Análise sintática

1.139 visualizações

Publicada em

Atividade de Língua Portuguesa
Professora Eliane da Silva

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
404
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise sintática

  1. 1. ANÁLISE SINTÁTICA Profª. Eliane da Silva 2015
  2. 2. Na Língua Portuguesa, as palavras podem ser analisadas isoladamente ou dentro da oração. A análise que considera somente a palavra é chamada de análise morfológica, e a que analisa a palavra relacionada a outras dentro da oração é a análise sintática. Na análise morfológica, as classes gramaticais (substantivo, verbo, advérbio, pronome, numeral, preposição, conjunção, interjeição, artigo e adjetivo) são colocadas em evidência. Portanto, cada palavra será analisada como se fosse única. Nesse momento, não há interesse na função que a palavra exerce dentro da oração. Veja o exemplo: Júlia quebrou a carteira. Júlia: substantivo Quebrou: verbo A: artigo Carteira: substantivo Na análise sintática, a palavra não é estudada de forma isolada, pois ela mantém relação com outras palavras. Por isso, sintaticamente, as palavras passam a exercer uma função na oração. Vamos analisar as mesmas palavras do exemplo, só que agora buscaremos a função, ou seja, o papel desempenhado por cada uma dentro da oração. Júlia: Sujeito Quebrou - Verbo transitivo direto A cadeira: objeto direto A: adjunto adnominal Cadeira: núcleo do objeto direto
  3. 3. Frase É o enunciado com sentido completo, capaz de fazer uma comunicação. Na frase é facultativo o uso do verbo. Exemplos: - Atenção! - Que frio! - A China passa por dificuldades. Oração É o enunciado com sentido que se estrutura com base em um verbo. Na oração é preciso usar verbo ou locução verbal. Exemplos: - A fábrica, hoje, produziu bem. - Homens e mulheres são iguais perante a lei. “- O senhor tem sempre um cumprimento de reserva: vejo que não perdeu o tempo na academia, Vou-me embora.”, o enunciado apresenta uma mensagem em que se utilizou vários verbos é o que chamamos de período. Período É a oração composta por um ou mais verbos. O período classifica-se em: Simples: tem apenas uma oração. - “As senhoras como se chamam?” (Machado de Assis) Composto: tem duas ou mais orações. - “Um deles perguntou-lhes familiarmente se iam consultar a adivinha”. (Machado de Assis)
  4. 4. TERMOS DA ORAÇÃO No período "Conhecemos mais pessoas quando estamos viajando", existem seis palavras. Cada uma delas exerce uma determinada função nas orações. Em análise sintática, cada palavra da oração é chamada de termo da oração. Termo é a palavra considerada de acordo com a função sintática que exerce na oração. Segundo a Nomenclatura Gramatical Brasileira, os termos da oração podem ser: 1) Essenciais Também conhecidos como termos "fundamentais", são representados pelo SUJEITO e PREDICADO nas orações e também pelo PREDICATIVO. 2) Integrantes Completam o sentido dos verbos e dos nomes, são representados por: complemento verbal - OBJETO DIRETO e INDIRETO; COMPLEMENTO NOMINAL; AGENTE DA PASSIVA. 3) Acessórios Desempenham função secundária (especificam o substantivo ou expressam circunstância). São representados por: ADJUNTO ADNOMINAL; ADJUNTO ADVERBIAL; APOSTO. Obs.: O VOCATIVO, em análise sintática, é um termo à parte: não pertence à estrutura da oração.
  5. 5. SUJEITO: É o ser do qual se diz alguma coisa. SIMPLES COMPOSTO INDETERMINADO ORAÇÃO SEM SUJEITO PREDICADO: termo da oração que se refere ao sujeito. VERBAL NOMINAL VERBO- NOMINAL um núcleo dois ou mais núcleos não podemos saber quem pratica a ação Verbos impessoais: haver, fazer (tempo) chover, etc Seu núcleo é um verbo Seu núcleo é um nome (substantivo, adjetivo, pronome). Verbo de ligação Tem dois núcleos significativos: um verbo e um nome. Formado por um verbo transitivo ou intransitivo e um predicativo do sujeito ou do objeto.
  6. 6. PREDICATIVO PREDICATIVO DO SUJEITO É o termo que exprime um atributo, qualidade, estado ou modo de ser do sujeito, ao qual se prende por um verbo de ligação, que está presente no predicado nominal e no verbo-nominal. PREDICATIVO DO OBJETO É o termo que se refere ao objeto de um verbo transitivo. COMPLEMENTO NOMINAL É o complemento de nomes (substantivos, adjetivos e advérbios) sempre regido de preposição, reclamado pela sua significação transitiva incompleta.
  7. 7. OBJETO DIRETO É o complemento de verbos transitivos diretos. Este complemento, normalmente, vem ligado ao verbo sem auxílio de preposição. OBJETO INDIRETO É o complemento de verbos transitivos indiretos. Esse complemento vem ligado ao verbo por meio de preposição. AGENTE DA PASSIVA É o complemento de um verbo na voz passiva. Representa o ser que pratica a ação expressa pelo verbo passivo. Geralmente, vem acompanhado pela preposição por ADJUNTO ADNOMINAL É o termo de valor adjetivo que serve para especificar ou delimitar o significado de um substantivo. ADJUNTO ADVERBIAL É o termo que exprime uma circunstância (de tempo, lugar, modo, etc.) APOSTO É uma palavra ou expressão que explica ou esclarece, desenvolve ou resume outro termo da oração. VOCATIVO É o termo usado para chamar alguém ou alguma coisa. COMPLEMENTO VERBAL
  8. 8. SUJEITO: Todos os ligeiros rumores da mata tinham uma voz para a selvagem filha do sertão. PREDICADO: Nossas praias são lindíssimas./ A empresa fornece comida aos trabalhadores. PREDICATIVO: A casa era de vidro./ O juiz declarou o réu inocente. OBJETO DIRETO: João comprou uma bola. OBJETO INDIRETO: Os filhos precisam de carinho. COMPLEMENTO NOMINAL: Cecília tem orgulho da filha. AGENTE DA PASSIVA: Uma bola foi comprada por João. ADJUNTO ADNOMINAL: Vários vendedores de artesanato expunham suas mercadorias. ADJUNTO ADVERBIAL: Lá embaixo aparece Jacarecanga sob o sol do meio-dia. APOSTO: D. Pedro II, imperador do Brasil, foi um monarca sábio. VOCATIVO: A ordem, meus amigos, é a base do governo. EXEMPLOS:
  9. 9. BIBLIOGRAFIA: http://www.soportugues.com.br/secoes/sint/sint5.php http://www.escolakids.com/analise-sintatica-e-morfologica.htm http://www.infoescola.com/portugues/frase-oracao-e-periodo/ http://rachacuca.com.br/educacao/portugues/termos-da-oracao/ http://blogdaprofsagave.blogspot.com.br/2014/03/termos-essenciais-integrantes-e.html

×