Newsletter Ecogerminate Ed.1

586 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Newsletter Ecogerminate Ed.1

  1. 1. Número 1abr/ mai/ jun 2011 … um contributo para o desenvolvimento solidário e sustentável… Newsletterwww.ecogerminar.orgecogerminate@gmail.comDESTAQUES: Nota editorial Após o sucesso da Edição Zero Solidária, Ambiente e Ecologia,PÁG. 1: CSS- Comérico da Newsletter Ecogermina-te - Animação Territorial eSolidário Sustentável versão experimental que Desenvolvimento Social), recebeu rasgados elogios e havendo sempre um mote,PÁG. 2: Limpar contou com inúmeras cujo critério de seleção será a subscrições de entidades sua atualidade. O mote destaPortugal 2011 públicas e privadas e de edição dispensa justificação… pessoas singulares e amigos -, é O VOLUNTARIADO.PÁG. 3: Entrevista o núcleo duro de voluntários Convidamo-lo a ler estea Fernanda Freitas, da EcoGerminar resolveu dar boletim até ao fim. Se, porcoordenadora as mãos e acreditar que esta algum momento, sentir que “O voluntariado. Este poderá ser tem pernas para andar! também tem uma opinião para um dos lados positivos da crisenacional para o Ano Apresentamos dar, uma experiência para em que vivemos. É que ela, apesarEuropeu do orgulhosamente mais uma partilhar, uma proposta a de todo o mal que arrastaVoluntariado edição da nossa (sua, minha e fazer… vá lá, Ecogermine-se! consigo, é a única que nos de todos os amigos da Contacte-nos e certamente consegue unir e é a única que temPÁG. 5: Quinta dos EcoGerminar) Newsletter. será colaborador deste projeto o poder de despertar nas pessoasTrevos – Unidade de Esta pretende ser um espaço mais depressa do que imagina. aquilo que as torna de partilha e discussão de verdadeiramente humanas.”Turismo Rural temas relacionados com as Teresa Preta Raul Leitão áreas de intervenção da Newsletter Ecogermina-te Associação (Economia CSS –Comércio Solidário Sustentável portuguesa e com recurso aos a terra e dos outros (onde se APOIOS: fornecedores locais, próximos da produção. incluem todos os seres vivos). Esta é a marca da garantia A imagem e marca do selo consciente, da opção, da simbolizam o comércio, a minha opção de compra, do solidariedade e meu contributo… Permite-me sustentabilidade abraçados optar por um produto numa missão comum - a autóctone, garante-me que a missão de contribuir para um minha opção é um contributo modelo de desenvolvimento para o desenvolvimento local, sustentável -, interligados pela para a preservação do harmonia da solidariedade, da ambiente e da vida, para um O selo CSS – Comércio equidade e do equilíbrio com mundo mais justo e Solidário e Sustentável é uma os recursos naturais e locais. sustentável… marca de solidariedade e As cores rústicas exemplificam sustentabilidade dos produtos a terra, a natureza e a Marco Domingues regionais e autótones, dos responsabilidade humana na produtos com origem preservação dos recursos, das tradições, da cultura de cuidar Patrocine aqui
  2. 2. Newsletter Página 2 de 6 Limpar Portugal – um exemplo de voluntariado A iniciativa Limpar Portugal Zona da Carapalha, Sra. de comum se envolva com estas que, em 20 de março de 2010, Mércules, S. Martinho, causas, acredite no mobilizou cerca de 100 mil Valongo, Feiteira, Lanço voluntariado e interaja na voluntários em Portugal sob o Grande e Ocreza, e nas comunidade em que se insere. mote “Vamos Limpar a Freguesias de Retaxo, A grande adesão no PLP foi, Floresta Portuguesa num só Monforte da Beira, Sobral do pois, a nível de grupos e dia”, destacou-se como a Campo, Stº André das Tojeiras, organizações que maior ação de voluntariado, Lardosa e Alcains. O evento tradicionalmente lideram este tendo sido premiada com o terminou em convívio de tipo de iniciativas. Green Project Awards 2010. A voluntários na Associação do Os membros