Documento

302 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Documento

  1. 1. O desenvolvimento de capacidades cognitivas, lingüísticas e discursivas é indispensável para quequalquer indivíduo possa ter, em diferentes instâncias, uma plena participação social comocidadão. O ensino de língua portuguesa nos ciclos iniciais do ensino fundamental assume,portanto, um papel decisivo, especialmente porque é nesse momento que a maioria dascrianças inicia seu processo de apropriação da língua escrita, amplia suas capacidades deexpressão verbal, reflete sobre os usos sociais da linguagem e desenvolve um conjunto decapacidades mentais mediadas pela língua e pela linguagemComprometida com uma abordagem sociointeracionista de aprendizagem e com um enfoqueenunciativo da linguagem, esta coleção apresenta um curso completo de língua portuguesa, do2º ao 5º anos do ensino fundamental, com atividades de leitura de textos verbais e não verbais,de produção de textos orais e escritos e de reflexão sobre a linguagem.Os objetivos são discriminados em três eixos: aquisição do sistema de escrita (1), leitura (2) eprodução de textos (3).O volume introdutório da coleção Português: linguagens representa um passo decisivo noalcance desses objetivos, uma vez que, com vistas ao domínio da língua, apresenta, de formacontextualizada e lúdica, inúmeras atividades de reflexão sobre o sistema de escrita, explicandoas relações entre grafemas e fonemas; e, com vistas aos domínios da leitura e da escrita,desenvolve, por meio do trabalho com diferentes gêneros e linguagens, habilidades ecompetências específicas.Nos anos subseqüentes, essas competências serão retomadas e aprofundadas, criando ascondições fundamentais para que o aluno não apenas alcance os objetivos desse ciclo, mastambém dê continuidade ao seu processo de letramento.(1) Aquisição do sistema de escritaCompreender as diferenças existentes entre os sinais do sistema de escrita alfabético-ortográfico e outras formas gráficas e sistemas de representação.
  2. 2. Conhecer o alfabeto e os diferentes tipos de letra.Dominar convenções gráficas: orientações da escrita, alinhamento da escrita, segmentação dosespaços em branco e pontuação.Reconhecer palavras e unidades fonológicas ou segmentos sonoros com rimas, sílabas (emdiversas posições) e aliterações.Dominar a natureza alfabética do sistema de escrita.Dominar relações entre grafemas e fonemas, sobretudo aquelas que são regulares.(2) LeituraLer e compreender palavras compostas por sílabas canônicas.Ler e compreender frases.Compreender globalmente o texto lido, identificando o assunto principal.Identificar diferenças entre gêneros textuais e localizar informações em textos diferentesgêneros.Inferir informações.Ler com maior ou menor fluência.(3) Domínio da escrita e produção de textosEscrever palavras de cor.Escrever palavras com grafia desconhecida.Escrever sentenças.Recontar narrativas lidas pelo professor.Redigir textos curtos adequados ao gênero, ao objetivo em vista, ao destinatário, às convençõesortográficas.
  3. 3. (Fonte: Pró-letramento – Alfabetização e linguagem, cit., fascículo 1, p. 82-5).A metodologia de ensino procura apresentar roteiros para diferentes situações de didática,conforme a tendência/corrente pedagógica adotada pelos professores/instituições, de formaque o aluno se aproprie dos conhecimentos propostos e/ou apresente suas pesquisas e demaisatividades pedagógicas.A escola está organizada de forma a considerar uma seriação de conteúdos, geralmente do maissimples ao mais complexo trabalhando com diferentes conteúdos de forma interdisciplinar Cadadisciplina trata das áreas do conhecimento em níveis de construção intelectual do estudante.Espera-se, neste contexto que todos os alunos aprendam as mesmas coisas e que isto ocorra emum mesmo tempo. Porém, sabemos pela nossa própria experiência e observação que isto nãoocorre e, muitas vezes, a escola acaba por produzir o desempenho e o fracasso do aluno quenão consegue adaptar-se a ela.Dessa maneira, encontramos no projeto de metodologia as diferenças de interesses, de tempo,instiguem a curiosidade do aluno e permitam que professores e alunos de diferentes áreasatuem num mesmo objetivo, desenvolver a aprendizagem do aluno através da metodologia doensino fundamental.Ao propor uma metodologia de aprendizagem, bem como um conjunto de métodos e técnicasde aprendizagem, voltada para a utilização em grupos, com estratégias de desenvolvimento decompetências e habilidades, requer que trabalhemos a aprendizagem e o desenvolvimentotanto pessoal quanto social. Sendo assim, o papel que o professor desempenha nesse processoé o de mediador da ação docente, enxergando o aluno como agente de sua aprendizagem.É importante ressaltar que há diferenças no grau de liberdade de opção das técnicas a seremutilizados pelos processos metodológicos. Havendo um maior controle no 1º e 2º ciclo e maiorliberdade nos demais ciclos de ensino, por parte da coordenação pedagógica ou coordenadorado projeto de metodologia do ensino fundamental.
