Felipe Machado VENDAPROIBIDA
Nova Versão: atualizada atéo dia 23/02/12
PODEROSO
MÉTODO
MNEMÔNICO
Para gravação de números ...
Para memorizar todas estas associações entre os números e as letras, veja abaixo o quadro geral
e o memorize através das d...
 Oceano Atlântico  8 5 5 5 5 2 0 0
Letras correspondentes aos números acima: F L L L LH N Z S
FiLé da LuLa [Monstruosa q...
Os 3 exemplos acima são apenas 1 oportunidade para você entender a técnica e expandir sua
criatividade. Lembre-se: a criat...
Assim, você percebe os ‘DIFERENCIAIS’ desta construção: mamão, ata e ‘bafo de
maconha’. Perceba uma coisa: todas as consoa...
Punhal
Baú
Coelho
Vermelho
Cenoura
História: lá em casa tem um tapete em cima dele tem uma garrafa de leite que o cachorro...
2: K-G (estas letras eram do n.7 e as letras do n.2 foram p/ o 7)
3: J-X (estas letras eram do n.6 e as letras do n.3 fora...
apenas, vale repisar, aquelas situações mais anormais, mais diferentes (que nem sempre ocorrem),
como o fato de a rolha ba...
quente em todos os órgãos)!Neste caso, perceba algo fundamental: estes diferenciais ‘carvão e órgãos’
levam aos n° 748.470...
Vag**a) e ele levantou ‘aquele Negócio’ (para não dizer p**!), mandou que ela (a rapariga) ficasse
‘de QUATRO’ (neste caso...
Críticas (se algo estiver errado neste material), Dúvidas (se algum ponto estiver
obscuro) e Elogios (a prova de que mudei...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

99051836 poderoso-metodo-mnemonico-www-iaulas-com-br

426 visualizações

Publicada em

99051836 poderoso-metodo-mnemonico-www-iaulas-com-br

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

99051836 poderoso-metodo-mnemonico-www-iaulas-com-br

  1. 1. Felipe Machado VENDAPROIBIDA Nova Versão: atualizada atéo dia 23/02/12 PODEROSO MÉTODO MNEMÔNICO Para gravação de números no cérebro INTRODUÇÃO Esta tão valiosa e necessária técnica trata-se de 1 poderoso método de aprendizado que consiste em associar números a fonemas (sons das letras) e destina-se à memorização de valores. Só por meio desta técnica você pode recordar com facilidade até mais de 500 nº de celulares! Imagine você se lembrando de todos os telefones de seus amigos e familiares!? Afinal, você tem mais do que capacidade para executar esta proeza: seu cérebro detém ao equivalente, se comparado a 1 computador, a 11.641 GB!! É HD para toda a vida! Portanto, espaço não está faltando em você para jogar estes números na sua grande memória e depois dele se recordar quando sentir a necessidade. Além disto, o problema na memorização não está na quantidade de informações, mas no modo como as aprendemos! A técnica é isso: é como ter 1 lista de n° dentro de nossa cabeça. Ela consiste em substituir a escrita de números ao papel por escrevê-los em nossa mente. Boa leitura! Primeiro teremos que aprender o alfabeto fonético, que consiste de 10 sons consonantais: O som correspondente ao n. 1 será o T ou o D O som correspondente ao n. 2 será o N ou NH O som correspondente ao n. 3 será o M O som correspondente ao n. 4 será o R ou RR O som correspondente ao n. 5 será o L ou LH O som correspondente ao n. 6 será o J, CH, X ou G brando (com som de ‘j’, como em giz, gelo) O som correspondente ao n. 7 será o K, QU, GU, C forte (como em cão, copo) e G forte (gol) O som correspondente ao n. 8 será o F ou V O som correspondente ao n. 9 será o P ou B O som correspondente ao n. 0 será o Z, Ç, S, SS, C (com som de ‘s’, como em ‘fácil’) ou SC
