Tópicos ii

945 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
945
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tópicos ii

  1. 1. Elizangela Aparecida da Silva Fernanda Rodrigues Oliveira Letícia Scarabelli Sâmyla Barbosa Oliveira
  2. 2. Separados os campos visuais e auditivos não possuem o mesmo efeito de aprendizagem do que eles juntos. São os órgãos sensoriais que captam as mensagens do mundo exterior Método de ensino Dados retidos depois de 3 horas Dados retidos depois de 3 dias Somente oral 70% 10% Somente visual 72% 20% Visual e Oral 85% 65%
  3. 3. O capítulo estuda: 1. Delimitar o campo de estudo, estabelecendo os conceitos básicos pertinentes e as relações entre eles; 2. Examinar classificações de meios 3. Identificar os aspectos fundamentais do emprego dos recursos na situação de ensino- aprendizagem 4. Relacionar o professor e sua preparação com o emprego que faz dos multimeios.
  4. 4. ☺As escolas não usufruem dos recursos que lhe são oferecidos e, nem sempre os professores estão preparados para lidar com eles. ☺Esse assunto é vasto, com ricas bibliografias para o estudo da tecnologia educacional. ☺ Os autores optam por recomendar bibliografia que oriente os modos de utilizar os recursos que estão mais constantemente à disposição do professor. ☺ O mais importante é saber o que o aluno deve aprender; depois, pensar nos meios que serão empregados para ensiná-lo
  5. 5. Por mais que aparentemente seja fácil tratar dos recursos e meios para o ensino, empregá-los ainda exige cuidado do professor e questionamento sobre a melhor forma de utilizá-los de maneira satisfatória.
  6. 6. Meios como sinônimo de modos de instrução ou veículos para a apresentação de estímulos Leslie Briggs: ☺ Como exemplos de meios podemos citar a voz do professor, um sorriso ou uma palmada no ombro, os livros, os mapas, os objetos físicos, as fotografias, as fitas gravadas, a televisão e os filmes sonoros. Casos tais como discussões ou exercícios de laboratórios estão integrados pela exposição de um ou mais destes meios para apresentar estímulos. ☺Os meios são recursos físicos utilizados com o fim de apresentar estímulos ao educando.
  7. 7. ☺ Os fatos pedagógicos se realizam através das respostas dadas pelo educando que recebem os estímulos dos meios. Aluno – condições internas da☺ aprendizagem Professor – condições externas Os meios existentes são úteis e☺ eficazes se selecionados de acordo com os objetivos educacionais.
  8. 8. Meios como Recursos Audiovisuais ☺ Classificação genérica ☺ Encontramos audiovisuais acompanhando as palavras, recursos, métodos, técnicas, educação e comunicação. ☺ Técnica audiovisual – forma racional de utilizar os meios para conduzir a aprendizagem. Métodos audiovisuais – conjunto de meios e técnicas selecionados, organizados e utilizados em função dos objetos. ☺Recursos audiovisuais são todos os suportes de comunicação ou os veículos ou os meios utilizados para se comunicar uma ideia, imagem, informação ou conteúdo. ☺
  9. 9. Meios na Tecnologia Educacional ☺Diferentes posições sobre suas relações com o ensino- aprendizagem. ☺ Aplicação de máquinas no ensino ou aplicação de princípios científicos na educação ☺ Posição adotada pelo Ministério do Planejamento: professores, espaços e recursos na escola organizados de modo a ter o resultado final que é a mudança de comportamento dos alunos de acordo com os objetivos traçados. ☺ Tornar efetiva a aprendizagem ☺ A tecnologia educacional pode ou não implicar uso de recursos materiais.
  10. 10. • Não há uma classificação de recursos universalmente aceita e porque algumas das classificações existentes são incompletas. • Há uma classificação tradicional que distingue os recursos visuais (projeções, cartazes, imagens), os recursos auditivos (radio, gravações), e os recursos audiovisuais (cinema, televisão). Na pratica, os recursos se completam.
