Controles internos

102.625 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Controles internos

  1. 1. CONTROLES INTERNOS Ms Karla Carioca
  2. 2. CONHECENDO O PROFESSORKarla Jeanny Falcão Carioca Mestre em Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com MBA em Gestão de Negócios de Energia Elétrica pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professora universitária de Graduação e Pós-Graduação. Palestrante e Instrutora de cursos com enfoque em Contabilidade Internacional, Governança Corporativa e Controles Internos. Sócia-Diretora da Dominus Auditoria, Consultoria e Treinamentos. Possui 14 anos de experiência na área de contabilidade, sendo 9 anos de experiência em normas internacionais de contabilidade e controles internos. Ms Karla Carioca
  3. 3. CONCEITOSOs controles internos são os conhecimentos, políticas, procedimentos e métodosorganizados para gerenciar os riscos e as oportunidades relacionadas ao ambienteexterno, às pessoas, à informação e comunicação e aos processos utilizados para atingiros objetivos estratégicos das empresas e de suas áreas de negócios. (Baraldi)Compreende o plano de organização e o conjunto integrado de método eprocedimentos adotados pela entidade na proteção do seu patrimônio, promoção daconfiabilidade e tempestividade dos seus registros e demonstrações contábeis, e da suaeficácia operacional (CFC)Uma forte estrutura de controles internos pode ajudar sua companhia a: tomar melhores decisões operacionais e obter informações mais pontuais; conquistar (ou reconquistar) a confiança dos investidores; evitar a evasão de recursos; cumprir leis e regulamentos aplicáveis; obter vantagem competitiva através de operações dinâmicas. (Deloitte) Ms Karla Carioca
  4. 4. OBJETIVOSCom o envolvimento de grandes empresas em escândalosadministrativos e financeiros foi provocado um grande abalo nomercado e evidenciou o sempre presente risco de fraudesA consequência disto foi um grande salto na necessidade dedivulgação e transparência nas empresasPode-se esperar que o controle interno forneça apenassegurança razoável, e não segurança absoluta Ms Karla Carioca
  5. 5. IMPORTÂNCIA Salvaguardar os ativos Desenvolvimento do negócioInformações tempestivas e corretas sobre o resultado das operações Cumprir com os objetivos traçados Ms Karla Carioca
  6. 6. RISCOS Variáveis que alteram o valor RISCOS DE de um instrumento MERCADO financeiro Risco: decorre da incerteza inerente ao conjunto de possíveis Perda resultante de processosconsequências (ganhos e RISCOS internos, pessoas e sistemas OPERACIONAIS inadequadosperdas) que resultam de decisões tomadas diariamente pela Atividades nas quais o êxito organização RISCOS DE depende de cumprimento pela CRÉDITO outra parte, emitente ou tomador Ms Karla Carioca
  7. 7. RESPOSTAS AOS RISCOSEvitar Riscos – exemplo: controles automatizados inibidorescom eficácia altíssima, como os controles contra violações doambiente de tecnologia da informação, que obrigatoriamentedevem buscar eficácia de 100%Reduzir Riscos – exemplo: controles para prevenir erros dentrode limites aceitáveis, como revisão e análise para verificar setodas as transações relevantes foram classificadasadequadamente Ms Karla Carioca
  8. 8. RESPOSTAS AOS RISCOSCompartilhar/transferir Riscos – exemplo: segurar bens edireitos contra riscos diversos, como seguro contra incêndio noprédio da fábrica, seguro da carga transportadaAceitar Riscos – Após verificar a probabilidade e impacto dosriscos e considerar a tolerância de riscos da empresa e o custodas três ações acima, a administração define o limite deexposição a riscos aceitável Ms Karla Carioca
  9. 9. TOLERÂNCIA AOS RISCOSAusência de Controles Controles em Excesso Controles Adequados Riscos Riscos Controles + Tolerância à Riscos Controles + Tolerância Riscos à Riscos Controles + Tolerância à Riscos Exposição a Exposição a Controles Riscos Custos Internos Inaceitáveis Excessivos Eficientes Ms Karla Carioca
  10. 10. TIPOS DE CONTROLESAdministrativos: procedimentos relacionados às operações daempresa, por exemplo, a exigência da empresa que todos osfuncionários realizem treinamento de segurançaContábeis: procedimentos relacionados à salvaguarda dosativos e garantia de que os registros, os saldos das contascontábeis e os relatórios financeiros são confiáveis, porexemplo, o controle patrimonial e identificação dos bens daempresa Ms Karla Carioca
  11. 11. TIPOS DE CONTROLESPreventivo: Executados no início do processo. Previnem oacontecimento de erros ou irregularidades e minimizam osriscos na fonte. Controle pró-ativo.Detectivo: Executados ao longo do processo. Detectam errosque são difíceis de definir ou prever. Controle reativo.Qual possui maior eficácia? PREVENTIVO Ms Karla Carioca
  12. 12. TIPOS DE CONTROLESAutomatizado: Controles executados por sistemasautomatizados, não dependendo de julgamentos pessoais. Paragarantir sua consistência, precisão e tempestividade, é precisoter um sistema seguro e confiávelManual: Controles manuais executados por pessoasQual possui maior eficácia? AUTOMATIZADO Ms Karla Carioca
  13. 13. ATIVIDADES BÁSICAS DE CONTROLESegurança e proteção dos ativos e arquivos de informação Documentação e registros adequados Segregação de funções Procedimentos adequados de autorização Verificações independentes Ms Karla Carioca
  14. 14. AMBIENTE DE CONTROLEPrincípios éticos de retidão e de integridade moral, dosindivíduos e da organizaçãoEstrutura organizacional adequada para as realizações denegóciosComprometimento com a competência e a eficiênciaFormação de uma cultura organizacionalEstilo e atitude exemplar dos administradoresPolíticas e práticas adequadas de RHSistemas adequadosGerenciamento Ms Karla Carioca
  15. 15. DÚVIDAS?PERGUNTAS? Ms Karla Carioca
  16. 16. REFERÊNCIASPASSOS, E. Ética nas Organizações. São Paulo: Atlas,2004SÁ, A.L. Ética Profissional. São Paulo: Atlas, 2012FORTES, J.C. Manual do Contabilista. São Paulo: Saraiva,2010DIAS, S. V. S. Manual de controles internos. São Paulo:Atlas, 2010Conselho Regional de Contabilidade – Ceará disponívelem www.crc-ce.rg.brConselho Federal de Contabilidade – disponível emwww.cfc.org.br Ms Karla Carioca
  17. 17. karlacarioca@dominusauditoria.com.br (85) 3224-6393

×