  2. 2. Para memorizar todas estas associações entre os números e as letras, veja abaixo o quadro geral e o memorize através das dicas: (obs.: se preferir, memorize de outra forma, mas eu, particularmente, memorizei através das formas abaixo) 1 = T, D (ToDo é igual, matematicamente falando, a 100% e 100% é igual a 1!) 2 = N, NH (2 patiNHos nadando) 3 = M (o ‘M’ tem 3 pernas) 4 = R, RR (o ‘RR’ tem quatro perninhas) 5 = L, LH (cinquenta em romanos é ‘L’) 6 = J, CH, X, G brando (o ‘J’ ao contrário parece o 6) 7 = K, C forte, G forte, Q (o 7 caído se parece com um ‘C’. O 7 é 1 nº forte: lembre-se de “G7! e K7!) 8 = F, V (o n° 8 se parece com a FaVa, daí lembra as letra F e V) 9 = P, B (o 9 se parece com p e b, é só rodar as letras...) 0 = Z, S, SS, SC, C brando, Ç (a palavra ZeroS inicia pela letra ‘Z’ e termina em ‘S’) É preciso estar acostumado com esse alfabeto para poder continuar nossos estudos. Veja, agora, como podemos utilizar esse método para memorizar a área exata dos oceanos em quilômetros quadrados (abaixo). 1-Oceano Pacífico: 164.316.900 km² 2-Oceano Atlântico: 85.555.200 km² 3-Oceano Índico: 72.577.280 km² Ora, memorizar isso, significa memorizar um número com 25 algarismos: (ver abaixo)  1643169008555520072577280 Você diria: impossível memorizar esse número! (E quando falo em memorizar significa lembrar não apenas agora, mas, também, daqui a 6, 12, 20 ou talvez até mesmo para 900 meses!!!). Com o alfabeto fonético isto se torna tarefa simples, cada número terá um correspondente fonema, com o que poderemos formar palavras ou frases:  Oceâno Pacífico  1 6 4 3 1 6 9 0 0 Fonemas correspondentes escolhidos:T CH R M D CH P SS S Agora, com o acréscimo de vogais, formaremos palavras: (as palavras em colchetes abaixo são apenas para facilitar a memorização). DICA: para facilitar a memorização, apenas os SUBSTANTIVOS (e nem todos eles, mas apenas os ‘diferenciais’) é que serão contados para os fins desta técnica. Uma ToCHa (sem querer querendo) acabou queimando o ReMo [do navio que estava no oceano pacífico, mas 1 navio antigo: ainda movido por REMOS!!] que foi apagado pela DuCHa [d’agua, é claro, pois lá água é a única coisa que não faltava!] pelas PeSSoaS [desse navio, é claro, elas não queriam que o navio naufragasse!]. Como você vê, gere 1 filme (Título: ‘Incêndio bem no meio do Pacífico: haja água p/ apagá-lo!’ XD). É esse pensamento (sentimento) que você deve se lembrar p/ se lembrar das palavras-chaves ligadas, como demonstra acima, à área do oceano pacífico em km².
  3. 3.  Oceano Atlântico  8 5 5 5 5 2 0 0 Letras correspondentes aos números acima: F L L L LH N Z S FiLé da LuLa [Monstruosa que foi achada no Atlântico! Sabe aqueles filmes que ilustravam 1 lula gigante ou coisa assim parecida que atacavam 1 navio? Pois é!] foi comida numa iLHa cheia de NoZeS [neste filme, a lula foi morta pelos marinheiros famintos e foram lá p/ 1 ilha, é claro, pois comer no navio enjoa e é +saudável comer em terra seca! E ainda por cima: nozes, como tempero! Lembre-se deste local como 1 tal de ‘ilha dos nozes’, como é mais conhecida]. Título do filme: ‘1 PRESENTE DOS DEUSES!’ lembre-se deste filme como 1 lula que foi enviada pelos deuses para os marinheiros de 1 barco, ao que parecia para matá-los, na verdade era 1 grande iguaria para matar a grande fome de todos eles, antes que a fome os matassem!! XD (E que presente!). Enfim, assim que se que tiver interesse em saber a área exata do oceano ATLÂNTICO, você na mesma hora já lembra deste filme: e aí você já sabe as palavras-chaves desta memorização  filé, lula, ilha e nozes. Apenas 4 palavras, mas o suficiente para construir 1 belo e útil filme!  Oceano Índico: 7 2 5 7 7 2 8 0  C N L C C N V S Colocando vogais, vem: CaNeLa e CôCo nos NaVioS [Lembre-se, quando lembrar de oceano ÍNDICO, você lembra ÍNDIA, e desse nome você lembra CONTRABANDO, afinal lá tem muita gente pobre e, por isto, nunca faltará coisas destes tipo como os roubos e pirataria! Este é o tema do filme: estes produtos estavam sendo pirateados, roubados, contrabandeados pelos navios da ÍNDIA, só podia ser!]. Em suma, portanto: Falou ‘oceano ÍNDIco’  (lembrou) ÍNDIA  (lembrou) coisa ruim, muito roubo!  (lembrou) a denúncia de que navios (os saqueados) abarrotados de muita CaNeLa e CôCo (2 produtos célebres) estavam sendo roubados pelos NAVIOS no ‘caminho das ÍNDIAS’, haja vista que no mar (lugar isolado) fica mais fácil de roubar, é longe da fiscalização! Por isto, não poderia, realmente, ter sido em outro local esta loucura. Então, estes são os diferenciais deste filme (título: ‘Caminho das ÍNDIAS: o caminho da INDIgência, isto é, pobreza!’ Inevitavelmente, o caminho da pirataria e da ladroagem também! XD), são eles: canela, côco e navios! Finalmente, como você percebe, os 3 filmes acima (ver títulos deles abaixo) levam aos 25 números (164316900-85555200-72577280): Título 1 (oceano pacífico): Incêndio bem no meio do Pacífico: haja água p/ apagá-lo!  Diferenciais: tocha, remo, ducha, pessoas. Título 2 (oceano atlântico): 1 PRESENTE DOS DEUSES!  Diferenciais: filé, lula, ilha, nozes. Título 3 (oceano Índico): Caminho das ÍNDIAS: o caminho da INDIgência e da ladroagem!  Diferenciais: canela, côco, navios. No total, são 11 palavras, o suficiente para se lembrar de 25 n°! Dica:frases excessivase ridículas ajudam a memorizar! Não importa em que você associa, o que importa é apenas lembrar. Por isto, sinta-se à vontade para criar qualquer ‘loucura’! XD
  4. 4. Os 3 exemplos acima são apenas 1 oportunidade para você entender a técnica e expandir sua criatividade. Lembre-se: a criatividade é o combustível de tua memorização! Quanto + criativo você for, + chances você terá em memorizar. Para exercitar esta técnica, recomenda-se que tente aprender cada vez mais com números mais complexos. Este exemplo dado foi apenas com 25 dígitos, depois faça com 40, 90, 500, 2.000 n°, etc. Agora, depois de aprendido tudo isto, finalmente, você vai aprender com mais profundidade a construção de frases (a operação mais difícil de todo o processo) para ajudar a memorizar, pois em diversas ocasiões fica quase impossível formular imagens mentais a partir das palavras geradas por esta técnica. Para entender isto, darei 1 exemplo de como Eu memorizei as áreas em Km² de alguns Estados brasileiros, a título de exemplo (+1 aula de CRIATIVIDADE). Um dia atrás, para exercitar esta técnica, tentei me lembrar da área em km² de todos os 27 Estados do Brasil (total: quase 200 nº). Atualmente, depois de vários meses que deixei esta atividade, só me recordo da área de alguns Estados (pois os memorizei de forma correta). Dentre eles, ressaltam-se: MS, AM, MA e RR. Enfim, a título didático, veja a minha frase que construí para lembrar-se da área do MS (‘Validade’ desta memorização: 50.000 meses!) Só foram 2 palavras-chaves> Moleque e dinheiro! Sempre lembrarei facilmente (e você também sempre lembrarás) dos 6 n° (que são a área do MS) com uma IMAGINAÇÃO a partir dessas 2 palavras-chaves acima. Assim, imaginei: no mato grosso do Sul, um MoLeQue conseguiu transformar mato em DiNHeiRo (e o melhor: lá, mato é o que não falta!) Perceba no excerto acima, que existem mais de 2 substantivos. Você deve se atentar apenas para as palavras centrais (moleque e dinheiro), sem se importar com outras palavras subsidiárias (embora da mesma classe gramatical que as 2 palavras centrais acima) e, finalmente, confeccionar uma imaginação (quadro mental) a partir delas (se achar melhor, imagine de forma diversa da ensinada acima). Finalmente, depois de aprendido tudo isto, o final, agora, fica fácil: moleque e dinheiro> a área do MS é, exatamente, 357.124 km². Vamos para +1 exemplo! Como me lembrei da área em km² do Amazonas: ‘TeLHa da CaSa caiu em cima e matou uma CoRaL’ (que ia entrar numa casa onde uma família estava dormindo! Bem feito! E o pior: lá no AM tem muita mata, logo tem muita cobra. Muita cobra e muita gente. Cedo ou tarde, as corais vão querer entrar numa casa, achando que é 1 árvore, isto é normal! XD). Assim, fica bem fácil lembrar destes 7 nº que são a área do AM: 1.570.745 km² através dos diferenciais telha, casa e coral. +1 exemplo: agora é a área do Maranhão! É muito fácil: Maranhão lembra Maconha (este é o tema, mas não é 1 das palavras-chaves relacionadas aos n° que compõem a área em km² do MA) dentro de MaMão e aTa (lembre-se: é notícia da vida real que muitos traficantes, para ilidir a fiscalização de drogas ilícitas, já inventaram colocar maconha e outras drogas até mesmo dentro de frutas!) e o dono destas frutas recheadas de drogas era mais conhecido socialmente pelo apelido de ‘BaFo de Maconha’ (era assim mais conhecido, popularmente).
