para as refeições turnos pausas durante o trabalho
  13. 13. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Priorização e consolidação dos problemasProblema Gravidade Urgência Tendência GxUxTPosturas prejudiciais devido à altura da bancada dos equipamentos de controle 5 4 4 80(Interfacial)Posturas prejudiciais para a visualização do espaço aéreo (Interfacial) 5 4 4 80Posturas prejudiciais para a visualização do pátio e da pista (Interfacial) 5 4 4 80Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo (Comunicacional) 5 5 3 75Acionamento repetitivo do botão do rádio (Acional) 4 4 4 64Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras dos controladores (Interfacial) 4 4 4 64 GUT 80 GUT 80 GUT 80 GUT 75 GUT 64 GUT 64 Posturas prejudiciais Posturas prejudiciais Posturas prejudiciais Vários rádios e Acionamento Posturas prejudiciais devido à altura da para a visualização para a visualização telefones repetitivo do botão devido à bancada de controle do espaço aéreo do pátio e da pista funcionando ao do rádio inadequação das mesmo tempo cadeiras dos controladoresO projeto teve como foco os problemas mais graves, ou seja, posturas prejudiciais para a visualização das aeronaves.
  14. 14. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Ambiência física: iluminação Níveis de iluminância por classe de tarefas visuais (NBR 5413): Classe Iluminância (lux) Tipo de atividade B - Iluminação geral Tarefas com requisitos visuais normais, 500 - 750 - 1000 para área de trabalho trabalho médio de maquinaria, escritórios LUXOBS: os níveis de POSTO 1 POSTO 2 POSTO 3 1000iluminâncias forammedidos em uma 300 lux 250 lux 100 lux 900tarde inicialmente 14h * sem * com * comensolarada. Entre as insufilme insufilme insufilme 80015h30/16h o tempo 140 lux 120 lux 120 luxfoi modificado devido 700 15h * sem * com * coma uma frente fria, e insufilme insufilme insufilmepassou de 600ensolarado para 70 lux 70 lux 70 luxnublado. 16h * sem * com * com 500 insufilme insufilme insufilme 400 30 lux 30 lux 30 luxNível de conforto 17h * sem * sem * sem 300 insufilme insufilme insufilmePosto 1 - Aeronaves 30 lux 50 lux 30 lux 200em Terra 18h * luz * luz * luz artificial artificial artificial 100Posto 2 - “Ponte” entreAeronaves em Terra/ HORA DO DIAVôoPosto 3 - Aeronaves 14h 15h 16h 17h 18hem Vôo
  15. 15. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Ambiência física: ruídos Níveis de ruído aceitáveis para efeito de conforto são de até 65 dB (NBR 10152). RUÍDO (dB) 100 POSTO 1 POSTO 2 POSTO 3 90 14h 79,5 dB 83 dB 77,2 dB 80 70 15h 77,1 dB 73,8 dB 68 dB 60 16h 80,5 dB 75,9 dB 75,9 dB 50 40Nível de conforto 17h 78,5 dB 78,5 dB 78,5 dB 30Posto 1 - Aeronaves 20em Terra 18h 81,4 dB 81,4 dB 81,4 dB 10Posto 2 - “Ponte” entreAeronaves em Terra/ HORA DO DIAVôoPosto 3 - Aeronaves 14h 15h 16h 17h 18hem Vôo
  16. 16. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Ambiência física: temperatura Temperatura efetiva deve permanecer entre 20ºC e 23ºC e a umidade relativa do ar superior a 40%. TEMPERATURA (ºC) UMIDADE 100 º 100% 90 º 90% 80 º 80% 70º 70% 62% 60 º 60%Nível de conforto 50 º 50% 40º 40%Temperatura bulboseco 30º 26º 30%Temperatura bulbo 24º 20º 20%úmido 21º 10º 10%Temperatura efetiva HORA DO DIAUmidade relativa 14h 15h 16h 17h 18h 14h 15h 16h 17h 18h
  17. 17. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Avaliação de posturas Tabela Cotação Tabela Cotação de atividade (para cada braço) de atividade Braço Nuca 3 (+45º à +90º) 3 (> +20º) Ante-braço Tronco 1 (+60º à +100º) 3 (+20º à +60º) Punhos Pernas 2 (-15º a +15º) 1 (bem apoiadas) RULA - Rapid Upper Limb Assessment •  Grande Escore (posturas dos membros superiores direitos e esquerdos, posturas do pescoço, tronco e pernas): 7/7Punhos torcidos •  Nível de Ação 4: os escores 7 ou acima de 7 indicam que são necessárias pesquisas e mudanças imediatamente. 1 (pouco torcido) OBS: não há força muscular ou levantamento de cargas.
