SlideShare uma empresa Scribd logo
Nossa energia gera um
futuro melhor
Peter Andreas von Lasperg
Gerente Programa de Fidelização
Estratégia para Desenvolver Ambiente de Negócios Ético,
Responsável e Sustentável com Parceiros Agricultores
Lubrificantes
Exploração &
Produção
Downstream
 Combustíveis
 Bases
 Postos
 Aeroportos
Upstream
 Etanol
 Açúcar
 Bio-energia
 24 usinas
Estrutura Societária
Ser reconhecida globalmente pela
excelência em desenvolvimento,
produção e comercialização de
energia sustentável.
Visão
Promover soluções sustentáveis em
energia através da tecnologia, talento e
ações rápidas, maximizando e criando valor
para nossos clientes, acionistas e
contribuindo para a sociedade
Missão
Dimensão
Faturamento de
R$ 50 bi
R$ 20 bi de valor
estimado de mercado
Mais de 40.000
empregados
Negócios integrados
Cultivo da cana
Produção de açúcar
e etanol
Comercialização de
açúcar e etanol
Logística interna
e de exportação
Distribuição
e varejo
Comercialização de combustíveis
Uma rede de alta eficiência e confiabilidade
4.700 postos de serviço
700 lojas de conveniência
52 terminais logísticos
54 aeroportos
22 bilhões litros/ano
Fonte: Datagro
Etanol, Açúcar e Bioenergia
Entre os maiores produtores de cana de açúcar do mundo
Brasil1º 498.000
Índia2º 356.000
China3º 106.000
Tailândia4º 80.000
Paquistão6º 55.000
7º México 51.000
Colômbia8º 40.000
Austrália9º 36.000
5º 65.000
Etanol, Açúcar e Bioenergia
Maior produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar e maior
produtor brasileiro de açúcar
860 mil ha
de área cultivada
86%
colheita mecanizada
2 bi litros
de etanol
4 m tons
de açúcar
930 MW
de capacidade instalada
Etanol, Açúcar e Bioenergia
Clusters de produção sucroenergética
24 Usinas
São Francisco, Rafard, Bom Retiro, Santa Helena, Costa Pinto
Barra, Dois Córregos, Diamante
Bonfim, Tamoio, Serra, Zanin
Paralcool, Tarumã, Maracaí, Ipaussu
Gasa, Univalem, Destivale, Mundial, Benálcool
Jataí
Caarapó
1
2
3
4
5
6
7
Votuporanga
Itapeva
Registro
Sorocaba
Gal. Salgado
Orlândia
Franca
S. J. da
Boa Vista
Mogi
Mirim
Campinas Bragança
Paulista
São Paulo
Mogi
das Cruzes
Pindamonhangaba
Guaratinguetá
Ilha de São Sebastião
(Ilha Bela)
Fernandópolis
Santos
Jales
Dracena
Pres.
Venceslau
Pres. Prudente
Tupã
Marília
Baurú
Avaré
Botucatu
S. J. do
Rio Preto
Ribeirão Preto
Barretos
Andradina
Araçatuba
Catanduva
Jaboticabal
Lins
Itapetininga
Assis
Ourinhos
Piracicaba
Limeira
Araraquara
Jaú
Junq
CA
JAT
Gasa
Mund
Univ
DestBen
Ipau
Tar
Mar
Par
49 Km
Diam DC
Barra
Bonf
SerraZanin
Tam
23Km
UBR
Raf
IASF
USH
CoPi
10,8 Mtc
9,4 Mtc
11,6 Mtc
10,7 Mtc
Greenfield
em MS
2,3 Mtc
11,0 Mtc
2,8 Mtc
Greenfield
em GO
4,0 Mtc
Porto
de Santos
Perfil do Suprimento de Cana
Mix Cana Própria vs Cana de Fornecedores
Cana Própria Raízen Cana de Fornecedores
de Cana
Volume de Cana 33 MM Tons (51%) 32 MM Tons (49%)
Área Administrada 430 mil ha 430 mil ha
% de Mecanização (Colheita) 91% 71%
% de Mecanização (Plantio) 62% 24%
Quantidade de Parceiros - 3.500