  5. 5. Assim, você percebe os ‘DIFERENCIAIS’ desta construção: mamão, ata e ‘bafo de maconha’. Perceba uma coisa: todas as consoantes destas palavras-chaves equivaleriam aos seguintes números (ensinados acima): 33.198.372! Neste caso, despreze os 2 últimos n° (que foram apenas empregados para confeccionar a história acima). Basta lembrar que este nº de 8 dígitos é grande demais para ser a área em km² do MA. Assim, seria, realmente, razoável que a área fosse: 331.983 km² (a área certa!). Agora, vamos para o último grande exemplo para reforçar este Curso! Como Eu me lembrei da área de Roraima em km²: bem, a sigla do Estado de Roraima é RR e estes dois termos (‘Roraima’ e ‘RR’) me levou a me lembrar da palavra teRRor (...+ ’aima’ lembra Roraima) que será o ‘tema’ da seguinte construção que vai nos ajudar a memorizar: Terror em Roraima: achado 1 pequeno NiNHo de aRaNHa (de 1 espécie 100% rara, quase ‘pré-histórica’) capaz de devorar um PaVão inteiro em alguns segundos (ou minutos)! Até hoje não esqueci da área exata de RR em km². Assim, note os diferenciais (palavras-chaves) desta imaginação: ninho, aranha e pavão. Estas 3 palavras centrais levam, segura e naturalmente, aos nº: 224.298 km². Aprendido todas estas dicas acima, agora você aprenderá +3 super-dicas para potencializar a sua criatividade! A primeira delas é que você pode, para aumentar a possibilidade de formular novas frases, relacionar o nº aprendido com apenas a 1ª letra (via de regra, uma consoante) de uma palavra-chave. Não se esqueça de que as demais consoantes de cada palavra (ou ‘vogais’, se você assim determinar que elas correspondema números, e não as ‘consoantes’) não terão importância para se lembrar dos nº (mas apenas a 1ª). A grande utilidade desta dica ocorre quando você quer se lembrar de umas 10 ou 20 letras, mas está difícil formular palavras entre essas consoantes (que correspondem aos nº visados) ou quando, embora fácil formular palavras, você ache melhor agir da maneira ensinada no parágrafo anterior. Imagine que você tenha que recordar estes 21 n°: 717.574.477.897.836.799.780. Daí, você, com criatividade, gera 21 palavras: (só a 1ª letra [a 1ª consoante] que conta) Casa Tapete Garrafa Leite Cachorro Raio Rua Cabaré Guarda Vassoura Bêbado Carro Fábio Maluco Chapéu Caju
  6. 6. Punhal Baú Coelho Vermelho Cenoura História: lá em casa tem um tapete em cima dele tem uma garrafa de leite que o cachorro queria beber, mas caiu um Raio e, assustado, o cachorro correu para a rua, entrou em um Cabaré e o guarda jogou uma vassoura nele, mas a vassoura bateu em um bêbado. O guarda o colocou em um Carro, cujo nome do motorista era Fábio. No carro tinha um Maluco com um chapéu cheio de caju. De repente ele puxou um punhal e abriu um baú de onde saiu um coelho vermelho que comeu uma Cenoura. E aí? Fácil!? Vamos para a segunda dica! A 2ª é que você pode memorizar os n° de outra forma diversa da que é ensinada neste curso. Lembre-se que o aprendizado deste curso é mais útil para se lembrar de grandes quantidades numéricas. Quando você quer se lembrar apenas de alguns nº (seis, oito, etc...), talvez o melhor a fazer seja o que as pessoas chamam de ‘decorar’ o assunto (os números). O Juiz federal ‘William Douglas’, em seu livro ‘como passar em provas e concursos’, dá 1 exemplo da ideia acima: ele se lembrou do n° do celular de 1 amiga dele em que os 4 últimos nº eram 7273, sabendo que ela nasceu no ano de 1.973 (daí ele imaginou: ela foi ‘feita’ em 72 e nasceu em 73). É bom que se diga de passagem algo 100% importante: o ato de ‘decorar’ o assunto, no fundo, é, em outras palavras, memorizá-lo