  18. 18. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado das observaçõesFalar no rádio é a atividade mais freqüente A postura sentada com inclinações e flexões Excesso de informação, necessidade de do tronco é a mais freqüente precisão, pressão da função e ritmo intensoA postura sentada com inclinações e flexões Dores no pescoço, tronco e costas, Há incongruência na distribuição dos do tronco é a mais freqüente ocasionadas pelas posturas assumidas instrumentos da bancada de controle
  19. 19. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativasUma alternância entre os postos terra e vôo pode propiciar uma melhorvisualização da chegada dos aviões na cabeceira da pista. PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO A situação acima ilustra a pista de pouso e decolagem do aeroporto com a cabeceira 20 (dois-zero) em uso. CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  20. 20. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO A situação acima ilustra a pista de pouso e decolagem do aeroporto com a cabeceira 02 (zero-dois) em uso. Houve o deslocamento do posto de controle de aeronaves em vôo para o lado da cabeceira em operação, na tentativa de diminuir os custos para o operador realizar a visualização de aeronaves. CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  21. 21. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativasAs próximas alternativas referem-se à uma nova configuração da bancada decontrole, e em alguns casos até na organização dos próprios postos. PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO Independente da cabeceira da pista em uso, o controlador das aeronaves em vôo precisa estar sempre de olho na perna do vento, uma espécie de corredor aéreo, paralelo a pista de pouso/decolagem, que as aeronaves utilizam para aproximarem-se do aeroporto. Geralmente, este controlador permanece com a sua cadeira em uma posição perpendicular em relação a bancada, para observar tanto os instrumentos quanto a aproximação de aeronaves (para cabeceira 02 isso não é possível, devido ao posicionamento do posto de trabalho). CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  22. 22. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativasNa medida que a aeronave se aproxima, o controlador tenta acompanhar oingresso da mesma na perna do vento. PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO
  23. 23. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativasO redesenho da bancada busca uma melhor visualização das aeronaves queestão se aproximando do aeroporto. PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO Na tentativa de evitar que o controlador permaneça em uma posição perpendicular em relação a bancada, procurou-se gerar alternativas que modifiquem o desenho da mesma. CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  24. 24. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO Na tentativa de evitar que o controlador permaneça em uma posição perpendicular em relação a bancada, procurou-se gerar alternativas que modifiquem o desenho da mesma. CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  25. 25. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO Na tentativa de evitar que o controlador permaneça em uma posição perpendicular em relação a bancada, procurou-se gerar alternativas que modifiquem o desenho da mesma. CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA/VÔO CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  26. 26. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO A situação acima ilustra a pista de pouso e decolagem do aeroporto com a cabeceira 20 (dois-zero) em uso. Sugere-se a eliminação do posto “ponte” entre aeronaves terra/vôo e a criação de um novo posto substituindo o anterior, com um controlador operando somente os pousos e decolagens enquanto o operador das aeronaves em vôo permanece controlando apenas a perna do vento. Acredita-se também que um controlador reserva seja essencial para a promoção de pausas. CONTROLADOR RESERVA CONTROLE DE AERONAVES: POUSO E DECOLAGEM CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  27. 27. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO A situação acima ilustra a pista de pouso e decolagem do aeroporto com a cabeceira 20 (dois-zero) em uso. Sugere-se a eliminação do posto “ponte” entre aeronaves terra/vôo e a criação de um novo posto substituindo o anterior, com um controlador operando somente os pousos e decolagens enquanto o operador das aeronaves em vôo permanece controlando apenas a perna do vento. Acredita-se também que um controlador reserva seja essencial para a promoção de pausas. CONTROLADOR RESERVA CONTROLE DE AERONAVES: POUSO E DECOLAGEM CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  28. 28. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas PISTA DE POUSO/DECOLAGEM 02 20 TORRE DE CONTROLE PERNA DO VENTO A situação acima ilustra a pista de pouso e decolagem do aeroporto com a cabeceira 20 (dois-zero) em uso. Sugere-se a eliminação do posto “ponte” entre aeronaves terra/vôo e a criação de um novo posto substituindo o anterior, com um controlador operando somente os pousos e decolagens enquanto o operador das aeronaves em vôo permanecesse controlando a perna do vento. Acredita-se também que um controlador reserva seja essencial para a promoção de pausas. CONTROLADOR RESERVA CONTROLE DE AERONAVES: POUSO E DECOLAGEM CONTROLE DE AERONAVES EM TERRA CONTROLE DE AERONAVES EM VÔO PLANTA BAIXA DA TORRE DE CONTROLE
  29. 29. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Geração de alternativas Configuração atual Alternativa 1 Alternativa 2Aeronaves em terra“Ponte” entre aeronaves em terra/vôoAeronaves em vôoBancada de controleTorre de controle Posto terra, posto De acordo com o vento, Posto terra inclinado a 45º em relação ao “ponte” e posto vôo. o posto terra poderia hangar e posto vôo inclinado a 45º em alternar-se com o posto relação a cabeceira 20. vôo. Alternativa 3 Alternativa 4 Alternativa 5 Alternativa 6 Posto terra e posto vôo Bancada em “V”, com posto terra e O posto aeronaves em De acordo com o vento, perpendiculares em “ponte” inclinados a 45º para o hangar e vôo permanece virado o posto aeronaves em relação a pista. posto vôo inclinado a 45º para a cabeceira para a perna do vento. vôo muda de posição.
  30. 30. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas: validação As fotos mostram a vista em perspectiva, a vista frontal e a vista lateral da maquete utilizada para a proposta de reorganização da configuração dos postos de trabalho.
  31. 31. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Geração de alternativas: validação Através da maquete, o controlador pôde visualizar as alternativas propostas para a reorganização da configuração dos postos de trabalho. Cada sujeito expôs o seu ponto de vista em relação a nova estrutura para a realização das tarefas. Configuração atual Alternativa 1 Alternativa 2Posto terra, posto “ponte” e posto vôo. De acordo com o vento, o posto terra poderia Posto terra inclinado a 45º em relação ao alternar-se com o posto vôo. hangar e posto vôo inclinado a 45º em relação a cabeceira 20.
  32. 32. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Geração de alternativas: validação Alternativa 3 Alternativa 4 Alternativa 5Posto terra e posto vôo perpendiculares em Bancada em “V”, com posto terra e “ponte” O posto aeronaves em vôo permanece relação a pista. inclinados a 45º para o hangar e posto vôo virado para a perna do vento. inclinado a 45º para a cabeceira 20.
  33. 33. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignGeração de alternativas: validação A maquete foi utilizada para a avaliação das propostas relacionadas a reorganização da configuração dos postos de trabalho.
