Clipping Famastil Taurus 2010/01

433 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
433
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Clipping Famastil Taurus 2010/01

  1. 1. CLIPPING 2010/01 Famastil Taurus
  2. 2. 14 Quinta-feira 11 de fevereiro de 2010 ECONOMIA Jornal do Comércio Porto Alegre IN D Ú S T R I A Indicadores demonstr am Impacto do aquecimento na taxa de juros não é consenso para ana s lista retomada da atividade A elevação do nível de utili - zação da capacidade insta lada (Nuci ) da indústria de 81,3% em novembro para 81,7% no mês 82,5% para o índice contabilizado pela CNI e de 85,5%pelo índice registra do pela FGV que atin giu , 84,8% em janeiro. “Há ainda al- Utilização capaci insta su para 81,7% dezem da dade lada biu em bro seguinte, apurada pela Confe - gum conforto com a evolução do O nível de utilização da capa- de divulgação, que o número de Dos 19 setores pesquisados, deração Nacional da Indústria Nuci”, afirma. “Mas essa questão cidade instalada na indústria de horas trabalhadas é o índice que apenas quatro registraram queda (CNI ), sinaliza a continui dade tam bém precisa ser analisada transforma ção subiu de 81,3% em se recupera mais lentamente do fatu ramento em dezembro em de aquecimento da produ ção junto com o desempenho do mer- novembro para 81,7% em dezem- dos im pactos da crise frente às relação a igual mês de 2008: ma - do setor manufatureiro. Mas cado de trabalho. A conjunção bro do ano passado, se gundo a demais variáveis pesquisadas. terial eletrônico e comunica ção, os especialistas divergem sobre desses fatores é mais adequada Confederação Nacional da Indús- O índice de dezembro de 2009 refino e álcool, madeira e vestuá - quando e sehaverá um impacto para avaliar a dinâmica da de- tria (CNI). Em dezembro de 2008 , ainda se mostra 7 ,1% inferior ao rio. Segundo o gerente-executivo deste desem penho so a taxa bre manda agregada e perspectiva o índice erade 79 ,4%.O in dicador de setembro de 2008. da Uni dade de Política Econômi - básica dejuros. de alta da inflação”, comenta . de vendas reais, que avalia o fa- Em dezembro, as horas tra - ca da CNI, Flávio Castelo Branco, Para o economista-chefe da Para o quarto mês do ano, o turamento da indústria, cresceu balhadas re gistraram recuo de são setores de um modogeral que L CA, Braulio Borges, o au - eco nomi sta-chefe do BancoAB C 3,5% em dezembro em relação 0,4%, após o ajuste sazonal, ante sofrem com a taxa de câmbio ou mento do Nuci não é suficiente Brasi l, Luís Otávio de Souza a novembro e alta de 12,2% na novembro. E sse m ovim ento de com a concorrência de produtos para levar o Comitê de Política Leal, considera possível o au- comparação com dezem do ano queda ocorreu a bro pós três meses im portados. Monetária (Copom) a aumentar mento da tarifa básica de juros. passado. No acumulado do ano, seguidos de ex pansão do indica - Já nas horas trabalhadas, sete os juros em março. Para ele, há “Quando conversarmos com o no entanto, houve uma queda de dor. O emprego, por outro lado, setores registraram queda em uma margem de manobra, não pessoa do Banco Central, eles l 4,3% em relação a 2008. As horas teve em dezembro a maior taxa dezembro do ano passado ante muito grande, para o incremento mostram que estãopreocupados trabalh adas, que indicam o ritmo de ex pansão mensado indicador l dezembro de 2008. No entanto , do nível de atividade antes de com o fechamento do hi ato. Se- da produção, caíram 0,4% em desde o iní cio da séri e históri ca a CNI destacaque o crescimento acender a luz amarela do fim da ria, portanto, o principal motivo dezembro, na comparação com em janeiro de 2003. Em termos de 4,7% na média das horas tra - ociosidade das in dúst ri as. Na para aumentarem os juros já na o mês anterior, mas registraram dessazonalizados, o emprego balhadas é o primeiro indicador sua opinião, ta l marca seria de reunião de abri l”, comentou . alta de 4,7% em relação a dezem- cresceu 1,7% em dezembro ante positivo, em 2009, em relaão ao ç bro de 2008. No ano as horas o mês anteri or. , mesmo mês do ano anteri or. trabalhadas fecharam com queda de 7,6% ante 2008 . O fatu ramento real da indús- tria de transformação superou No indicador de em prego, a CNI destaca que a recuperação é Metade dos setores sinali za O emprego na indústria re- em dezembro o nível pré-crise pouco disseminada setorialmente. piora de cenário econômico gistrou aumento de 1,7% em em 0,2%. O indicador apresentou Onze dos 19 setores pesquisados Quase meta de dos seg- favoráveis para pessoas ju- dezembro, ante novem bro, e de 114 pontos ante 113,8pontos em da in dústria de transformação mentos que formam o setor rí dicas. 