da cordenação ideia de limpar os depósitos de Bairro do Valongo, que concelhia reconhecem o lixo ilegais por voluntários disponibilizou as instalações enorme contributo de todos nasceu do exemplo vindo da para o almoço partilhado por os voluntários para a Estónia onde, em 2008, cerca todos. preservação de um planeta de 50 mil pessoas se juntaram A cordenação concelhia mais saudável e no reforço da para, em cinco horas, recolher preparou durante três meses consciência ambiental. toneladas de lixo daquele este dia, sem recorrer a fundos Lamentam, contudo, a pequeno país do Báltico. monetários e destaca, desta reincidência de situações de No passado dia 19 de março, a forma, o apoio do Governo depósito ilegal de lixo, em cordenação concelhia do Civil, da Câmara Municipal, particular de resíduos de movimento «Limpar a Floresta SMAS, das freguesias, construção e demolição que se de Castelo Branco» e os vários organismos públicos de gestão continuam a amontoar em voluntários juntaram-se para o de resíduos bem como as espaços florestais e para os tão esperado Dia L. Pretendeu- forças de prevenção e quais parece não haver uma se este ano comemorar o 1º segurança. Sublinha ainda a estratégia eficaz de recolha e “ Em 2012, a Associação colaboração participada do fiscalização. aniversário do projeto e levar a Mãos à Obra – AMO comércio local e o Em 2012, a Associação Mãos à cabo uma ação mais educativa Portugal vai integrar uma envolvimento das escolas e Obra – AMO Portugal vai e pautada pela sensibilização ação a nível mundial, ‘Let’s das associações da cidade que integrar uma ação a nível ambiental, no Ano Europeu do do it World!’ , que pretende sinalizaram com placas mundial, “Let’s do it World!”, Voluntariado e Internacional limpar o planeta. Os informativas os locais da ação que pretende limpar o planeta. voluntários albicastrenses das Florestas. Participaram nesta iniciativa de limpeza. Os voluntários albicastrenses estarão, de novo, presentes. Mas a verdade é que, embora estarão, de novo, presentes. cerca de 400 voluntários e Por isso… Mãos à Obra ! haja uma maior Por isso… Mãos à Obra! recolheram-se 12 toneladas de ‘Let’s do it’ Castelo Branco!” consciencialização ambiental, “Let’s do it” Castelo Branco! resíduos urbanos mistos no Concelho. A ação desenvolveu- ainda há um longo caminho a se na periferia da cidade – percorrer para que o cidadão Cláudia Tomás A Animação Sociocultural e o Voluntariado A animação e o voluntariado a práticas do setor público, Como última mensagem existem há muitos anos em privado e social, não lucrativas pessoal, a Animação Portugal. Técnicos, e lucrativas, tais como, ações Sociocultural é o reflexo da professores, voluntários, associativas e cívicas, felicidade, da harmonia e da agentes associativos e atores movimentos organizados, paz, refletidas nas nossas ações da comunidade sempre agiram entidades educativas e de voluntariado, assentes nas como animadores voluntários recreativas direcionadas para a relações de amizade, de e como promotores de ações ocupação saudável de solidariedade e de“A Animação Sociocultural é de animação. crianças, jovens, adultos e de reciprocidade, que deste modo o reflexo da felicidade, da A Animação Sociocultural deve pessoas de idade maior, na promovem a riqueza do ser harmonia e da paz, ser um mecanismo de procura de um humano, através de uma refletidas nas nossas ações promoção do voluntariado, desenvolvimento sustentável. experiência pessoal e social de voluntariado…” deve ajudar a gerar vida É neste sentido que Animação única e com impacto na associativa e motivar a Sociocultural associada ao comunidade. solidariedade e reciprocidade. voluntariado é fundamental no Atualmente, os animadores sucesso das ações e do seu Zélia Duarte estão diretamente associados impacto social.
