06 pbde - justiça divina

629 visualizações

Publicada em

Série de slides das palestras sobre os princípios básicos da Doutrina Espírita

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

06 pbde - justiça divina

  1. 1. PBDEPRINCÍPIOS BÁSICOS DA DOUTRINA ESPÍRITA OU ESPIRITISMO RESUMO DA INTRODUÇÃO, ITEM VI DE OLE(*) (*) - O LIVRO DOS ESPÍRITOS
  2. 2. • EXISTÊNCIA DE DEUS • EXISTÊNCIA, SOBREVIVÊNCIA E INDIVIDUALIDADE DA ALMA APÓS A MORTE • PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS • PLURALIDADE DOS MUNDOS HABITADOS • COMUNICABILIDADE DOS ESPÍRITOS • JUSTIÇA DIVINA
  3. 3. JUSTIÇA DIVINA o Lei de causa e efeito o Lei de ação e reação oEstudo de caso
  4. 4. JUSTIÇA DIVINA o Lei de causa e efeito A lei de causa e efeito, segundo o entendimento espírita, refere-se tanto à manifestação da justiça, bondade e misericórdia divinas quanto à necessidade evolutiva do ser humano de reparar erros cometidos, decorrentes das inflações cometidas contra a Lei de Liberdade.
  5. 5. JUSTIÇA DIVINA Sendo infinita a Justiça de Deus, o bem e o mal são rigorosamente considerados, não havendo uma só ação, um só pensamento mau que não tenha conseqüências fatais, como não há uma única ação meritória, um só bom movimento da alma que se perca [...] Allan Kardec: O céu e o inferno. Primeira parte, cap. 7, n.º 8 (Código Penal da Vida Futura).
  6. 6. JUSTIÇA DIVINA Toda falta cometida, todo mal realizado, é uma dívida contraída que deverá ser paga; se não for em uma existência, sê-lo-á na seguinte ou seguintes, porque todas as existências são solidárias entre si. Aquele que se quita numa existência não terá necessidade de pagar segunda vez. Allan Kardec: O céu e o inferno. Primeira parte, cap. 7, n.º 9 (Código Penal da Vida Futura).
  7. 7. JUSTIÇA DIVINA De duas espécies são as vicissitudes da vida, ou, se o preferirem, promanam de duas fontes diferentes, que importa distinguir. Umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida. Remontando-se à origem dos males terrestres, reconhecer-se-á que muitos são conseqüência natural do caráter e do proceder dos que os suportam. Allan Kardec: O evangelho segundo o Espiritismo, cap. 5, item 4.
  8. 8. JUSTIÇA DIVINA o Lei de ação e reação III LEI DE NEWTON: A toda a ação opõe sempre uma igual reação. Isto é, as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e opostas. Aquilo que puxa ou comprime outra coisa é puxado ou comprimido da mesma maneira por essa coisa.
  9. 9. CARACTERÍSTICAS LEI DE AÇÃO E REAÇÃO LEI DE CAUSA E EFEITO Abrangência As Leis de Newton se aplicam para corpos macroscópicos em movimento com velocidades inferiores a da luz em gravidade moderada. Lei Universal, natural ou divina. Aplica-se em todo o universo. Âmbito Uma Lei Física, não moral descreve fenômenos físicos de forças aplicadas entre um par de corpos. No universo dos efeitos e suas causa, no campo material, espiritual e moral. Numero de elementos Binária, Duas forças aplicadas em corpos diferentes. Pode atuar em um ou mais elementos. Temporalidade Manifestação imediata, simultânea. A manifestação do efeito pode ser imediata, após um período temporal, distar vários séculos ou ser anulada. Intensidade As forças (de Ação e Reação) possuem sempre a mesma intensidade, a mesma direção e sentido oposto. A intensidade do efeito pode ser diferente da intensidade da causa ou até mesmo ser nula. Anulação As forças nunca são anuladas. O efeito ou a conseqüência pode ser anulado. Duração A força “de reação” permanece enquanto durar a ação. Os efeitos ou conseqüências podem persistir por pouquíssimo tempo a vários séculos. Natureza A natureza da reação é sempre a mesma da ação. A natureza do efeito pode diferir da natureza da causa. Mecanismo de Atuação Simples e direto. Complexo, probabilístico, com muitas variações Dependência de fatos posteriores Nenhuma, a reação só existe enquanto há uma força de ação. Muitas, de diversas circunstâncias e de atos posteriores a causa.
  10. 10. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 1 EFEITO - Mulher, morta por afogamento na antevéspera do natal de 1956, na cidade de Passa Quatro (MG), após se ver separada dos dois filhos e do marido, ao ter sua modesta moradia invadida pela inundação resultante da intensa chuva que se precipitava na região há horas, tendo sido levada pelo turbilhão envolvente e destruidor do inesperado e imenso rio que se formara, arrastando o que se lhe opusesse à passagem.