  4. 4. OBJETIVO GERALTornar as aulas de metodologias do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, atrativas, significativase interessantes. Trabalhando especificamente, por meio de atividades contextualizadas einterdisciplinares, utilizando os recursos áudio visuais, não só os produzidos e confeccionadoscomo também, os tecnológicos.IMPORTÂNCIA DAS CIÊNCIAS, TECNOLOGIA e DEMAIS RECURSOS NA APRENDIZAGEM DOSALUNOS:As ciências, como construção mental, podem promover o desenvolvimento intelectual dascrianças;Contribuem positivamente para o desenvolvimento de outras áreas, principalmente a língua e amatemática;Favorecem uma melhor compreensão dos assuntos abordados em sala e demais ambientes;Possibilitam uma forma de aprendizado mais significativo.Do 1º ao 5º Ano, os alunos podem realmente adquirir um maior conhecimento dos conteúdosatravés do lúdico, envolvendo problemas interessantes que rodeiam em seu cotidiano.Anúncios GoogleJUSTIFICATIVA Ultimamente, há muitos discursos sobre a importância de se utilizar recursos audiovisuaisem sala de aula, pois os alunos estão em busca da internet. Vídeo game, DVD entre outros,porque estão sempre "ligados" e habituados em um contexto em que a tecnologiacomputadorizada está em voga e o professor que não se adaptar, será "engolido" pelatecnologia, uma vez que a turma ficará desmotivada e indisciplinada.
  5. 5. Atualmente o professor deve ser criativo e utilizar a tecnologia digital em seu dia-a-dia, como intuito de tornar suas aulas mais instigantes e apreciativas, pois o professor que tem umavisão pedagógica inovadora, aberta e que pressupõe a participação dos alunos, pode utilizarferramentas simples em suas aulas, motivando seus alunos, comunicando-se de forma prática,ensinando e aprendendo ludicamente.Na era da informação, todos nós estamos reaprendendo a conhecer, comunicar, a ensinar e aaprender juntamente com seus alunos, o que torna a sala de aula, um espaço de troca desaberes. O fato é que, a soma entre tecnologias, recursos variados e informações abrem novasoportunidades de ensino e de aprendizagem. Não existe receita para o sucesso. Partindo-sedeste ponto é visível a necessidade de adequações didáticas de ensino/aprendizagem quealcancem a tais expectativas, criando condições que permitam interconexões com o processoeducacional e a evolução de recursos tecnológicos como meios para alcançar umaaprendizagem diferenciada e significativa. A partir da visão de mundo globalizado e comunicativo, ocorreram mudanças constantesna história da didática educativa, onde a mesma passou a necessitar de recursos queauxiliassem como ferramenta de estímulo no e do processo educacional passando a ser umdiferencial no desenvolvimento das aulas e atividades curriculares.RESULTADOS: Pretendemos obter um resultado mais eficiente e positivo, do trabalho do professor com autilização dos diversos recursos audiovisuais oferecidos, esperando que também os alunospossam interagir com eles, tendo em vista a grande necessidade de um maior aperfeiçoamentoda sua prática pedagógica em sala de aula e fora dela. Faz-se necessário em todos os momentos, retomar as práticas esquecidas ou buscar novos
  6. 6. olhares para potencializar o ensino e aprendizagem dos alunos, uma vez que almejamosalcançar nossos índices, pois a reflexão da sua prática, planejamento e a inclusão dos recursosaprendidos, melhoram significativamente as suas atividades, levando em consideração ocontexto, como e porque aplicá-las.3- AVALIAÇÃO Os alunos serão avaliados de acordo com o interesse e participação no decorrerdesenvolvimento das atividades desenvolvidas. Sendo, ao final de cada atividade ou exercícioaplicado, necessário que o aluno realize as atividades propostas como forma de compreensão aavaliação da aprendizagem.Na era da informação, todos nós estamos reaprendendo a conhecer, comunicar, a ensinar e aaprender juntamente com alunos, o que torna a sala de aula, um espaço de troca de saberes. Ofato é que, a soma entre tecnologias, recursos variados e informações abrem novasoportunidades