Software Livre, Inovação e DesignSoftware Livre, Inovação e Design
Adriana VelosoAdriana Veloso
drica@estudiolivre.orgdric...
Quem?Quem?
Atuando em rede por um mundo melhor.Atuando em rede por um mundo melhor.
Trabalha com software livre e produTra...
SumárioSumário
Palavras chave:Palavras chave: design, inovação, softwaredesign, inovação, software
livre, compartilhamento...
Software LivreSoftware Livre
Richard Stallman – Projeto GNU - 1985Richard Stallman – Projeto GNU - 1985
Linus Torvalds – K...
Mas e antes disso...?Mas e antes disso...?
SHARE – grupo de usuários fundado em 1955SHARE – grupo de usuários fundado em 1...
Computadores ou calculadoras?Computadores ou calculadoras?
ENIAC - 1943ENIAC - 1943 40 anos40 anos
Paradigmas de interaçãoParadigmas de interação
Mouse? Teclado? Copiar e colar? Apontar eMouse? Teclado? Copiar e colar? Ap...
Paradigmas de interaçãoParadigmas de interação
Surgiram com o Apple Lisa de 1983?Surgiram com o Apple Lisa de 1983?
Ou com...
The Mother of All DemosThe Mother of All Demos
Em 1968! Em uma apresentação de 90Em 1968! Em uma apresentação de 90
minuto...
Recapitulando: Linha do TempoRecapitulando: Linha do Tempo
19731973
Xerox AltoXerox Alto
19521952
IBM 701IBM 701
19551955
...
= Copyright no Software= Copyright no Software
Em 1980 as leis de copyright se aplicamEm 1980 as leis de copyright se apli...
Direitos reservadosDireitos reservados
Mas vejamos como tudo isso começou...Mas vejamos como tudo isso começou...
Há refer...
Propriedade intelectualPropriedade intelectual
Estatuto dos Monopólios – 1623 – InglaterraEstatuto dos Monopólios – 1623 –...
Da Vinci registrou nos autos deDa Vinci registrou nos autos de
Florença seu helicóptero?Florença seu helicóptero?
Lavoisier patenteou o princípio daLavoisier patenteou o princípio da
conservação da matéria e seusconservação da matéria e...
A inovação está registrada?A inovação está registrada?
InovaçãoInovação
Referência:Referência:
De Onde Vêm as BoasDe Onde Vêm as Boas
Ideias – História NaturalIdeias – História ...
InovaçãoInovação
Histórico das inovações de 1400 até os diasHistórico das inovações de 1400 até os dias
atuais subvididido...
InovaçãoInovação
Mercado/
Indivíduo
Mercado/Rede
Não Mercado/
Indivíduo
Não Mercado/
Rede
Ar condicionadoAr condicionado B...
Padrões de InovaçãoPadrões de Inovação
Período de 1400 à 1600 – Da Vinci, GalileuPeríodo de 1400 à 1600 – Da Vinci, Galile...
Antes da era industrialAntes da era industrial
ConclusãoConclusão: até 1800 as grandes inovações: até 1800 as grandes inov...
Incentivo ao livre mercadoIncentivo ao livre mercado
Reforço à proteções para que os inventoresReforço à proteções para qu...
1900 em diante1900 em diante
Capitalismo maduro;Capitalismo maduro;
Produção em massa;Produção em massa;
Sociedade do cons...
1900 - hoje1900 - hoje
Que quadrante você acha queQue quadrante você acha que
mais prosperou?mais prosperou?
Mercado/
Indi...
GPS
Radares
Tabela periódica
Computadores
Internet
Radiografia
Vitaminas
DNAAspirina
Inovação recenteInovação recente
Fato:Fato: nos último século as grandes inovaçõesnos último século as grandes inovações
a...
Inovação recenteInovação recente
Conclusão:Conclusão:
ambientes abertos promovem inovação.ambientes abertos promovem inova...
Mas porque é tão difícilMas porque é tão difícil
entender isso?entender isso?
O método de desenvolvimento eO método de desenvolvimento e
distribuição do software livre retoma adistribuição do software...
O software livre modifica aO software livre modifica a
experiência de uso.experiência de uso.
