Assessoria de Imprensa em Redes Sociais, Newsletter e Blogs

2.457 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios

Assessoria de Imprensa em Redes Sociais, Newsletter e Blogs

  1. 1. RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA<br />www.duecompany.com.br<br />
  2. 2. Comunicação é poder<br />
  3. 3. “Os jornalistas ganham pouco, mas têm poder. São como policiais, mas com armas mais perigosas”. <br />“Os jornalistas ganham pouco, mas têm poder. São como policiais, mas com armas mais perigosas”. <br />“Os jornalistas ganham pouco, mas têm poder. São como policiais, mas com armas mais perigosas” <br />
  4. 4. Estamos na era onde as pessoas têm o poder de falar ao mundo tudo o que pensam, a qualquer hora.<br />
  5. 5. E elas são ouvidas. Nunca antes a experiência de outras pessoas teve tanta influência na decisão de compra dos consumidores!<br />
  6. 6. Nosso trabalho é fazer as pessoas falarem de você e do que você faz de melhor!<br />
  7. 7. Como usamos este poder em seu favor?<br />
  8. 8. A DUE sempre se utilizou de seu bom relacionamento e expertise em assessoria de imprensa para promover a boa imagem dos clientes e assim gerar negócios para eles.<br />
  9. 9. Como?<br />Eventos da agência<br />Diversos Famtours<br />Visitas às redações<br />Feiras em outros Estados <br />Ações entre clientes<br />Relacionamento com a Imprensa<br />Clientes da DUE se tornam fonte de informação para a midia<br />
  10. 10. Esses fatores, mais a qualidade dos textos e credibilidade da agência, geram boas matérias e por consequência, ótima reputação para as empresas.<br />
  11. 11.
  12. 12. Mudanças de cenário<br />
  13. 13. Não são somente os solavancos da economia que estão mudando a forma de fazer comunicação. Os avanços tecnológicos são os principais agentes de mudanças. <br />
  14. 14. Empresas e assessorias que não se adaptarem a essas mudanças perderão espaço, dinheiro e reputação. Quem fizer a lição de casa, estará em situação privilegiada.<br />
  15. 15. Qual o novo cenário?<br />
  16. 16. <ul><li>Jornais impressos em queda na tiragem e número de páginas
  17. 17. Custos para criação de revistas cada vez mais altos
  18. 18. Investimento das empresas aumentando no segmento online
  19. 19. Encerramento de atividades de importantes publicações no Brasil e no mundo
  20. 20. Migração de anúncios para Internet
  21. 21. Migração de leitores para o segmento online
  22. 22. Explosão de blogs, sites e redes sociais no mundo</li></li></ul><li> Jornais impressos em queda na tiragem e número de páginas<br /> Em todo o mundo, 625 milhões de pessoas são internautas ativos. <br /> O levantamento "Power to the People", focado nas redes sociais, revela que 63% destes usuários já criaram perfil em algum site de relacionamento. <br />
  23. 23. A pesquisa de março de 2008, indicou que 57% possuíam perfil em redes sociais.<br />Do número total de usuários ativos, 76% costumam fazer upload de fotos, 33,1% publicam vídeos, 29,1% mantém um blog e 71% buscam informações em blogs. <br />
  24. 24. <ul><li> A pesquisa, que ouviu quase 23 mil pessoas em 38 países, é feita uma vez por ano e serve de parâmetro para as ações do mercado de web.
