SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Matemática III
Programa da disciplina
23 de fevereiro de 2015
Profª Débora Bastos
Ementa
 Sequências: Progressões aritmética, geométrica e suas
aplicações.
 Estudo das matrizes, suas operações e aplicações.
Calculo de determinantes e suas aplicações.
 Resolução de sistemas de equações lineares e
aplicações.
 Estudo da Geometria Analítica, envolvendo ponto, reta
, circunferência e suas interações.
Observações
 Aluno responsável pelo próprio aprendizado.
 Autonomia do aluno.
 Aulas expositivas : SIM OU NÃO!
 Aulas expositivas = aluno passivo.
 Demanda tempo, comprometimento e esforço pessoal.
Site da turma mais aberto a discussões. Cadastro em breve.
Material de aula.
 Conteúdo (não usaremos o livro didático )
disponibilizado em:
http: //pertenceamatematica.pbworks.com
Importantíssimo: Acesse e traga para a aula o
material da semana.
E no site da turma (em breve).
Contato e horários de
atendimento
 E-mail: debora.bastos@riogrande.ifrs.edu.br
 Telefone: 32338664
 Sala 212. Pavilhão Central 2º Piso
 Horários de atendimento:
Segunda: 13h30 – 15h
Terça: 10h30 -12h10
Quinta: 9h-10h e 13h30 – 15h.
Regras para o bom
andamento das aulas.
 Horários de aula:
 Automação: Entrada até as 8:05 e 8:50.
 Fabricação: Entrada até as 10:15 e 11:10.
 Uso do celular e outros dispositivos apenas para fins didáticos;
 Saída para banheiro individual. Outro só poderá sair com o
retorno do anterior.
 Conversas em tom moderado.
 Concentração na aula, atividades que não sejam a participação
da mesma pode acarretar convite para conceder o benefício da
ausência.
 Comportamento adequado ao ambiente de aula.
Comprometimento do
professor.
 Atraso máximo de 5 minutos, avisar caso aja algum
imprevisto.
 Reposição das aulas não dadas.
 Avaliações coerentes e correções parciais.
 Presença nos os horários de atendimento.
 Notas das provas no prazo de dez dias úteis.
 Respeitar a duração das aulas.
 Publicação das aulas em tempo hábil.
 Esclarecimento de dúvidas, papel do atendimento.
Avaliação
A nota bimestral será dividida em um teste (4,0 pontos) e
uma prova (6,0 pontos) esta com todo o conteúdo do
bimestre.
Avaliação Qualitativa: Até um ponto extra pela participação,
comprometimento e atuação no site da turma. Resolução
de exercícios, desafios, pesquisas da história da
matemática, inserção de curiosidades, vídeos próprios.
Tudo relacionado com a matemática inserida no site da
turma. Link através do site:
http://pertenceamatematica.pbworks.com
 1º Bimestre:
 Teste: 23/03
 Prova: 27/04
 2º Bimestre:
 Teste: 25/05
 Prova: 06/07
 Período de recuperação
preventiva: 11/07 – 18/07.
 3º Bimestre:
 Teste: 24/08
 Prova: 21/09 (????)
 4º Bimestre:
 Teste: 26/10 (????)
 Prova: 23/11
 Período de recuperação
preventiva: 28/11 – 08/12.
 Período de exames: 09/12 –
22/12.
DATAS das Avaliações
1º Bimestre
Sequências
Aula 1
Fevereiro de 2015
Sequências
 O que lembra a palavra sequência?
Noção matemática:
Lista ordenada de objetos.
Palavra chave: ORDEM.
 Preferência: sequências numéricas ou
que possam se relacionar com
números.
Exemplos:
Perceba o padrão¹ e descubra os próximos TERMOS² das
sequências abaixo.
a, e, i, ...
, , , ...
1, 3, 5, 7, ...
2, 3, 5, 7, ...
a, ab, aba, abac, abaca, ...
(1) - Nem sempre uma sequência terá um padrão ou lei.
(2) .
CONJUNTO
ELEMENTO
SEQUÊNCIA
TERMO 
. Perceba o padrão das sequências abaixo e
descubra os próximos três termos:
, , , ...
0, 1, 0, 1, 0, 1, 0, 1...
2, 6, 18,...
1, 1, 2, 3, 5, 8, ...
2, 10, 12, 16, 17,...
5, 10, 15,...
2, 1, 6, 3, 10, 5,...
Notação:
 Conjuntos  chaves
Conjunto das vogais: { a, e, i , o , u} = { e, i, u, o, a}
 Sequências  parênteses
Sequência das vogais: (a, e, i, o , u) ordem alfabética
Termo específico?
Termo genérico?
Como diferenciar sequências?
Notação:
 Nome de uma sequência:
(an) = (a, b, c,... , z)
(bn) = (1, 1, 2, 3, 5, ...)
 Termos de uma sequência:
1º , 2º , 3º , ..., 23º, ..., nº, ...
termo genérico ou desconhecido
Ordinal  lN
ordem  índicea1, a2, a3,... a23,... an ,...
Notação
 Atenção:
nº termo  an
índice n  número natural positivo
Exemplo:
a14 é o 14º termo, então n = 14.
Mas a14  14
 Cuidado:
(an)  nome da sequência
an  termo genérico, desconhecido ou lei da sequência
Termo geral
 Lei da sequência:
Como a lei de uma função de variável n.
Exemplos:
1. an = 4n – 1 , n  lN.
2.