% de Cana c/ CCT por conta dos
Fornecedores
- 58%
Produtividade Média (5 safras) 84 TCH 80 TCH
Apenas 8% dos fornecedores administram áreas superiores a
200 ha e representam 57% do volume de cana de parceiros.
Dados Realizados na Safra 12/13
Fornecedores
de Cana na Raízen
A Raízen reconhece e valoriza o
papel fundamental dos seus
parceiros produtores de cana na
estratégia de longo prazo de
nossos negócios e por isso
decidiu criar um programa de
relacionamento para promover
um ambiente de negócios mais
sustentável…
O que é o
Programa
Cultivar?
Programa estruturado de relacionamento
de longo prazo
Melhorar o relacionamento
Compartilhar conhecimento
Contribuir para melhorar
os resultados
Suportar o crescimento
dos fornecedores
Construção de uma
proposta de valor
para os nossos parceiros
produtores de cana.
Fornecedores
de cana
Contribuição em
Compras
Desenvolvimento
de Fornecedores
de Cana
Reconhecimento de
Desempenho
Linhas de
Crédito
Serviços
Contribuição em
Compras
Aumentar o poder de negociação dos parceiros
Fornecedores de Cana por meio da escala de
compra da Raízen.
Contribuição em Compras
Juntos
somos
mais
fortes!
Custo de
produção
Resultado
financeiro
(lucro)
Desenvolvimento
de Fornecedores de Cana
Desenvolvimento de
Fornecedores de Cana
Produtividade
Qualidade da cana
Custo de produção
Resultado financeiro (lucro)
Compartilhar conhecimento
técnico agronômico:
Risco de passivos
Atendimento às exigências
regulatórias
Promover a cultura de
sustentabilidade:
Profissionalização
Contribuir para o
aprimoramento da gestão
dos negócios:
Linhas de
Crédito
Linhas de Crédito
Firmar parcerias com Instituições
Financeiras para viabilizar condições
diferenciadas em financiamentos,
suportados pela credibilidade da Raízen
no mercado financeiro.
Serviços
Serviços
Atendimento diferenciado, com uma equipe
treinada para atender o Fornecedor com mais
qualidade;
Facilitar o acesso às informações do dia a dia por
meio de um portal de comunicação via internet;
Melhorar a infraestrutura de atendimento
ao Fornecedor nas unidades produtoras.
Reconhecimento de
Desempenho
Criação de um sistema de premiação para
reconhecimento dos melhores desempenhos
Reconhecimento de
Desempenho
Produtividade
Qualidade
Sustentabilidade
70%
30%
Modalidade da entrega
Adesão ao planejamento
Operações Mecanizadas
Projeto Piloto
Escopo
Seleção de 150
Fornecedores de
Cana, com
entrega acima de
30.000 TC, com
exceção das
regiões de
Piracicaba e Jaú,
onde
consideramos
entrega acima de
20.000 TC
Público-alvo
representa
6% da quantidade
total de
Fornecedores,
mas com 55%
da participação do
volume
Objetivos
Aprender
Ouvir sugestões
Aprimorar juntos
Tratamento VIP
Lançado em Março
De 2013
Promovendo um ambiente
de negócios cada vez mais
ético com seus parceiros
produtores de cana
Obrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Minerva SA - Relatorio 1T10
Minerva SA - Relatorio 1T10Minerva SA - Relatorio 1T10
Minerva SA - Relatorio 1T10
BeefPoint
 
