“Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia
Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria...
“Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia
Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria...
“Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia
Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria...
“Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia
Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria...
“Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia
Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diários de Motocicleta relação com a Geografia

4.527 visualizações

Publicada em

Relação do filme Diários de Motocicleta com a ciência geográfica

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diários de Motocicleta relação com a Geografia

  1. 1. “Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria Caldeira Licenciatura Geografia e Planeamento - 1º Ano 2014/2015 Introdução Com o inicio do estudo da geografia, a sua evolução ao longo dos tempos como ciência geral e sua fundamentação como ciência própria, a percepção das simbologias dos signos é uma realidade que por vezes dada como conhecimento adquirido mas passando ao lado de um olhar menos atento à sua descodificação. A geografia não se trata apenas de um estudo debruçado sobre os mapas e as diferentes regiões geográficas trata-se de avaliar o que acontece em dado território, as relações que aí se constroem e a interação resultante da ação do homem sobre o meio. Até que ponto um filme consegue denotar a importância da avaliação da geografia, as suas particularidades enquanto ciência? Este é o mote para o desenvolvimento deste trabalho, apresentamos a sinopse do filme: Diários de Motocicleta Sinópse Diários de Motocicleta é um filme de drama biográfico, realizado por Walter Salles em 2004. Tem como personagens principais Gael García Bernal (Ernesto) e Rodrigo de la Serna (Alberto Granado). É um filme produzido na América Latina. Alberto Granado, de 29 anos, era um estudante de medicina que, em 1952, decide viajar pela América do Sul e leva consigo o amigo Alberto Granado, de 23 anos e também estudante de medicina. Esta viagem foi realizada de moto, onde o destino era a Venezuela. Mas a moto passando algum tempo avariou. Assim eles continuam a sua viagem em caminhadas ou a boleia. O objetivo deste trajeto era pela pesquisa médica, mas logo esta ideia muda ao encararem a realidade do continente americano. Com o decorrer da viagem, são surpreendidos pela geografia física e humana do continente, no que havia bastante pobreza, diferenças políticas e sociais. Isto leva a que a mentalidade destes dois amigos muda-se. Um dos principais fatores desta mudança acontece quando chegam ao Peru e encontram um leprosário. Este leprosário era composto por uma separação de doentes e médicos. Os doentes situavam-se na zona sul da colônia e os médicos na zona norte. Esta situação leva a que o principal objetivo da viagem fique de parte e acaba por ser definido o destino de um dos maiores líderes revolucionários no século XX. A viagem dura oito meses, começando a 4 de janeiro de 1952 a 26 de Julho do mesmo ano. Eles percorrem mais de 12,425 km. 1 | Página Universidade do Minho
  2. 2. “Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria Caldeira Licenciatura Geografia e Planeamento - 1º Ano 2014/2015 Análise do filme e relação com a geografia O filme inicia-se com a preparação por parte dos autores com para a viagem que iria levar a cabo, desde cedo a geografia esteve presente com o planeamento debruçado em mapas, definição de itinerários. Passamos a analisar por passagens demonstradas no filme a narrativa inicia-se em Buenos Aires, Argentina a 4 de Janeiro de 1952. Uma frase que representa a ideia dos personagens e representa a geografia de forma perfeita é: “onde conheceremos novas terras, novos hinos, comeremos novas frutas..” eram movidos pelo gosto e a curiosidade, assim como os geógrafos que exploram o território, viam esta viagem como uma forma de contactar e conhecer outros modos, outros seres e aprender com eles as suas particularidades e as simbologias que cada cultura tem. Após iniciarem-se o seu percurso denota-se uma transição de cidade para o campo, com enquadramentos de paisagens constituídas de grandes planícies e longa e recta estrada, assiste-se a modos de vida campestre de criação de gado. O filme desenrola-se e chegando a Miramar, Argentina 13 de Janeiro, percorridos já 601 Km, “onde chegamos, Suiça?” esta pergunta acontece devido à tipologia do edifício, símbolo que