O Mistério do Evangelho

1.417 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Mistério do Evangelho

  1. 1. O mistério do Evangelho Efésios 3domingo, 17 de junho de 12
  2. 2. Programa • Introdução • Paulo e a prisão • O mistério do Evangelho • Oração pela Igreja • Doxologia • Conclusãodomingo, 17 de junho de 12
  3. 3. Introduçãodomingo, 17 de junho de 12
  4. 4. Introdução • Vamos fazer uma “vôo” através de Efésios 3? • Paulo vem do capítulo 2 defendendo a posição dos gentios em relação à Salvação, especialmente sobre como Deus colocou judeus e gentios em pé de igualdade através de Cristo • Depois ele medita sobre a sua própria prisão e a relação desta situação com a vontade de Deusdomingo, 17 de junho de 12
  5. 5. Introdução • Então ele faz uma pausa e se maravilha com a forma como Deus revelou todas esses mistérios a ele • Ao pensar sobre essas coisas ele ora pela Igreja (de todos os tempos) • Por fim, ele encerra o texto rendendo toda a Glória a Deus e reconhecendo que Ele ainda pode fazer infinitamente maisdomingo, 17 de junho de 12
  6. 6. Paulo e a prisãodomingo, 17 de junho de 12
  7. 7. Paulo e a prisão “Por essa razão, eu, Paulo, sou prisioneiro de Cristo Jesus por amor de vocês, gentios” Efésios 3:1domingo, 17 de junho de 12
  8. 8. Paulo e a prisão • “Por essa razão...” - Paulo está se referindo a quê? • Vamos ler Efésios 2:19-22 • Paulo deixa claro que tanto os judeus convertidos quanto os gentios convertidos são, agora, membros da família de Deusdomingo, 17 de junho de 12
  9. 9. Paulo e a prisão • Desta forma, o “apóstolo dos gentios” reafirma a posição dos gentios perante a Salvação • Assim, Paulo afirma que é por tudo isso que ele ama os gentios e que se faz prisioneiro devido a esse amordomingo, 17 de junho de 12
  10. 10. Paulo e a prisão • “...eu, Paulo, sou prisioneiro de Cristo Jesus...” - Como assim “prisioneiro de Cristo”? • Paulo reconhece que a sua prisão não é nada além da vontade do Mestre • Embora preso pelos romanos, ele sabia que quem realmente estava no comando era Deus • Ele não apenas aceita a circunstância, como glorifica a Deus durante esse período e lembra os gentios que é por defender a liberdade deles em Cristo que ele está ládomingo, 17 de junho de 12
  11. 11. O mistério do Evangelhodomingo, 17 de junho de 12
  12. 12. O mistério do Evangelho “Certamente vocês ouviram falar da responsabilidade imposta a mim em favor de vocês pela graça de Deus, isto é, o mistério que me foi dado a conhecer por revelação, como já lhes escrevi em poucas palavras. Ao lerem isso vocês poderão entender a minha compreensão do mistério de Cristo.” Efésios 3:2-4domingo, 17 de junho de 12
  13. 13. O mistério do Evangelho • “...certamente vocês ouviram falar...” • Paulo sabia que, embora muitos dos seus leitores nunca o tivessem visto, as notícias do seu ministério já tinham se espalhado por toda a parte. Ou seja, todos sabiam quem ele era! • Ele menciona já ter falado brevemente sobre o mistério de Cristo (Efésios 1:9) revelado a ele, porém agora ele vai falar mais sobre o assuntodomingo, 17 de junho de 12
  14. 14. O mistério do Evangelho “Esse mistério não foi dado a conhecer aos homens doutras gerações, mas agora foi revelado pelo Espírito aos santos apóstolos e profetas de Deus” Efésios 3:5domingo, 17 de junho de 12
  15. 15. O mistério do Evangelho • Aqui Paulo ressalta que eles são a primeira geração que tiveram a revelação do mistério do Evangelho • (Parênteses): vale mencionar que a Bíblia toda é uma revelação progressiva da vontade de Deus, começando em Jó (livro mais antigo), com uma visão ainda muito nublada, e culminando com a revelação completa de Cristo através do Novo Testamento • Tal mistério foi revelado aos apóstolos e profetas dos tempos neo- testamentários, dos quais Paulo é o grande expoentedomingo, 17 de junho de 12
  16. 16. O mistério do Evangelho Mas afinal, que mistério é esse?!?!?!domingo, 17 de junho de 12
  17. 17. O mistério do Evangelho • O que é mistério? • Grego: musterion - “algo escondido, secreto; os conselhos secretos com os quais Deus lida com os justos, ocultos aos descrentes e perversos, mas manifestos aos crentes.” - Strong, J. (2002; 2005). Léxico Hebraico, Aramaico e Grego de Strong (H8679). Sociedade Bíblica do Brasil. • Houaiss: verdade religiosa só conhecida através de revelação e não compreendida totalmente • Esse mistério tão mencionado está no versículo 6...domingo, 17 de junho de 12
