Duratex - Resultados do Ano de 2008

450 visualizações

Publicada em

Apresentação dos Resultados do Ano de 2008

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Duratex - Resultados do Ano de 2008

  1. 1. 1
  2. 2. Índice >> Áreas de Atuação >> Localização Geográfica >> Plano de Aplicação de Recursos (PAR) >> Cenário >> Destaques Financeiros >> Mercado de Capitais >> Disclaimer 2
  3. 3. Áreas de Atuação Divisão Deca Metais Sanitários; Louças Sanitárias; Acessórios. Liderança no segmento de Metais e posição destacada no segmento de Louças. Possui a mais ampla linha de produtos para os diferentes segmentos de mercado. 3
  4. 4. Áreas de Atuação Divisão Madeira Chapa de Fibra; Madeira MDP; MDF/HDF/SDF; Piso Laminado; Moulding (rodapés). Materiais de acabamento para a construção civil e insumos para a indústria moveleira. Possui liderança no mercado brasileiro, com a maior variedade de produtos ofertados. 4
  5. 5. Áreas de Atuação Florestal Terras pertencem a Duratex S.A.; Área total em dez/08: ~120 mil ha de terras, sendo 65% plantadas: valor de mercado: R$ 1.529 milhões (US$ 654 milhões), valor patrimonial: R$ 577 milhões (US$ 247 milhões). Autosuficiência em madeira: economias de escala; acesso estratégico à matéria-prima; menor riscos de execução. Certificações ISO14.001 e FSC; Membro da CCX (Chicago Climate Exchange). 5
  6. 6. Localização Geográfica Divisão Madeira MDF & Piso Laminado Agudos - SP MDP Itapetininga - SP Chapa de Fibra MDF & Chapa de Fibra Jundiaí - SP Botucatu - SP 6
  7. 7. Localização Geográfica Divisão Deca Metais - São Paulo Louças Cabo de Sto Agostinho - PE Metais & Louças - Jundiaí Louças Queimados - RJ Louças Jundiaí - SP Louças São Leopoldo - RS 7
  8. 8. Plano de Aplicação de Recursos Destaques PAR 673,4 Atualização tecnológica; (em R$ milhões) Liderança em segmentos de atuação que apresentam grande potencial de 2.000,9 crescimento e vantagens competitivas; 303,5 Verticalização de processos com foco na 222,3 redução de custos: 172,8 • aquisição de terras, 138,9 139,4 136,8 108,4 105,4 • linhas de revestimento e • fábrica de resina, dentre outros. 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Baixo endividamento líquido (R$ 486,3 milhões, equivalente a 0,87 vez o EBITDA). 8
  9. 9. Plano de Aplicação de Recursos Expansão de capacidade Utilização da cap. Utilização da cap. (capacidade em ‘000 m3) Madeira (capac. em ‘000 peças) MDF MDP Louças Met. 89% Chapa de Fibra 87% 82% 83% 96% 82% 92% 76% 77% 92% 90% 74% 6.200 ** 85% 69% 81% 4.520 69% 3.300 3.200 4.200 4.200 3.800 3.800 70% 1.440 * 3.300 60% 2.580 640 640 640 640 640 640 240 16.800 200 220 15.600 13.200 14.400 14.400 14.400 14.400 14.400 14.400 500 500 500 500 500 500 500 12.000 320 340 360 360 360 360 360 360 360 360 360 360 360 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 * Start-up da nova linha de MDF em Agudos (SP) programado ** Unidade de Queimados permanece desativada. Sua entrada para Abr/09 com capacidade de 800.000 m3 / ano. O ramp-up dependerá do desempenho de mercado. Sua capacidade é de será gradual. 840.000 peças / ano. 9