representa uma cultura muito distante. Ao passo que viajavam notava-se as mudanças da paisagem com a existência de relevos acidentados, locais tranquilos, composto por lago e um verde imenso ou seja, zonas rurais, com diferente composição das árvores e da fauna, o clima é também diferente com montanhas cobertas de neve. Em San Martin de los Andes, Argentina a 31 de Janeiro com 2051 Km e vivenciam o instinto de sobrevivência através da caça de patos. Com o relato no diário “Che Guevara” usou a frase “melancolia de tudo o que ficou para trás e por outro lado todo o entusiasmo por entrar em terras novas”. Estas palavras retratam um sentimento de tristeza pelo facto de ter deixado todo para trás o que lhe era conhecido e as relações que tinha, mas por outros lado estava a descobrir e a expandir o seu conhecimento que não era garantido, vivendo novas realidades, o que nós consideramos de “deixar de ver o mundo por uma capa de livro”. A geografia procura explorar e conhecer estas novas realidades, a descoberta a par da reflexão e introspeção serve como forma de nos instruír como pessoas e como cidadãos. Num rio com uma mudança da paisagem composta por grandes vales e um rio dando acesso ao Chile vemos um território coberto por neve, árvores carregadas, mantos brancos. A 18 de Fevereiro com 2772 Km chegam a Temuco, Chile encontram-se nesta cidade, noutro país, fazendo com que se apercebam e explorem o novo tipo de comida, não conheciam os peixes do mercado e os costumes festivos, fazem-nos viver outra cultura. Chega ao momento em que “perdem” a mota num acidente ao se descontrolarem com uma manada de vacas seguindo a viagem de boleia. Um momento importante acontece em Los Angeles, Chile, com o contacto com a pessoas locais, fazem referência ao sotaque, sendo que este é um factor de identificação de gentes, grupos, sociedades. Um verdadeiro simbolismo geográfico o sotaque, por caracterizar da melhor forma a origem de cada pessoa, sendo um factor diferenciador e tão diversificado. Apesar de colocarem a mota na oficina, esta não tem arranjo, obrigando a prosseguir viagem apé até encontrarem boleia. 2 | Página Universidade do Minho
  3. 3. “Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria Caldeira Licenciatura Geografia e Planeamento - 1º Ano 2014/2015 Valparaíso, Chile 7 de Março 1952 KM 3573 Esta cidade apresenta-se com edifícios de tons suaves, dando ideia de um clima solarengo, onde logo se seguida apresenta a continuação da viagem num território hostil e desértico. Tendo pernoitando e tido contacto com um casal, que sofreram problemas devido ao facto de serem comunistas, levando à conscialização das personagem principais para a noção de desigualdade social e sensibilização para estas questões. Encontravam-se numa zona com uma realidade complicada, porque de dia apercebem-se do modo injusto como são tratados os trabalhadores de uma mina, sem água, levando à revolta de Che Guevara, Chuquicamata Mine, Chile 15 de Março 5122 Km. Todo isto leva a personagem ao reflectir no seu diário se aperceber “sentia que realidade começa a mudar, encontrando indígenas sem tecto nas suas próprias terras”, o factor de injustiça social para com estes povos, marcavam-no. Chegam ao Peru com muito cansado acumulado em Cuzco a 2 de Abril 6932 Km aproveitam para conhecer a história da cidade, contactar com a população local, conhecendo a sua própria realidade social, dita pelo povo, relativamente à educação e ao trabalho com a influência dos poderosos para com os desfavorecidos. São viajantes que não querem apenas ver as paisagens e as suas multiplicidades, vão de encontro às pessoas, nota-se uma sensibilidade importante e necessária para de factor conhecer um território e o que aí de desenrola. Passam por Machiu Picchu a 5 de Abril com um total de 7014 Km, Lima, Pucallpa onde seguem viagem de barco para a zona principal que viria a marcar definitivamente a restante narrativa. A 8 de Junho em San Pablo encontram um panorama bastante dramático com o rio amazona a dividir em duas zonas com a parte Sul onde se encontram os pacientes doentes e no norte onde se situavam (personagem principais) encontravam-se os funcionários médicos, enfermeiras, freiras. Ficam surpreendidos e não compreendo o conjunto de regras desde a utilização de máscara ao não puder cumprimentar os doentes com aperto de mão. Mas com os dias convivem com os doentes ganham a confiança e partilhando vários momentos até à pratica de desporto. A 14 de Junho no dia de anos de Ernesto Che Guevara a quando do seu discurso diz “Assim tratando de livrar-me de qualquer tipo