Placas Gráficas e Monitores

3.750 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.750
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Placas Gráficas e Monitores

  1. 1. Placa Gráfica<br />e<br />Monitores<br />
  2. 2. Placas Gráficas<br /> A função das placas gráficas é a de construir as imagens que são apresentadas nos monitores dos computadores. O conteúdo dessa memória está sempre a ser actualizado pela placa gráfica e por ordem do processador. Quanto mais memória de vídeo existir no sistema, melhor é a resolução e mais cores são possíveis de representar.<br />
  3. 3. Características das Placas Gráficas<br /> As placas de vídeo modernas são as do tipo SVGA (Super VGA), que por sua vez derivam das placas VGA. A diferença entre as actuais placas SVGA e as antigas placas VGA é o maior número de cores e maiores resoluções que podem utilizar. Além disso, as placas SVGA modernas possuem recursos avançados, como aceleração de vídeo, aceleração 2D e aceleração 3D. <br /> A principal característica das placas SVGA é a obtenção de modos gráficos com alta resolução e elevado número de cores. Enquanto as placas VGA podiam operar com 256 cores apenas na resolução de 320x200, as placas SVGA do início dos anos 90 apresentavam 256 cores simultâneas nas resoluções de 640x480, 800x600 e 1024x768, desde que equipadas com quantidade suficiente de memória de vídeo. Para chegar a 1024x768 com 256 cores, é necessário 1 MB de memória de vídeo. Com 512 kB de memória de vídeo, é possível utilizar 256 cores até à resolução de 800x600. As placas SVGA produzidas a partir de 1994 passaram a utilizar 2 MB, 4 MB, 8 MB e 16 MB de memória de vídeo, podendo operar com um elevadíssimo número de cores e resoluções mais altas.  <br /> As primeiras placas VGA e SVGA utilizavam o barramento ISA, em versões de 8 e de 16 bits. Rapidamente surgiu o barramento VLB (VESA Local Bus). No final de 1993, surgiram várias placas SVGA VLB. Estas placas dominaram o mercado durante 1994 e até meados de 1995, passando a dar lugar aos modelos PCI. Depois da popularização do Pentium II, passaram a ter bastante sucesso as placas de vídeo com barramento AGP. <br />
  4. 4. SLI<br />ScalableLink Interface (SLI) é um método desenvolvido pela NVIDIA para unir duas (ou mais) placas de vídeo apresentando apenas uma única saída de vídeo. As placas de vídeo compartilham paralelamente o processamento de imagens, aumentando a velocidade de processamento ou a qualidade de imagem.<br /> Uma implementação SLI requer além de duas placas compatíveis, uma placa-mãe com barramento PCI Express duplo, e drivers compatíveis. Além disso, para um desempenho otimizado é necessário um "perfil" de configuração para o jogo utilizado.<br />
  5. 5. Crossfire<br />CrossFireé uma tecnologia para GPUs desenvolvida pela ATI. Ela possibilita usar duas placas de vídeo em paralelo para processamento de imagem. É equivalente à tecnologia SLI da rival NVIDIA, porém a tecnologia SLI não permite o uso de diferentes modelos de placas de vídeo.<br /> O aumento de desempenho é acompanhado de um alto custo, que exige um conjunto de placa-mãe, fonte de alimentação e placas de vídeo compatíveis, além de necessitar em alguns casos de uma placa específica para o modo Crossfire.<br />
  6. 6. Monitores<br /> O monitor é um dispositivo de saída do computador, cuja função é transmitir informação ao utilizador através da imagem, estimulando assim a visão.<br /> Os monitores são classificados de acordo com a tecnologia de amostragem de vídeo utilizada na formação da imagem. Actualmente, essas tecnologias são duas: CRT e LCD. À superfície do monitor sobre a qual se projecta a imagem chamamos tela, ecrã ou écran.<br />
  7. 7. CRT<br />CRT (CathodicRayTube), em inglês, sigla de (Tubo de raios catódicos) é o monitor "tradicional", em que a tela é repetidamente atingida por um feixe de electrões, que actuam no material fosforescente que a reveste, assim formando as imagens.<br /> Este tipo de monitor tem como principais vantagens:<br /> - sua longa vida útil;<br /> - baixo custo de fabricação;<br /> - grande banda dinâmica de cores e contrastes; e<br /> - grande versatilidade (uma vez que pode funcionar em diversas resoluções, sem que ocorram grandes distorções na imagem).<br /> As maiores desvantagens deste tipo de monitor são:<br /> - suas dimensões (um monitor CRT de 20 polegadas pode ter até 50cm de profundidade e pesar mais de 20kg);<br /> - o consumo elevado de energia;<br /> - seu efeito de cintilação (flicker); e<br /> - a possibilidade de emitir radiação que está fora do espectro luminoso (raios x), danosa à saúde no caso de longos períodos de exposição. Este último problema é mais frequentemente constatado em monitores e televisores antigos e desregulados, já que actualmente a composição do vidro que reveste a tela dos monitores detém a emissão dessas radiações.<br /> - Distorção geométrica.<br />
  8. 8. LCD<br />LCD (Liquid Cristal Display, em inglês, sigla de tela de cristal líquido) é um tipo mais moderno de monitor. Nele, a tela é composta por cristais que são polarizados para gerar as cores.<br />Tem como vantagens:<br />O baixo consumo de energia;<br />As dimensões reduzidas;<br />A não-emissão de radiações nocivas;<br />A capacidade de formar uma imagem praticamente perfeita, estável, sem cintilação, que cansa menos a visão - desde que esteja operando na resolução nativa;<br />As maiores desvantagens são:<br />o maior custo de fabricação ;<br />o fato de que, ao trabalhar em uma resolução diferente daquela para a qual foi projectado, o monitor LCD utiliza vários artifícios de composição de imagem que acabam degradando a qualidade final da mesma;<br />o "preto" que ele cria emite um pouco de luz, o que confere à imagem um aspecto acinzentado ou azulado, não apresentando desta forma um preto real similar aos oferecidos nos monitores CRTs;<br />o contraste não é muito bom como nos monitores CRT ou de Plasma, assim a imagem fica com menos definição;<br />um fato não-divulgado pelos fabricantes: se o cristal líquido da tela do monitor for danificado e ficar exposto ao ar, pode emitir alguns compostos tóxicos, tais como o óxido de zinco e o sulfeto de zinco; este será um problema quando alguns dos monitores fabricados hoje em dia chegarem ao fim de sua vida útil (estimada em 20 anos).<br />Apesar das desvantagens supra mencionadas, a venda de monitores e televisores LCD vem crescendo bastante.<br />

×