  3. 3. Página 3 de 6 Newsletter Amnistia Internacional Em maio de 1961, o jornal inglês informações, divulgá-las e acabar com a descriminação e “The Observer” publicava a entrar em contato com os os graves abusos à integridade notícia da prisão de dois governos. Dez meses passados, física e mental, promulgar a estudantes portugueses por representantes de cinco países liberdade de consciência e de terem gritado ‘Viva a estabeleciam as bases de um expressão e criar uma defesa Liberdade!’ na via pública. O movimento internacional. mundial de todos os Direitos advogado britânico Peter O objetivo da Amnistia Humanos. Benenson apelou que se Internacional é construir um organizasse uma ajuda prática mundo em que cada pessoa Margarida Carmona às pessoas presas devido às desfrute de todos os Direitos suas convicções políticas e/ou Humanos consagrados na “O voluntariado implica, entre outras coisas, um exercício interessante religiosas e preconceitos Declaração Universal dos que é o de deixar de olhar apenas para o nosso próprio umbigo e raciais. Assim nascia a Amnistia Direitos Humanos. De modo a estender um olhar a toda a volta, ver mais para lá das nossas Internacional. Um mês após a perseguir este objetivo, a capacidades... O esforço, tarde ou cedo, é-nos sempre recompensado, publicação de Benenson, este Amnistia Internacional tem muitas vezes, da forma que menos esperamos! Ser voluntário é como já tinha recebido mais de mil como missão a investigação e abrir uma porta que nos leva a novos caminhos. Vale a pena entrar e é ofertas de ajuda para reunir ação destinadas à prevenção, bom percorrer o caminho!” Nelson Mingacho À conversa com Fernanda Freitas… 1- Qual foi a principal motivação que a levou a aceitar o desafio de presidir a Comissão Nacional de Acompanhamento do AEV em Portugal? R: Como todos os projetos que tenho abraçado, importante mesmo é acreditar; sou voluntária há 7 anos e acredito mesmo que através das várias ações de voluntariado que decorrem um pouco por todo o país, somos pessoas melhores, e ajudamos a reduzir os índices de exclusão social. Acompanho diariamente a sociedade civil há 5 anos, através do meu programa - sei que existem coisas extraordinárias a serem feitas por todo o lado ; senti que podia ser uma mais valia na promoção deste voluntariado nacional. 2- Quais são os objetivos chave do Ano Europeu do Voluntariado? R: Reduzir os obstáculos ao voluntariado na UE; promover e capacitar as organizações de voluntários eA personalidade entrevistada melhorar a qualidade do voluntariado; reconhecer o trabalho voluntário; e sensibilizar as pessoas para o valornesta edição da Ecogermina-te e a importância do voluntariado.é a coordenadora nacionalpara o Ano Europeu do 3 - Consideramos que o voluntariado é uma forma de educação não formal por excelência, que nos ajuda aVoluntariado e Cidadania Ativa crescer enquanto indivíduos e a desenvolver uma consciência cívica consistente, contudo há uma(AEVCA) dificuldade generalizada em “atrair” voluntários. Que conselho daria a associações como a EcoGerminar no sentido de se conseguir uma aproximação efetiva entre as instituições e o potencial voluntário? R: Às vezes os voluntários também se queixam de não haver resposta por parte das organizações... Acho que este ano será excelente para acertar agulhas entre a oferta e a procura. Contudo, a aposta deverá sempre passar pelo trabalho de proximidade, na comunidade; acho também que nas escolas há um potencial extraordinário - são jovens que querem ajudar e, nessa ajuda, crescer, amadurecer.“Se todos soubessem o que ésentir o voluntariado…o mundo 4- O lema do AEV em Portugal é “Sê voluntário, faz a diferença”. Que diferença é essa que se pode ler nasseria humanamente mais entrelinhas?sustentável.” É toda a diferença! A diferença entre fazer e não fazer; entre ficar parado à espera que as coisas aconteçam eTeresa S. Gomes fazer parte do acontecimento. A velha máxima de Kennedy é fabulosa para aplicar ao conceito de cidadania ativa e voluntariado: “não perguntes o que o teu país pode fazer por ti... Pergunta o que tu podes fazer pelo teu país.” 5- Em poucas palavras, como define Voluntariado? R: É ser milionário de afetos: é dar e receber ainda mais em troca; é oferecer todas as minhas capacidades- sociais, profissionais, emocionais - em prol da comunidade. Eu sou mais feliz porque sou voluntária... 6- Qual a mensagem que deixa a quem lê esta newsletter cujo tema é o Voluntariado? Deixo-vos o meu grande lema , pessoal, para este ano... E um pouco para toda a vida : quem quer fazer arranja maneira; quem não quer arranja desculpas!