  10. 10. Plano de Aplicação de Recursos Projeto MDF • MDF: 800.000 m3/ano disponíveis a partir de Abr / 2009: • 125% de crescimento sobre capacidade atual de MDF. • Linha de revestimento em BP: 10,2 milhões de m2 capacidade; • Fábrica de resina; • Compra de terras e plantio de florestas. 10
  11. 11. Plano de Aplicação de Recursos Metais Sanitários • Aumento de capacidade: 4,8 milhões peças / ano, ou +33%; • Conclusão das expansões: 2010. 11
  12. 12. Plano de Aplicação de Recursos Louças Sanitárias Duas aquisições no montante de R$60 milhões cada: 1 - Ideal Standard: duas plantas (Jundiaí/SP and Queimados/RJ) com capacidade combinada de 1.800.000 peças / ano. 2 - Cerâmica Monte Carlo: uma planta em Cabo de Santo Agostinho / PE , com capacidade de 1.440.000 peças / ano. 12
  13. 13. Cenário Disponibilidade de renda 350.000 334.114 Massa salarial (em R$ milhões) 313.123 295.856 300.000 278.055 254.316 254.293 263.445 250.000 200.000 150.000 100.000 % CAGR: 4,7 50.000 0 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Dados disponíveis desde 2002 (fonte: IBGE) Salário mínimo (em R$) 500 465,00 450 400 350 300 250 200 200,00 CAGR 12,8% 150 100 50 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009/mar (fonte: IBGE) 13
  14. 14. Cenário Disponibilidade de crédito 270.400 Financiamentos do SBPE (em R$ milhões) Depósitos Poupança (R$ milhões) 235.300 30.048 187.940 + R$83 bi 168.730 158.260 143.060 139.640 % 18.283 R: 30,2 CAG ,6% 9.340 CAGR: 11 4.852 1.769 2.218 3.002 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Fonte: BACEN e ABECIP Fonte: BACEN Déficit habitacional: 7,8 M unidades (Ernst Young, 08); Financiamentos do FGTS (R$ milhões) 2004: melhora do marco regulatório: expansão do crédito e 10.540 aumento dos prazos de financiamento. 2009: pacote governamental de incentivo ao setor 6.999 6.909 5.533 % incluindo, possivelmente: 3.742 3.821 3.892 5 2, 5 aumento do limite de financiamento, através do + FGTS, de R$350 mil para R$ 500 mil e 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 desoneração tributária para materiais de Fonte: CBIC e CEF construção. 14
  15. 15. Cenário Lançamentos imobiliários 62.065 61.898 Lançamentos na região metropolitana de São Paulo (nº unidades lançadas em prédios e condomínios horizontais) % ,7 78 + 34.938 33.682 34.727 31.545 28.192 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Fonte: Embraesp 294.863 Unidades Habitacionais financiadas (construção + aquisição) 193.547 + 184 mil CAGR: 47,4% unidades 111.296 53.434 59.873 28.790 36.376 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Fonte: BACEN 15
  16. 16. Cenário Segmentos atendidos Vendas em 2008 por segmento Construção Outros 46% 20% Construção 47% Móveis 33% a ric so es Ciclo médio de construção jes e elét ros hav e la nto g as c ção o d áulica me ad jet o ora das str uçã r ba reg Pro Incor p n n Hid Aca En t Ve Co 6 meses 12 meses 6 meses 16
