Avenida brasil enangrad

342 visualizações

Publicada em

Apresentação

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
342
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avenida brasil enangrad

  1. 1. “Oi, oi, oi...” - O fenômeno ‘Avenida Brasil’: – uma novela para a Classe C Breno de Paula Andrade Cruz Prof. Adjunto – UFRRJ Grupo de Pesquisa CNPq: Consumo e Redes Sociais Virtuais’
  2. 2. Forbes Avenida Brasil é fenômeno de audiência e capitação de recursos - mais de 2 bilhões de reais com merchandisings. ‘Avenida Brasil’ e as Redes Sociais Virtuais A decisão da Globo em produzir uma novela para a Classe C teve como resultado a massificação do fenômeno Social TV no país pois parecia que o telespectador se via na televisão a partir do enredo. Motivações do Estudo A crítica acadêmica às novelas Sempre existiu um nivelamento por cima das tramas em relação à realidade dos telespectadores pois os enredos das novelas sempre privilegiavam o status, riqueza e glamour -– elementos distantes do grande público (HAMBURGER, 2005) .
  3. 3. Questões iniciais... Qual o glamour existente em um lixão? Por que Avenida Brasil foi citada pela Revista Forbes mais de uma vez em 2012? Objetivo Geral Analisar quais os motivos do sucesso de ‘Avenida Brasil’, destacando, principalmente, como a interação dos usuários da rede social Facebook, e, a aproximação do texto da novela com a realidade da ‘Classe C’ brasileira
  4. 4. Base Teórica Social TV (...) a interação existente entre um ou mais telespectadores que simultaneamente à apresentação de um programa na televisão comentam nas Redes Sociais Virtuais algo que acabou de ser apresentado (CESAR; GRETZ, 2011a). Geração C Grupo composto por adolescentes e jovens adultos que convertem suas vidas privadas em um espaço coletivo a partir de uma necessidade constante de compartilhar experiências e os resultados destas experiências (IGARZA, 2010; HARDEY, 2011), tendo como importante resultado a colaboração na co-criação de conteúdo no ambiente virtual.
  5. 5. Base Teórica Consumo e Classe C Mudança na base da pirâmide (ROCHA; 2009), uma vez que hábitos de consumo dos novos membros Classe C refletem seu comportamento prévio de consumo. Embora os integrantes da Classe C tenham mais capital, seus hábitos de consumo continuam das classes D e E (BOTTREL, 2012)
  6. 6. Metodologia • Estudo de Caso • Análise aprofundada de um contexto (YIN, 2005); • Entrevista em profundidade com a gerente da Central de Atendimento ao telespectador. • Netnografia • A Netnografia é uma adaptação de métodos qualitativos utilizados na pesquisa do comportamento do consumidor, sendo utilizado para entender a cybercultura e as comunidades virtuais (KOZINETS, 2010). • Se difere da Observação Não-participante pelo fato de exigir interação do(s) pesquisador(es) com os indivíduos do grupo estudado (CRUZ, 2013).
  7. 7. Categorização dos Dados (Resultados) Exemplos de Evidências Empíricas Categoria Freq. “O Divino é pertinho de Madureira. É o subúrbio na Globo!!!” Foco do Enredo na Classe C 189“Até que enfim a Globo parou de falar do Leblon...” “Em favorita ele arrasou e tá mandando muito bem agora! João Emanuel Carneiro é o melhor autor de novelas!” A Estrela de João Emanuel Carneiro 103“Que texto bom desse cara! Prende a gente na frente da TV.” “Podíamos criar em cima do texto” – atores em entrevistas falando da direção da novela e da flexibilidade do autor Direção de Elenco 9** “Oi, oi, oi!” – em referência ao início da novela nas RSVs Trilha Sonora 484 “Assim você mata papai!” – usuários das RSVs quando comentavam a foto de alguma mulher interessante. Imagens produzidas pelos telespectadores nas RSVs ‘Avenida Brasil’ na boca e nos dedos do povo 137 Usuários compartilhando links do site Globo.com de capítulos futuros da novela. O Site Globo.com disseminando informações 227
  8. 8. Avenida Brasil na boca... ... e nos dedos dos telespectadores
  9. 9. “Oi, Oi, Oi... vem pra quebrar com tudo...” • ‘Avenida Brasil’ veio para quebrar com paradigmas e formas de escrever e dirigir uma novela, quebrando a previsibilidade dos fatos e dos cansativos enredos de mocinhas e assassinos, além de ter como lócus a Zona Norte carioca (a Classe C). Quebrou também uma concepção elitista de que intelectuais não assistem novelas e o preconceito de gênero ao atribuir às mulheres este papel – tinha colegas de profissão e alunos (homens) de pós-graduação que não perdiam um capítulo da novela. Quebrou, principalmente, a audiência da concorrência no horário nobre e deixou um difícil legado à novela sucessora – o de atrair o público na mesma intensidade.
  10. 10. “Oi, Oi, Oi... vem pra quebrar com tudo...” • Importância de ‘Avenida Brasil’ • Análise do objeto novela na perspectiva da Administração; • Discussão sobre repensar a indústria do entretenimento no país; • Inserção da Classe C como tema central e não tangencial, aproximando o produto da realidade da maioria dos brasileiros; • O fenômeno Social TV em grande escala no Brasil; • Capilaridade da novela em diferentes contextos sociais e geográficos • Estudantes de graduação e pós-graduação • Homens • Rio de Janeiro, Recife, Portão (RS) e Viçosa (MG)
  11. 11. Contatos Grupo de Pesquisa CNPq ‘Consumo e Redes Sociais Virtuais’ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Ciências Sociais Aplicadas brenocruz@ufrrj.br

×