Marketing na saúde

2.478 visualizações

Publicada em

modulo 9 do curso de férias de marketing na saúde realizado pela ESPMSul 1/2013. Diferença entre propaganda e marketing, interatividade e saúde.

Publicada em: Saúde e medicina

Marketing na saúde

  1. 1. Escola Superior de Propaganda e Marketing 01/2013Marketing paraProfissionais da Saúde Prof. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br @chalperin
  2. 2. Agenda1.  Apresentação2.  Gestão de negócios;3.  Planejamento de carreira;4.  Marketing de serviços;5.  Gestão de pessoas e pontos de contato;6.  Processos;7.  Posicionamento e Precificação;8.  Evidências físicas;9.  Comunicação, midias sociais10. Marketing pessoal
  3. 3. O Papel da Comunicação nos Serviços •  Informar •  Educar •  Persuadir •  Lembrar •  Motivar a ação •  Manter relações
  4. 4. Propaganda x Marketing x
  5. 5. ü Qual  é  o  segredo?     ü O  que  pode  me   ajudar  a  ser  bem   sucedido?  
  6. 6. Planejamento de marketingü Conhecer cenáriosü Definir caminhosü Avaliar melhores opçõesü Transmissão sistematizada dos valores e metas – Alinhamentoü Escolha das ferramentas (mix)ü Capacidade de mensuração
  7. 7. Comunicação de serviços1.  Apresentar informação vívida (impressão forte, imagem mental distinta);2.  Usar a imagética interativa (símbolos, imagens, expressões que associem com atributos e benefícios desejados);3.  Foco nos tangíveis;4.  Apresentar funcionários de serviços nas peças de comunicação;5.  Apresentar testemunhos de clientes.6.  Comunicação Digital
  8. 8. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS1. Apresentar informação vívida:
  9. 9. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS2. Usar a imagética interativa:
  10. 10. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS3. Foco nos tangíveis:
  11. 11. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS4. Apresentar funcionários de serviços nas peças de comunicação:
  12. 12. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS
  13. 13. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS5. Apresentar testemunhos de clientes:
  14. 14. COMUNICAÇÃO DE SERVIÇOS6. Comunicação Digital: downloads aplicativos saúde apple store All (n=658) 29% Urban (n=203) 33%*Suburban (n=322) 29%* Rural (n=100) 20% 18-29 (n=224) 28%* 30-49 (n=276) 32%* 50+ (n=145) 20%
  15. 15. Conec&vidade  Adult gadget ownership, 2006-2012100%$ 88%$ Cell$phone$ 80%$ (total)$ 73%$ Desktop$ 60%$ 68%$ 57%$ computer$ 55%$ Laptop$ 40%$ computer$ 30%$ eBBook$ 19%$ reader$ 20%$ 19%$ Tablet$ 2%$ 3%$ 0%$ computer$ AprB06$DecB07$AprB08$AprB09$SepB09$MayB10$SepB10$MayB11$AugB11$JanB12$FebB12$
  16. 16. 1996   2006   250  000  sites   80  milhões  de  sites  45  milhões  de  usuários  globais   1  bilhão  de  usuários  globais  
  17. 17. Home  broadband   Home  dial-­‐up  80%   71%    70%  60%   67%    50%  40%  30%  20%  10%   0%  
  18. 18. Progressão  u&lizaçao  Internet  Internet use over time (1995-2012)% of adults ages 18+ who go online 90% 82%$ 80% (April$ 70% 2012)$ 60% 50% 40% 30% 20% 10% 14%$(June$1995)$ 0%Source: Pew Internet surveys
  19. 19. •  Engajamento  –  59  %  já  acessou  internet   procurando  informações  sobre  saúde.     •  ParKcipação    –  62  %  uKlizam  midias  sociais   para  trocar  experiências.     •  Crowd-­‐source  -­‐  14%  consultaram  ou   avaliaram  serviços  de  saúde.  n:  3  mil  adultos     pewinternet.,  2010  
  20. 20. Blogueiros Web pages Escrevem artigos Criadores Classificam produtos/serviços Comentam nos blogsComentáristas Participam em foruns Utilizam agregadoresMultiplicadores Adicionam“tags” nos app ou fotos “Votam” online Participantes Perfil atualizado em redes sociais Visitantes Navegam redes sociais Vídeos/músicas Busca de informações Seguidores correntes
  21. 21. Consumers are more likely to trust information fromand share information with healthcare providers
  22. 22. Social Media Internet-based applications that allow the creation and exchange of user-generated content Six types Collaborative projects Blogs and microblogs Content communities Social networking sites Virtual game worlds Virtual communities http://en.wikipedia.org/wiki/Social_mediahttp://www.blogcatalog.com/blogs/webdesign-social-marketing- gadget-tech-and-web-20-news Accessed 27 Jan 2011
  23. 23. 45% of consumers said information found via social mediawould affect their decision to seek a second opinion
  24. 24. Redes Sociais:ü Anonimato não existeü Onipresentesü Sem limites definidosü Oportuniza pontos de contato virtuaisü Permitem maior criação/intercâmbio de informações
  25. 25. REDES  SOCIAIS  
  26. 26. ü Redes  sociais  (e  sites)  permitem  uma  “segunda  opinião”  de   fontes  não  conhecidas  ou  referendadas  por    ”amigos”  que   podem  ser  fontes  de  desinformação.    ü Os  pacientes  uKlizam  a  rede  social  de  maneira  diferente    ü As  redes  sociais  podem  ser  aliadas  em  todas  as  fases  da   cadeia  de  valor  da  saúde.      ü Os  players  devem  necessariamente  preocupar-­‐se  com  estas   fontes  de  relacionamento/conhecimento.  
  27. 27. 01/13
  28. 28. 01/12
  29. 29. 01/13
  30. 30. — Pesquisar outras fontes online— Conhecer o assunto— Definir público— Linguagem adequada— Informações úteis— Consistência— Interação multi-plaforma— Calma
  31. 31. 1.  Pedir  para  o  filho/sobrinho  2.  Não  definir  objeKvo  do  site  3.  Orçamento  4.  Meu  site  está  pronto  5.  Ignorar  ferramentas  oKmizaçao  6.  Esquecer  o  que  cria  valor  7.  High  tech  8.  Falta  de  planejamento  para  crescimento  da   plataforma  
  32. 32. •  30  %  baixam  aplicaKvos     •  9  %  uKlizam  aplicaKvos  de  saúde  no  smar`one   •  Em  todas  faixas  etárias   •  Independe  do  nível  educacional   •  Receita  familiar  não  interfere   •  Proporcional  ao  tamanho  da  comunidade  n:  3  mil  adultos     pewinternet.,  2010  
  33. 33. Escola Superior de Propaganda e Marketing 01/2013Marketing paraProfissionais da Saúde Prof. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br @chalperin

×