  25. 25. A internet foi a mídia que mais cresceu ano passado. Cresceu 44,18%</li></ul>*Revista Imprensa<br />
  26. 26. Como a DUE vai conquistar mais poder neste cenário para continuar beneficiando os clientes?<br />
  27. 27. Mudando a forma de fazer assessoria de imprensa!<br />
  28. 28. Como?<br />
  29. 29. Adaptação do modelo <br />de negócios. <br />
  30. 30. De que forma?<br />Competitividade:<br />Através de uma parceria com a empresa Intelly, a DUE passará a utilizar uma das mais importantes ferramentas desenvolvidas pela empresa: o iSend. <br />
  31. 31. De que forma? <br />Mensurabilidade:<br />será possível saber o número de pessoas para qual o material foi enviado, quantas leram, quantas clicaram em mensagens, entre outras informações, medindo detalhadamente os esforços de marketing que a empresa vislumbra.<br />
  32. 32. De que forma?<br />Aplicabilidade: <br />Sistema poderá ser utilizado também por clientes e patrocinadores.<br />
  33. 33. Produtos: <br />Assim como a DUE criou novos produtos como as newsletters para segmentos específicos, os clientes poderão criar produtos, analisar e mensurar os resultados.<br />
  34. 34. Campanhas e promoções: <br />Se antes a DUE era conhecida pelas ações inovadoras, agora ainda mais. <br />Poderemos medir que público acessou a promoção, para quem enviou e assim utilizar a informação como termômetro para lançamentos e desempenho da marca entre formadores de opinião e mercado consumidor!<br />
  35. 35. Influenciadores no desempenho da boa divulgação<br />
  36. 36. A DUE vai utilizar a assessoria de imprensa e as informações produzidas como influenciadores em grupos e segmentos distintos da rede. <br />A DUE utilizará uma nova abordagem ao produzir informações e criar releases. O conteúdo informativo será distribuído às redes sociais e a partir disso, vamos acompanhar como influenciarão seus usuários e que repercussão terá determinado tema. <br />Tudo isso será avaliado através de um sistema tecnológico adotado pela agência, o iSend e também profissionais que alimentarão as ferramentas de social media da DUE e seus clientes. <br />
  37. 37. Com ferramentas de tecnologia adequadas e uma equipe que cuidará desse departamento dentro da DUE, controlaremos quem recebe nosso material, quem o lê, quanto tempo se detém ao assunto e mais importante, quem o multiplica, por que e para quem. <br />Faremos um verdadeiro rastreamento de imagem dos clientes na web para que isso tenha utilização estratégica nas corporações que atendemos. Com essa métrica tão valiosa os clientes terão um grande benefício, pois mais do que nunca, a reputação das organizações é um fator muito importante. <br />
  38. 38. Negócios<br />As novas mídias possibilitarão:<br />Novos espaços<br />Novos negócios<br />Mais visibilidade aos clientes<br />Avaliação do que se fala de sua marca<br />
  39. 39. Reputação<br />Reputação é o que passa nas mentes das pessoas, dos grupos de interesse, quando pensam na empresa. <br />A reputação é dividida em muitas coisas diferentes. Antes, as pessoas pensavam em reputação apenas em termos de produtos que uma empresa vendia e do preço que aquele produto específico tinha. Hoje, quando as pessoas pensam sobre uma empresa, elas pensam sobre muitas outras coisas, como a maneira com que a empresa conduz práticas, se ela é ética ou não, se sua alta administração é boa, se tem bons funcionários, se é inovadora... Há muitas coisas diferentes.<br />
  40. 40. Se você não tem apoio (SEGUIDORES), não tem empresa. Se você consegue apoio, tem uma empresa. Se você leva as pessoas a comprar, investir, recomendar, trabalhar para você, isto é, adotar esses comportamentos de apoio, então também consegue resultados de negócios. E você nunca conseguirá que façam essas coisas, se não perceberem uma reputação positiva a respeito de sua empresa ou deixar que um comentário influencie o desempenho da marca.<br />
  41. 41. Na internet, o cliente pode manifestar a sua opinião a respeito daquilo que viu, leu e ouviu, e qual o conceito da empresa que formou. <br />