  17. 17. Destaques Financeiros Estrutura financeira equilibrada 2004 2005 2006 2007 2008 Destaques Financeiros (em R$ milhões) Caixa 105,1 234,0 574,6 752,7 598,1 Ativo Circulante 621,6 726,7 1.138,9 1.355,9 1.321,8 Realizável a Longo Prazo 33,6 39,1 33,6 64,5 144,4 Ativo Total 1.811,9 1.947,1 2.375,2 2.750,5 3.373,4 Endividamento Curto Prazo 175,1 151,5 359,4 246,2 435,1 Passivo Circulante 345,2 318,7 601,0 563,3 832,8 Endividamento Longo-Prazo 342,6 439,6 258,8 424,6 649,4 Exigível a Longo Prazo 464,7 565,5 377,8 630,0 808,5 Participação Minoritária 11,6 12,0 0,6 0,6 0,6 Patrimônio Líquido 990,4 1.050,9 1.395,8 1.556,5 1.731,5 Indicadores de Risco Liquidez Corrente 1,80 2,28 1,90 2,41 1,59 PL / Ativo Total 55% 54% 59% 57% 51% Dívida / Dívida + PL 34% 36% 31% 30% 39% Dívida Líquida 412,6 357,1 43,6 -81,9 486,4 Dívida Líquida / PL 0,42 0,34 0,03 (0,05) 0,28 Dívida Líquida / EBITDA 1,29 0,98 0,10 (0,15) 0,87 17
  18. 18. Destaques Financeiros Endividamento em dez/2008 Perfil do endividamento Moeda Moeda Nacional R$ 1.084,4 M Estrangeira 100% Hedge 47% 53% 435 Vencimento da dívida (em R$ milhões) 401 Curto-Prazo 40% 79 27 36 33 35 39 Longo-Prazo 60% 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 e após 18
  19. 19. Destaques Financeiros Origem da receita em 2008 Receita líquida consolidada Chapa de Fibra 17,0% MDP 14,3% Metais Sanitários R$ 1.913,6 M 22,6% MDF/HDF/SDF/ Piso Laminado 32,6% Louças Sanitárias 13,5% Distribuição geográfica das vendas Mercado Interno 90,6% Mercado Externo 9,4% 19
  20. 20. Destaques Financeiros Receita Líquida no mercado interno Por região geográfica 9,4% R$ 1.733,7 M 5,2% 85,3% Segmentação das vendas Outros Atacadista 2,2% Indústria 6,8% Outros 3,8% 51,9% Vendas Madeira Home Center Revenda Técnicas 3,2% 62,1% 17,0% 54,4% 37,9% Revenda Construção 24,9% Construção Civil 19,6% Civil 16,2% 20
  21. 21. Destaques Financeiros Desempenho anual Rec.Líq.(R$ milhão) & Marg. Bruta (%) EBITDA (R$ milhão) & Margem (%) 45,0% 40,2% 43,2% 33,4% 1.913,6 30,8% 29,2% 41,5% 27,0% 28,5% 39,1% 1.670,6 558,1 559,4 1.489,2 458,1 362,6 7% 320,6 1.270,6 : +12, AGR 4,9% AGR: +1 1.188,2 C C 2004 2005 2006 2007 2008 2004 2005 2006 2007 2008 Lucro Líquido (R$ milhão) PL (R$ milhão) & ROE (%) * CAGR pela 6404: 27,8% 21,5% 20,4% * 333,9 * 18,3% ** CAGR pela 11.638: 25,8% 318,9 13,1% 13,5% 19,2% ** 20,1 1.731,5 226,0 1.556,5 1.395,8 8% 125,3 137,1 : +27, 313,8 ** 990,4 1.050,9 ,0% C AGR CAGR: +15 2004 2005 2006 2007 2008 2004 2005 2006 2007 2008 21
  22. 22. Destaques Financeiros Evolutivo trimestral Rec.Líq.(R$ milhão) & Marg. Bruta (%) EBITDA (R$ milhão) & Margem (%) 43,3% 40,2% 40,3% 40,0% 40,4% 529,7 485,6 31,3% 29,9% 34,1% 459,8 470,0 26,9% 26,6% 428,3 160,1 142,3 144,1 127,9 129,1 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 Lucro Líquido (R$ milhão) PL (R$ milhão) & ROE (%) * Lucro pela Lei 6404 27,5% 20,6% 21,7% 22,6% ** Lucro pela Lei 11.638 16,9% * 1.731,5 150,0 1.556,5 1.578,7 1.623,9 1.677,1 103,4 11,7% ** 100,0 77,4 78,8 83,7 68,0 * 50,0 20,1 47,9 ** 0,0 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 22
  23. 23. Destaques Financeiros Divisão Madeira Receita Líquida (R$ milhão) & Margem Bruta (%) 40,9% 42,3% 45,9% 47,1% 39,5% 45,0% 38,7% 41,1% 38,9% 39,2% 1.215,0 1.104,5 1.004,4 807,2 860,0 335,4 301,7 ,8% 295,4 281,3 296,5 C AGR: +10 2004 2005 2006 2007 2008 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 EBITDA (R$ milhão) & Margem (%) 31,7% 31,1% 35,3% 37,1% 30,1% 34,2% 30,2% 36,6% 410,1 27,6% 26,7% 366,3 354,4 255,5 267,1 101,0 108,6 92,5 ,4% 84,8 80,4 C AGR: +9 2004 2005 2006 2007 2008 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 23