ímparén2n,
parén,n1
nb
Termo geral
 Lei de recorrência: Relaciona na lei da
sequência os termos anteriores.
Exemplo:
















lNne2n,
2
a
1n,
na
1-n
512
Descobrindo o termo geral
da sequência.
 (an) = (1,2,3,4,....)
 (bn) = (2, 4, 6, 8, ...)
 (cn)= (1, 4, 9, 16,...)
 (dn) = (1,1, 2, 3, 5, 8, ...)
 (en)=(1, 1, 1, 1, 1, 1, ...)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula 1 matemática III

POSTER - Simpósio PIBID-PUC
POSTER - Simpósio PIBID-PUCPOSTER - Simpósio PIBID-PUC
POSTER - Simpósio PIBID-PUCfisicadu
 
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...qualeoproblema
 
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo i
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo iModelo de plano de ensino computação e algoritmo i
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo iMarlon Vinicius da Silva
 
Plano de trabalho - Teorema de Pitágoras
Plano de trabalho - Teorema de PitágorasPlano de trabalho - Teorema de Pitágoras
Plano de trabalho - Teorema de PitágorasLuciane Oliveira
 
Rp mat 6_ef
Rp mat 6_efRp mat 6_ef
Rp mat 6_efCNT_2013
 
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...qualeoproblema
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de AulaTurma1NC
 
Plano de trabalho - Equações do segundo grau
Plano de trabalho - Equações do segundo grauPlano de trabalho - Equações do segundo grau
Plano de trabalho - Equações do segundo grauLuciane Oliveira
 
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011Ruanna Guido
 
Focade matemática
Focade matemáticaFocade matemática
Focade matemáticacarla alves
 
Rp mat 3_em
Rp mat 3_emRp mat 3_em
Rp mat 3_emCNT_2013
 

Semelhante a Aula 1 matemática III (20)

POSTER - Simpósio PIBID-PUC
POSTER - Simpósio PIBID-PUCPOSTER - Simpósio PIBID-PUC
POSTER - Simpósio PIBID-PUC
 
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Materiais do CEFET-MG ...
 
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo i
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo iModelo de plano de ensino computação e algoritmo i
Modelo de plano de ensino computação e algoritmo i
 
Plano de trabalho - Teorema de Pitágoras
Plano de trabalho - Teorema de PitágorasPlano de trabalho - Teorema de Pitágoras
Plano de trabalho - Teorema de Pitágoras
 
Rp mat 6_ef
Rp mat 6_efRp mat 6_ef
Rp mat 6_ef
 
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...
Planejamento da disciplina Calculo II da Engenharia de Computacao do CEFET-MG...
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
Portfólio 3 revezamento
Portfólio 3 revezamentoPortfólio 3 revezamento
Portfólio 3 revezamento
 
Sequência didática matemática I
Sequência didática matemática ISequência didática matemática I
Sequência didática matemática I
 
Plano aula matematica_adm_estela_giro
Plano aula  matematica_adm_estela_giroPlano aula  matematica_adm_estela_giro
Plano aula matematica_adm_estela_giro
 