  42. 42. A Internet se difere dos demais meios porque confere a possibilidade da troca de informações e opiniões de forma instantânea. <br />
  43. 43. Por isso, a importância de desenvolvermos conteúdo para esse meio e objetivar publicações para um público que não lê somente jornais e revistas, mas são divulgadores em potencial da marca. <br />
  44. 44. Solução<br />
  45. 45. A DUE sugere a adoção de um modelo para pesquisar se você está atuando em conformidade com aquilo que você diz ser ou quer que as pessoas pensem que seja. Em vez de ter muitos indicadores diferentes, e que muitas empresas usam hoje, é mais vantajoso usar um modelo apenas. <br />Temos que conectar a mensagem/texto que vamos divulgar ao branding, e em todas as suas atividades, àquilo que realmente é vetor de reputação entre os grupos de interesse que a empresa atrai. <br />
  46. 46. A internet e, em especial, os blogs, redes como Twitter, Facebook e Orkut têm um impacto crescente na maneira pela qual as empresas lidam com a reputação e fazem negócios em geral. Tudo se tornou mais transparente. Se não for assim, as pessoas descobrirão de qualquer jeito, então é melhor que saia de você do que descobrir a seu respeito. Você pode identificar muitos grupos que estejam escrevendo sobre você, muito mais grupos do que no passado e, em vez de tentar combatê-los, você deve tentar trabalhar com eles.<br />
  47. 47. Temos que ser <br />rápidos<br />
  48. 48. Estamos em uma transição de gerações que, ao mesmo tempo, obriga as empresas a manter seus canais tradicionais de comunicação com seus clientes mais antigos, mas também exige que sejam usados novos canais - eletrônicos - para o público jovem que está chegando. <br />
  49. 49. Nesse novo canal que vamos inserir os clientes, trabalharemos com informação rápida, curta, objetiva. Na era da informação, não dá para ler matérias enormes, por exemplo. As pessoas são viciadas em novidade, verificam o e-mail a cada segundo. Então, nada melhor que ser rápido e criativo usando as ferramentas tecnológicas de fácil acesso, como poderosas ferramentas de comunicação.<br />
  50. 50. Ferramentas<br />
  51. 51. <ul><li> Releases e ações da DUE: (eventos, famtours, etc) = manterão ativos os canais tradicionais da mídia (jornais, revistas, televisão, rádios).
  52. 52. Produtos da DUE: Newsletters + iSend = medirão retorno para melhorar conteúdo e servir como termômetro para os patrocinadores.
  53. 53. Promoções da DUE: geração de negócios/venda para clientes.
  54. 54. Assessoria Social Media: equipe da DUE utilizará a assessoria de imprensa para fomentar e propagar os assuntos da empresa nas redes sociais (Twitter, Facebook, SlideShare, Flickr, Blog, Delicious, LinkedIn, Issu, Me Adiciona). A mesma equipe vai rastrear os resultados dessa divulgação para descobrir o que se fala dos clientes, por quem, quando e como suscitar/projetar ainda mais isso para o benefício do cliente. </li></li></ul><li><ul><li> Tríade eletrônica: cada cliente terá uma tríade eletrônica, que se comunicará concomitantemente. Pode ser o site, o blog, e o twitter, por exemplo. Ou a newsletter, o blog e o Twitter, dependendo de cada empresa. Importante salientar que deve haver três pilares para oferecer ao consumidor do clientes.
  55. 55. Três tipos de informação que ele precisa para se relacionar com uma empresa: </li></ul>As permanentes, ou mais duradouras, no site ou na newsletter; <br />As novidades detalhadas, os "extras“;<br />As curiosidades, no blog;<br />As informações resumidas - no Twitter e Feeds RSS, por exemplo.<br />
  56. 56. Tríade eletrônica<br />WWW<br />www.duecompany.com.br<br />
  57. 57. Nossos resultados<br />
  58. 58. BLOG FAMASTIL<br />www.famastiltaurus.com.br/blog<br />
  59. 59. TWITTER FAMASTIL<br />www.twitter.com/famastiltaurus<br />
  60. 60. NEWSLETTER<br />http://migre.me/lagI<br />
  61. 61. OUTROS CANAIS FAMASTIL<br />www.meadiciona.com.br/famastiltaurus<br />
  62. 62. Nos siga....<br />www.meadiciona.com.br/duecompany<br />
  63. 63. RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA<br />www.duecompany.com.br<br />

×