  34. 34. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleCampo de visão: vista lateral - em pé (escala 1:10). Menor mulher Maior homem
  35. 35. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleCampo de visão: vista lateral - sentado (escala 1:10). Menor mulher Maior homem
  36. 36. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleÂngulos bio-mecânicos de conforto: vista lateral - em pé (escala 1:10). Menor mulher Maior homem
  37. 37. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas : diminuição da altura dabancada de controleÂngulos bio-mecânicos de conforto: vista lateral - sentado (escala 1:10). Menor mulher Maior mulher
  38. 38. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleÂngulos bio-mecânicos de conforto: vista lateral - sentado (escala 1:10). Maior homem
  39. 39. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controle Desenvolvimento de uma nova bancada de controle, mais baixa, permitindo uma melhor visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo ao redor do aeroporto.TAREFA PROBLEMA GUTVisualizar a pista Interfacial 80Visualizar o espaço aéreo Interfacial 80Visualizar o pátio Interfacial 80 Para o desenvolvimento da nova altura da bancada de controle, buscou-se utilizar as medidas da menor mulher, da maior mulher e do maior homem. O fato de considerar a maior mulher deve-se ao tamanho das suas coxas. Apesar da diferença em relação ao maior homem ser pequena, acredita- se que é significativa, podendo causar incômodo e desconforto caso não seja
  40. 40. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controle Para eliminar a inclinação da bancada atual do aeroporto, decidiu-se que o novo posto de trabalho deveria ser completamente reto. A inclinação, provocada pela utilização deMenor mulher, sentada Maior homem, sentado monitores de computador será eliminada com o projeto da nova bancada de controle. Isto irá possibilitar uma melhor visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo do aeroporto.Menor mulher, em pé Maior homem, em pé Bancada atual, vista lateral
  41. 41. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controleMock-up desenvolvido para a validação Alguns testes foram realizados utilizando-se um papelão para representar a área inclinada da bancada. Inicialmente pretendia-se desenvolver um posto totalmente reto, sem qualquer tipo de inclinação. Mais tarde verificou-se que os equipamentos analógicos não poderiam ser retirados, pois os mesmos servem como backup para os equipamentos digitais, em caso de queda de energia. No entanto, pensou-se em uma inclinação que não ultrapasse a altura do monitor LCD.
  42. 42. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controle
  43. 43. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controleO monitor LCD permitirá que o controlador regule a inclinação datela, proporcionando angulações diferentes tanto para a realização datarefa sentado quanto em pé. A utilização deste tipo de monitortambém tem vantagem em relação a diminuição da profundidade dabancada (a mesma poderá terminar na linha pontilhada),aproximando o controlador para perto da janela da torre.
  44. 44. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controle O mock-up foi levado até o aeroporto durante duas visitas, uma na parte da tarde e outra de manhã. Os controladores que estavam na torre foram convidados, um de cada vez, para avaliar a nova altura da bancada e dar qualquer tipo de opinião sobre a mesma.O mock-up foi montado em uma área aberta do aeroporto, diante do pátio para o estacionamento das aeronaves de asa fixa.Este pátio é paralelo a pista de pouso e decolagem, portanto o controlador poderia visualizar as aeronaves deste local(apesar de estar no mesmo nível que o solo).
  45. 45. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controle Neste momento, o controlador explica que a bancada não poderá ficar sem os instrumentos analógicos, pois os mesmos servem como backup em caso de queda de energia. Até então, pensava-se em descartar todos os equipamentos analógicos, eliminando a necessidade de utilizar uma bancada inclinada. A versão final do projeto conta com uma parte inclinada, localizada no posto “ponte” entre aeronaves em terra/vôo, e permanece reta nos postos de aeronaves em terra e em vôo.
  46. 46. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleA linha pontilhada representa a profundidade da bancada. Não hánecessidade que a bancada se estenda além deste ponto. O retângulovermelho representa a parede da torre de controle. Neste caso, a linha pontilhada representa a altura da parede da torre de controle.
  47. 47. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controle
  48. 48. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Nova geração de alternativas: diminuição da altura da bancada de controle 3 2 1 1- Rebaixamento da bancada.A área indicada pelo pontilhado corresponde à altura dosuporte do monitor. Com a área rebaixada da bancada, 2- Nova altura do monitor.o controlador terá uma melhor visualização. 3- Altura do monitor antes do rebaixamento.
  49. 49. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignNova geração de alternativas: diminuição da altura dabancada de controleAtravés da maquete abaixo, é possível observar o rebaixamento da novabancada de controle que será utilizado para a colocação dos monitores LCD.Além disso, esta maquete também serviu para o estudo da distribuição dosequipamentos de controle e instrumentos meteorológicos ao longo dospostos de trabalho. Rebaixamento da bancada de controle para a colocação dos monitores LCD.