  24. 24. Destaques Financeiros Divisão Deca Receita Líquida (R$ milhão) & Margem Bruta (%) 39,6% 37,6% 41,0% 41,5% 40,3% 43,2% 38,9% 41,9% 42,3% 35,1% 698,6 566,0 484,7 381,0 410,6 194,3 183,9 164,4 147,0 173,5 6,4% C AGR: +1 2004 2005 2006 2007 2008 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 EBITDA (R$ milhão) & Margem (%) 27,6% 23,3% 21,4% 26,2% 17,1% 193,1 26,2% 29,3% 29,7% 25,7% 26,5% 148,1 95,5 103,7 51,5 49,9 48,6 % 43,1 43,1 65,2 31,2 R: + CAG 2004 2005 2006 2007 2008 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 24
  25. 25. Destaques Financeiros Receita líquida e custo caixa unitários (em R$) Madeira CAGR: 5,2% CAGR: 9,4% 50,00 940,18 950,00 865,68 39,77 826,63 824,32 37,63 768,22 40,00 34,67 32,01 700,00 27,72 CAGR: 6,8% 30,00 CAGR: 6,7% 450,00 526,81 20,00 20,15 20,53 21,54 422,42 399,79 415,04 405,28 16,62 17,67 10,00 200,00 2004 2005 2006 2007 2008 2004 2005 2006 2007 2008 Receita Líquida / unidades expedidas Custo Caixa / unidades expedidas 25
  26. 26. Destaques Financeiros Evolutivo de custos Energia (R$/MWh) - Base 100 = 1º Tri/07 265,3 -5,8% 188,7 169,2 165,4 128,3 155,8 112,7 118,4 100,0 1º Tri/ 07 2º Tri/ 07 3º Tri/ 07 4º Tri/ 07 1º Tri/ 08 2º Tri/ 08 3º Tri /08 4º Tri /08 jan/09 Resina (R$/Kg) - Base 100 = 1º Tri/07 -14,9 160 % 137,1 140 123,9 118,4 109,5 116,7 120 100,0 97,1 93,5 100 86,9 80 60 40 20 0 1º Tri/ 07 2º Tri/ 07 3º Tri/ 07 4º Tri/ 07 1º Tri/ 08 2º Tri/ 08 3º Tri/ 08 4º Tri/ 08 jan/09 26
  27. 27. Mercado de Capitais Criação de valor Lucro por Ação (LPA) em R$ 1 Expansão em MDF Aquisições de terras, plantio de florestas e Planta de resina expansão Deca Aquisições Deca CAGR: +18,1% Expansão em MDP Piso laminado 2, 57 * 0,4% a 1 planta de MDF Expansão em MDF 1,16 G R: 3 CA 0,25 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 * EPS pelo lucro de R$333,9M. Pela Lei 11.638, com um Lucro de R$313,8M, o EPS seria de R$2,42 EBITDA Dividendo / JCP 559,4 CAGR: +16,0% (em R$ milhões) 2007: R$50 milhões de dividendos extraordinários 2004: R$15,3 milhões de 110,0 CAGR: +21,9% dividendos extraordinários 70,3 6,9 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008* 2009 2010 2011 2012 27
  28. 28. Mercado de Capitais Principais grupos de acionistas em dez/2008 ON +PN ON PN 41% 88,5% 8% 42% 3% 25% 2% 6% 11,5% 37% 10% 26% Total de ações emitidas: 129.695.415 53.555.963 76.139.452 Itaúsa Investidores Estrangeiros Fundos de Pensão Outros Investidores Locais Tesouraria 28
  29. 29. Disclaimer A informação aqui contida foi preparada pela Duratex S.A. e não constitui material de oferta para a subscrição ou compra de valores mobiliários da empresa. Este material contém informações gerais sobre a empresa e mercados em que se encontra inserida. Nenhuma representação ou garantia, de forma expressa ou inclusa, é feita acerca, e nenhuma confiança deve ser depositada, na exatidão, justificação ou totalidade das informações apresentadas. A empresa não pode dar qualquer certeza quanto a realização das expectativas apresentadas. 03 de março de 2009
  30. 30. 30

×