  11. 11. JUSTIÇA DIVINA CAUSA – Ordem dada a capataz no final da tarde chuvosa e escura da antevéspera do natal de 1856, por Dona Maria Augusta Correia da Silva, senhora de extensos haveres, ao retornar à sua fazenda às margens do Rio Paraíba, após quase um ano de passeio repousante na Corte, ante a confirmação de jovem escrava de que, segundo ela, as duas“crias” da moça eram de seu filho, determinando que o rude feitor lhe estalasse o chicote nas costas, obrigando-a a entrar nas águas transbordantes do imponente rio, cuja correnteza motivou seu afogamento, levando o corpo da desafortunada no silêncio da noite que caia.
  12. 12. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 2 EFEITO – Menino, 10 anos, mudo, conduzido pela mão pelo pai, acometido por convulsões epilépticas intermitentes.
  13. 13. JUSTIÇA DIVINA CAUSA – Ações em encarnação anterior, em que ele, senhor de escravos, se comprazia em exercitar sua crueldade na boca dos cativos, aplicando ferro em brasa na boca dos coitados. Os acessos que tem são provocados pelo aflorar das lembranças das surras e castigos impostos aos escravos.
  14. 14. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 3 EFEITO – Mulher, acometida por implacável câncer que a constringe e exaure, pouco a pouco, impondo-lhe a dor que lhe fere a carne, sentindo o corpo examine e alquebrado.
  15. 15. JUSTIÇA DIVINA CAUSA - Ações ordenadas por ela a mãos implacáveis que impuseram a morte a muitos escravos pertencentes à senzala da fazenda que possuía na época do império no Brasil. Após sua morte, no Além, chora, esbraveja , censura, reclama e, por fim , quer renascer e, obtendo a concessão, embora bela mulher, a partir de certa idade, guarda um leito em prova, por vários anos.
  16. 16. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 4 EFEITO – Mulher, cujo corpo era acometido de estranha moléstia que lhe impunha constantes cirurgias pelo aparecimento nos tendões nervosos, vermes, provocando-lhe dores atrozes, até serem extraídos pelas operações.
  17. 17. JUSTIÇA DIVINA CAUSA - Em vida passada, rica fazendeira, ao perceber a atração de seu marido por escrava moça recém comprada, roída pelo ciúme, a enclausurou num dos quartos da Fazenda, em lugar ermo, deixando-a morrer de fome e sede. Localizado o quarto, dias depois, pelo mau cheiro exalado, aberta a porta, foi encontrado o corpo da bela escrava todo coberto de vermes.
  18. 18. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 5 EFEITO – Homem, braço direito deformado com uns babados de carne mole, arroxeada, esquisita, mais parecendo um açoite enrolado, cheio de nós.
  19. 19. JUSTIÇA DIVINA CAUSA – Ações praticadas em encarnação anterior em que na condição de capataz, açoitou uma infinidade de escravos, levando muitos ao desencarne, por sua impiedade. Na existência atual, traz no braço o que lhe está no Espírito, um eco dos açoites irados que deu, impondo sofrimentos indescritíveis nas suas vítimas, experimentando o endurecimento gradual dos tais babados que se converterão num câncer que o ajudará a se livrar da culpa que carrega.
  20. 20. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 6 EFEITO – E.A.S.,14 anos, vitima fatal, em Cáceres(MT), em acidente em que foi arrastado alguns metros por um cavalo sobre cujo dorso se apoiava ao tentar alcançar uma penca de mexiricas em pomar de fazenda em que se encontrava participando de festa de aniversário de um amigo. Um movimento em falso, assustou o animal, sendo que um de seus pés prendeu-se a laço do arreio.
  21. 21. JUSTIÇA DIVINA CAUSA - Ações em encarnação anterior quando, da varanda da sede da sua propriedade rural avistou um escravo furtando algumas laranjas. Sem raciocinar, irritou-se de tal modo que, após chicoteá-lo impiedosamente, determinou fosse atado à cauda de um potro selvagem, ordenando que o animal o arrastasse pelo campo ainda não destocado, ignorando súplicas dele ou ninguém.
  22. 22. JUSTIÇA DIVINA o Estudo de casos • CASO 7 EFEITO - Três moças tratadas nos trabalhos de desobsessão no Centro Espírita Luiz Gonzaga, em Pedro Leopoldo (MG), uma das quais tinha o estranho hábito de mastigar vidros, o que deixava os anfitriões que as hospedavam em sua casa, assustados e preocupados.
  23. 23. JUSTIÇA DIVINA CAUSA – Tratamento impiedoso aplicado a escravos de sua propriedade em vida anterior. Como ”Sinhás” da fazenda, usavam a força e o poder através de cruéis capatazes. Uma delas, por motivo fútil, fez enterrar um escravo – o Espirito que se manifestava – deixando apenas a cabeça de fora, mandando a besuntassem com mel, a fim de atrair insetos, onde permaneceu sozinho, em intermináveis sofrimentos, até encontrar a morte. Nas horas finais, em desespero ele clamava: “- Sinhá! Se existe alma depois desta vida, eu vou me vingar”, convertendo-se a jura, atualmente, na forte obsessão que acometera as três jovens...

×