O Valor do Sentimento
O valor do sentimentoO que realmente dá valor a uma JÓIA?O ouro e as pedras que a compõe?Ou o esforço do artista em materi...
DUALK EditorialA DUALK propõe um jeito novo de fazerler, trazendo ao mercado uma maneiradiferenciada de contar histórias.N...
A terra da cerâmicaA diversidade cultural brasileira permitiu que o Brasilencontrasse na união da terra, da água e do fogo...
Nossa propostaCom o apoio de uma joalheria,realizar uma ação cultural que propõe umareflexão artística única, ao trazer pe...
1ª ETAPAPeças cerâmicas exclusivasA ação iniciará com o desenvolvimento depeças cerâmicas exclusivas que servirão deaparad...
2ª ETAPAAbertura de FornadaUm evento que possibilita ao público participarda finalização das peças, ajudando o artista are...
3ª ETAPAVitrine da açãoA vitrine “O valor do sentimento” representaráa materialização da ação e contará com umacomunicação...
4ª ETAPADocumentação da açãoA ação atende a critérios de enriquecimentosociocultural, na medida que traz para o nossocotid...
5ª ETAPALançamento do LivroO livro é a ferramenta certa para incrementarações. Divulga e valoriza de formadiferenciada mar...
Contatocomercial@dualk.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Valor do Sentimento