Mais que um modelo deMais que um modelo de
desenvolvimento de software édesenvolvimento de software é
um modelo de socieda...
E qual o papel do design deE qual o papel do design de
interação nisso tudo?interação nisso tudo?
Design 101Design 101
Design existe desde que o mundo é mundo!Design existe desde que o mundo é mundo!
DesignDesign
Em inglês, design é verbo e substantivo.Em inglês, design é verbo e substantivo.
Significa designar, projetar...
Desenho IndustrialDesenho Industrial
Revolução Industrial – meados de XIXRevolução Industrial – meados de XIX
Em paralelo ...
Desenho IndustrialDesenho Industrial
Atender a demanda de uma produção em largaAtender a demanda de uma produção em larga
...
ContraculturaContracultura
Movimento Arts and CraftsMovimento Arts and Crafts
(1860 -1910) defendia o(1860 -1910) defendia...
Contracultura no designContracultura no design
Recuperação dos valores produtivos e o designRecuperação dos valores produt...
Cultura de massaCultura de massa
Consumo e espetáculo: grandes exposições,Consumo e espetáculo: grandes exposições,
lojas ...
E no Brasil....E no Brasil....
O funcionalismo vira sinônimo de modernismo...O funcionalismo vira sinônimo de modernismo...
Design para um mundo realDesign para um mundo real
Em paralelo, surgem argumentos sobre aEm paralelo, surgem argumentos so...
Design compartilhadoDesign compartilhado
Em 1953 publicaEm 1953 publica
orientações sobre comoorientações sobre como
monta...
Arquitetura cibernéticaArquitetura cibernética
Espaço para indeterminação – interferênciaEspaço para indeterminação – inte...
E a computação?E a computação?
Nessa época os computadores sequenciaisNessa época os computadores sequenciais
começavam a ...
Design Centrado no UsuárioDesign Centrado no Usuário
ee
Software Livre???Software Livre???
O usuário deixa de ser apenasO usuário deixa de ser apenas
o obvservador, e participa doo obvservador, e participa do
proc...
Cibernética 101Cibernética 101
Cibernética de primeira e de segunda ordem.Cibernética de primeira e de segunda ordem.
Cibe...
Cibernética 101Cibernética 101
Cibernética de segunda ordem a partir de 1973Cibernética de segunda ordem a partir de 1973
...
Alguns exemplosAlguns exemplos
Open DesignOpen Design
Open Design ContestOpen Design Contest
opendesigncontest.orgopendesigncontest.org
OPEN IDEOOPEN IDE...
Open Design - LivroOpen Design - Livro
Open Design NowOpen Design Now
Why Can't Design remainWhy Can't Design remain
Exclu...
Design LivreDesign Livre
EscritoEscrito
colaborativamentecolaborativamente
em uma semanaem uma semana
de janeiro de 2012de...
Open Design – hardwareOpen Design – hardware
Arduíno - 2005Arduíno - 2005
www.arduino.ccwww.arduino.cc
RepRap - 2007RepRap...
Interatividade ≠ reação!Interatividade ≠ reação!
Computação sequencial é autômataComputação sequencial é autômata
É binári...
Para a surpresa? Para o acaso?Para a surpresa? Para o acaso?
Onde está o espaço paraOnde está o espaço para
indeterminação...
Iniciativas inovadorasIniciativas inovadoras
Interactive ArchitectureInteractive Architecture
interactivearchitecture.orgi...
Iniciativas inovadorasIniciativas inovadoras
Smartgeometry - Constructing for UncertantySmartgeometry - Constructing for U...
Explorar os limites dasExplorar os limites das
possibilidades das máquinaspossibilidades das máquinas
Cibernética e ComputaçãoCibernética e Computação
Computação clássica desenvolvida com baseComputação clássica desenvolvida...
Portanto, respondendo sobre oPortanto, respondendo sobre o
nosso papel....nosso papel....
Design de interaçãoDesign de interação
++
Software LivreSoftware Livre
==
por uma nova experiência e umapor uma nova exper...
Obrigada!Obrigada!
Links, trabalhos, artigos e mais em:Links, trabalhos, artigos e mais em:
http://dricaveloso.wordpress.c...
