O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)




   No âmbito da ta...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)

                     ...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)

                     ...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)

                     ...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)

                 Ensi...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)


                    ...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão)

    Escola
 Secundári...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AnáLise E ComentáRio

337 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
337
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AnáLise E ComentáRio

  1. 1. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) No âmbito da tarefa proposta, debrucei-me sobre uma amostra constituída por 7 relatórios de avaliação externa. Os critérios que presidiram à selecção foram apenas três: por pertencerem ao mesmo concelho da escola onde lecciono por serem escolas onde leccionei ou por estarem próximas da minha área de residência. Irei, num primeiro momento, proceder à sua apresentação e fazer o levantamento das referências à Biblioteca Escolar, tendo em conta o domínio em que se inserem (quadro I), terminado com considerações sobre o número de referências à BE, por domínios (quadro II): QUADRO I – Caracterização da amostra AVALIAÇÃO Referência à BE CONCELHO AGRUPAMENTO Domínio/Factor IGE Aveiro Escola Secundária 2006/2007 Homem Cristo Reconhece que a Biblioteca Escolar, embora possua um 3. Organização e Gestão acervo diversificado, apresenta-se como um espaço Escolar pouco adequado para uma utilização prática e funcional dos utentes. 3.3 Gestão dos Recursos A Biblioteca possui uma estrutura e organização Humanos e Financeiros F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  2. 2. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) desadequada, com estantes antigas e fechadas, de acesso limitado e sem equipamento multifuncional e tecnológico, não sendo vista como um recurso educativo na valorização das aprendizagens, o que tem condicionado a sua integração na Rede de Bibliotecas Escolares. Reconhece que os estabelecimentos de ensino Caracterização do Agrupamento encontram-se bem equipados, com biblioteca e estando quatro delas integradas na Rede de Bibliotecas Escolares. Agrupamento de Aveiro 2007/2008 Escolas de Aveiro 3. Organização e Gestão Reconhece que a gestão das instalações, dos espaços e Escolar dos equipamentos é adequada e que as Bibliotecas do 3.3. Gestão dos recursos materiais e financeiros Agrupamento permitem o desenvolvimento de actividades diversificadas, destacando o Plano Nacional de Leitura. Sever do Vouga Agrupamento de 2007/2008 Escolas de Sever do Reconhece que o Agrupamento criou o prémio para o Vouga melhor leitor e que não existem outras iniciativas consistentes de valorização do sucesso dos alunos. 2. Prestação do Serviço Educativo Contudo, mais à frente, realçam a realização da Feira do livro, do chá com letras e a dinamização do clube de teatro e o de jornalismo. F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  3. 3. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) Reconhece que a formação do pessoal não docente não contempla as necessidades do Agrupamento, dando 3. Organização e Gestão Escolar maior importância à técnica que apoia o laboratório do 3.3. Gestão dos Recursos que à da BE: “A gestão dos recursos humanos garante o materiais e financeiros apoio aos diversos serviços de apoio escolar (serviços administrativos, biblioteca, cantina, (...).” Reconhece que a BE foi alvo de obras de remodelação e beneficiação. 4. Liderança Reconhece que a Biblioteca Escolar, integrada na 4.1. Visão e estratégia Rede Nacional de Bibliotecas Escolares, permite o desenvolvimento de actividades do Plano Anual, destacando o Plano Nacional de Leitura. Reconhece a existência de uma acção de integração das novas tecnologias de informação e comunicação no quotidiano do Agrupamento, através da aquisição de equipamento. O funcionamento dos diversos serviços 4.3. Abertura à inovação (administrativos, biblioteca, “cartão do aluno”) reflecte a importância e o impacto da utilização dos recursos informáticos na gestão diária. Reconhece o Plano Nacional de Leitura como um desafio na procura de novos caminhos e soluções para os problemas de insucesso e abandono escolar. Reconhece que o Agrupamento tem promovido e F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  4. 4. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) 4.4. Parcerias, protocolos e participado no projecto com a Rede de Bibliotecas projectos Escolares. Reconhece como ponto fraco a inexistência de mecanismos de supervisão das práticas lectivas, que não Considerações finais potencia a reflexão sobre os processos de ensino conducentes à melhoria das aprendizagens. Reconhece a articulação entre os vários órgãos, 2. Prestação do Serviço abrangendo a BE e as áreas curriculares e não Educativo curriculares; 3. Organização e Gestão Reconhece que o plano de actividades está construído Escolar de forma bipolar entre os jardins-de-infância/1ºciclo e a 3.1. Concepção, planeamento e Escola sede (departamentos, coordenação dos desenvolvimento da actividade Directores de Turma, formação cívica, cursos de educação e formação e Biblioteca Escolar. Aveiro Agrupamento de 3.2. Gestão dos recursos 2008/2009 Reconhece que foram identificadas necessidades de escolas de esgueira humanos formação no âmbito das Bibliotecas Escolares. 4. Liderança Reconhece que as Bibliotecas fomentam hábitos de 4.3 Abertura à inovação leitura e gosto pela escrita; 5. Capacidade de auto- Reconhece as actividades da BE como reforço ao regulação e melhoria do currículo; Agrupamento Reconhece como pontos fortes os resultados, as 5.2. Sustentabilidade do Bibliotecas Escolares, ... , e pretende consolida-los. progresso Aveiro 2008/2009 Escola Secundária com 3º Ciclo do Reconhece a Biblioteca como estando integrada nUM F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  5. 5. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) Ensino Básico Dr. Caracterização da Escola dos blocos da Escola; Jaime de Magalhães Lima Reconhece que valorizam e estimulam o sucesso das 1. Resultados crianças através de cartazes criativos, jornal escolar 1.4. Valorização e impacto das “escrita irrequieta”, bem como na atribuição de prémios Aprendizagens pela participação em concursos literários e declamação de poesia. 2. Prestação do Serviço Reconhece o Plano Nacional de Leitura como um Albergaria-a- Agrupamento de Educativo contributo no reforço das competências dos discentes. 2008/2009 Velha escolas da Branca 2.4 Abrangência do Currículo e Valorização dos Saberes e da Aprendizagem Reconhece que a Biblioteca Escolar fomenta iniciativas de valorização da leitura e da escrita sendo algumas delas abertas à comunidade. Existe circulação de baús 4.4. Abertura à inovação por todas as unidades do Agrupamento, da responsabilidade da autarquia, embora nem todos os alunos possam requisitar livros para leitura domiciliária. Viseu Agrupamento de 2008/2009 Escolas de Cinfães A promoção do sucesso e a taxa zero do abandono 1. Resultados escolar, a par da qualificação dos jovens para o mundo do trabalho, são conseguidas através de recursos como o Plano Nacional de Leitura. 3. Organização e Gestão A autarquia disponibiliza uma biblioteca itinerante. Escolar Avaliação por factor Reconhece a implementação do Plano Nacional de 1. Resultados Leitura como uma das ajudas para explicar a evolução 1.1 Sucesso Académico que se tem verificado na melhoria dos resultados. 1.3. Comportamento e disciplina Reconhece a BE como uma solução negociada para receber alunos com trabalhos marcados. F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  6. 6. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) 3.2 Gestão dos recursos Reconhece a continuidade da assistente, pela Humanos especificidade do serviço; 3.3. Gestão dos recursos Reconhece a BE, que integra a Rede de Bibliotecas Humanos e financeiros Escolares, como bem equipada e muito frequentada pelos alunos; 4.4. Parcerias, Protocolos e Reconhece o Plano Nacional de Leitura como um dos Projectos factores de melhoria do sucesso escolar dos alunos. Quadro II – Número de referências à BE, por domínios Caracterização da 1. 2. Prestação do 3. Organização e 4. Liderança 5. Capacidade de Pontos Escola/Agrupamento Resultados Serviço Educativo Gestão Escolar Auto-Regulação e Fortes Melhoria da Escola (BE) Escola Secundária X Homem Cristo Agrupamento de Escolas de X X Aveiro Agrupamento de Escolas de Sever do X X X Vouga Agrupamento de escolas de X X X X X esgueira F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a
  7. 7. O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Conclusão) Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico Dr. X Jaime de Magalhães Lima Agrupamento de escolas da X X X Branca Agrupamento de Escolas de X X X X Cinfães TOTAL 2 2 4 5 4 1 1 Tendo em conta a informação recolhida, considero que: - A organização e gestão da BE é o domínio que melhor reflecte a cultura de biblioteca que ainda vai vigorando, não obstante o sucesso que a Rede de Bibliotecas Escolares alcançou e vem a alcançar com a sua acção; - De entre os cinco factores que concretizam a Organização e Gestão Escolar, é o da Gestão dos Recursos Materiais e Financeiros aquele que os relatórios mais evidenciam. A BE ainda é um centro de recursos e não um centro de aprendizagens; - O Plano Nacional de Leitura é um projecto intimamente ligado à BE, com valor conducente ao sucsso educativo; - O Programa da Rede de Bibliotecas Escolares é um projecto valorizado, tendo em conta o número de vezes que é referenciado, mas a essência do projecto ainda não foi apreendida uma vez que as Bibliotecas Escolares ainda não são reconhecidas como um centro de aprendizagens, devidamente apetrechado e organizado, conducentes ao sucesso escolar; F o r m a n d a – E l s a F e r r e ir a

×