Goiânia,                de                                   de 2010

             Aluno (a): ____________________________...
Desse modo muitos autores discordam de que o governo do Egito Antigo foi de fato
uma teocracia. Para estes autores a teocr...
____________________________________________________________________
_____________________________________________________...
[Heródoto de Halicarnasso. História. Livro III Tália (XVII-XIX), Livro IV Melpômene (XLII &
LVIII)]

a) Retire do texto du...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

EE PXT Prova 1º ano

1.023 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.023
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EE PXT Prova 1º ano

  1. 1. Goiânia, de de 2010 Aluno (a): ____________________________________ Número: _________ Série: 1º Ano Turma:___________________Turno: _________________ Professor(a): Douglas Valor: 4,0 NOTA: ___________ 1) Um traço comum presente nas primeiras civilizações da História é a centralização política na figura de um único soberano, como os faraós do Egito e os patesis da Mesopotâmia. Essa primeira forma de governo denominada de teocracia, não se restringe apenas a autodeterminação do soberano como um deus. O alicerce de uma teocracia está no clero. Os sacerdotes em geral desempenham papeis importantes em um governo teocrático que vão desde a escolha do soberano, na participação nos bastidores do governo, na administração de templos e na intermediação do poder institucional com a população por meio dos cultos religiosos. No Antigo Egito, por exemplo, o Clero de Mênfis impôs sua supremacia sobre todo o Egito durante o Antigo Império. Os menfitas impuseram sua tríade divina, sua teogonia e os seus soberanos. Já durante o Novo Império, o Clero de Tebas se impôs sobre os outros cleros locais, e a tríade divina composta por Amon, Mut e Konshu se tornou dominante em todo o vale do Nilo. Imagem I: Tríade de Tebas: Amon, Mut e Imagem II: Tríade de Mênfis: Nefertum, Konshu. Tebas foi a capital egípcia Sekhmet e Ptah. Mênfis foi o principal durante o Novo Império, quando o Egito centro religioso e político egípcio durante atingiu seu máximo esplendor cultural. a “Era das Pirâmides”. Em alguns momentos da história egípcia o clero teve um papel crucial nos jogos políticos, como durante o reinado do faraó Akhenaton. O faraó havia instaurado o culto monoteísta a Aten, a Coroa Solar, e para não confrontar o Clero de Amon residente na cidade de Tebas, transferiu a capital para a recém construída Akhetaten, no Médio Egito. Independentemente do poder supremo de Akhenaton, o Clero de Amon, se reorganizou e conspirou contra o faraó, dito “Herege”. Seu sucessor, Tutankhamon, foi nomeado Faraó com o apoio do Clero de Amon. Em retribuição Tutankhamon restituiu o poder aos sacerdotes de Tebas, assim como restaurou o politeísmo no país. Mas foi durante a Dinastia dos Raméssidas que o Clero de Amon chegou ao auge do poder político do Egito. Nesse período escolhiam deliberadamente o sucessor do Faraó, se tornando de fato os governantes do Egito.
  2. 2. Desse modo muitos autores discordam de que o governo do Egito Antigo foi de fato uma teocracia. Para estes autores a teocracia só existiu no Egito apenas durante alguns momentos isolados, como o da Dinastia dos Raméssidas, em que o Clero governou o país efetivamente. Outros historiadores tradicionais definem o governo egípcio como uma teocracia típica, pois os interesses do faraó e do clero eram convergentes e complementares. Após a leitura do texto, responda: a) Aponte dois elementos presentes em uma teocracia. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ b) Quais as duas concepções de teocracia apresentadas no texto. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 2) Observe as imagens abaixo e responda: Antiga moeda fenícia Pintura egípcia retratando um arado Relevo Persa (Inscrição de Behistun): mostra o rei Dario recebendo os povos conquistados Explique como o fator geográfico determinou a principal atividade econômica dos egípcios, fenícios e persas.
  3. 3. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 3) O historiador grego Heródoto em sua obra História traz uma descrição do mundo conhecido pelos helenos no século V a.C. O texto abaixo apresenta algumas observações do historiador sobre os fenícios: “Submetido o Egito, Cambises decidiu fazer guerra a três outros povos: aos Cartagineses, aos Amônios e aos Etíopes-Macróbios. (...) Ordenou à sua força naval que se dirigisse para Cartago, mas os Fenícios recusaram-se a obedecer porque estavam ligados aos Cartagineses pelos mais solenes juramentos e achavam que, lutando contra eles, estariam cometendo um verdadeiro sacrilégio. Devido a essa recusa, e como o restante da frota não estava em condições de realizar com êxito a expedição, puderam os Cartagineses subtrair-se ao jugo que lhes preparavam os Persas. Cambises não julgou de justiça forçar os Fenícios a obedecer-lhe, porquanto eles se tinham submetido voluntariamente, e, além disso, constituíam parte essencial de sua armada. (...) Os que descreveram a Líbia (África), a Ásia e a Europa e lhes determinaram os limites, mostraram-se entendidos no assunto, indicando-lhes as justas proporções. (...) A Líbia mostra ser envolvida pelo mar, exceto do lado em que confina com a Ásia. Necao, rei do Egito, foi o primeiro, ao que sabemos, a provar isso. Quando renunciou à idéia de abrir o canal que deveria conduzir as águas do Nilo ao golfo Arábico, escolheu experimentados navegadores fenícios e, embarcando-os em seus navios, deu-lhes instruções para que, na volta da viagem que iam fazer, passassem pelas colunas de Hércules (Estreito de Gibraltar), no mar setentrional (Oceano Atlântico), regressando dessa maneira ao Egito. Os Fenícios, embarcando no mar da Eritréia (Mar Vermelho), navegaram pelo mar Austral (Oceano Índico). No Outono, desembarcaram na Líbia, no ponto onde se achavam, e semearam o trigo. Chegada a época da messe, colheram o trigo e fizeram-se novamente ao mar. Depois de dois anos de navegação dobraram as colunas de Hércules e regressaram ao Egito. Contaram, ao chegar, que navegando em torno da Líbia tinham o sol à sua direita, o que não me parece crível, embora a muitos possa parecer. Foi assim, pois, que a Líbia tornou-se conhecida pela primeira vez. (...) Os Fenícios (...) introduziram na Grécia, durante sua permanência nesse país, vários conhecimentos, entre eles os alfabetos que eram, na minha opinião, até então desconhecidos no país. A princípio, os Gregos fizeram uso dos caracteres fenícios, mas, com o correr do tempo, as letras foram-se modificando com a língua e tomaram outra forma. Como os países circunvizinhos fossem, então, ocupados pelos Jônios, estes adotaram os caracteres fenícios, com ligeiras modificações. Achavam justo que lhes dessem o nome de caracteres fenícios, por terem sido introduzidos pelos fenícios da Grécia. Os Jônios chamam, também, por um antigo costume, os livros de pergaminhos, porque outrora, quando o biblos era raro, escrevia-se em pele de cabra e de carneiro. Ainda há muitos bárbaros que escrevem em tais peles.”
  4. 4. [Heródoto de Halicarnasso. História. Livro III Tália (XVII-XIX), Livro IV Melpômene (XLII & LVIII)] a) Retire do texto duas citações que evidenciem a superioridade marítima dos fenícios. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ b) Conceitue talassocracia e analise o poder marítimo dos fenícios na Antiguidade. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ c) Identifique a principal contribuição cultural dos fenícios para a humanidade. ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________

×