  4. 4. Newsletter Página 4de 6 A Informação pela Animação Hoje em dia, e cada vez mais, interesse por elas e as visionamento de pequenos os jovens pensam saber tudo interiorize. Para motivar um filmes, imagens ou uma música acerca dos mais variados grupo, primeiro há que criar O lançam naturalmente as raízes assuntos. Mas será que GRUPO, onde os jovens se para um diálogo. sabem? Será que os jovens já sintam à vontade, onde sintam Como reflexão final, o grupo têm a consciência de saber coragem para partilhar e ouvir. pode fazer pequenas peças de “Cada vez mais, essas dizer e quando dizer NÃO, será As dinâmicas de quebra-gelo teatro acerca do assunto informações precisam de ser que conhecem todos os riscos são uma excelente técnica, debatido, cartazes com as transmitidas de maneira inerentes aos temas como as como pequenos jogos de principais ideias, ou outras inovadora e muitas vezes doenças sexualmente mímica e de interação entre o ações que façam o grupo experimental, utilizando transmissíveis, as drogas ou o grupo, são boas vias para usufruir da informação que técnicas de animação que álcool? Será que a informação deixar o grupo mais lhes foi partilhada, e assim promovam a relação “bombeada” para os jovens predisposto, tanto na relação assimilá-la. interpessoal, que levem à sobre esses temas chega entre os jovens, mas também Cabe ao animador procurar os autoreflexão, ao realmente a eles? entre os jovens e os melhores métodos e técnicas, questionamento, à Chega, mas não é formadores. inovando-as e adaptando-as ao introspeção da sua interiorizada. Já é tida pelos Atualmente, as maneiras grupo de trabalho, para assim realidade.” jovens como algo dispensável. convencionais de transmitir a poder ter, no final, um grupo Cada vez mais, essas informação, como por informado e pronto a ser mais informações precisam de ser exemplo, os folhetos ou as seguro perante a vida. transmitidas de maneira palestras longas, fielmente “O animador assume o papel inovadora e muitas vezes acompanhadas pelo de despertador da experimental, utilizando retroprojetor, são vias sensibilidade e da fantasia dos técnicas de animação que ultrapassadas, que já não participantes na experiência“O Voluntariado é uma forma promovam a relação possuem força magnetizante. simbólica! Abre o ser àmagnífica de transformar o meu interpessoal, que levem à Há que dar e receber, por comunicação, à expressão e àtempo em algo realmente útil.” autoreflexão, ao vezes um diálogo aberto onde admiração pelas coisas; guia Cláudia Tomás questionamento, à todos possam expressar as oferecendo motivações, introspeção da sua realidade. suas experiências, as suas criando o ambiente Há varias técnicas de animação opiniões, as suas dúvidas são apropriado.” Jacinto Jardim, que podem ser ótimos vias bem mais assertivas. em “O Método da Animação” condutores de informação O assunto pode ser suportado fazendo com que o grupo se das mais variadas maneiras. O Manuel Filipe O conceito Permacultura surge cada elemento presente na estética e harmonia, levando as nos anos 1970 e consiste na composição natural do espaço. comunidades no sentido de um criação e desenvolvimento de Neste sentido, mesmo os futuro mais sustentável. pequenos sistemas produtivos excedentes e dejetos Para mais informações organicamente organizados. produzidos por plantas, consulte o Portal da Caracteriza-se pela criação de animais e atividades humanas Permacultura: projetos que utilizem métodos são utilizados para beneficiar http://portaldapermacultura.jimdo.com/ ecologicamente saudáveis e outras partes do sistema. Teresa S. Gomes economicamente viáveis que As plantações, por exemplo, Sites consultados: respondam às necessidades são arranjadas num padrão http://www.ipemabrasil.org.br/permacultura.h tm básicas sem explorar ou poluir circular em forma de mandalas, http://terrasolta.org/2010/11/jardim- o meio ambiente e que a longo de modo a que o acesso seja permacultural-urbano/ http://permaculturaportugal.ning.com/ prazo se tornem facilitado por todos os lados, http://naturezaartehumana.blogspot.com/2010 autossuficientes. beneficiando da melhor /09/permacultura-principios-base.html A Permacultura trata plantas, maneira possível de toda a animais, infra estruturas, não água e luz disponíveis. como elementos isolados mas, A ênfase da permacultura está como parte de um grande na aplicação criativa dos sistema interligado. Utiliza princípios básicos da natureza, todos os recursos disponíveis e integrando plantas, animais, faz uso da maior quantidade de construções, e pessoas em um funções possíveis aproveitando ambiente produtivo e com
