Apresentação da Simone Ângelo

1.770 visualizações

Publicada em

Apresentação da Simone Ângelo (Mepes) para o Painel "Um projeto de campo para o Brasil", da IV Jornada Nacional do Jovem Rural:
http://www.jovemrural.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.062
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação da Simone Ângelo

  1. 1. <ul><li>Por uma Agricultura Familiar, Profissional e Inovadora. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>A terra é a terra mesmo. </li></ul><ul><li>Tem gente que pensa que terra só serve para cavar buraco no chão, para ser hotel de minhoca, para enfiar poste de luz ou então para sujar o pé de lama em dia de chuva, mas não é nada disso. </li></ul><ul><li>Se não fosse a terra, a gente pisava onde? </li></ul><ul><li>Se não fosse a terra, a gente construía nossa casa onde? </li></ul>
  3. 4. <ul><li>E as cidades? E as estradas? E os campinhos de futebol? </li></ul><ul><li>Sem a terra a gente não ia jogar bola nunca mais? </li></ul><ul><li>Sem terra não ia ter milho, laranja, caqui, jabuticaba, banana, pera, uva, cacau, pitanga, mexerica, romã, maçã,abacate, melancia, abacaxi, nem amendoim nem nada. O mundo ia ser só um monte de coisa nenhuma cercado de água para todos os lados. </li></ul>
  4. 6. 1963: Chegada do Pe. Humberto ao Estado do Espírito Santo. 1964: Ele é ordenado Sacerdote no Rio Grande do Sul e retorna ao Estado 1965: Ele é designado a servir na Escola Apostólica dos Jesuítas em Anchieta/ES. 1966: Viaja a Itália e descobre a Escola Família Agrícola. Ainda neste ano chega neste país um grupo de 07 jovens brasileiros. 1967: Ele retorna ao Brasil acompanhado de três italianos. 1968: O grupo de alunos volta da Itália e em fevereiro deste ano é instalada no Brasil a primeira Escola Família Agrícola da América Latina. 1968: Inicia o primeiro ano de atividades da Escola Família Agrícola de Olivânia.
  5. 8. <ul><li>“ Encontrar-se para se conhecer </li></ul><ul><li>Conhecer-se para caminhar juntos </li></ul><ul><li>Caminhar juntos para crescer </li></ul><ul><li>Crescer para amar-se mais.” </li></ul><ul><li>Padre Humberto Pietrogrande </li></ul><ul><li>( Fundador do MEPES). </li></ul>
  6. 9. <ul><li>Ação Educacional; </li></ul><ul><li>Profissionalização de Jovens; </li></ul><ul><li>Formação de Educadores; </li></ul><ul><li>Extensão Rural; </li></ul><ul><li>Assistência Médico-hospitalar; </li></ul><ul><li>Educação Infantil. </li></ul>
  7. 10. <ul><li>“ Pesquisas realizadas no Brasil e em outros países têm comprovado que o professor é decisivo para o sucesso da aprendizagem dos alunos ;apesar desse consenso as condições de trabalho permanecem precárias. No caso específico da área rural,eles enfrentam,sobrecarga de trabalho, alta rotatividade e dificuldades de acesso à escola.” </li></ul>
  8. 11. <ul><li>“ Tem sido objeto de debate intenso, pois, enquanto os movimentos sociais e uma série de políticas governamentais buscam “fixar” o trabalhador rural no campo e assegurar a posse da terra para aqueles que a desejem cultivar, o transporte escolar atua em sentido inverso, levando o filho deste trabalhador para os núcleos urbanos.” </li></ul>
  9. 12. “ ... A Educação, isoladamente, pode não resolver os problemas do campo e da sociedade, mas é um dos caminhos para a promoção da inclusão social e do desenvolvimento sustentável.”
  10. 13. Idéias que norteiam o trabalho com a Pedagogia da Alternância “ Se vocês formam o jovem e o meio não se desenvolve, vocês estão colocando o jovem para fora desse meio” (Pedro Puig Calvó).
  11. 14. OS 4 PILARES DAS EFAS Finalidades Meios Formação Integral Desenvolvimento do Meio Alternância Associação Local
  12. 15. “ Não há uma escola que ensine tudo para toda a vida. A educação na escola constitui apenas uma parte de todo esse processo que é a educação. É preciso que o jovem na sua experiência formadora, assumindo-se como sujeito também da produção de saber, se convença definitivamente de que ensinar não é transferir conhecimentos, mas criar as possibilidades para sua produção ou construção.” (Paulo Freire) “ A escola precisa mudar para acompanhar a evolução dos tempos e cumprir a sua missão na atualidade.Mudar não apenas nos currículos que são ministrados, mas na organização disciplinar, pedagógica, organizacional,nos valores e nas relações humanas que nela se vivem.” (Delors,2001).
  13. 16. HOJE... Nos encontramos diante de um impasse: ATIVIDADE AGRÍCOLA SUSTENTÁVEL X AGRONEGÓCIO ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? X
  14. 20. <ul><li>Cristina Pícole de Jesus Camata </li></ul>
  15. 22. PROTAGONISMO JUVENIL
  16. 24. “ Campo” – espaço geográfico e social que possui vida em sim e necessidades próprias, como “parte do mundo e não aquilo que sobra além das cidades”. O campo é concebido enquanto espaço social com vida, identidade cultural própria e práticas compartilhadas, socializadas por aqueles que ali vivem.
  17. 28. FAMÍLIA E COMUNIDADE
  18. 29. Educadores
  19. 32. <ul><li>ARCAFAR _SUL; </li></ul><ul><li>CEDEJOR; </li></ul><ul><li>MEPES; </li></ul><ul><li>MOC; </li></ul><ul><li>SERTA. </li></ul>
  20. 35. Se, na verdade, não estou no mundo para simplesmente a ele me adaptar, mas para transformá-lo; se não é possível mudá-lo sem um certo sonho ou projeto de mundo, devo usar toda possibilidade que tenha para não apenas falar de minha utopia, mas participar de práticas com ela coerentes. Paulo Freire
  21. 37. <ul><li>Contatos: </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  22. 38. <ul><li>OBRIGADA! </li></ul>

×