476 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Valor do Sentimento

  1. 1. O Valor do Sentimento
  2. 2. O valor do sentimentoO que realmente dá valor a uma JÓIA?O ouro e as pedras que a compõe?Ou o esforço do artista em materializarseus sentimentos em uma peça criadapara eternizar seu encanto?É nesse contexto que nasce a açãocultural O valor do sentimento. Sem apretensão de ditar o valor que devemosdar as peças de arte, esta iniciativabusca no resgate do artesanatobrasileiro, uma maneira de entendermosmelhor o valor do esforço que todoartista emprega ao produzirpeças únicas.Uma ação que busca na comparaçãoentre cerâmica e ourivesaria, mostrarque o valor de uma peça de arte muitasvezes é determinado pelo seuprocesso de criação.
  3. 3. DUALK EditorialA DUALK propõe um jeito novo de fazerler, trazendo ao mercado uma maneiradiferenciada de contar histórias.Nossos compromissos são a valorizaçãoda leitura e a busca da excelência emtodas as etapas do processo de criaçãodo livro.Nossa Missão é fazer com que Parceirosrealizem investimentos que potencializemos benefícios do marketing cultural, sociale ambiental. Permitindo a publicaçãode livros que levem arte, emoção econscientização aos seus leitores.Fascinados por cultura e pelo mundodos livros, esperamos surpreender com anossa proposta.
  4. 4. A terra da cerâmicaA diversidade cultural brasileira permitiu que o Brasilencontrasse na união da terra, da água e do fogo, as maisdiversas possibilidades de criar utensílios e ferramentas.Com o tempo, lidar com a cerâmica tornou-se tambéma possibilidade de manifestações artísticas, trazendo emdiferentes estilos, formas e cores, a força da criatividadede artistas regionais, com suas histórias e costumes.A utilização da cerâmica enquanto material utilitário, eprincipalmente como arte, não é contada na mesmadimensão da sua importância, daí a importância de açõesculturais que divulguem e resgatem as técnicas utilizadaspor ceramistas regionais.A região de Cunha–SP onde vivem importantes ceramistase artistas plásticos, transmite em cada detalhe umaidentidade própria, fruto da história em que se misturamculturas tão distintas como a indígena e portuguesa. Esseespírito moldado na argila e nos metais fazem parte daformação da cidade e dão aos seus artistas um fortecontato com o solo, que podemos sentir em poucosminutos observando suas peças.Grande parte da história de Cunha tem estreita relaçãocom a cerâmica. Os índios já trabalhavam com o barrona região e esse contato continuou com as paneleiras,que fabricavam panelas e potes de barro na roça. Foi nadécada de 70 que um sentimento de resgate cultural fezconvergir para Cunha diversos visionários que começarama ensinar a Técnica Noborigama de produção decerâmica artística em forno a lenha de alta temperatura.
  5. 5. Nossa propostaCom o apoio de uma joalheria,realizar uma ação cultural que propõe umareflexão artística única, ao trazer peçascerâmicas da pacata cidade de Cunha–SPpara a movimentada metrópole paulistana.Uma ação que transformará a vitrine de umajoalheria em um portal, para um mundo noqual a verdadeira produção artística nãocombina com os processos massificadosde produção.Vitrine que nos levará para um mundo ondeprocessos criativos e de produção se misturam,assim como a terra, a água e o fogo na arte deproduzir peças cerâmicas únicas, onde o artistamaterializa os seus sentimentos, amassando obarro e o transformando com as suas mãos.
  6. 6. 1ª ETAPAPeças cerâmicas exclusivasA ação iniciará com o desenvolvimento depeças cerâmicas exclusivas que servirão deaparadores de jóias para a vitrine deuma joalheria.Peças únicas, resultado final de um trabalhoárduo e repleto de sentimentos, concebidasdentro do conceito da ação e à altura dasjóias que irão expor.Essas peças também representarão umainovação na tradicional Técnica Noborigama.Durante a queima das peças nos FornosNoborigama de alta temperatura (1.350 ºC),aplicaremos pequenos detalhes em ouronas peças – esses detalhes irão conferir oquestionamento que a ação propõe.
  7. 7. 2ª ETAPAAbertura de FornadaUm evento que possibilita ao público participarda finalização das peças, ajudando o artista aretirá–las das câmaras do Forno Noborigama.Um momento mágico que guarda e revelamuitas surpresas tanto ao público quantoao artista.As aberturas recebem tratamentopersonalizado em cada ateliê, seguindoo conceito e a visão de cada artista, erepresentam um dos maiores apelos turísticosda cidade de Cunha.A ação prevê uma Abertura de Fornadaexclusiva para as peças desenvolvidaspara a joalheria.
  8. 8. 3ª ETAPAVitrine da açãoA vitrine “O valor do sentimento” representaráa materialização da ação e contará com umacomunicação visual que divulgaráo seu conceito.Uma iniciativa cultural de valorização e resgatedo artesanato brasileiro, que certamentefortalecerá a visibilidade da joalheria comoempresa socialmente responsável.
  9. 9. 4ª ETAPADocumentação da açãoA ação atende a critérios de enriquecimentosociocultural, na medida que traz para o nossocotidiano a valorização do ceramista brasileiro– sua história, sua obra e seus produtos.Demonstrando que todo o processo deprodução corresponde a um intenso processode criatividade artística, e que a beleza deuma peça não advém apenas da sua formafinal, mas do suor em trabalhar sua matéria-prima e da dedicação em todo oprocesso de produção.Com a intenção de enriquecer o repertóriocultural dos interessados em artesanatobrasileiro, propomos a documentação detoda a ação em um Livro de Arte: Quando aterra vale ouro, o valor da cerâmica artísticaregional do Brasil.O livro prevê páginas de abertura assinadaspela joalheria, além de um registro fotográficocompleto da ação – do desenvolvimento daspeças à montagem e finalização da vitrine.
  10. 10. 5ª ETAPALançamento do LivroO livro é a ferramenta certa para incrementarações. Divulga e valoriza de formadiferenciada marcas e seus conceitos.Lançar um livro da joalheria em umaselecionada livraria sintetiza o grandediferencial desta ação cultural, uma vezque na livraria encontramos um públicodiferenciado e formador de opinião nas maisdiversas áreas.Importante: para que a ação cumpra seupapel sociocultural propomos que parte darenda obtida com a venda dos livros sejarevertida para a Secretaria de Turismo dacidade de Cunha.
  11. 11. Contatocomercial@dualk.com.br

×