  5. 5. Página 5 de 6 Newsletter Feiras de Trocas Baseadas nos princípios de intercâmbio comerciais, mas estruturada, uma feira de que distribui a riqueza a todos economia solidária, as feiras de também são espaços de trocas trocas pode evoluir para uma e respeita o meio ambiente, trocas são uma oportunidade sociais, culturais e de rede de produção e com critério de para realizar trocas solidárias saberes… colaboração solidária cada vez desenvolvimento local integral de produtos, sejam eles Através do Ecobanco e da maior, acrescida de mais e sustentável. Reduzir o lixo, materiais, sociais, artísticos ou utilização de uma moeda social pessoas, e também empresas reciclar e reutilizar coisas culturais, sem o uso de que é aceite como forma de e instituições. usadas, poupar dinheiro, dinheiro. pagamento, os participantes Sendo o ser humano um valorizar aquilo que podemos Surgidas no Canadá nos anos poderão trocar os seus animal de hábitos, é necessário fazer e oferecer, reavivar 80, e muito divulgadas em produtos por esta moeda e repensar de forma profunda hábitos esquecidos e, acima de países como o Brasil e a utilizá-la para adquirir outros os nossos hábitos de consumo. tudo, aprender que o valor das Argentina, as feiras de trocas produtos presentes na feira. Para que o sistema de trocas coisas não está no preço, mas ou também designadas feiras Assim, devido ao caráter cresça é preciso produzir e no uso que lhes damos. de economia solidária solidário e cívico da Feira, o consumir de outra maneira: (http://ecogerminar.org/feira-de- único impedimento neste dentro da maneira própria da Cláudia Tomás trocas), pretendem substituir o espaço é a negociação de economia solidária, lucro e a competição pela produtos com dinheiro. Ou solidariedade e coperação, ou seja, pessoas que têm algo seja, procurar um intercâmbio para “oferecer” e pessoas que mais saudável entre o Homem, têm algo para “consumir” a natureza e a comunidade, fazem troca desses produtos e manter o equilíbrio dos serviços, sem que a presença ecossistemas, contribuir para o do dinheiro seja determinante. desenvolvimento sustentável e É igualmente necessário e para a construção de fundamental o envolvimento sociedades mais justas e dos participantes de forma solidárias. ética e moral, assegurando o Nos dias da feira, as pessoas bom estado dos produtos e realizam trocas que podem ir cumprindo os mandamentos desde objetos usados, ou princípios da feira. O vestuário, livros, roupas… até principal objetivo será pois o aulas de viola, cortes de de contribuir para um cabelo, ou seja, as feiras de consumo ético, justo e economia solidária não são solidário e uma vez bem apenas espaços de Vai nascer na região uma Unidade de Turismo em Espaço RuralO nascimento ocorrerá A gestação, que se encontra A Adraces (Associação para obrevemente; talvez junho ou em fase pré-final, deveu-se à Desenvolvimento da Raiajulho! constatação de uma Centro Sul) apoia a iniciativa noA Quinta dos Trevos, projeto necessidade concreta de alojar âmbito do programa “[O] espaço é visitável vinte erural da campina de Idanha-a- num contexto paisagístico rural comunitário Proder. quatro sobre vinte e quatroNova que vive das Artes e e num ambiente próximo das Não se esqueçam de que o horas, física ou virtualmenteOfícios (ferro forjado, restauro manualidades, turistas e o espaço é visitável vinte e através do site:de móveis, tecelagem, entre público que normalmente quatro sobre vinte e quatro www.quintadostrevos.com.”outras atividades) será a frequenta cursos, workshops e horas, física ou virtualmentematernidade deste micro aprendizagens diversas que se através do site:empreendimento. realizam nos ateliers da quinta. www.quintadostrevos.com comunitário Proder. Um abraço. Esperamos por vós!... João Ludgero Maria Celsa Herrero