Plano de trabalho - Equações do segundo grau
Plano de trabalho - Equações do segundo grauPlano de trabalho - Equações do segundo grau
Plano de trabalho - Equações do segundo grau
 
6. anexos
6. anexos6. anexos
6. anexos
 
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011
Encontro de Professores de Matemática e Especialistas - Outubro 2011
 
Focade matemática
Focade matemáticaFocade matemática
Focade matemática
 
Atps
AtpsAtps
Atps
 
Oficina - Ensino via Resolução de Problemas - Dia 1
Oficina - Ensino via Resolução de Problemas - Dia 1Oficina - Ensino via Resolução de Problemas - Dia 1
Oficina - Ensino via Resolução de Problemas - Dia 1
 
Modulo 2-matematica
Modulo 2-matematicaModulo 2-matematica
Modulo 2-matematica
 
Rp mat 3_em
Rp mat 3_emRp mat 3_em
Rp mat 3_em
 
Rp mat 3_em
Rp mat 3_emRp mat 3_em
Rp mat 3_em
 
Noname
NonameNoname
Noname
 

Mais de Débora Bastos (14)

Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012Matemática III Aula 20 2012
Matemática III Aula 20 2012
 
Matematica2 20
Matematica2 20Matematica2 20
Matematica2 20
 
Matematica2 19
Matematica2 19Matematica2 19
Matematica2 19
 
Matematica2 16
Matematica2 16Matematica2 16
Matematica2 16
 
Matematica2 15
Matematica2 15Matematica2 15
Matematica2 15
 
Matematica2 14
Matematica2 14Matematica2 14
Matematica2 14
 
Matematica2 13
Matematica2 13Matematica2 13
Matematica2 13
 
Matematica2 8
Matematica2 8Matematica2 8
Matematica2 8
 
Matematica2 7
Matematica2 7Matematica2 7
Matematica2 7
 
Matematica2 5
Matematica2 5Matematica2 5
Matematica2 5
 
Matematica2 4
Matematica2 4Matematica2 4
Matematica2 4
 
Matematica2 3
Matematica2 3Matematica2 3
Matematica2 3
 
Matematica2 2
Matematica2 2Matematica2 2
Matematica2 2
 
Matematica2 1
Matematica2 1Matematica2 1
Matematica2 1
 

Último

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 

Último (20)