Fact Sheet 2014
Fact Sheet 2014Fact Sheet 2014
Fact Sheet 2014
Petrobras
 
Apresentação 3T09
Apresentação 3T09Apresentação 3T09
Apresentação 3T09
RiRossi
 
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint MercadoPalestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
APCBRH
 
Estratégias do mercado do leite
Estratégias do mercado do leiteEstratégias do mercado do leite
Estratégias do mercado do leite
Lucas Bavaresco
 
Case study Mc Donalds
Case study Mc DonaldsCase study Mc Donalds
Case study Mc Donalds
CLT Valuebased Services
 
Apresentação dos Resultados do 3T18
Apresentação dos Resultados do 3T18 	Apresentação dos Resultados do 3T18
Apresentação dos Resultados do 3T18
Celesc
 
Apresentação ypf 2013 português para andré
Apresentação ypf 2013   português para andréApresentação ypf 2013   português para andré
Apresentação ypf 2013 português para andré
clausrudolph
 

Mais procurados (8)

Minerva SA - Relatorio 1T10
Minerva SA - Relatorio 1T10Minerva SA - Relatorio 1T10
Minerva SA - Relatorio 1T10
 
Fact Sheet 2014
Fact Sheet 2014Fact Sheet 2014
Fact Sheet 2014
 
Apresentação 3T09
Apresentação 3T09Apresentação 3T09
Apresentação 3T09
 
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint MercadoPalestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
Palestra sobre Mercado de Leite –Walter Galan –Milkpoint Mercado
 
Estratégias do mercado do leite
Estratégias do mercado do leiteEstratégias do mercado do leite
Estratégias do mercado do leite
 
Case study Mc Donalds
Case study Mc DonaldsCase study Mc Donalds
Case study Mc Donalds
 
Apresentação dos Resultados do 3T18
Apresentação dos Resultados do 3T18 	Apresentação dos Resultados do 3T18
Apresentação dos Resultados do 3T18
 
Apresentação ypf 2013 português para andré
Apresentação ypf 2013   português para andréApresentação ypf 2013   português para andré
Apresentação ypf 2013 português para andré
 

Destaque

O Perfil do CEO Sustentável
O Perfil do CEO SustentávelO Perfil do CEO Sustentável
O Perfil do CEO Sustentável
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Comunicação e Transparência no Agronegócio
Comunicação e Transparência no AgronegócioComunicação e Transparência no Agronegócio
Comunicação e Transparência no Agronegócio
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos NegóciosCASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Responsabilidade Social no Agronegôcio
Responsabilidade Social no AgronegôcioResponsabilidade Social no Agronegôcio
Responsabilidade Social no Agronegôcio
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no AgronegócioO Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de ValorCASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 
Gestão de agronegócios
Gestão de agronegóciosGestão de agronegócios
Gestão de agronegócios
Verbo Educacional
 
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do LeiteInovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
Inovatec JF
 

Destaque (14)

O Perfil do CEO Sustentável
O Perfil do CEO SustentávelO Perfil do CEO Sustentável
O Perfil do CEO Sustentável
 
Comunicação e Transparência no Agronegócio
Comunicação e Transparência no AgronegócioComunicação e Transparência no Agronegócio
Comunicação e Transparência no Agronegócio
 
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
Ética no Agronegócio: Transformando a ética no melhor e maior valor para os n...
 
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
Divulgação dos Resultados da Pesquisa Código de Ética Corporativo 2013
 
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos NegóciosCASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
CASE Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios
 
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
Agronegócio Ético e Sustentável:A convergência entre a gestão ética e a sócio...
 
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
CASE Siemens - Tema: Ética e Compliance
 
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
“Melhores Práticas” na cadeia produtiva do Agronegócio. Tendências globais pa...
 
Responsabilidade Social no Agronegôcio
Responsabilidade Social no AgronegôcioResponsabilidade Social no Agronegôcio
Responsabilidade Social no Agronegôcio
 
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no AgronegócioO Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
O Impacto do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas no Agronegócio
 
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de ValorCASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
CASE Souza Cruz: Sustentabilidade na Cadeia de Valor
 
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
Brasil: “Celeiro do mundo” (?!?!). As Virtudes, os Entraves e as Oportunidade...
 