de ensino e de aprendizagem. Não existe receita para o sucesso. Partindo-sedeste ponto é visível a necessidade de adequações didáticas de ensino/aprendizagem quealcancem a tais expectativas, criando condições que permitam interconexões com o processoeducacional e a evolução de recursos tecnológicos como meios para alcançar umaaprendizagem diferenciada e significativa. A partir da visão de mundo globalizado e comunicativo, ocorreram mudanças constantesna história da didática educativa, onde a mesma passou a necessitar de recursos queauxiliassem como ferramenta de estímulo no e do processo educacional passando a ser umdiferencial no desenvolvimento das aulas e atividades curriculares.RESULTADOS:
  7. 7. Pretendemos obter um resultado mais eficiente e positivo, do trabalho do professor com autilização dos diversos recursos audiovisuais oferecidos, esperando que também os alunospossam interagir com eles, tendo em vista a grande necessidade de um maior aperfeiçoamentoda sua prática pedagógica em sala de aula e fora dela. Faz-se necessário em todos os momentos, retomar as práticas esquecidas ou buscar novosolhares para potencializar o ensino e aprendizagem dos alunos, uma vez que almejamosalcançar nossos índices, pois a reflexão da sua prática, planejamento e a inclusão dos recursosaprendidos, melhoram significativamente as suas atividades, levando em consideração ocontexto, como e porque aplicá-las.3- AVALIAÇÃO Os alunos serão avaliados de acordo com o interesse e participação no decorrer dodesenvolvimento das atividades desenvolvidas. Sendo, ao final de cada atividade ou exercícioaplicado, necessário que o aluno realize as atividades propostas como forma de compreensão aavaliação da aprendizagem.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS;LURIA, A.R. O desenvolvimento as escrita na criança. In Linguagem, desenvolvimento eaprendizagem. São Paulo, Ícone/EDUSP, 1988.BRITTO, Neyde Carneiro & MANATTA, Valdelice L. Bastos. Didática especial. São Paulo: Editorado Brasil, s.d.
  8. 8. FERREIRA, Oscar Manuel de Castro & SILVA JUNIOR, Plínio Dias da Silva. Recursos audiovisuaispara o ensino.São Paulo: EPU, 1995.LEITE, Lígia Silva. Tecnologia Educacional: descubra suas possibilidades na sala de aula.Petrópolis: Vozes, 2003.TURMAS DE ENSINO FUNDAMENTAL IO Ensino Fundamental I compreende do 1º ao 5º ano – antigo pré-primário à 4ª série – e asturmas são oferecidas no período da manhã das 7h30 às 12h00 e no período da tade das 13h00às 17h30.CONCEITOS TRABALHADOS NO ENSINO FUNDAMENTAL IFundamental I trabalha conceitos e valores e inicia o aluno nos conteúdos sistematizados quesão parte do currículo de educação fundamental II: Língua Portuguesa, História, Geografia,Ciências, Matemática, Matemática Financeira, Inglês, Educação Física ( movimento ), Artes eMúsica, Educação Tecnológica, Produção de Textos e Ética Cristã, além de Espanhol, este a partirdo 5º ano.O Ensino Fundamental I começa no 1ºano, com crianças no início do processo de alfabetização.No 2º ano este processo se finaliza e as crianças são estimuladas a desenvolver conceitos ehabilidades fundamentais ao prosseguimento dos estudos.PROJETOS E ATIVIDADES CURRICULARES NO ENSINO FUNDAMENTAL IÉ o Ensino Fundamental I que oferece as bases da Língua Portuguesa e Matemática para oaprofundamento que virá a seguir. Para isso são utilizados os mais variados recursos de diversostipos, desde aulas práticas de laboratório, gastronomia ou com jogos de matemática queproporcionem aos alunos habilidades de relacionar o conteúdo aprendido com experiênciasconcretas e até aulas de multimídia na lousa eletônica. Tudo isso fortalece a relação dos nossoensino com a realidade tecnológica de nossos alunos.AVALIAÇÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL IO aluno do Ensino Fundamental I é avaliado mensalmente através de um método chamadoavaliação diagnóstica. A cada Bimestre também há uma avaliação e a nota é sintetizada pelamédia dessas atividades, somando-se a ela exercícios de reforço e recuperação, denominados
  9. 9. Melhoria Contínua.

×