SlideShare uma empresa Scribd logo

Diérese, hemostasia e síntese

1 de 13
Baixar para ler offline
O Ato Operatório – Diérese,
hemostasia e síntese
Regison Rafael
O Ato Operatório
- Diérese + Hemostasia + Síntese;
- Exérese;
- Não necessariamente todos estarão
presentes;
Diérese
- Divisão, incisão, secção e separação, punção e
divulsão;
- Finalidade de proporcionar uma solução de
continuidade entre tecidos;
- Características Básicas:
a) Incisão proporcional ao procedimento;
b) Técnica adequada para cada plano anatômico;
c) Dissecção apropriada com hemostasia rigorosa;
d) Manipulação cuidadosa;
Diérese
# Passos:
a) Delimitação da diérese cutânea:
- Com fios cirúrgicos;
- Com canetas apropriadas;
- Escarificação da pele com a lâmina;
- Imaginária;
Diérese
# Passos:
b) Isolamento provisório do local da incisão:
- Colocação de compressas laterais;
c) Fixação da pele:
- Uso do primeiro e quarto quirodáctilos da mão
não-dominante;
- O bisturi deve ser aplicado uniformemente e de
uma vez;
d) Sentido da incisão:
- Da esquerda para a direita;
- De distal para proximal;
Diérese
# Instrumentos:
- Bisturi;
- Tesouras;
- Pinças de disseção;
- Tentacânula;
- Estiletes;
- Afastadores;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide Centro Cirúrgico
Slide Centro CirúrgicoSlide Centro Cirúrgico
Slide Centro CirúrgicoLuana Santos
 
Central de Material e esterelização
 Central de Material e esterelização Central de Material e esterelização
Central de Material e esterelizaçãoGilson Betta Sevilha
 
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6Aline Bandeira
 
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...Lucas Fontes
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Will Nunes
 
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013Guilherme Terra
 
Clínica cirúrgica aula teôrica 1 powerpoint data show
Clínica cirúrgica aula teôrica 1  powerpoint data showClínica cirúrgica aula teôrica 1  powerpoint data show
Clínica cirúrgica aula teôrica 1 powerpoint data showCésar Müller
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoConceição Quirino
 
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoClínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoSou Enfermagem
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentosJanaína Lassala
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Will Nunes
 
Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica232609
 
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatoriosCuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatoriosEduardo Bernardino
 
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2Aline Bandeira
 

Mais procurados (20)

Slide Centro Cirúrgico
Slide Centro CirúrgicoSlide Centro Cirúrgico
Slide Centro Cirúrgico
 
Anestesia
AnestesiaAnestesia
Anestesia
 
Central de Material e esterelização
 Central de Material e esterelização Central de Material e esterelização
Central de Material e esterelização
 
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
 
Apresentação cc
Apresentação ccApresentação cc
Apresentação cc
 
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
 
Equipe cirúrgica
Equipe cirúrgicaEquipe cirúrgica
Equipe cirúrgica
 
Terminologia cirúrgica
Terminologia cirúrgicaTerminologia cirúrgica
Terminologia cirúrgica
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
 
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013
Paramentação cirúrgica em Cirurgia BMF 2013
 
Clínica cirúrgica aula teôrica 1 powerpoint data show
Clínica cirúrgica aula teôrica 1  powerpoint data showClínica cirúrgica aula teôrica 1  powerpoint data show
Clínica cirúrgica aula teôrica 1 powerpoint data show
 
Punção venosa
Punção venosaPunção venosa
Punção venosa
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material Esterilizado
 
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoClínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
 
Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica
 
SÍNTESE E FIOS DE SUTURA
SÍNTESE E FIOS DE SUTURASÍNTESE E FIOS DE SUTURA
SÍNTESE E FIOS DE SUTURA
 
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatoriosCuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
 
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2
Protocolo de Cirurgia Segura AULA 2
 

Mais de Danilo Modesto

Mais de Danilo Modesto (7)

Drenos cavitários
Drenos cavitáriosDrenos cavitários
Drenos cavitários
 
O centro cirúrgico
O centro cirúrgicoO centro cirúrgico
O centro cirúrgico
 
História da cirurgia
História da cirurgiaHistória da cirurgia
História da cirurgia
 
Fios e suturas
Fios e suturasFios e suturas
Fios e suturas
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
 
Abdome agudo
Abdome agudoAbdome agudo
Abdome agudo
 
Residência médica
Residência médicaResidência médica
Residência médica
 

Diérese, hemostasia e síntese

  • 1. O Ato Operatório – Diérese, hemostasia e síntese Regison Rafael
  • 2. O Ato Operatório - Diérese + Hemostasia + Síntese; - Exérese; - Não necessariamente todos estarão presentes;
  • 3. Diérese - Divisão, incisão, secção e separação, punção e divulsão; - Finalidade de proporcionar uma solução de continuidade entre tecidos; - Características Básicas: a) Incisão proporcional ao procedimento; b) Técnica adequada para cada plano anatômico; c) Dissecção apropriada com hemostasia rigorosa; d) Manipulação cuidadosa;
  • 4. Diérese # Passos: a) Delimitação da diérese cutânea: - Com fios cirúrgicos; - Com canetas apropriadas; - Escarificação da pele com a lâmina; - Imaginária;
  • 5. Diérese # Passos: b) Isolamento provisório do local da incisão: - Colocação de compressas laterais; c) Fixação da pele: - Uso do primeiro e quarto quirodáctilos da mão não-dominante; - O bisturi deve ser aplicado uniformemente e de uma vez; d) Sentido da incisão: - Da esquerda para a direita; - De distal para proximal;
  • 6. Diérese # Instrumentos: - Bisturi; - Tesouras; - Pinças de disseção; - Tentacânula; - Estiletes; - Afastadores;
  • 7. Hemostasia - Conjunto de manobras destinadas a prevenir ou coibir hemorragias; # Tipos: - Temporária x Definitiva; - Preventiva x Corretiva;
  • 8. Hemostasia Temporária a) b) c) d) e) f) Compressão: Pinçamento do vaso sangrante: Clampeamento do tronco vascular; Garrote ou torniquete; Posicionamentos anti-hemorrágicos; Hemostasia temporária medicamentosa;
  • 9. Hemostasia Definitiva a) Ligadura; b) Clipe; c) Tamponamento por compressas;
  • 10. Síntese - Reconstituição anatômica e/ou funcional de um tecido ou órgão; - Bordas unidas perfeitamente justapostas; - Fios cirúrgicos, fitas adesivas ou colantes, grampos...
  • 11. Síntese # Condições essenciais para a síntese: - Assepsia e Antissepsia; - Bordas regulares; - Hemostasia; - Material apropriado; - Técnica perfeita;
  • 12. Síntese # Material para a síntese: - Pinça de dissecção; - Porta-agulha; - Agulha e fios de sutura; - Grampeadores;