de provincialismo, brindo por Peru e pela América unida”, aqui está presente o sua principal ideologia de união das regiões, além destas palavras outras indicam um ideal comunista por uma sociedade que seja justa e equitativa sem o modelo económico que não resulta. O seu gesto de ir de encontra ao outro lado do rio a nado, ao escuro ter com os doentes, demonstra bem a sensibilidade para com estas pessoas e a cumplicidade ganha, estavamos a um dia da sua partida. Ao amanhecer despedem-se dos pacientes com um amargo de quando se cria laços afectivos com uma comunidade, com um sentimento misto porventura de um regresso mas um neveiro que encontre o espaço e dando um ar místico e lento daquele momento melancólico junto com o andamento da canoa onde seguiam. A 26 de Julho, Caracas, Venezuela 12425 Ernesto refere-se que a viagem, deu-lhe coisas com que pensar durante muito tempo: “Quanta injustiça, não?” “Eu? ja não sou eu,pelo 3 | Página Universidade do Minho
  4. 4. “Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria Caldeira Licenciatura Geografia e Planeamento - 1º Ano 2014/2015 menos no interior”, dando-se passagens de registos das várias gentes que durante a viagem fizeram parte do seu percurso, da sua aprendizagem. A viagem com propósito lúdico e mera curiosidade viria a se tornar um elemento que fomentou um grande líder e revolucionário a personagem que cá tratamos por Che Guevara, não no filme e na aquela altura era apenas conhecido por Fuser. Mas é possível perceber o quão humano a pessoa era, a revolta para com as dificuldades vividas pelos diferentes povos. Estas questões sociais que viriam a tomar conta do mundo e presente na ciência geográfica com as teorias marxistas são caracterizadores de um ideal de uma sociedade humana, que permite o acesso equitativo e de mesma ordem. De uma viagem de estudantes de medicina com qualidade de vida e sem preocupações básicas de vivência, o contacto com as diferentes paisagens humanizadas e a estrutura social fundamentada em valores meramente economicistas leva à mudança de pensamento e das necessidades que o seu país e a América precisava. Um conhecimento sentido na vida real e partilhado durante algum tempo que redefine o nosso ser, o nosso olhar para com uma sociedade com a qual partilhamos uma identidade, simbologias, signos e crenças. A descoberta do território possuídores de várias identificações não só permite conhecer e perceber as variações que ocorre mas também a singularidade com que cada constituinte se normaliza. 4 | Página Universidade do Minho
  5. 5. “Diários de Motocicleta” Filme | Análise da relação com a Geografia Unidade Curricular: Teoria em Geografia Docente: Maria Caldeira Licenciatura Geografia e Planeamento - 1º Ano 2014/2015 Conclusão Após a análise do filme e a contextualização da ciência geográfica no mesmo, é-nos possível verificar várias situações em que as particularidades da geografia permitem uma reflexão perante a comunidade que rodeia as personagens principais. Assim, desde início a utilização de um mapa e o planeamento da viagem utiliza vários instrumentos em que a ciência geográfica se preocupa e trabalha. As paisagens expressas no filme remetem-nos para locais geográficos diferentes, então a paisagem serve como elemento fulcral na narrativa, diferenciando ao longos dos quilómetros percorridos, desde a locais desérticos a cobertos de neve. Uma constante e de igual modo importante ao conhecer determinado espaço e suas gentes é a interação com a comunidade local, que armazena em seus costumes,comidas, padrões éticos singulares, símbolo máximo da sua individualização enquanto cultura. A edificação e a alteração do território com determinada simbologia e signos, podendo assim permitir um reconhecimento a determinado grupo social, cultural. A importância da geografia enquanto ciência do território alberga, não só questões físicas de diferenciação mas também de factores humanos. A geografia importância da geografia neste filme, expressa-se na sua simplicidade de descobrir novas terras e novos modos. A geografia está em toda parte fazendo parte do nosso quotidiano sem nos apercebermo-nos da sua essência para com a resolução de problemas de âmbito social e estratégico a nível económico. Encontramos a geografia física e a geografia humana presente ao longo da viagem, que viria a sensibilizar um dos maiores líderes revolucionários da história, aqui se encontram a geografia nos momentos mais marcantes da constituição na nossa sociedade e modo de vida. Webgrafia http://www.imdb.com/title/tt0318462/ 5 | Página Universidade do Minho

×