Gestão de agronegócios
Gestão de agronegóciosGestão de agronegócios
Gestão de agronegócios
 
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do LeiteInovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
Inovação Tecnológica Sustentável no Agronegócio do Leite
 

Semelhante a Estratégia para Desenvolver Ambiente de Negócio Ético, Responsável e Sustentável com Parceiros Agricultores

Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de CustosLiderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Rodolfo Davariz
 
Catalogo vant
Catalogo vantCatalogo vant
[Palestra] Rodrigo Cascalles: Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
[Palestra] Rodrigo Cascalles:  Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...[Palestra] Rodrigo Cascalles:  Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
[Palestra] Rodrigo Cascalles: Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
AgroTalento
 
Ambev
AmbevAmbev
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
Bonsucro1
 
Caderno Agroleite 2017
Caderno Agroleite 2017Caderno Agroleite 2017
Caderno Agroleite 2017
Franciel Oliveira
 
Adriano Venturieri - Apresentação para o CAS
Adriano Venturieri - Apresentação para o CASAdriano Venturieri - Apresentação para o CAS
Adriano Venturieri - Apresentação para o CAS
Vinicius Kuromoto
 
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da ParaíbaPrograma de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
Gorete Figueiredo
 
Apresentação Pólo de Excelência do Leite
Apresentação Pólo de Excelência do LeiteApresentação Pólo de Excelência do Leite
Apresentação Pólo de Excelência do Leite
resaber
 
Programa de Relacionamento de Canais de Distribuição
Programa de Relacionamento de Canais de DistribuiçãoPrograma de Relacionamento de Canais de Distribuição
Programa de Relacionamento de Canais de Distribuição
Direct Link Consultoria
 
Excelência em sms na petrobras
Excelência em sms na petrobrasExcelência em sms na petrobras
Excelência em sms na petrobras
Paulo H Bueno
 
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio   poços de calda - 2010 - jackelinePalestra simposio   poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
Revista Cafeicultura
 
Marketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos DãoMarketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos Dão
Paulo de Matos Graça Ramos
 
Indústria Digital 2023 | Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
Indústria Digital 2023 |  Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...Indústria Digital 2023 |  Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
Indústria Digital 2023 | Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
E-Commerce Brasil
 
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
BarbaraDuque
 
Reunião do Conselho Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
Reunião do Conselho  Diretor da Rede de Pesquisa do Café do CerradoReunião do Conselho  Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
Reunião do Conselho Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
Revista Cafeicultura
 
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riquezaGestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
REDERESÍDUO
 
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultadosGrupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Plano de acção dão
Plano de acção dãoPlano de acção dão
Plano de acção dão
Paulo de Matos Graça Ramos
 
Apresentação institucional 3T16
Apresentação institucional 3T16Apresentação institucional 3T16
Apresentação institucional 3T16
Kianne Paganini
 

Semelhante a Estratégia para Desenvolver Ambiente de Negócio Ético, Responsável e Sustentável com Parceiros Agricultores (20)

Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de CustosLiderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
 
Catalogo vant
Catalogo vantCatalogo vant
Catalogo vant
 
[Palestra] Rodrigo Cascalles: Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
[Palestra] Rodrigo Cascalles:  Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...[Palestra] Rodrigo Cascalles:  Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
[Palestra] Rodrigo Cascalles: Estudo de caso Grupo JD – Marfrig – Carrefour ...
 
Ambev
AmbevAmbev
Ambev
 
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
Bonsucro Global Week 2022 - Bruno Rangel Martins (ORPLANA)
 
Caderno Agroleite 2017
Caderno Agroleite 2017Caderno Agroleite 2017
Caderno Agroleite 2017
 
Adriano Venturieri - Apresentação para o CAS
Adriano Venturieri - Apresentação para o CASAdriano Venturieri - Apresentação para o CAS
Adriano Venturieri - Apresentação para o CAS
 
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da ParaíbaPrograma de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
Programa de Desenvolvimento da Cachaça da Paraíba
 
Apresentação Pólo de Excelência do Leite
Apresentação Pólo de Excelência do LeiteApresentação Pólo de Excelência do Leite
Apresentação Pólo de Excelência do Leite
 
Programa de Relacionamento de Canais de Distribuição
Programa de Relacionamento de Canais de DistribuiçãoPrograma de Relacionamento de Canais de Distribuição
Programa de Relacionamento de Canais de Distribuição
 
Excelência em sms na petrobras
Excelência em sms na petrobrasExcelência em sms na petrobras
Excelência em sms na petrobras
 
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio   poços de calda - 2010 - jackelinePalestra simposio   poços de calda - 2010 - jackeline
Palestra simposio poços de calda - 2010 - jackeline
 
Marketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos DãoMarketing de vinhos Dão
Marketing de vinhos Dão
 
Indústria Digital 2023 | Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
Indústria Digital 2023 |  Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...Indústria Digital 2023 |  Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
Indústria Digital 2023 | Como indústrias podem aumentar a conversão e ainda ...
 
