Capacitação de líderes - Parte 1

2.865 visualizações

Publicada em

Evangelismo

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.865
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
679
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capacitação de líderes - Parte 1

  1. 1. EVANGELISMO Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP Capacitação de Líderes 1 - INTRODUÇÃO DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos
  2. 2. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução No NT havia dois tipos bem definidos sobre evangelismo; o evangelismo em massa e o pessoal. No século III, ambos desapareceram, nem mesmo durante a Reforma houve reavivamento nesta área. Depois de 1600 anos, entrou em vigor através de João Wesley o evangelismo em massa, mas o outro continuou adormecido. Precisamos acordar para o evangelismo pessoal. Até mesmo o evangelismo em massa tem estado decadente, ele tem passado por períodos de esfriamento e de reavivamentos. Houve quatro pontos culminantes na história do evangelismo em massa: um nos tempos de Wesley; outro sob Finney; depois com Moody; e finalmente em nossos próprios dias sob a liderança divina, nas campanhas de Billy Graham. Este ainda tem sido o método Néo testamentário que freqüentemente utilizado por Deus para a Salvação de multidões. O Deus que nos salvou tem e nós e através de nós um propósito específico que é denunciar a verdade a todos. DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  3. 3. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução E este propósito será alcançado quando nós como igreja nos posicionarmos diante do Pai e restabelecermos o que foi começado pela igreja primitiva e que deve prosseguir até o dia de Jesus Cristo voltar em glória. Nós Igreja individual temos uma verdade que transforma (Colossenses 1:6). Paulo tinha um lema a qual precisamos adotar para que as almas sejam alcançadas e assim tenham uma oportunidade para serem transformadas (Colossenses 1:28-29). Precisamos ter em mente que para ganharmos as almas devemos estar fora do templo como a igreja primitiva fazia, existem três razões que nos farão entender o porque: DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  4. 4. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução 1ª - Pecadores não vão a igreja. 2ª - Nossa responsabilidade é alcançar todos os pecadores, todos necessitam ouvir as boas novas da salvação (Marcos 16:15). 3ª - Visto que o pecador não vai a igreja, os cristãos devem ir até eles. Para isso precisamos ser treinados e equipados. Para então realizarmos o que esta registrado em Atos 5:42: “ No templo – todos os dias; de casa em casa”. DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  5. 5. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução No mundo há várias classes de pessoas esperando, desesperadas, famintas, necessitadas, ansiosas e maduras para a colheita. Ou seja, precisam de salvação, desejam o perdão, procuram conhecimento a respeito de Cristo, tem medo de morrer na condição em que estão, estão cercados de problemas e anseiam por Deus, mas não querem ir a igreja, pois não sabem em qual delas se pode confiar. Mas quando vamos ao encontro destas pessoas, dando-lhes o evangelho lá fora onde estão, elas terão a oportunidade de escolherem por Jesus. Enquanto isso, Deus esta aguardando que nos cumpramos o que esta escrito em Mateus 28:18-20. Está é a declaração da Grande Comissão. Estas palavras saíram da boca de Jesus. Encontram-se entre as últimas que ele falou antes de voltar ao céu. Foram dirigidas, especificamente, aos seus discípulos. O âmago do seu mandamento é bastante evidente: DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  6. 6. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução “ IDE... FAZEI DISCÍPULOS... BATIZANDO-OS... ESNINADO-OS” DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  7. 7. