Evento: Semana das Profissões Palestra: Engenharia de Materiais Palestrante: Dylton do Vale Pereira Filho. - Engenheiro Me...
Engenharia de Materiais Secretaria do Curso Localizada no Bloco A do Departamento de Engenharia Mecânica. Coordenador do C...
Engenharia de Materiais <ul><li>Histórico: </li></ul><ul><li>- No início da civilização humana os materiais eram divididos...
Engenharia de Materiais <ul><li>Histórico: </li></ul><ul><li>- Atualmente existem mais de 10 mil ligas metálicas. </li></u...
Engenharia de Materiais As áreas de Materiais: a – Materiais Metálicos b – Materiais Cerâmicos c – Materiais Poliméricos d...
Engenharia de Materiais Os Materiais também são importantes pelos seus usos: Materiais elétricos; Materiais para obras civ...
Engenharia de Materiais O enfoque do curso: Trabalhar com Materiais Metálicos, Cerâmicos, Poliméricos e Compositos (estrut...
Engenharia de Materiais Propriedades Processos Seleção Produto
Engenharia de Materiais Alguns critérios de seleção de materiais: Para usar um material em um produto são necessárias: con...
Engenharia de Materiais Mais critérios de seleção de materiais: requisitos de durabilidade; número de unidades; disponibil...
Engenharia de Materiais Característica do Curso O curso de graduação em Engenharia de Materiais tem como característica se...
Engenharia de Materiais Desenvolvimento do Curso O curso contém 6 estágios (de 15 semanas cada). Ressalte-se, no entanto, ...
Engenharia de Materiais Desenvolvimento do Curso  Assim, em 5 anos, o curso têm 15 períodos de atividades (três períodos p...
Engenharia de Materiais Organização do calendário      
Engenharia de Materiais     48,51 61,35 8,53 13,23 5,02 2005 52,95 69,57 5,83 10,51 4,45 2004 59,52 79,40 5,18 9,46 3,40 2...
Engenharia de Materiais  1 – na industria de transformação; 2 – em centros de pesquisa e desenvolvimento; 3...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Materiais

1.772 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.772
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Materiais