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
Apresentação Polo Do Leite Na Expogenética 2009 19 08 09
 
Reunião do Conselho Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
Reunião do Conselho  Diretor da Rede de Pesquisa do Café do CerradoReunião do Conselho  Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
Reunião do Conselho Diretor da Rede de Pesquisa do Café do Cerrado
 
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riquezaGestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
Gestão de Resíduos - Oportunidade para criar valor sustentável e riqueza
 
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultadosGrupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
 
Plano de acção dão
Plano de acção dãoPlano de acção dão
Plano de acção dão
 
Apresentação institucional 3T16
Apresentação institucional 3T16Apresentação institucional 3T16
Apresentação institucional 3T16
 

Estratégia para Desenvolver Ambiente de Negócio Ético, Responsável e Sustentável com Parceiros Agricultores

  • 1. Nossa energia gera um futuro melhor Peter Andreas von Lasperg Gerente Programa de Fidelização Estratégia para Desenvolver Ambiente de Negócios Ético, Responsável e Sustentável com Parceiros Agricultores
  • 2. Lubrificantes Exploração & Produção Downstream  Combustíveis  Bases  Postos  Aeroportos Upstream  Etanol  Açúcar  Bio-energia  24 usinas Estrutura Societária
  • 3. Ser reconhecida globalmente pela excelência em desenvolvimento, produção e comercialização de energia sustentável. Visão Promover soluções sustentáveis em energia através da tecnologia, talento e ações rápidas, maximizando e criando valor para nossos clientes, acionistas e contribuindo para a sociedade Missão
  • 4. Dimensão Faturamento de R$ 50 bi R$ 20 bi de valor estimado de mercado Mais de 40.000 empregados
  • 5. Negócios integrados Cultivo da cana Produção de açúcar e etanol Comercialização de açúcar e etanol Logística interna e de exportação Distribuição e varejo
  • 6. Comercialização de combustíveis Uma rede de alta eficiência e confiabilidade 4.700 postos de serviço 700 lojas de conveniência 52 terminais logísticos 54 aeroportos 22 bilhões litros/ano
  • 7. Fonte: Datagro Etanol, Açúcar e Bioenergia Entre os maiores produtores de cana de açúcar do mundo Brasil1º 498.000 Índia2º 356.000 China3º 106.000 Tailândia4º 80.000 Paquistão6º 55.000 7º México 51.000 Colômbia8º 40.000 Austrália9º 36.000 5º 65.000
  • 8. Etanol, Açúcar e Bioenergia Maior produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar e maior produtor brasileiro de açúcar 860 mil ha de área cultivada 86% colheita mecanizada 2 bi litros de etanol 4 m tons de açúcar 930 MW de capacidade instalada
  • 9. Etanol, Açúcar e Bioenergia Clusters de produção sucroenergética 24 Usinas São Francisco, Rafard, Bom Retiro, Santa Helena, Costa Pinto Barra, Dois Córregos, Diamante Bonfim, Tamoio, Serra, Zanin Paralcool, Tarumã, Maracaí, Ipaussu Gasa, Univalem, Destivale, Mundial, Benálcool Jataí Caarapó 1 2 3 4 5 6 7 Votuporanga Itapeva Registro Sorocaba Gal. Salgado Orlândia Franca S. J. da Boa Vista Mogi Mirim Campinas Bragança Paulista São Paulo Mogi das Cruzes Pindamonhangaba Guaratinguetá Ilha de São Sebastião (Ilha Bela) Fernandópolis Santos Jales Dracena Pres. Venceslau Pres. Prudente Tupã Marília Baurú Avaré Botucatu S. J. do Rio Preto Ribeirão Preto Barretos Andradina Araçatuba Catanduva Jaboticabal Lins Itapetininga Assis Ourinhos Piracicaba Limeira Araraquara Jaú Junq CA JAT Gasa Mund Univ DestBen Ipau Tar Mar Par 49 Km Diam DC Barra Bonf SerraZanin Tam 23Km UBR Raf IASF USH CoPi 10,8 Mtc 9,4 Mtc 11,6 Mtc 10,7 Mtc Greenfield em MS 2,3 Mtc 11,0 Mtc 2,8 Mtc Greenfield em GO 4,0 Mtc Porto de Santos