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 

Aula 1 matemática III

  • 1. Matemática III Programa da disciplina 23 de fevereiro de 2015 Profª Débora Bastos
  • 2. Ementa  Sequências: Progressões aritmética, geométrica e suas aplicações.  Estudo das matrizes, suas operações e aplicações. Calculo de determinantes e suas aplicações.  Resolução de sistemas de equações lineares e aplicações.  Estudo da Geometria Analítica, envolvendo ponto, reta , circunferência e suas interações.
  • 3. Observações  Aluno responsável pelo próprio aprendizado.  Autonomia do aluno.  Aulas expositivas : SIM OU NÃO!  Aulas expositivas = aluno passivo.  Demanda tempo, comprometimento e esforço pessoal. Site da turma mais aberto a discussões. Cadastro em breve.
  • 4. Material de aula.  Conteúdo (não usaremos o livro didático ) disponibilizado em: http: //pertenceamatematica.pbworks.com Importantíssimo: Acesse e traga para a aula o material da semana. E no site da turma (em breve).
  • 5. Contato e horários de atendimento  E-mail: debora.bastos@riogrande.ifrs.edu.br  Telefone: 32338664  Sala 212. Pavilhão Central 2º Piso  Horários de atendimento: Segunda: 13h30 – 15h Terça: 10h30 -12h10 Quinta: 9h-10h e 13h30 – 15h.
  • 6. Regras para o bom andamento das aulas.  Horários de aula:  Automação: Entrada até as 8:05 e 8:50.  Fabricação: Entrada até as 10:15 e 11:10.  Uso do celular e outros dispositivos apenas para fins didáticos;  Saída para banheiro individual. Outro só poderá sair com o retorno do anterior.  Conversas em tom moderado.  Concentração na aula, atividades que não sejam a participação da mesma pode acarretar convite para conceder o benefício da ausência.  Comportamento adequado ao ambiente de aula.
  • 7. Comprometimento do professor.  Atraso máximo de 5 minutos, avisar caso aja algum imprevisto.  Reposição das aulas não dadas.  Avaliações coerentes e correções parciais.  Presença nos os horários de atendimento.  Notas das provas no prazo de dez dias úteis.  Respeitar a duração das aulas.  Publicação das aulas em tempo hábil.  Esclarecimento de dúvidas, papel do atendimento.
  • 8. Avaliação A nota bimestral será dividida em um teste (4,0 pontos) e uma prova (6,0 pontos) esta com todo o conteúdo do bimestre. Avaliação Qualitativa: Até um ponto extra pela participação, comprometimento e atuação no site da turma. Resolução de exercícios, desafios, pesquisas da história da matemática, inserção de curiosidades, vídeos próprios. Tudo relacionado com a matemática inserida no site da turma. Link através do site: http://pertenceamatematica.pbworks.com
  • 9.  1º Bimestre:  Teste: 23/03  Prova: 27/04  2º Bimestre:  Teste: 25/05  Prova: 06/07  Período de recuperação preventiva: 11/07 – 18/07.  3º Bimestre:  Teste: 24/08  Prova: 21/09 (????)  4º Bimestre:  Teste: 26/10 (????)  Prova: 23/11  Período de recuperação preventiva: 28/11 – 08/12.  Período de exames: 09/12 – 22/12. DATAS das Avaliações
  • 11. Sequências  O que lembra a palavra sequência? Noção matemática: Lista ordenada de objetos. Palavra chave: ORDEM.  Preferência: sequências numéricas ou que possam se relacionar com números.
  • 12. Exemplos: Perceba o padrão¹ e descubra os próximos TERMOS² das sequências abaixo. a, e, i, ... , , , ... 1, 3, 5, 7, ... 2, 3, 5, 7, ... a, ab, aba, abac, abaca, ... (1) - Nem sempre uma sequência terá um padrão ou lei. (2) . CONJUNTO ELEMENTO SEQUÊNCIA TERMO 
  • 13. . Perceba o padrão das sequências abaixo e descubra os próximos três termos: , , , ... 0, 1, 0, 1, 0, 1, 0, 1... 2, 6, 18,... 1, 1, 2, 3, 5, 8, ... 2, 10, 12, 16, 17,... 5, 10, 15,... 2, 1, 6, 3, 10, 5,...
  • 14. Notação:  Conjuntos  chaves Conjunto das vogais: { a, e, i , o , u} = { e, i, u, o, a}  Sequências  parênteses Sequência das vogais: (a, e, i, o , u) ordem alfabética Termo específico? Termo genérico? Como diferenciar sequências?
  • 15. Notação:  Nome de uma sequência: (an) = (a, b, c,... , z) (bn) = (1, 1, 2, 3, 5, ...)  Termos de uma sequência: 1º , 2º , 3º , ..., 23º, ..., nº, ... termo genérico ou desconhecido Ordinal  lN ordem  índicea1, a2, a3,... a23,... an ,...
  • 16. Notação  Atenção: nº termo  an índice n  número natural positivo Exemplo: a14 é o 14º termo, então n = 14. Mas a14  14  Cuidado: (an)  nome da sequência an  termo genérico, desconhecido ou lei da sequência
  • 17. Termo geral  Lei da sequência: Como a lei de uma função de variável n. Exemplos: 1. an = 4n – 1 , n  lN. 2.        ímparén2n, parén,n1 nb
  • 18. Termo geral  Lei de recorrência: Relaciona na lei da sequência os termos anteriores. Exemplo:                 lNne2n, 2 a 1n, na 1-n 512
  • 19. Descobrindo o termo geral da sequência.  (an) = (1,2,3,4,....)  (bn) = (2, 4, 6, 8, ...)  (cn)= (1, 4, 9, 16,...)  (dn) = (1,1, 2, 3, 5, 8, ...)  (en)=(1, 1, 1, 1, 1, 1, ...)

Notas do Editor

  1. Passar a lista de e-mail.
  2. Olhar os critérios para realização de provas e dicas de estudo e prova no site.
  3. Ideias relacionadas à palavra sequência e o uso no cotidiano. A notação é importante. Veremos ainda hoje.