  11. 11. Recursos humanos: Professor Aluno Pessoal da escola Comunidade Recursos materiais: Naturais Do ambiente Da comunidade Existe uma preocupação de destacar os recursos da comunidade,pois, as pessoas precisam aprender sistemas de convivência e a escola procura auxiliar seus alunos a viverem com os companheiros.
  12. 12. Vejamos o valor da contribuição dos recursos da comunidade: ☺Trazem o valor da vida real à aprendizagem que se realiza na escola; ☺ Reduzem o nível de abstração; ☺ Indicam o trabalho funcional da escola ; ☺ Abrem dupla via de comunicação entre a escola e a comunidade; ☺ Ajudam ao aluno a avaliar o que o mundo espera deles; ☺ Constituem novas e ricas fontes de motivação;
  13. 13. Classificações mais divulgadas e importantes: ☺ A de Edgar DALE ☺ A de Wilbur SCHRAMM
  14. 14. ☺ O autor propôs o “Cone de experiencias” no qual hierarquiza os vários meios em função do grau de abstração. Parte do imediatamente vivencial e, através de varias instâncias, chega ao simbólico abstrato. ☺ Aprendizagem vai desde as experiências diretas até as mais indiretas. ☺ Essa classificação nos permite destacar que o ensino puramente verbalizado, empregando palavras vazias de experiencia, deve ser condenado. ☺ O processo de aprendizagem é tanto mais eficaz quanto mais se possa realizar um experiência direta. ☺ A utilização dos recursos pode proporcionar aos alunas experiências que facilitam o desenvolvimento da compreensão e a reflexão.
  15. 15. PORQUE EMPREGAR RECURSOS NA SITUAÇÃO DE ENSINO- CAUSAS Porque a adoção dos recursos no ensino tem sido positiva e porque eles apresentam um potencial ainda não explorado, justificam-se as causas de seu emprego na educação.
  16. 16. PARA QUE EMPREGAR RECURSOS- FINALIDADES ☺ Para tornar a aprendizagem mais significativa. ☺ Para melhorar o rendimento de um sistema educativo em expansão. ☺ Como auxiliares no processo de apresentação (exemplo: introduzir slides nas aulas.) ☺ Como auxiliares no processo de demonstração (exemplo: a demonstração de um movimento por um filme).
  17. 17. COMO EMPREGAR OS RECURSOS – FUNÇÕES, CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E CUIDADOS Funções → Gagné opina que a seleção do meio dependerá da função que se espera que o recurso desempenhe, ou seja, você deve escolher o recurso de acordo com aquilo que você quer priorizar na sua aula, por exemplo se você quer mostrar a questão do movimento você pode o usar o filme como um recurso. Critérios de seleção de recursos → O professor deve decidir qual é a informação mais apropriada, como deve ser organizada, quais são os recursos mais aconselháveis para apresentá-la e de que forma fazê-lo.
  18. 18. Adequação → Refere-se aos objetivos, conteúdos e alunos. Deve ser determinada a contribuição que o recurso oferecerá aos objetivos pretendidos a aprendizagem, ao conteúdo que está sendo trabalhado e aos interesses dos alunos e necessidade da classe. Economia → Não se trata somente de tempo e de gastos, mas de comprovar se ao utilizar os recursos pode se atender aos fins desejados. A relação entre o tempo necessário para elaborar ou escolher os recursos e objetivo pretendido também faz parte da economia. Disponibilidade → Os recursos devem está disponíveis no momento de sua utilização. Precisão → Os recursos devem dar uma informação tão exata quanto seja possível.
  19. 19. Cuidados na utilização dos recursos ☺ Examinar previamente o funcionamento de aparelhos; ☺ Apresentar no momento oportuno; ☺ Integrar com os conteúdos trabalhado; ☺ Controlar o tempo disponível; ☺ Preparar os alunos para o emprego; ☺ Estudar todas as fontes que expliquem maneiras mais efetivas e efetivas e eficientes de utilização.
  20. 20. O professor deve estar atento as necessidades da sala de aula para utilizar outros recursos no ensino- aprendizagem, tendo em vista sempre que tais recursos não irão substituí-lo mas sim, facilitar sua ação docente.

×