  • 10. Perfil do Suprimento de Cana Mix Cana Própria vs Cana de Fornecedores Cana Própria Raízen Cana de Fornecedores de Cana Volume de Cana 33 MM Tons (51%) 32 MM Tons (49%) Área Administrada 430 mil ha 430 mil ha % de Mecanização (Colheita) 91% 71% % de Mecanização (Plantio) 62% 24% Quantidade de Parceiros - 3.500 % de Cana c/ CCT por conta dos Fornecedores - 58% Produtividade Média (5 safras) 84 TCH 80 TCH Apenas 8% dos fornecedores administram áreas superiores a 200 ha e representam 57% do volume de cana de parceiros. Dados Realizados na Safra 12/13
  • 11. Fornecedores de Cana na Raízen A Raízen reconhece e valoriza o papel fundamental dos seus parceiros produtores de cana na estratégia de longo prazo de nossos negócios e por isso decidiu criar um programa de relacionamento para promover um ambiente de negócios mais sustentável…
  • 12.
  • 13. O que é o Programa Cultivar? Programa estruturado de relacionamento de longo prazo Melhorar o relacionamento Compartilhar conhecimento Contribuir para melhorar os resultados Suportar o crescimento dos fornecedores Construção de uma proposta de valor para os nossos parceiros produtores de cana.
  • 14. Fornecedores de cana Contribuição em Compras Desenvolvimento de Fornecedores de Cana Reconhecimento de Desempenho Linhas de Crédito Serviços
  • 16. Aumentar o poder de negociação dos parceiros Fornecedores de Cana por meio da escala de compra da Raízen. Contribuição em Compras Juntos somos mais fortes! Custo de produção Resultado financeiro (lucro)
  • 18. Desenvolvimento de Fornecedores de Cana Produtividade Qualidade da cana Custo de produção Resultado financeiro (lucro) Compartilhar conhecimento técnico agronômico: Risco de passivos Atendimento às exigências regulatórias Promover a cultura de sustentabilidade: Profissionalização Contribuir para o aprimoramento da gestão dos negócios:
  • 20. Linhas de Crédito Firmar parcerias com Instituições Financeiras para viabilizar condições diferenciadas em financiamentos, suportados pela credibilidade da Raízen no mercado financeiro.
  • 22. Serviços Atendimento diferenciado, com uma equipe treinada para atender o Fornecedor com mais qualidade; Facilitar o acesso às informações do dia a dia por meio de um portal de comunicação via internet; Melhorar a infraestrutura de atendimento ao Fornecedor nas unidades produtoras.
  • 24. Criação de um sistema de premiação para reconhecimento dos melhores desempenhos Reconhecimento de Desempenho Produtividade Qualidade Sustentabilidade 70% 30% Modalidade da entrega Adesão ao planejamento Operações Mecanizadas
  • 25.
  • 26. Projeto Piloto Escopo Seleção de 150 Fornecedores de Cana, com entrega acima de 30.000 TC, com exceção das regiões de Piracicaba e Jaú, onde consideramos entrega acima de 20.000 TC Público-alvo representa 6% da quantidade total de Fornecedores, mas com 55% da participação do volume Objetivos Aprender Ouvir sugestões Aprimorar juntos Tratamento VIP Lançado em Março De 2013
  • 27. Promovendo um ambiente de negócios cada vez mais ético com seus parceiros produtores de cana