  6. 6. Newsletter Página 6de 6 Atividade EcoGerminar: Workshops Ai!!És!! O Projeto Ativo de sexuais, a presença do álcool e Sensibilizar as jovens para os Sensibilização “Tu Decides” foi da droga como meio de comportamentos de risco na integrado na atividade integração social e culminou sexualidade e nos consumos Capacitar para Reforçar I do com uma sessão síntese acerca de álcool e drogas ; informar e Projeto Ai!!És!!, promovido da assertividade e de como esclarecer os jovens de pela Ecogerminar, e dizer não. dúvidas e partilhar O Projeto Ativo de pretendeu, numa lógica Pretendeu-se, no fundo, experiências sobre as Sensibilização “Tu Decides” foi informal, dinâmica e esclarecer as dúvidas e as temáticas. integralmente desenvolvido informativa, ir ao encontro dos curiosidades num espaço Constatado o sucesso desta pelos voluntários da comportamentos sociais e descontraído e acolhedor iniciativa, a Associação EcoGerminar Cláudia Tomás, individuais dos jovens da nossa onde os jovens se podiam Ecogerminar pretende alargar Manuel Filipe e Teresa Gomes. Estão de parabéns! sociedade. O Ai!!ÉS!! simboliza sentir confortáveis na partilha esta formação a outros jovens a acreditação das pessoas, de experiências de forma entre os 12 e 18 anos que, por enquanto agentes capazes de natural, sem alguma razão, necessitem de resolverem os seus problemas, condicionamentos ou apoio e informação e, de alterarem as suas atitudes e avaliações. Através de várias sobretudo, queiram decidir o de se autoprojetarem no dinâmicas de grupo, os seu futuro pelo melhor futuro. formadores da Ecogerminar caminho. Este projeto teve As ações de workshops pretenderam promover a como entidade promotora a desenvolvidas durante três autoestima e autoconfiança Casa de Infância e Juventude sessões (5, 12 e 19 de das jovens adolescentes (CIJE), e contou com os apoios fevereiro) pretenderam participantes uma vez que esta do Instituto da Droga e valorizar o indivíduo, de modo é uma fase de risco, em que os Toxicodependência (I.D.T.) e a se autocapacitar para a sua jovens se encontram mais do Ministério da Saúde. O reinserção na comunidade. vulneráveis e pretendem Projeto Vida a Cores da Este Projeto visou a experimentar várias coisas que Associação Amato Lusitano e o sensibilização dos jovens às nem sempre são o melhor Centro Artístico Albicastrense realidades aliadas aos seus caminho. Assim, os principais foram os dois parceiros desta comportamentos, abordando objetivos desta atividade iniciativa. temas como os afetos, o foram: capacitar as jovens para Cláudia Tomás namoro, comportamentos autorreflexão e autocritica; Dica sustentável…Reciclagem é…O processo de transformação de materiais (plásticos, papel, metal, vidro) em novos produtos. Issoeconomiza matéria-prima, água e energia elétrica e diminui a quantidade de dejetos nos aterrossanitários. “O que pode e o que não pode ser reciclado” Pode Não PodeGarrafas e frascos de vidro Espelhos Contamos com a tua opinião,Garrafas Plástico Lenços de papel Contamos com a tua informação Contamos com a tua motivação…Sacos de plástico Papel higiénico, absorvente e fraldas A tua atitude é a nossa mudançaPapel e cartão Loiça Participa, ecogermina-te…Plásticos de embalagens Gilettes descartáveisLatas de metal/alumínio Esponjas de aço ecogerminate@gmail.comPapel-alumínio Etiquetas adesivasLâmpadas incandescentes e fluorescentes Clips e agrafosPilhas Cabos de panelasEletrodomésticos antigos (recolha no c.c. Allegro CB) TomadasFICHA TÉCNICA:Coordenação: Teresa Preta; Paginação e edição: Teresa PretaColaboradores: Cláudia Tomás, Fernanda Freitas, João Ludgero, Manuel Filipe ,Marco Domingues,Margarida Carmona, Maria Celsa Herrero, Nelson Mingacho, Raul Leitão, Teresa Simões, Zélia DuarteAssociação EcoGerminar, Rua da Fonte Nova, Nº 1, Quinta da Fonte Nova, 6000 - 167 C. BrancoE-mail: ecogerminar@gmail.com; Telefone: 91 797 02 14 / www.ecogerminar.org*Esta newsletter foi escrita seguindo as regras do Novo Acordo Ortográfico

×