Design, inovação e software livre: Apresentação no Fórum Internacional de Software Livre
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Design, inovação e software livre: Apresentação no Fórum Internacional de Software Livre

626 visualizações

Publicada em

Slides da palestra sobre Design, inovação e software livre durante o 14o Fórum Internacional de Software Livre (Fisl) em julho de 2013, Porto Alegre. Resultado do trabalho de conclusão de curso da Especialização em Design de Interação da PUC Minas.

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
626
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Design, inovação e software livre: Apresentação no Fórum Internacional de Software Livre

  1. 1. Software Livre, Inovação e DesignSoftware Livre, Inovação e Design Adriana VelosoAdriana Veloso drica@estudiolivre.orgdrica@estudiolivre.org
  2. 2. Quem?Quem? Atuando em rede por um mundo melhor.Atuando em rede por um mundo melhor. Trabalha com software livre e produTrabalha com software livre e produção deção de mídia desde 2001.mídia desde 2001. Jornalista e Especialista em Design de InteraJornalista e Especialista em Design de Interação.ção.
  3. 3. SumárioSumário Palavras chave:Palavras chave: design, inovação, softwaredesign, inovação, software livre, compartilhamento, computação,livre, compartilhamento, computação, cibernética, experiência.cibernética, experiência. Destaque para contribuiDestaque para contribuiçãoção do método dedo método de colaboração do software livre para todas esferascolaboração do software livre para todas esferas de criatividade e produção de conhecimento.de criatividade e produção de conhecimento. Conversa com fluxo não linear no tempo – espaço.Conversa com fluxo não linear no tempo – espaço.
  4. 4. Software LivreSoftware Livre Richard Stallman – Projeto GNU - 1985Richard Stallman – Projeto GNU - 1985 Linus Torvalds – Kernel Linux - 1991Linus Torvalds – Kernel Linux - 1991 + Você, eu e milhões de outras pessoas!+ Você, eu e milhões de outras pessoas!
  5. 5. Mas e antes disso...?Mas e antes disso...? SHARE – grupo de usuários fundado em 1955SHARE – grupo de usuários fundado em 1955 para estudar o IBM 701, primeiro computador apara estudar o IBM 701, primeiro computador a ser comercializado, em 1952.ser comercializado, em 1952. www.share.orgwww.share.org
  6. 6. Computadores ou calculadoras?Computadores ou calculadoras? ENIAC - 1943ENIAC - 1943 40 anos40 anos
  7. 7. Paradigmas de interaçãoParadigmas de interação Mouse? Teclado? Copiar e colar? Apontar eMouse? Teclado? Copiar e colar? Apontar e clicar? Colaboração em rede?clicar? Colaboração em rede?
  8. 8. Paradigmas de interaçãoParadigmas de interação Surgiram com o Apple Lisa de 1983?Surgiram com o Apple Lisa de 1983? Ou com o primeiro Windows em 1985?Ou com o primeiro Windows em 1985?
  9. 9. The Mother of All DemosThe Mother of All Demos Em 1968! Em uma apresentação de 90Em 1968! Em uma apresentação de 90 minutos deminutos de Doug Engelbart, doDoug Engelbart, do AugmentationAugmentation Research Center,Research Center, da ARPA.da ARPA.
  10. 10. Recapitulando: Linha do TempoRecapitulando: Linha do Tempo 19731973 Xerox AltoXerox Alto 19521952 IBM 701IBM 701 19551955 SHARESHARE 19601960 XanaduXanadu 19631963 SketchpadSketchpad 19681968 TMODTMOD 19851985 - Windows 1.0- Windows 1.0 - GNU Manifesto- GNU Manifesto 19831983 Apple LisaApple Lisa
  11. 11. = Copyright no Software= Copyright no Software Em 1980 as leis de copyright se aplicamEm 1980 as leis de copyright se aplicam aos softwares.aos softwares. Porque isso levou 40 anos?Porque isso levou 40 anos?
  12. 12. Direitos reservadosDireitos reservados Mas vejamos como tudo isso começou...Mas vejamos como tudo isso começou... Há referências sobre direitos autorais naHá referências sobre direitos autorais na Grécia antiga...Grécia antiga... Menção no Estatuto de Veneza deMenção no Estatuto de Veneza de 1474...1474...