0,2% na comparação com de- setembro de 2008. O fatu ramento ainda re gistram queda nas con - industrial brasileiro sinalizou N a atividade primária zembro de 2008. No resultado cresceu em dezembro 3,5% ante tratações em dezembro de 2009 uma expectativa de piora de (agropecuária), formada final do ano, o emprego registrou novembro pelos dados dessazo - ante dezembro de 2008. Apesar cenári o no últ im o trim estre de por 13 segmentos, o cenário queda de 3,1%, em relação ao nal izados. disso, o in dicador médio foi posi- 2009, de acordo com uma nova manteve-se ne gat ivo com a ano anteri or. Já a massa salari al O nível de utiliza ção da ca- tivo em 0,2%, também o primeiro pesquisa da Serasa Experian, queda dos preços externos e real cresceu 0,2% em dezembro pacidade instalada cresceu gra - crescimento em 2009 em relação a de Avaliação Setorial, lança - da demanda internacional , de 2009, ante igual mês de 2008, dualmente, mas não superou o ao mesmo mês do ano anterior . da ontem. O setor foi o m ais avaliou a Serasa. Já nogru po mas fechou o ano com uma queda nível pré-crise. Em setem bro de Castel o Branco previu, no prejudicado pela crise inicia da do comércio, com seis setores, de 1,5% ante 2008. O in dicador 2008, pela série dessazona lizada, entanto, que o em prego deve con - no fin al de 2008. três apresentaram melhora de de massa salari al r eal não tem a o indicador era de 83 % e fechou tinuar um processo vi oroso de g A pesquisa sinaliza tendên - conceito - supermercados, dis- comparação dessazonalizada em dezembro de 2009 em 81,7%. crescimento nos próximos meses. cias (de melhora, piora e esta - t ri buidor as de combust íveis rela ção ao mês anterior porque a O crescimento de 12,2% das O índice cresceu 1,7% em dezem - bilidade) em quatro setoresda e concess ionári as de veículos série é curta, mas o índice sem o vendas reais da in dústria , em bro ante novembro, registran do a economia: primár io, comérc io, l eves - e t r ês estabili dade. ajuste sazonal cresceu 14,6% em dezembro de 2009 ante dezembro sexta expansão consecutiva. Tam- indústria e serviços, divididos Dos 25 segmentos analisados dezembro ante novembro. de 2008, ocorreu, segundo a CNI, bém foi a maior alta mensal do em 98 segmentos. No caso da e integrantes da atividade De acordo com o documento da devido à baixa base de compara - indicador desde o início da série in dústria, dos 54 se gmentos de servi ços, 15 registraram enti dade, os indicadores indus- ção. No entanto, o faturamento histórica em 2003. No entanto o , anal isados, 25 viram piora estabilidade. tri ais de dezembro mostraram a da indústria, que é me dido pelas emprego ainda está 1,9% a baixo de cenário, devido sobretudo No geral, dos 98 segmentos continuação do processo de rea- vendas, foi o único indicador que do patamar de setembro de 2008, à retração das exportações, analisados, 45 tinham expec- quecimento da atividade do setor. superou o nível pré-crise em se - antes do início da crise financeira aos elevados estoques e às tativa de estabilidade , 35 de A CNI destaca , no documento tembro de 2008. internacional. condi ções de crédito menos piora e 18 de melh ora. Famastil vai investir R 1 milhão no Estado $ A Famastil Taurus, uma das em 2010, após a inauguração principais fornecedoras de fer- da nova unidade, a empresa ramentas de alta performance in vista em outras fábri cas com para o mercado da construção diferentes lin has de produtos, civil, anunciou nesta semana as quais já estão em estudo e que irá investir R $ 1 milhão em devem acontecer no segundo uma nova planta para produção semestre deste ano. “A possibi- de mangueiras. A uni dade, que lidade de in stala r outr as uni- será insta lada em Gramado, visa dades produtivas vai depender a aumentar a com petitividade de negociações que já estão em da empresa no País e expandir a andamento com outras cidades, marca no cenári o intern acional. inclusive de outros estados” , A uni dade de mangueiras terá anteci pa Tissot. uma produ ção de 300 mil metros A empresa prevê que durante ao mês. “Trata-se de um produto este ano tenha um crescimento com alto poder de consumo e um de 29% em relação ao ano ante- mercado em franca expansão”, rior , com um faturamento de R$ comenta o diretor de marketin g 116 milhões.A Famastil exporta da empresa, Giuliano Tissot. As hoje para 30 países, com um per- CLAUDIO FACHEL/JC projeções para o novo empreen - centual de vendas no mercado dimento são de que a demanda externo girando em torno dos exigirá pro dução em três turnos. 12%. Somente ano passado, fo- Além disso, a planta terá uma ram lançadas 150 novidades na uni dade de extrusão. linha de produtos, que totalizam No mês, faturamento real das empresas de trans formação superou nível pré-crise em 0,2% A previsão é de que ainda 2.269 itens.

×