de uma forma natural, quase inconsciente. O conhecimento só é aprendido se relacionado com outro conhecimento já aprendido (nosso cérebro só se lembra quando acha que o dado aprendido é útil e faz sentido em nossa vida). O que muitas pessoas chamam de ‘memorização’ é o processo de assimilação forçado (mais ‘consciente’ do que na ‘Decoração’). Portanto, quando alguém diz que está tentando decorar o assunto, na verdade, ela, neste momento, tenta fazer com que o seu cérebro relacione os dados desteassunto com outros dados (outras informações), os quais ela não sabe (mas relaciona)!A memorização é diferente: a pessoarelaciona o conhecimento com outro conhecimento que ela sabe! Essa é a grande diferença, mas o que importa não é o meio, mas apenas o fim (se lembrar). Apesar disto, recomendo MEMORIZAR (é 1 termo mais correto atualmente). A terceira e última dica deste curso é que, se achar melhor, você pode alterar o quadro apresentado na 1ª página onde há a relação das palavras e das letras. Isto se mostra muito útil quando, depois de trocar os n° pelas letras (palavras-chaves), fica extremamente difícil (quase impossível) formular palavras para, em seguida, memorizá-las. OBS.: executar esta dica na prática requer muito cuidado e trabalho! Pense 2, 3, 4 vezes antes de utilizá-la. Recomendo usá-la se quiser alterar para SEMPRE o quadro da 1ª página onde há a ligação das palavras e das letras. Vou dar 1 exemplo disto para fechar com chave de ouro este curso, na certeza de que você, depois de aprendida abaixo, terá 1 eficiência de 100% ou quase isso na técnica do alfabeto fonético. Como aprendido acima, você pode determinar que a relação de n° e letras seja da seguinte forma: 0: P-B (estas letras eram do n.9 e as letras do n.0 foram p/ o 9) 1: F-V (estas letras eram do n.8 e as letras do n.1 foram p/ o 8)
  7. 7. 2: K-G (estas letras eram do n.7 e as letras do n.2 foram p/ o 7) 3: J-X (estas letras eram do n.6 e as letras do n.3 foram p/ o 6) 4: L-LH (estas letras eram do n.5 e as letras do n.4 foram p/ o 5) 5: R (estas letras eram do n.4 e as letras do n.5 foram p/ o 4) 6: M (estas letras eram do n.3 e as letras do n.6 foram p/ o 3) 7: N-NH (estas letras eram do n.2 e as letras do n.7 foram p/ o 2) 8: T-D (estas letras eram do n.1 e as letras do n.8 foram p/ o 1) 9: S-Z (estas letras eram do n.0 e as letras do n.9 foram p/ o 0) A substituição deu-se, como se vê, da seguinte forma: 0 e 9, 1 e 8, 2 e 7, 3 e 6, 5 e 4. Após isto, veja se de fato a formulação de palavras ficou facilitada para alcançar-se, assim, a memorização dos n° visados. EXERCÍCIOS: agora é a hora da verdade! Abaixo, você encontrará exemplos de como memorizar as áreas em km² de +16 Estados brasileiros! Só nestes 16 exemplos abaixo, totaliza 90 números! E, levando em conta todos os n° correspondentes a todos os exemplos ensinados neste curso, totaliza 164 n°!!! a) Área do Ceará: 148.825 km² b) Área do Rio de Janeiro: 43.696 km² c) Área de Sergipe: 21.910 km² d) Área do Distrito Federal: 5.801 km² e) Área do Pará: 1.247.689 km² f) Área do Rio Grande do Norte: 52.796 km² g) Área do Rio Grande do Sul: 281.748 km² h) Área de São Paulo: 248.209 km² i) Área da Bahia: 564.692 km² j) Área do Piauí: 251.529 km² k) Área do Paraná: 199.314 km² l) Área de Santa Catarina: 95.346 km² m) Área do Amapá: 142.814 km² n) Área do Espírito Santo: 46.077 km² o) Área do Mato Grosso: 903.357 km² p) Área de Minas Gerais: 586.528 km² Vamos lá: letra ‘a’: (Tema da memorização: HUMOR) humorista ganha o TRoFéu [numa grande disputa entre humoristas] e, na comemoração, ao abrir 1 (garrafa de) ViNHo (assim como