  13. 13. Propriedade intelectualPropriedade intelectual Estatuto dos Monopólios – 1623 – InglaterraEstatuto dos Monopólios – 1623 – Inglaterra reforçado pelo Estatuto Anne de 1710, quando oreforçado pelo Estatuto Anne de 1710, quando o governo assume a regulação do copyright.governo assume a regulação do copyright. Em 1790 – Estados Unidos aprova a cláusulaEm 1790 – Estados Unidos aprova a cláusula de copyright em sua constituição.de copyright em sua constituição. Principais marcos históricos:Principais marcos históricos:
  14. 14. Da Vinci registrou nos autos deDa Vinci registrou nos autos de Florença seu helicóptero?Florença seu helicóptero?
  15. 15. Lavoisier patenteou o princípio daLavoisier patenteou o princípio da conservação da matéria e seusconservação da matéria e seus experimentos com a água?experimentos com a água? ”Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
  16. 16. A inovação está registrada?A inovação está registrada?
  17. 17. InovaçãoInovação Referência:Referência: De Onde Vêm as BoasDe Onde Vêm as Boas Ideias – História NaturalIdeias – História Natural da Inovação.da Inovação. Steven Johnson (2011)Steven Johnson (2011)
  18. 18. InovaçãoInovação Histórico das inovações de 1400 até os diasHistórico das inovações de 1400 até os dias atuais subvidididos em quatro eixos:atuais subvidididos em quatro eixos: Mercado/ Indivíduo Mercado/Rede Não Mercado/ Indivíduo Não Mercado/ Rede
  19. 19. InovaçãoInovação Mercado/ Indivíduo Mercado/Rede Não Mercado/ Indivíduo Não Mercado/ Rede Ar condicionadoAr condicionado BicicletaBicicleta HormôniosHormônios ElétronsElétrons
  20. 20. Padrões de InovaçãoPadrões de Inovação Período de 1400 à 1600 – Da Vinci, GalileuPeríodo de 1400 à 1600 – Da Vinci, Galileu Galilei, Copérnico e Gutemberg (RenascimentoGalilei, Copérnico e Gutemberg (Renascimento);); Período de 1600 à 1800 - Newton, Hooke,Período de 1600 à 1800 - Newton, Hooke, Locke (Revolução Científica);Locke (Revolução Científica); Mercado/ Indivíduo Mercado/Rede Não Mercado/ Indivíduo Não Mercado/ Rede
  21. 21. Antes da era industrialAntes da era industrial ConclusãoConclusão: até 1800 as grandes inovações: até 1800 as grandes inovações ocidentais operavam fora do mercado.ocidentais operavam fora do mercado. Até porque as grandes mentes daquele tempoAté porque as grandes mentes daquele tempo faziam o máximo para que suas ideias fossemfaziam o máximo para que suas ideias fossem amplamente conhecidas....amplamente conhecidas....
  22. 22. Incentivo ao livre mercadoIncentivo ao livre mercado Reforço à proteções para que os inventoresReforço à proteções para que os inventores pudessem lucrar com suas ideias em umpudessem lucrar com suas ideias em um mercado que se tornaria o capitalismo moderno.mercado que se tornaria o capitalismo moderno.
  23. 23. 1900 em diante1900 em diante Capitalismo maduro;Capitalismo maduro; Produção em massa;Produção em massa; Sociedade do consumo;Sociedade do consumo;
  24. 24. 1900 - hoje1900 - hoje Que quadrante você acha queQue quadrante você acha que mais prosperou?mais prosperou? Mercado/ Indivíduo Mercado/Rede Não Mercado/ Indivíduo Não Mercado/ Rede
  25. 25. GPS Radares Tabela periódica Computadores Internet Radiografia Vitaminas DNAAspirina
  26. 26. Inovação recenteInovação recente Fato:Fato: nos último século as grandes inovaçõesnos último século as grandes inovações aconteceram em rede e fora do mercado.aconteceram em rede e fora do mercado. Mesmo com toda proteção e incentivo àMesmo com toda proteção e incentivo à propriedade intelectual privada e comercializável.propriedade intelectual privada e comercializável.
