Tecnica vocal

156 visualizações

Publicada em

tecnica vocal

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Tecnica vocal

  1. 1. Técnica Vocal Edson Santos TécnicaVocal 1 Você sabe o que é voz? A voz é o som produzido pelo homem que o identifica quanto a sua idade, seu sexo, tipo físico, raça, procedência, nível sócio-cultural, características de personalidade e estado emocional. Como é produzida a voz? A voz é produzida na Laringe por meio da vibração das pregas vocais (também popularmente conhecida como cordas vocais), que realizam seu movimento graças ao fluxo de ar que vem dos pulmões (expiração) e à ação dos músculos da laringe. Este som vai se modificando nas cavidades que funcionam como “alto-falantes”: faringe, cavidade bucal e nasal e seis da face. A estas modificações dá-se o nome de ressonância. Como perceber problemas na voz? Ardência, dor na garganta, perda de voz ou rouquidão podem ser sinais de problemas vocais. A consulta com um médico otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo é necessária caso os sintomas persistam. Quem é o fonoaudiólogo? É o profissional que trabalha com a comunicação humana nos diversos aspectos, incluindo também os assuntos relacionados à voz. Como cuidar da sua voz?  Evitar gritar ou falar durante muito tempo.  Procurar não se expor a mudanças de temperatura ambiental, tomando cuidado inclusive com bebidas geladas.  Não pigarrear ou tossir, pois este hábito promove atrito entre as pregas vocais. Prefira engolir saliva ou tomar água.  Evitar bebidas alcóolicas, pois estas atuam como anestésicos, melhorando a voz aparentemente e mascarando seu abuso. O mesmo acontece com sprays, pastilhas e drops.  Beber bastante água, principalmente em ambiente com ar condicionado.  Fazer gargarejos suaves com água morna e pouco sal antes de deitar.  Não falar em ambientes muito ruidosos, evitando “competir” com o barulho.  No caso de ser alérgico, evitar exposição a poeira, gás e cheiros muito fortes.  Mastigar bem os alimentos, dar preferência aos leves e evitar os muito temperados.  Evitar alimentos achocolatados e derivados de leite, principalmente antes do uso profissional da voz, pois estes aumentam a secreção no trato vocal.  Enquanto estiver falando, manter a postura do corpo ereta, no eixo, porém relaxada, principalmente a cabeça.  Evitar fumo, pois o mesmo irrita a mucosa de todo aparelho fonador, especialmente as pregas vocais.
  2. 2. Técnica Vocal Edson Santos TécnicaVocal 2 Aquecimento 1. Fazer movimentos de lateralização da cabeça, como se estivesse afirmando “sim” ou “não”. 2. Girar a cabeça, num círculo completo, lentamente, descontraindo ao máximo o pescoço, cinco vezes para cada lado. 3. Girar a cabeça emitindo um tom médio, de boca fechada, cinco vezes para cada lado. 4. O tom médio é o seu tom natural de voz, quando você começa a falar, sem prestar atenção à altura da voz que emprega, surge quase espontaneamente, ainda sentado, emitir um “aaaaaaaaa” prolongando, girando, a cabeça cinco vezes de cada lado. 5. Girar a cabeça emitindo um “iiiiiiiiiiii” prolongado, cinco vezes para cada lado. 6. Erguer os ombros e baixá-los, sempre com o corpo encostado na poltrona, cinco vezes. 7. Respiração – emissão do “s” e “z” prolongado (respiração diafragmática); 8. “Hum” mastigado – fazendo escala. 9. Vibração de língua – escala ascendente; 10. Vibração de lábios; 11. “P” prolongado – pa pa pa; 12. Respirar, em alívio, várias vezes, a respiração deve ser nasal, silenciosa, com a língua baixa e sem a intervenção de músculos auxiliares, com um movimento misto do abdômen e porção inferior do tórax. 13. Vibrar lábios ou língua, associando ao som “trrrrrrrrr”, durante três minutos. 14. Mastigar sonorizando: “aaaaah”, “mmmmm”, “aaaaah”, “mmmm” fazer com que o “aaaaa” apareça bem oralizado e claro, e o “mmmmm” fortemente anasalado, a duração média desse exercício é cinco minutos. 15. Fazer durante três minutos: “nhan, nhan, nhan”. 