geralmente as pessoas fazem numa grande comemoração) a rolha bateu no oLHo dele (e fez mais uma graça! XD). Então, estes são os diferenciais dessa memorização (na ordem): troféu, vinho e olho. É importante que perceba, desde então, uma coisa: há outros substantivos (como você pode ver no exemplo acima) que podem confundir você, mas não se engane: o seu foco deve se concentrar apenas nas palavras que fazem a diferença. Não leve em consideração aqueles efeitos normais da história (como, por exemplo, a ‘rolha’ que saiu da garrafa de vinho. É claro que ela vai sair.), mas
  8. 8. apenas, vale repisar, aquelas situações mais anormais, mais diferentes (que nem sempre ocorrem), como o fato de a rolha bater no OLHO (este sim, +1 diferencial no filme acima). Letra ‘b’: (tema da memorização: ‘confronto entre policiais e traficantes’) traficante pega 1 aRMa, atira [só podia ser] e (esta bala) acerta o CHaPéu do grande CHeFe da polícia [este cara, que era 1 alta autoridade na polícia, quase morreu no confronto. A morte passou zunindo nele!!]. Diferenciais: arma, chapéu e chefe. Estas palavras levam naturalmente aos n° (436.968), neste caso, também despreze o último número que foi colocado apenas para facilitar a memorização (de cara, você vê que esta área é grande demais para ser do RJ que é 1 dos menores Estados brasileiros). Letra ‘c’: (tema da memorização: ‘JIPE (pois o termo ‘SerGIPE’ lembra esse tema) ÍNDio entrou num jipe (esta palavra, que é o tema, foi posta apenas para facilitar a construção deste filme, mas não é 1 dos diferenciais desse trama) apertou os BoTõeS (desse carro, é claro, pois estava curioso!) e, de repente, o jipe se arranca duma vez (e o deixa enlouquecido, é claro, pois não sabia ele nem o que estava fazendo! O jipe estava ‘em marcha’, mas o infeliz não sabia nem onde estava de tão bruto e selvagem que era!) e fim da história! Diferenciais: índio e botões. Letra ‘d’:(Tema: ‘O PROCESSODA CORRUPÇÃO: saiba como ocorre!’) todo este processo só se resume em apenas 2 palavras (que são os diferenciais desta bela história): LEI E FESTA! Isto é, eles fazem as leis, é claro, (como por exemplo, já aprovaram a lei para aumentar o salário deles que já estava grande!!!) e, depois disso, eles fazem a festa! É muito fácil: lei e festa! De fato, não poderia estar melhor! (XD). Diferenciais: lei e festa. Letra ‘e’: (tema: ‘O planeta dos Pistoleiros!’ Dessa vez eles não precisaram descer 1 só tiro para roubar!) a bagaceira, então, começou assim: alguém (é óbvio) guardou muito DiNHeiRo numa CaiXa (ou, se preferir, ‘guardou o dinheiro no CAIXA’  [banco]), e entregaram esse dinheiro p/ 1 ViP (ou seja, entregaram para 1 ‘pessoa muito importante’ [vip do inglês e significa ‘very important person’]). Diferenciais: dinheiro, caixa e vip. Letra ‘f’: (tema: ‘RN lembra PRAIAS: 1 dinossauro nas praias!): a LíNGua de 1 PeiXe achado nas praias do RN (‘praias’ não é 1 dos diferenciais, mas apenas 1 palavra relacionado ao tema para facilitar a história) media vários metros (ou poderia pensar ‘media 2m!’). Diferenciais: língua e peixe. Letra ‘g’: (tema: ‘Estradas perigosas!’ Por causa da ‘neve’): motorista estava dirigindo quando, de repente, começa a cair NeVe e esta excessiva neve faz com que ele perca o controle e bata (o veículo, claro) em um ToCo (É uma árvore ‘pelo meio’, cortada pelo tronco) de uma áRVoRe ao lado (da estrada, claro). Depois de trocadas as consoantes (desses 3 diferenciais) pelos números, também despreze o último n° (2.817.484! Grande demais, despreze o 4). Diferenciais: neve, toco e árvore. Letra ‘h’: (tema: “Bilionésimo assalto em SP, mas o primeiro assalto + ‘difícil’ do mundo!!’’ Enfim, o tema é +1 confusão, é nisto em que você deve pensar, primeiramente): aNão faz ReFéNS num Bar (em SP). Neste caso, também despreze a letra R de BaR que foi posta apenas para facilitar a memorização, se bem que não é razoável que a área de SP seja de 2.482.094 km² (mas sim de 248.209 km²). Diferenciais: anão, reféns e bar. Letra ‘i’: (tema: ‘o Impacto Ambiental de haver tanta festa na Bahia!’): na Bahia, a coisa mais fácil achar em um LiXeiRo é CHaPiNHa (pois as pessoas costumam ir para as festas, mas antes ajeitam seus cabelos na chapinha! Enfim, se preocupam tanto com isso e querem sempre comprar 1 chapinha nova e jogam, em menos de 1 mês, este aparelho no lixeiro para comprarem 1 novo!). Diferenciais: lixeiro e chapinha. Letra ‘j’: (tema: ‘terra do calor!’)  faz tanto calor (tema, logo não conta) no PI que a sensação que faz (faria) menos calor ter CaRVão quente em todos os meus óRGãoS do que simplesmente estar no PI (também poderia pensar: lá faz tanto calor que a sensação que se tem é como se tivesse carvão
  9. 9. quente em todos os órgãos)!Neste caso, perceba algo fundamental: estes diferenciais ‘carvão e órgãos’ levam aos n° 748.470 (em relação à tabela padrão apresentada na 1ª página). Daí, de cara, você percebe que tem algo errado: a verdade, então, é que a tabela referencial é a de n° 2 (situada na página 6 e 7). Diferenciais: carvão e órgãos. Eu, particularmente, já até decorei estes 6 n° (isto é, nem preciso recorrer à memorização acima). Letra ‘k’: (tema: ‘pastor’, pois PR, sigla de Paraná, é abreviação de ‘pastor’): pastor (tema) do PR escuta VoZeS de JeoVá (isto é, DEUS) ordenando que ele destruísse Lúcifer (isto é, o DIABO). Neste caso, a tabela usada foi também a de n° 2, assim como no exemplo anterior. Também despreze as 3 últimas consoantes de lúcifer (por motivos já explicados neste curso). Diferenciais: vozes, jeová e lúcifer. Letra ‘l’: (tema: ‘Uma santa do além’. Trata-se de 1 assombração que representa 1 pessoa que já morreu e era dada como uma venerada como a Santa Catarina!’): essa santa era tão ruim (veio do inferno!) que derrubou uma PaLMeiRa contra o Chão (provavelmente queria acertar alguém, destruir alguma coisa que não gostava, tinha ela sede de vingança, por isso veio do além). Diferenciais: palmeira e chão. Letra ‘m’: (tema: ‘O mapa!’): 1 mapa (não conta este substantivo porque faz parte do tema) descrevia um TeRReNo (ou, se preferir, poderia ser TRoNo) em que tudo era de ViDRo! Diferenciais: terreno e vidro! Letra ‘n’: (tema: ‘o Espírito!!’): um espírito (do bem) ficou muito ‘RoXo’ por ter pego muito (super) SoCo do CaPeTa! (Era 1 luta como aquela do filme entre ‘Jason versus Fred’ ou entre ‘Alien versus Predador’). No caso, desprezar também os 2 últimos números logo depois de ter trocado as consoantes dos diferenciais pelos n° (e você já sabe por quê!). Diferenciais: roxo, soco e capeta! Letra ‘o’: (tema: ‘MATOu-se no MATO [grosso]!)  De um aBiSMo se atira um MoLeQue. Diferenciais: abismo e moleque. Letra ‘p’: (tema: ‘A mina misteriosa!’): dentro de uma mina (uma caverna), achei (seja o protagonista dessa história) uma LuVa (provavelmente de alguém que ali trabalhava), e em cima dessa luva havia muitos pedaços de GeLo (muito gelo) e em cima de todo esse gelo caia muita NeVe. Diferenciais: luva, gelo e neve. A forma de memorizar que eu empreguei em todos os 16 exemplos acima consiste numa combinação das consoantes (que representam os diferenciais do filme memorizado). No entanto, como eu já ensinei acima, você também pode (para facilitar a construção da história) determinar (fique à vontade) que apenas a 1ª letra (uma consoante, via de regra) seja computada para efeitos de memorização. Assim, se você tem a se lembrar de 30 letras, com este modo você fará 30 palavras. Abaixo, você encontra 4 exemplos de como memorizar a área em km² de países através desta forma. a) Área da Rússia: 17.098.242 km² b) Área do Cazaquistão: 2.724.900 km² c) Área da Índia: 3.287.782 km² d) Área do Afeganistão: 652.090 km²  Mãos a obra: letra ‘a’: (tema: ‘putaria russa com a russa!’) um Deputado (lá da Rússia), foi pro Cabaré (pois, como o próprio nome já diz, ele era um dePUTAdo! De puta do! XD) fazer Sexo (é 1 diferencial, pois o deputado poderia ter ido p/ lá p/ fazer outra coisa!) e (na hora ‘H’) ele (todo tarado) já foi logo pegando (ou qualquer outro verbo, afinal, via de regra, os verbos não contam, mas, se quiser, você pode determinar que eles sejam os ‘diferenciais’) nos Peitos (!), depois na V**va (ou
  10. 10. Vag**a) e ele levantou ‘aquele Negócio’ (para não dizer p**!), mandou que ela (a rapariga) ficasse ‘de QUATRO’ (neste caso, como se trata de 1 n°, o que conta não é o ‘Q’, mas o próprio n° que é 4) e inseriu o seu Negócio (já depois de tanta euforia). 8 diferenciais: deputado, cabaré, sexo, peitos, vu*va, negócio, quatro e negócio! Letra ‘b’: (tema: ‘a casa!’ E você já deve imaginar por que escolhi esse tema) numa casa (do Cazaquistão), um Neném (pense que lá havia 1 família, claro), sem que ninguém percebesse, foi andando até a Cozinha e lá, sem querer, escorregou e, por sorte, bateu a Nuca (parte de trás da cabeça, é claro) num Rato azarado que tinha acabado de sair da Pia onde comeu uma Salada de Sal (que loucura! Só podia ser lá mesmo.). 7 Diferenciais: neném, cozinha, nuca, rato, pia, salada e sal. Letra ‘c’: (tema: ‘putaria na Índia com a índia!’) um Marajá (que é, por lá, dito um homem ‘sábio’) avistou um índia e se apaixonou por ela (Taração à 1ª vista!), e aí sabe como é, papo vai e vem e ela também se apaixonou por ele (mais precisamente, pela riqueza! XD) e eles entraram na Ferrari (ou Fusca se preferir, que era do Marajá) e partiram. Foram até o Castelo dele e lá foram direto pra Cama (é claro! XD). Na cama, o marajá descobre que ela era ele: o marajá na mesma hora disse ‘+1 Viado!’(que enganou ele! XD). O marajá, então, em um ataque de fúria, não aguentou e na mesma hora quebrou o Nariz dessa ‘bixa’ (desse viado)! 7 Diferenciais: marajá, índia, fusca, castelo, cama, viado e nariz! Letra ‘d’: (tema: ‘O Homem-Bomba!’) 1 Xiita (lembre-se que lá 1 secular e grande disputa entre ‘xiitas’ e ‘sunitas’) estava indo embora e então fechou a sua Loja (onde trabalhava) e entrou dentro de 1 ôNibus (não se esqueça: só a 1ª consoante da palavra é que conta), mas esse ônibus estava lotado de Sunitas e então esse xiita detonou a Bomba (que estava debaixo da roupa dele, já é moda isso por lá ter 1 explosivo escondido!) e todos esses sunitas que morreram foram para o Céu (e ele achando que iria mandar todos pro inferno, mas quem se ferrou foi só ele, o xiita!). 6 Diferenciais: xiita, loja, ônibus, sunitas, bomba e céu. Viu como é mais fácil aprender n° dessa forma? Agora a sua vez de se exercitar: tente memorizar todo o quadro abaixo gerando palavras e 1 história entre elas só ‘de cabeça’! Se puder se lembrar todo daqui para amanhã, nota 10 para você, caro(a) leitor-aluno(a).
  11. 11. Críticas (se algo estiver errado neste material), Dúvidas (se algum ponto estiver obscuro) e Elogios (a prova de que mudei, positivamente, tua Vida!) serão sempre Bem-Vindos, desde que enviadas para meu Email: felipao_pi@hotmail.com FIM...

×