  27. 27. Inovação recenteInovação recente Conclusão:Conclusão: ambientes abertos promovem inovação.ambientes abertos promovem inovação. Contexto:Contexto: Internet favorece a colaboração em rede e oInternet favorece a colaboração em rede e o modelo do software livre tem omodelo do software livre tem o método e asmétodo e as ferramentas para isso.ferramentas para isso.
  28. 28. Mas porque é tão difícilMas porque é tão difícil entender isso?entender isso?
  29. 29. O método de desenvolvimento eO método de desenvolvimento e distribuição do software livre retoma adistribuição do software livre retoma a liberdade intelectual de modificar,liberdade intelectual de modificar, compartilhar e colaborar tolhida pelas leiscompartilhar e colaborar tolhida pelas leis de direitos autorais.de direitos autorais.
  30. 30. O software livre modifica aO software livre modifica a experiência de uso.experiência de uso.
  31. 31. Mais que um modelo deMais que um modelo de desenvolvimento de software édesenvolvimento de software é um modelo de sociedade.um modelo de sociedade.
  32. 32. E qual o papel do design deE qual o papel do design de interação nisso tudo?interação nisso tudo?
  33. 33. Design 101Design 101 Design existe desde que o mundo é mundo!Design existe desde que o mundo é mundo!
  34. 34. DesignDesign Em inglês, design é verbo e substantivo.Em inglês, design é verbo e substantivo. Significa designar, projetar, configurar...Significa designar, projetar, configurar... Em português a tradução estáEm português a tradução está diretamentediretamente relacionada ao desenho industrial.relacionada ao desenho industrial.
  35. 35. Desenho IndustrialDesenho Industrial Revolução Industrial – meados de XIXRevolução Industrial – meados de XIX Em paralelo há um reforço da propriedadeEm paralelo há um reforço da propriedade intelectual eintelectual e o incentivo ao livre mercado.o incentivo ao livre mercado.
  36. 36. Desenho IndustrialDesenho Industrial Atender a demanda de uma produção em largaAtender a demanda de uma produção em larga escala, com componentes padronizados, repetidosescala, com componentes padronizados, repetidos em diversas etapas da produção.em diversas etapas da produção. Adequar forma à função.Adequar forma à função.
  37. 37. ContraculturaContracultura Movimento Arts and CraftsMovimento Arts and Crafts (1860 -1910) defendia o(1860 -1910) defendia o papel do artesão e dopapel do artesão e do artista no contexto daartista no contexto da revolução indústrial.revolução indústrial.
  38. 38. Contracultura no designContracultura no design Recuperação dos valores produtivos e o designRecuperação dos valores produtivos e o design atuando com o potencial de transformação social.atuando com o potencial de transformação social. As ideias de Ruskin influenciaram a Bahuaus,As ideias de Ruskin influenciaram a Bahuaus, a Art Noveau, entre outras escolas de design.a Art Noveau, entre outras escolas de design.
  39. 39. Cultura de massaCultura de massa Consumo e espetáculo: grandes exposições,Consumo e espetáculo: grandes exposições, lojas de departamento, publicidade e marketing.lojas de departamento, publicidade e marketing.
  40. 40. E no Brasil....E no Brasil.... O funcionalismo vira sinônimo de modernismo...O funcionalismo vira sinônimo de modernismo...
  41. 41. Design para um mundo realDesign para um mundo real Em paralelo, surgem argumentos sobre aEm paralelo, surgem argumentos sobre a sustentabilidade da excessiva industrialização,sustentabilidade da excessiva industrialização, somada à exaustão dos recursos naturais.somada à exaustão dos recursos naturais.
  42. 42. Design compartilhadoDesign compartilhado Em 1953 publicaEm 1953 publica orientações sobre comoorientações sobre como montar (faça você mesmo)montar (faça você mesmo) seu projeto ”Transite Table”.seu projeto ”Transite Table”. Em 1970, Victor Papaneck defende um designEm 1970, Victor Papaneck defende um design ecologicamente e socialmente responsável.ecologicamente e socialmente responsável.