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução “ Toda autoridade”. Se Jesus nos mandar, não há lugar que não possamos ir, e nada que não possamos fazer. “Ir e fazer discípulo”, a responsabilidade de encaminhamento desta pessoa é nossa (João 4:31-38; Atos 1:8). A ênfase é que devemos fazer isto no poder do espírito Santo. Enviados por Jesus, representando a sua pessoa (João 17:18; 20:21). O propósito duplo da igreja é evangelismo e edificação e esta edificação se dá por meio do discípulo cristão, que nós estudaremos durante o estudo. O contexto do evangelismo se baseia no “IDE... FAZEI DSICÍPULOS... BATIZANDO-OS”, já o da edificação se encontra no “BATIZANDO... ENSINANDO-OS”. Todas as atividades e todos os objetivos da igreja tem que se fundamentar sobre estes dois princípios. Uma igreja que não pratica o evangelismo não está obedecendo a Deus e esta magoando de forma tamanha o seu coração. DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  8. 8. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução A igreja primitiva ia todos os dias, no templo e de casa em casa (Atos 2:46-47; 5:42; 6:7). Em Atos 2, o Senhor estava acrescentando, mas em Atos 6 Ele já estava multiplicando, este estava sendo o resultado de ir de casa em casa falando do amor de Deus. Vejamos: Publicamente – no púlpito. Atos 20:20 Diariamente – de porta em porta, de casa em casa. Dois anos foi o tempo na qual os habitantes da Ásia foram evangelizados, porque os cristãos não cessavam de testemunhar diariamente no templo e de casa em casa. Eles tinham uma preocupação com os pecadores. Todo o seguidor de Jesus tem uma missão, sermos uma testemunha. Se cremos em suas bênçãos vamos também crer no seu mandamento. Este testemunho é autentico, vida nova em Cristo Jesus. DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  9. 9. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução A Bíblia nos mostra qual foi a finalidade da vinda de Jesus (1 Timóteo 1:15). Jesus é o nosso exemplo perfeito, e os cristãos primitivos seguiram o exemplo de Jesus, eles usavam um método simples e prático: Atos 5:42 – Ensinavam Atos 6:7 – Multiplicavam-se Atos 8:1,4; 20:20 – Iam por toda a parte pregando Os cristãos primitivos seguiram o exemplo de Jesus, eram pescadores de homens, em pouco tempo evangelizaram o seu mundo. Devemos ir e levar o ministério de reconciliação a todos (2 Corintios 5:14-20).. DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  10. 10. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução Jesus foi enviado ao mundo para redimir o mundo, e assim nós também somos enviados ao mundo como agentes de redenção (João 17:15,18). Quando entendemos o plano de Deus para a vida do homem e ver o que Ele já fez, e espera pela nossa posição para continuarmos o que foi começado, com certeza iremos ao encontro do pecador. É preciso sair do templo e buscar o pecador, isto mudará a história. Fora do templo há pessoas necessitadas. Precisamos deixar de ser suga–suga das bênçãos e ver que elas estão direcionadas também aos pecadores (Lc 3:6; Jo 3:16; At 2:21; Rm 5:18; 10:13; Pe 3:9). Precisamos seguir o exemplo de Jesus e dos discípulos e continuar a ordem que Jesus deixou – Marcos 16:15. Não podemos nos acomodar diante de tamanho desafio que temos pela frente, e sim entendermos também que todo cristão precisa estar pronto para a tarefa do evangelismo e agiremos quando entendermos as cinco classificações de um cristão: DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  11. 11. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução 1ª. Pastores ou lideres treinados. São pessoas chamadas por Deus e treinadas para exercer um ministério. 2ª. Lideres leigos. São pessoas que nunca fizeram um seminário, mas exercem um ministério. Exemplo, líder de congregação. 3ª. Trabalhadores externos. São pessoas que trabalham para o Senhor, fora da igreja, evangelizando na escola, vizinhos, ônibus, dia a dia. 4ª. Trabalhadores internos. São pessoas que trabalham dentro da igreja. Exemplos: ministro de louvor, zelador, professor da EBD, etc. 5ª. Consumidores. São pessoas que aceitaram a Jesus, vão para o céu, mas não trabalham para Jesus. Não querem assumir responsabilidade com o Senhor – 2 Timóteo 1:6-7. Com qual classe você se identifica? DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP
  12. 12. Capacitação de Líderes – 1 - Introdução Não há tempo para ficar de braços cruzados, o evangelismo precisa renascer na igreja, é preciso buscar estratégias e alcançar os propósitos do coração de Deus DGCEC – Coordenadora de Cursos Externos Igreja Evangélica Avivamento Bíblico – Congregação Vila Industrial Rua Sebastião de Paula Freitas, 132 – Vila Industrial – Presidente Prudente / SP

×