Granadas

721 visualizações

Publicada em

Granades.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Granadas

  1. 1. GRANADAS DE MÃO Estevão Antunes Júnior Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Instituto de Física FIS01137 - Física Aplicada II
  2. 2. ESTRUTURA Figura 1: Estrutura de uma granada de mão.
  3. 3. PROCESSO PARA ACIONAR A GRANADA 1. Primeiramente é necessário retirar o pino; 2. Após retirar o pino, deve-se segurar o gatilho na lateral da granada; 3. Quando o gatilho é solto, libera uma massa a fim de se chocar com uma base metálica. A faísca gerada faz acender o pavio; 4. O tempo de queima do pavio é o mesmo que o soldado têm de se livrar do artefato. BOOM!
  4. 4. PROCESSO PARA ACIONAR A GRANADA Vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=TDa1fqVWQ1c. Acesso em 17/08/2014.
  5. 5. EXPLOSÃO TNT C 7 H 5 N 3 O 6 Temperatura ambiente: 1/247 cal/g (20ºC) Temperatura da explosão: 1 cal/g (72000ºC) Aumento de 247  vezes Aumento da  Energia interna em  247 vezes A expansão muito rápida do gás devido ao  aumento de temperatura causa a EXPLOSÃO
  6. 6. VELOCIDADE DE LANÇAMENTO Será que a velocidade de lançamento da granada pode  influenciar na sobrevivência do Soldado que lançou? Figura 2: Soldado lançando a Granada.
  7. 7. VELOCIDADE DE LANÇAMENTO • Se o Soldado não lançar a granada com uma velocidade  suficiente,  pode  ocorrer  que  fagulhas  retornem  em  sua  direção; • Mas como ter certeza desta velocidade? Figura 3: Ilustração da granada em movimento. Figura 4: Fragmentação.
  8. 8. CONSERVAÇÃO DE MOMENTUM LINEAR •  Quando  a  granada  é  lançada  há  a  conservação  de  Momentum Linear;
  9. 9. CONSERVAÇÃO DE MOMENTUM LINEAR • Entretanto, não conservação de energia, tendo em vista que energia é formada a partir da reação química envolvida no sistema; • Uma parte da energia de combustão é utilizada para quebrar a estrutura da granada, outra parte é convertida em Energia Cinética para o sistema;
  10. 10. CONSERVAÇÃO DE MOMENTUM LINEAR • A velocidade do Centro de Massa é constante mesmo depois da fragmentação do artefato; Granada de curto alcance: 5 m em relação ao centro de massa Granada de longo alcance: 50 m em relação ao centro de massa A velocidade de cada pedaço é representada a partir do referencial do Centro de Massa, que é a mesma velocidade de lançamento da granada
  11. 11. DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO Até que ponto o desenvolvimento científico é válido? Será que o desenvolvimento da ciência com finalidade bélica é coerente?
  12. 12. REFERÊNCIAS • Energy, Power, and Explosions. Disponível em: http://muller.lbl.gov/teaching/physics10/old%20physics%2010/chapters %20(old)/1-Explosions.htm. Acesso em 12/08/2014. • Como funciona a granada? Disponível em: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-funciona-a-granada-2. Acesso em 12/08/2014. • How Grenades Work. Disponível em: http://science.howstuffworks.com/grenade2.htm. Acesso em 12/08/2014. • Momentum conservation in explosions. Disponível em: http://www.physicsclassroom.com/class/momentum/Lesson- 2/Momentum-Conservation-in-Explosions. Acesso em 12/08/2014.
  13. 13. REFERÊNCIAS • Figura da capa: http://cdn.freebievectors.com/illustrations/7/h/hand- grenade-clip-art/preview.jpg. Acesso em 12/08/2014. • Figura 1: http://science.howstuffworks.com/grenade2.htm. Acesso em 12/08/2014. • Figura 2: http://thumbs.dreamstime.com/x/soldado-que-joga-uma- granada-3669440.jpg. Acesso em 13/08/2014. • Figura 3: http://3.bp.blogspot.com/-ExOCu- gtW54/UeSVzJykMII/AAAAAAAAAMQ/4Px- tOQfmZY/s1600/Grenuke+2.jpg. Acesso em 13/08/2014. • Figura 4: http://www.physicsclassroom.com/class/momentum/Lesson- 2/Momentum-Conservation-in-Explosions. Acesso em 13/08/2014.

×