  1. 1. Evento: Semana das Profissões Palestra: Engenharia de Materiais Palestrante: Dylton do Vale Pereira Filho. - Engenheiro Mecânico - Professor no EMC/CTC/UFSC desde de 1978. - Membro da Comissão de implantação do curso em 1999. - Coordenador do curso de graduação em Engenharia de Materiais desde de 2002. - Professor dos conteúdos de: Máquinas de fluxo, Segurança do Trabalho, Fenômenos de Transporte,... - Coordenador do Trabalho de Conclusão de Curso- TCC. - Supervisor de Estágios.
  2. 2. Engenharia de Materiais Secretaria do Curso Localizada no Bloco A do Departamento de Engenharia Mecânica. Coordenador do Curso: Prof. Dylton do Vale Pereira Filho Secretário Executivo: Bel Paulo Henrique Bodnar Telefone: +55 48 3317621 e-mail: [email_address] Sítio: http://www.materiais.ufsc.br/materiaisnovo/
  3. 3. Engenharia de Materiais <ul><li>Histórico: </li></ul><ul><li>- No início da civilização humana os materiais eram divididos em terra, água, ar e fogo. </li></ul><ul><li>No início da era cristã, pouco mais de 10 (dez) metais e poucas ligas eram conhecidos. </li></ul><ul><li>No início do século XX poucos polímeros eram conhecidos. </li></ul><ul><li>Apenas em meados do século XX, anos 70, o estudo de materiais tomou corpo, em virtude da crescentes necessidades do ser humano. </li></ul>
  4. 4. Engenharia de Materiais <ul><li>Histórico: </li></ul><ul><li>- Atualmente existem mais de 10 mil ligas metálicas. </li></ul><ul><li>Novos materiais estão sendo criados a cada dia para atender as exigências dos novos produtos e processos de fabricação. </li></ul><ul><ul><li>por exemplo: plásticos polimórficos, </li></ul></ul><ul><ul><li> metais com memória, </li></ul></ul><ul><ul><li> nanomateriais, </li></ul></ul><ul><ul><li> semi-condutores…. </li></ul></ul>
  5. 5. Engenharia de Materiais As áreas de Materiais: a – Materiais Metálicos b – Materiais Cerâmicos c – Materiais Poliméricos d – Materiais em Papel e Celulose e – Materiais Vitreos f – Materiais Texteis g – Materiais Organo-fibrosos (madeira) h – outros (químicos, orgânicos, etc)
  6. 6. Engenharia de Materiais Os Materiais também são importantes pelos seus usos: Materiais elétricos; Materiais para obras civis; Materiais para produtos químicos; Materiais para alimentos; outros…. Materiais para a área metal-mecânica
  7. 7. Engenharia de Materiais O enfoque do curso: Trabalhar com Materiais Metálicos, Cerâmicos, Poliméricos e Compositos (estruturas compostas) Tais materiais são os mais presentes na industria de transformação São usados em produtos por atenderem aos requisitos de durabilidade, facilidade de transformação, abundância e custo adequado.
  8. 8. Engenharia de Materiais Propriedades Processos Seleção Produto
  9. 9. Engenharia de Materiais Alguns critérios de seleção de materiais: Para usar um material em um produto são necessárias: considerações dimensionais; considerações de forma; considerações de peso; considerações de resistência mecânica e de resistência ao desgaste; conhecimento das variáveis de operação; facilidade de fabricação;
  10. 10. Engenharia de Materiais Mais critérios de seleção de materiais: requisitos de durabilidade; número de unidades; disponibilidade de material; custo; viabilidade de reciclagem; valor da sucata; existência de características conhecidas; grau de normatização….
  11. 11. Engenharia de Materiais Característica do Curso O curso de graduação em Engenharia de Materiais tem como característica ser um curso COOPERATIVO, onde há uma maior vinculação com a atividade empresarial, através da realização de 6 (seis) períodos de estágio, distribuidos ao longo do curso. Está forma faz com que o aluno adquira maior experiência no desenvolver do curso e tenha um preparo mais efetivo para cumprir suas funções quando ingressar no mercado de trabalho.
  12. 12. Engenharia de Materiais Desenvolvimento do Curso O curso contém 6 estágios (de 15 semanas cada). Ressalte-se, no entanto, que a inserção dos estágios no currículo não se faz em detrimento da formação acadêmica, que continua rigorosamente a mesma, mas acrescentando-se a ela. Para tanto, note-se ainda que não é aumentado o tempo de duração do curso, que continua programado para realização em 5 anos. O que se faz é diminuir o atual tempo de férias dos estudantes (de mais de 100 dias por ano, para cerca de 6 0 dias), de modo que o calendário anual comporte, em vez de dois períodos de atividades (dois semestres), três períodos de atividades
  13. 13. Engenharia de Materiais Desenvolvimento do Curso Assim, em 5 anos, o curso têm 15 períodos de atividades (três períodos por ano) sendo 9 períodos acadêmicos (A1 a A9) (aulas) e 6 períodos de estágio (E1 a E6), conforme apresentado no curr í culo.
  14. 14. Engenharia de Materiais Organização do calendário    
  15. 15. Engenharia de Materiais     48,51 61,35 8,53 13,23 5,02 2005 52,95 69,57 5,83 10,51 4,45 2004 59,52 79,40 5,18 9,46 3,40 2003 65,10 88,01 4,63 10,78 6,76 2002 63,03 82,15 5,1 9,73 4,73 2001 58,04 89,91 8,08 12,40 4,55 2000 46,37 63,75 4,16 4,41 3,21 1999 Menor Pontuação Maior Pontuação Opção 2 Opção 1A Opção 1 Ano
  16. 16. Engenharia de Materiais  1 – na industria de transformação; 2 – em centros de pesquisa e desenvolvimento; 3 – em órgãos de decisão; 4 – em órgãos de governo; 5 – em instituições de ensino; 6 – como empreendedor; 7 – como consultor para a indústria…

×