Terapeutica gastroenterologia

2.696 visualizações

Publicada em

Drogas utilizadas na gastrtoenterologia
Medicamentos Aparelho Digestivo Digestório

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.696
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
102
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Terapeutica gastroenterologia

  1. 1. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Antiácidos Os mais antigos. Antagoniza efeitos do baixo pH no estômago. Neutralizam diretamente o ácido presente na luz gástrica. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  2. 2. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Antiácidos Bicarbonato de sódio (NaHCO3)Bicarbonato de sódio (NaHCO3) neutraliza rapidamente os efeitos do ácido clorídrico. Libera CO2 na luz do tubo digestivo, podendo causar distensão abdominal, eructações, flatulência e náuseas. Por ser muito hidrossolúvel, é rapidamente removido do estômago. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  3. 3. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Antiácidos Combinações de hidróxido de alumínio eCombinações de hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésiohidróxido de magnésio: Neutralização rápida do pH gástrico, efeito que permanece por cerca de 30 minutos. O hidróxido de magnésio aumenta o peristaltismo gástrico e intestinal, efeitos antagonizados pelo hidróxido de alumínio. Dessa forma, quando ingeridos associados produzem poucos efeitos no peristaltismo do tubo digestivo. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  4. 4. BLOQUEADORES DE H2BLOQUEADORES DE H2 Cimetidina Ranitidina Famotidina Nizatidina
  5. 5. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Antagonistas dos receptores H2Antagonistas dos receptores H2 Inibem estímulo da histamina em receptores de membrana de células parietais. Rapidamente absorvidos após administração VO, com concentração de pico sendo atingida em 1-3 horas. Disponíveis VO e IV. Níveis séricos são rapidamente atingidos pela via intravenosa e mantidos por várias horas (4 a 5 h para a cimetidina, 6 a 8 h para a ranitidina e 10 a 12 h para a famotidina)
  6. 6. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Antagonistas dos receptores H2
  7. 7. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA
  8. 8. INIBIDOR DA BOMBA DEINIBIDOR DA BOMBA DE PROTONSPROTONS Omeprazol Pantoprazol Lanzoprazol Rabeprazol Esomeprazol Inibição seletiva da enzima H+/K+ ATPase - que atua no passo final da formação de HCl – da célula parietal.
  9. 9. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA IBP
  10. 10. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA IBP
  11. 11. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA
  12. 12. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA
  13. 13. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA
  14. 14. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA
  15. 15. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Análogos das prostaglandinas Principal representante : MisoprostolMisoprostol Age aumentando a barreira mucosa ao ácido e inibem a produção de ácido. O uso de misoprostol é uma alternativa racional para a prevenção de úlceras em pacientes de alto risco em uso de AINEs. Contudo o acesso a essa medicação é restrito no Brasil, pelo seu uso não-médico como abortivo. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  16. 16. SUCRALFATOSUCRALFATO Combina com proteínas do tecido formando um complexo aderente que protege a mucosa do ácido gástrico.
  17. 17. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA SucralfatoSucralfato em ambientes ácidos (pH<4) sofre polimerização, formando um gel viscoso que adere principalmente em áreas de mucosa exposta (sem camada protetora de muco e bicarbonato) e mais intensamente ainda em áreas de ulceração. Esse filme protetor permanece aderido por pelo menos 6 horas após a última tomada. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  18. 18. MEDICAMENTOS EM GASTROENTEROLOGIA Sucralfato Estimula a produção local de prostaglandinas e de fator de crescimento epitelial. Por necessitar de meio ácido para agir, sugere-se que seja usado com o estômago vazio, pelo menos 1 hora antes das refeições. MEDICINA UNIPORTO TERAPÊUTICATERAPÊUTICA Dr. CÉLIO PEDREIRA
  19. 19. AGENTES PROCINÉTICOSAGENTES PROCINÉTICOS Metoclopramida Bromoprida Domperidona Eleva amplitude de onda peristáltica, acelera tempo de esvaziamento, melhora pressão do EEI, melhora coordenação antro-duodenal

×