Língua Portuguesa: a pesquisa e   o trabalho em sala de aula.                            10º ENCONTRO    O PROCESSO DE COM...
Leituras do texto literário em contexto escolar OBJETIVOS A pesquisa teve como objetivos investigar e refletir sobre o tr...
POR QUE O TEXTO LITERÁRIO?Por ser plurissignificativo por natureza, ouseja, pela multiplicidade de sentidos que alinguagem...
Vincent Jouve (A Leitura – 1993), afirma: “Se aleitura literária tem uma especificidade, é [...] pormeio de seus efeitos q...
“A experiência literária não só nos permite saber da vida pormeio da experiência. Ou seja, a ficção feita palavra nanarrat...
Magda Soares – A escolarização da literaturainfantil e juvenil (1999), afirma que osexercícios propostos aos alunos sobre ...
Exercícios de compreensão ou copiação nosmanuais de ensino de língua? L.A Marcuschi, 1996Num total de 1463 perguntas encon...
“Na escola, a leitura literária tem a função de nosajudar a ler melhor, não apenas porque possibilitaa criação do hábito d...
Por que Bartolomeu Campos de Queirós?A escolha do conto foi motivada pela importânciaque esse autor tem para a literatura ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lingua portuguesa a pesquisa e o trabalho em sala de aula

7.178 visualizações

Publicada em

aula 10 - Claudia Gazzola

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
219
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lingua portuguesa a pesquisa e o trabalho em sala de aula

  1. 1. Língua Portuguesa: a pesquisa e o trabalho em sala de aula. 10º ENCONTRO O PROCESSO DE COMPREENSÃO DE OBRAS L I T E R Á R I A S : “ AT É PA S S A R I N H O PA S S A ” D E BARTOLOMEU CAMPOS DE QUEIRÓS CLAUDIA GAZZOLA
  2. 2. Leituras do texto literário em contexto escolar OBJETIVOS A pesquisa teve como objetivos investigar e refletir sobre o tratamento didático dado ao texto literário no contexto escolar e sugerir situações didáticas que evidenciam a riqueza e a natureza do texto literário para o trabalho no ensino fundamental I e II.
  3. 3. POR QUE O TEXTO LITERÁRIO?Por ser plurissignificativo por natureza, ouseja, pela multiplicidade de sentidos que alinguagem subjetiva do texto literário oferece.“A literatura corresponde a uma necessidade universal quedeve ser satisfeita sob pena de mutilar apersonalidade, porque pelo fato de dar forma aossentimentos e à visão do mundo ela nos organiza, nosliberta do caos e portanto nos humaniza. Negar a fruiçãoda literatura é mutilar a nossa humanidade. (Antonio Candido.O direito à literatura. In Vários escritos, 1995)
  4. 4. Vincent Jouve (A Leitura – 1993), afirma: “Se aleitura literária tem uma especificidade, é [...] pormeio de seus efeitos que se deve tentar apreendê-la.”Jouve cita Michel Picard (1987) que atribui trêsfunções essenciais à leitura dos textos literários:* a subversão na conformidade;* a eleição do sentido na polissemia;* a modelização por uma experiência de realidadefictícia.“[...] a leitura literária é, desses três modos, uma práticafrutuosa da qual o sujeito sai transformado.” (Jouve,1993)
  5. 5. “A experiência literária não só nos permite saber da vida pormeio da experiência. Ou seja, a ficção feita palavra nanarrativa e a palavra feita matéria na poesia são processosformativos tanto da linguagem quanto do leitor e do escritor.Uma e outra permitem que se diga o que não sabemosexpressar e nos falam de maneira mais precisa o quequeremos dizer ao mundo, assim como nos dizer a nósmesmos.É por possuir essa função maior de tornar o mundocompreensível transformando sua materialidade em palavrasde cores, odores, sabores e formas intensamente humanasque a literatura tem e precisa manter um lugar especial nasescolas.” (Rildo Cosson, 2009)
  6. 6. Magda Soares – A escolarização da literaturainfantil e juvenil (1999), afirma que osexercícios propostos aos alunos sobre ostextos literários não abordam o que éessencial neles: a percepção de sualiterariedade (recursos de expressão, usoestético da linguagem).
  7. 7. Exercícios de compreensão ou copiação nosmanuais de ensino de língua? L.A Marcuschi, 1996Num total de 1463 perguntas encontradas em sete manuaisem uso nas escolas (particulares e públicas):60% - cópia30% - caráter pessoal5% - relação com alguma informação textualpoucas – reflexão crítica* Mais da metade dos exercícios de compreensão dosmanuais pode ser dividida em: perguntas respondíveis sem aleitura; perguntas não-respondíveis, mesmo lendo o texto;perguntas para as quais qualquer resposta serve; perguntasque só exigem cópia.
  8. 8. “Na escola, a leitura literária tem a função de nosajudar a ler melhor, não apenas porque possibilitaa criação do hábito de leitura ou porque sejaprazerosa, mas sim, e sobretudo, porque nosfornece, como nenhum outro tipo de leitura faz, osinstrumentos necessários para conhecer earticular com proficiência o mundo feito linguagem.[...] Ao professor cabe criar as condições para queo encontro do aluno com a literatura seja umabusca plena de sentido para o texto literário, parao próprio aluno e para a sociedade em que todosestão inseridos.” (Cosson, 2009)
  9. 9. Por que Bartolomeu Campos de Queirós?A escolha do conto foi motivada pela importânciaque esse autor tem para a literatura brasileira e pelariqueza da matéria literária do texto de BartolomeuCampos de Queirós.

×