  43. 43. Arquitetura cibernéticaArquitetura cibernética Espaço para indeterminação – interferênciaEspaço para indeterminação – interferência dos usuários – interatividadedos usuários – interatividade Fun Palace - Cedric Price 1960Fun Palace - Cedric Price 1960
  44. 44. E a computação?E a computação? Nessa época os computadores sequenciaisNessa época os computadores sequenciais começavam a ser designados para pessoascomeçavam a ser designados para pessoas comuns, não mais para operadores treinados.comuns, não mais para operadores treinados. Ainda levaria algum tempo para seAinda levaria algum tempo para se falar em design centrado no usuário...falar em design centrado no usuário...
  45. 45. Design Centrado no UsuárioDesign Centrado no Usuário ee Software Livre???Software Livre???
  46. 46. O usuário deixa de ser apenasO usuário deixa de ser apenas o obvservador, e participa doo obvservador, e participa do processo.processo. Vejamos...Vejamos...
  47. 47. Cibernética 101Cibernética 101 Cibernética de primeira e de segunda ordem.Cibernética de primeira e de segunda ordem. Cibernética de primeira ordem:Cibernética de primeira ordem: Estudo dos sistemas observados (1940-Estudo dos sistemas observados (1940- 1960)1960) Computação sequencial, matemática,Computação sequencial, matemática, biologia, etc.biologia, etc.
  48. 48. Cibernética 101Cibernética 101 Cibernética de segunda ordem a partir de 1973Cibernética de segunda ordem a partir de 1973 Estudo dos sistemas de observaçãoEstudo dos sistemas de observação (participação, interação e colaboração)(participação, interação e colaboração) co criaçãoco criação ideaçãoideação Design thinkingDesign thinking
  49. 49. Alguns exemplosAlguns exemplos
  50. 50. Open DesignOpen Design Open Design ContestOpen Design Contest opendesigncontest.orgopendesigncontest.org OPEN IDEOOPEN IDEO www.openideo.comwww.openideo.com
  51. 51. Open Design - LivroOpen Design - Livro Open Design NowOpen Design Now Why Can't Design remainWhy Can't Design remain Exclusive - 2011Exclusive - 2011 www.opendesignnow.orgwww.opendesignnow.org
  52. 52. Design LivreDesign Livre EscritoEscrito colaborativamentecolaborativamente em uma semanaem uma semana de janeiro de 2012de janeiro de 2012 designlivre.orgdesignlivre.org DigitofagiaDigitofagia
  53. 53. Open Design – hardwareOpen Design – hardware Arduíno - 2005Arduíno - 2005 www.arduino.ccwww.arduino.cc RepRap - 2007RepRap - 2007 www.reprap.orgwww.reprap.org
  54. 54. Interatividade ≠ reação!Interatividade ≠ reação! Computação sequencial é autômataComputação sequencial é autômata É binária, sim ou não!É binária, sim ou não!
  55. 55. Para a surpresa? Para o acaso?Para a surpresa? Para o acaso? Onde está o espaço paraOnde está o espaço para indeterminação?indeterminação?
  56. 56. Iniciativas inovadorasIniciativas inovadoras Interactive ArchitectureInteractive Architecture interactivearchitecture.orginteractivearchitecture.org
  57. 57. Iniciativas inovadorasIniciativas inovadoras Smartgeometry - Constructing for UncertantySmartgeometry - Constructing for Uncertanty smartgeometry.orgsmartgeometry.org
  58. 58. Explorar os limites dasExplorar os limites das possibilidades das máquinaspossibilidades das máquinas
  59. 59. Cibernética e ComputaçãoCibernética e Computação Computação clássica desenvolvida com baseComputação clássica desenvolvida com base na cibernética de primeira ordem, de formana cibernética de primeira ordem, de forma sequencial.sequencial. Computação quântica – q bit -Computação quântica – q bit - Não é 0 ou 1.Não é 0 ou 1. Pode ser ambos ao mesmo tempo!Pode ser ambos ao mesmo tempo!
  60. 60. Portanto, respondendo sobre oPortanto, respondendo sobre o nosso papel....nosso papel....
  61. 61. Design de interaçãoDesign de interação ++ Software LivreSoftware Livre == por uma nova experiência e umapor uma nova experiência e uma computação cibernéticacomputação cibernética
  62. 62. Obrigada!Obrigada! Links, trabalhos, artigos e mais em:Links, trabalhos, artigos e mais em: http://dricaveloso.wordpress.comhttp://dricaveloso.wordpress.com

×