APOIO PRINCIPAL:
As Aplicações ao Serviço da Inovação
«A Geração de Código na Perspetiva do CIO»
Os Sistemas de Informação estão
tipicamente ancorados em packages…
• Pacotes aplicacionais standard.
• Monolíticos, relati...
… mas a dinâmica do Negócio precisam de
agilidade!
• Suportar processos únicos da organização.
• Aproveitar oportunidades ...
Como conjugar os benefícios de ambos:
“packages” e “apps” ?
a) Adotar uma infraestrutura de integração: SOA.
b) Gerir a di...
A arquitetura orientada a serviços é um
elemento fundamental.
• Viabiliza a interligação de sistemas díspares.
• Pode ser ...
Mapear o portefólio de aplicações por tipos
de necessidade servidas.
• Funções comuns à Indústria.
• Funções específicas à...
Systems of InnovationSystems of Innovation
Systems of
Diferentiation
Systems of
Diferentiation
Systems of RecordSystems of...
Inovar através das Aplicações.
Garantir solidez com os sistemas Core.
• Packages para responder as funções standard.
• Apl...
Obrigado!
Daniel Reis
daniel.reis (em) securitas.pt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Q-Day 2013: As Aplicações ao serviço da inovação

381 visualizações

Publicada em

No planeamento do sistema de informação, devemos apostar nos pacotes aplicacionais standard, ou no desenvolvimento de aplicações à medida?
Serão ambas as abordagens compatíveis? Como?

Propõe-se uma solução assente em dois pilares:
* Investir numa Arquitetura Orientada a Serviços (SOA)
* Planear aplicado a "pace-layered application strategy"

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Q-Day 2013: As Aplicações ao serviço da inovação

  1. 1. APOIO PRINCIPAL: As Aplicações ao Serviço da Inovação «A Geração de Código na Perspetiva do CIO»
  2. 2. Os Sistemas de Informação estão tipicamente ancorados em packages… • Pacotes aplicacionais standard. • Monolíticos, relativamente fechados. • Dificuldades com desenvolvimentos específicos. • Proporcionam menor custo e risco.
  3. 3. … mas a dinâmica do Negócio precisam de agilidade! • Suportar processos únicos da organização. • Aproveitar oportunidades do mercado. • Explorar os novos canais: mobile, social … • Conceito “App” e perfeita adequação à tarefa.
  4. 4. Como conjugar os benefícios de ambos: “packages” e “apps” ? a) Adotar uma infraestrutura de integração: SOA. b) Gerir a diferentes velocidades: “Pace-layered model”.
  5. 5. A arquitetura orientada a serviços é um elemento fundamental. • Viabiliza a interligação de sistemas díspares. • Pode ser adotada gradualmente. • Não precisa ser exageradamente cara. • Abre horizontes completamente novos.
  6. 6. Mapear o portefólio de aplicações por tipos de necessidade servidas. • Funções comuns à Indústria. • Funções específicas à Organização. • Novas ideias e oportunidades.
  7. 7. Systems of InnovationSystems of Innovation Systems of Diferentiation Systems of Diferentiation Systems of RecordSystems of Record “Pace-layered Application Strategy”: gerir os diferentes ritmos de evolução.
  8. 8. Inovar através das Aplicações. Garantir solidez com os sistemas Core. • Packages para responder as funções standard. • Aplicações para diferenciação e inovação. • Pace-layered model gere várias velocidades. • SOA como o pilar de suporte aos sistemas.
  9. 9. Obrigado! Daniel Reis daniel.reis (em) securitas.pt

×