  50. 50. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado final: nova bancada de controle1. Pressão (digital).2. Vento, temperatura e pressão.3. Programa de computador para controle do tráfego.4. Pressão (aparelho analógico).5. Rádio de comunicação com o pátio.6. Vento (medido através do ponto médio da pista). 9 13 8 12 6 11 4 10 20 7 3 2 5 19 18 17 1 16 14 15 7. Interruptores (botão de luz, alarme, etc). 8. Vento (aparelho analógico). 9. Vento (aparelho analógico). 10. Rádio auxiliar.
  51. 51. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado final: nova bancada de controle11. Programa de computador para controle do tráfego.12. Vento, temperatura e pressão.13. Pressão.14. Rádio de comunicação com as aeronaves no solo.15. Teclado e mouse.16. Telefone (central PABX 1). 9 13 8 1217. Rádio. 6 11 4 10 20 7 3 2 5 19 18 17 1 16 14 15 18. Telefone (central PABX 2). 19. Teclado e mouse. 20. Rádio de comunicação com as aeronaves em vôo.
  52. 52. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controle Maior mulher sentada na bancada. Medidas em milímetros (vista lateral) Como já foi dito anteriormente, o fato de considerar a maior mulher deve-se ao tamanho das suas coxas. Apesar da diferença em relação ao maior homem ser pequena, acredita-se que é significativa, podendo causar incômodo e desconforto caso não seja contemplada.
  53. 53. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleÉ importante ressaltar que a bancada antiga está representada na cor cinza,facilitando a comparação entre o resultado atual e a proposta para os novospostos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo.
  54. 54. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controle 1- Nova bancada. 2- Bancada antiga. 1 2 Comparação entre a profundidade da nova bancada e da antiga. Vista lateral da torre de controle.
  55. 55. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleVista lateral do campo visual em pé dos controladores de tráfego aéreo. Campo visual, menor mulher em pé Campo visual, maior homem em pé
  56. 56. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleVista lateral do campo visual sentado dos controladores de tráfego aéreo. Campo visual, menor mulher sentada Campo visual, maior homem sentado
  57. 57. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado final: nova bancada de controle Vista lateral do campo acional em pé dos controladores de tráfego aéreo. Campo acional, menor mulher em pé Campo acional, maior homem em péObservação: o manequim de contorno cinza representa o campo acional do controlador em relação à bancada antiga.
  58. 58. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado final: nova bancada de controle Vista lateral do campo acional sentado dos controladores de tráfego aéreo. Campo acional, menor mulher sentada Campo acional, maior mulher sentadaObservação: o manequim de contorno cinza representa o campo acional do controlador em relação à bancada antiga.
  59. 59. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia? LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia PUC-Rio - Departamento de Artes & Design Resultado final: nova bancada de controle Vista lateral do campo acional sentado dos controladores de tráfego aéreo. Campo acional, maior homem sentadoObservação: o manequim de contorno cinza representa o campo acional do controlador em relação à bancada antiga.
  60. 60. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleA vista em perspectiva das maquetes abaixo permite a visualização doespaço interno da torre de controle que é ocupado pela bancada atual.
  61. 61. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleA vista frontal das duas maquetes abaixo permite a comparação entre aaltura da bancada antiga e da nova proposta para os postos de trabalho.
  62. 62. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleA vista lateral das duas maquetes abaixo permite a comparação entre aprofundidade da bancada antiga e da nova proposta para os postos detrabalho.
  63. 63. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignResultado final: nova bancada de controleA vista em perspectiva das duas maquetes abaixo permite a comparaçãoentre a bancada antiga e a nova proposta para os postos de trabalho.
  64. 64. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignSolução de compromisso As maquetes ilustram a utilização de uma parede toda de vidro na parte da frente da torre de controle. É possível comparar o ganho de espaço interno com a nova bancada, além da melhoria da visualização do pátio, da pista e do espaço aéreo.
  65. 65. IX Mostra PUC-Rio. Saúde no Trabalho: Realidade ou Fantasia?LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-TecnologiaPUC-Rio - Departamento de Artes & DesignContatoEduardo Rangel Brandão, M.Sc.brandaoedu@gmail.comwww.eduardobrandao.com

×