2013 11-27 - escrever é - grupo joel - 8 e

563 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
563
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
363
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2013 11-27 - escrever é - grupo joel - 8 e

  1. 1. Como pintar uma tela, temos que deixar a nossa mente voar para que fique bela. Com as palavras podemos libertar a nossa imaginação e deixar os nossos sentimentos falar. Luciana da Silva Marta nº16-8ºE
  2. 2. Sonhar acordada, estar em dois sítios ao mesmo tempo, viajar num mundo paralelo sem sair do lugar, acreditar que tudo é possível e está à distância de uma caneta e de uma folha. Desenhar cada letra como se fosse a última. Escrever é um homicídio onde o escritor é uma mera testemunha, a sua ideia o assassino e a sua folha a vítima. Beatriz Agante de Almeida nº9, 8ºE
  3. 3. Uma forma de demonstrarmos os nossos sentimentos da forma mais simples e, por vezes, mais corajosa, deixando-se levar como uma pena. Diana Soraia da Rocha Fernandes nº11 8ºE
  4. 4. Pegar nas letras, juntá-las em pequenas sílabas e construir as palavras. Algumas delas voam, outras flutuam no mar. Nós tentamos apanhá-las mas, quando estão lá no alto, cada vez voam mais com plena liberdade. Quando estão no mar, perdem-se no horizonte. Porém, elas acabam sempre por voltar e, no momento em que as apanhamos, eis que nascem as palavras. Filipa Roque nº13 8ºE
  5. 5. Para algumas pessoas, escrever é como pincelar um céu repleto de estrelas sem fim. Podem viver sem sol, sem ninguém à sua beira, mas só não podem viver sem a sua lapiseira. Rolam com ela nos dedos, sem nunca parar de escrever , como se fosse um fósforo que acende lumes de imaginação. Escrevem tudo o que desejam à sua maneira, viajando no papel, com uma simples lapiseira. Chelsea Mery Atibo nº10 8ºE
  6. 6. Imaginar as letras a navegar, escolhendo letra a letra a palavra que iremos desenhar. Palavras de amor escritas ao luar ou palavras de ódio que se sentem no coração ferido por um punhal. Numa tela em branco ou numa folha de papel, fazemos rabiscos, palavras, frases e até versos, imaginando que o amanhã poderá não chegar. Inês Gouveia nº14 8ºE
  7. 7. Desenhar as letras que formam as palavras majestosas que, por sua vez, nos criam o prazer de viver a vida de forma mais alegre e harmoniosa. Joel Filipe nº15 8ºE
  8. 8. Como sonhar acordado sem nunca querer sair do mundo de fantasia do qual fazemos parte, libertando a nossa imaginação. André Santos nº7 8ºE
  9. 9. Ficar a olhar para as flores e criar belas peças de amor bem como olhar para a chuva e, em pequenos textos, expressar os nossos sentimentos, ou mesmo descrever o momento presente que decidiu ir embora. Luís Osório nº18 8ºE
  10. 10. Trabalho compilado por: Joel Filipe nº16 8ºE

×