16. Fazer vários bocejos seguidos, da maneira mais natural possível, sonorizando sem tencionar a laringe, deixando-a livre e solta, é importante sentir o som na frente com expansão e abertura. 17. Inspire (armazenando o ar na região abdominal, como vocês já aprenderam) até que a barriga esteja repleta de ar. 18. Agora solte o ar aos pouco utilizando o som: Prrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr…… Observe que neste exercício a língua deve vibrar bastante!!!! Caso a sua língua não vibre e você esteja forçando para emitir este som, PARE, pois estará fazendo da forma errada. Mas se você conseguiu emitir o som com a vibração constante da língua, repita este exercício todos os dias pelo menos durante 10 minutos. Se for cantar em uma apresentação ou videokê ou ensaiar com sua banda por muito tempo, pré-aqueça sua voz durante 20 minutos (no mínimo) antes de começar a cantar. 19. Pode-se também utilizar outras consoantes que possibilitarão o mesmo efeito como, por exemplo, o som: Trrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr… Como se você fosse imitar o som do telefone (TRRRRRIM!!!), mas lembrando de prolongar bastante os erres (RRRR…) até acabar o ar.
  3. 3. Técnica Vocal Edson Santos TécnicaVocal 3 20. Depois de já haver treinado bastante e já estar emitindo os sons PRRRR… e TRRRR… Sem falhas ou interrupções, vamos repetir o exercício anterior com uma diferença: 21. No final de cada som iremos acrescentar as vogais A,E,I,O,U. PrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÁ!!!! PrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÉ!!!! PrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÍ!!!! PrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÓ!!!! PrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÚ!!!! 22. Exemplo 2: TrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÁ!!!! TrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÉ!!!! TrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÍ!!!! TrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÓ!!!! TrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrÚ!!!! Importante:  Assim como nos exemplos acima, o som que você estiver produzindo para pré-aquecer, deverá estar no mesmo volume, intensidade e tom.  Não brinque com este exercício fazendo sons muito agudos, muito graves ou misturando os dois tons. Se quiser tentar, observe se sente dor, talvez esteja fazendo algo de errado.  Repita os exercícios sempre no seu tom natural.  Como fazer para identificar o seu tom natural?  É simples, o seu tom natural é aquele que você emite sem “forçar a garganta”, é um som natural que sai sem esforço nenhum, como se você estivesse falando.  Aos poucos depois de sentir segurança, poderá tentar forçar os limites, mas, sempre sem sentir dor, procure desenvolver sua extensão, procure usar falsete, o mais grave que posso produzir,  Se você não conseguiu fazer estes exercícios até acabar o ar armazenado (sem utilizar o ar de reserva, certo???), ou seja, você começou bem, mas no meio do exercício o som falhou, pare! Respire fundo por 3 vezes, relaxe um pouco e só então recomece.  É muito comum, no início, não conseguirmos emitir estes sons até o final, pois trata-se de sons que nós não estamos habituados a produzir, mas com o treino diário, fica cada vez mais fácil, acreditem!!!
  4. 4. Técnica Vocal Edson Santos TécnicaVocal 4 Observações importantes:  Beber muita água, principalmente durante as apresentações;  Aquecer e desaquecer a voz;  Não se automedicar;  Fazer uma avaliação com o auxílio de um médico otorrino. Após esta serie de conselhos espero que sinta a voz muito mais elástica, firme, resistente, e verá que sempre ao cantar esses exercícios sempre o ajudarão a ter uma performance mais correta e segura. É importante lembrar que, a dor é um referencial que está algo de errado acontecendo, ranhuras na voz, pequenos incômodos podem ser um sinal vocal que algo fora do lugar. Fique atento; cantar faz bem, não pode haver qualquer tipo sensação ruim.

×