  18. 18. O mistério do Evangelho “...significando que, mediante o evangelho, os gentios são co-herdeiros com Israel, membros do mesmo corpo, e co-participantes da promessa em Cristo Jesus.” Efésios 3:6domingo, 17 de junho de 12
  19. 19. O mistério do Evangelho • “...com Israel” • O prefixo “com” se refere ao prefixo grego “syn” que significa “junto com” • Essa “palavrinha” é tão importante porque é a essência da revelação trazida à Igreja pelo Novo Testamentodomingo, 17 de junho de 12
  20. 20. O mistério do Evangelho • Os gentios não seriam salvos por uma salvação específica pra eles, com bênçãos inferiores devido ao seu estado de marginalizados (não sendo do povo escolhido) • Ao contrário, os gentios eram: ➡ Co-herdeiros em relação aos crentes judeus ➡ Co-membros do Corpo em relação a Cristo, o Cabeça; ➡ Co-participantes em relação às promessas históricas de Deusdomingo, 17 de junho de 12
  21. 21. O mistério do Evangelho • Assim, todos passaram a ser povo de Deus, sem distinção “Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.” - Efésios 4:4-5domingo, 17 de junho de 12
  22. 22. O mistério do Evangelho • Ufa! Então era isso: o mistério a que Paulo tanto se referia é que Deus salvaria toda a humanidade por meio de um plano executado a partir dos judeus; que faria com que povos de todas as nações fossem escolhidos por meio de Cristo, que veio a partir do povo escolhido • Essa graça chegou até nós. Aleluia!domingo, 17 de junho de 12
  23. 23. O mistério do Evangelho “...e esclarecer a todos a administração deste mistério que, durante as épocas passadas, foi mantido oculto em Deus, que criou todas as coisas.” Efésios 3:9domingo, 17 de junho de 12
  24. 24. O mistério do Evangelho • “... deste mistério que... foi mantido oculto em Deus...” • Há um ensinamento muito importante aqui: esse plano de Deus estava oculto no próprio Deus, mas já existia desde a eternidade • Isso significa que ele não foi uma mudança na rota, um erro de percurso, um atalho ou qualquer coisa do tipo • Deus desde sempre quis salvar o homem e desde sempre preparou o plano perfeito para issodomingo, 17 de junho de 12
  25. 25. Oração pela Igrejadomingo, 17 de junho de 12
  26. 26. Oração pela Igreja “Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai, do qual recebe o nome toda a família nos céus e na terra. Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé; e oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor, vocês possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus.” Efésios 3:14-19domingo, 17 de junho de 12
  27. 27. Oração pela Igreja • “... ajoelho-me diante do Pai, do qual recebe o nome toda a família...” • Há duas ideias importantes nessa frase: ➡ A posição tradicional de um judeu ao orar era de pé. Ajoelhar indicava uma solenidade especial ou uma urgência incomum; ➡ A palavra grega para “família” nesse texto é “patria”, cuja raiz é a palavra “pater”, justamente a palavra grega para “Pai”; • Ou seja, há uma intensidade e uma sujeição a Deus muito grande nas palavras de Paulo, que infelizmente se perdeu na tradução para o portuguêsdomingo, 17 de junho de 12
  28. 28. Oração pela Igreja • O clamor de Paulo em favor da Igreja era que: ➡ O Espírito Santo a fortalecesse com o seu poder ➡ Não apenas conhecessem a Cristo, mas que Ele habitasse em seus corações (ideia de vida rendida a Ele por completo), o que se evidenciaria através do amor ➡ Pudessem conhecer todas as dimensões e facetas do amor de Cristo ➡ Com isso, fossem plenos/cheios de Deus em suas vidasdomingo, 17 de junho de 12
  29. 29. Doxologiadomingo, 17 de junho de 12
  30. 30. Doxologia “Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre! Amém!” Efésios 3:20-21domingo, 17 de junho de 12
  31. 31. Doxologia • Paulo pediu coisas sublimes, mas sabe que Deus ainda pode fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos • Ele conclui o texto glorificando a Deus (doxologia) e desejando que o Seu nome seja glorificado pela Igreja por todas as geraçõesdomingo, 17 de junho de 12
  32. 32. Conclusãodomingo, 17 de junho de 12
  33. 33. Conclusão • Diante de Deus e através de Cristo, todos os povos da terra são um único povo • Paulo percorreu grande parte do mundo conhecido na época para anunciar essa adoção de Deus por meio de Cristo • O mistério já foi revelado, cabe a mim anunciá-lo a todas as naçõesdomingo, 17 de junho de 12
  34. 34. Fimdomingo, 17 de junho de 12

×