HEMORRAGIA
CONCEITO
Hemorragia é a saída de
sangue dos vasos sanguíneos
ou do coração para o exterior,
para o interstício ou para
cav...
CLASSIFICAÇÃO E NOMENCLATURA
hemorragias externas
• a) gastrorragia: hemorragia gástrica;
• b) enterorragia: hemorragia in...
As hemorragias internas
• a) petéquia ou hemorragia petequial: hemorragia minúscula na pele,
mucosas ou serosas;
• b) equi...
As hemorragias podem ocorrer com ou sem solução de
continuidade de parede vascular ou cardíaca.
As hemorragias com solução...
Hemorragia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hemorragia

244 visualizações

Publicada em

conceitos e condutas em trauma hemorrágico

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Hemorragia

  1. 1. HEMORRAGIA
  2. 2. CONCEITO Hemorragia é a saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
  3. 3. CLASSIFICAÇÃO E NOMENCLATURA hemorragias externas • a) gastrorragia: hemorragia gástrica; • b) enterorragia: hemorragia intestinal. Alguns conceituam enterorragia como a eliminação anal de sangue vivo; • c) melena: evacuação de fezes escuras, pastosas e fétidas pela presença de sangue alterado pelas secreções gastrintestinais; • d) hematêmese: sangue parcialmente digerido, eliminado sob forma de vômitos; • e) otorragia: hemorragia pelo conduto auditivo externo; • f) hemoptise: hemorragia proveniente dos pulmões ou de outras partes do trato respiratório; • g) epistaxe: hemorragia que ocorre na mucosa nasal ou através das fossas nasais; • h) hematúria: presença de sangue na urina; • i) metrorragia: hemorragia uterina anormal, acíclica.
  4. 4. As hemorragias internas • a) petéquia ou hemorragia petequial: hemorragia minúscula na pele, mucosas ou serosas; • b) equimose ou sufusão hemorrágica: hemorragia cutânea, mucosa ou serosa de dimensões maiores. O termo "equimose" é empregado por muitos legistas para indicar sufusão hemorrágica cutânea de origem traumática; • c) hematoma: hemorragia maior, na qual o sangue não se difunde das malhas do tecido e forma uma coleção; • d) bossa sanguínea: coleção sanguínea localizada sobre um plano ósseo fazendo saliência na superfície da pele; • e) apoplexia: termo utilizado para indicar hemorragia que se dá na intimidade de um órgão (encéfalo, pâncreas, supra-renais) com destruição parcial deste e manifestações gerais súbitas e graves. • Já as hemorragias que ocorrem nas cavidades pré-formadas recebem as seguintes denominações: • a) hemotórax: na cavidade pleural; • b) hemopericárdio: no saco pericárdico; • c) hemoperitônio: na cavidade peritonial; • d) hemorragia ventricular ou intraventricular: nos ventrículos cerebrais.
  5. 5. As hemorragias podem ocorrer com ou sem solução de continuidade de parede vascular ou cardíaca. As hemorragias com solução de continuidade da parede dos vasos ou do coração podem se dever a: 1) ruptura ou laceração (são as mais freqüentes). Podem ser: • traumáticas, causadas por instrumentos contundentes, cortantes, perfurantes, etc., intencional ou acidentalmente; • espontâneas, que ocorrem em aneurismas, hematoma dissecantes da aorta, hipertensão arterial maligna, infarto transmural do miocárdio e diversas outras condições de fragilidade da parede vascular (inflamações, por exemplo); 2) erosão ou digestão da parede vascular, como ocorre em: • cavernas tuberculosas quando a necrose atinge a parede dos vasos; • erosão vascular por neoplasias malignas; • úlcera péptica em que o suco gástrico digere a parede do vaso.

×