Contexto Histórico de pessoas com
deficiência: História Antiga e Medieval


As pessoas com deficiência, via de regra, rec...
Cristianismo


O advento do Cristianismo significou, em diferentes
aspectos, uma mudança na forma pela qual as
pessoas co...
Idade Média


O período conhecido como Idade Média, entre os séculos V e XV,
traz algumas informações e registros (preocu...
Mudanças nos séculos XV a XVII


Entre os séculos XV e XVII, no mundo europeu cristão,
ocorreu uma paulatina e inquestion...
Século XIX


Chegando ao século XIX, é interessante registrar a forma
como o tema das pessoas com deficiência era tratado...
Os Dias de Hoje


Em suma, nesse panorama histórico buscamos resgatar
elementos para uma visão geral acerca da temática d...
Conceito de Necessidades Especiais


Deficiência é o termo usado para definir a ausência ou a
disfunção de uma estrutura ...
Tipos de Deficiência

 Paralisia Cerebral (Anoxia)
 Deficiência Visual
 Deficiência Auditiva
 Deficiência Áudio/Visual...
Barreiras Topográficas


Topografia segundo o site Wikipédia, é a ciência que
estuda todos os acidentes geográficos defin...
Exemplo de Barreira Topográfica
Barreiras Arquitetônicas
É

toda
construção
de
alvenaria que impede ou
interfere na ida e vinda de
um trajeto a outro de ...
Exemplo de Barreira Arquitetônicas
Estatísticas do IBGE


Na amostra foram pesquisadas as pessoas com
deficiência visual, auditiva e motora, com seus
respec...
Politicamente Correto e Incorreto
Correto

Incorreto
Definição de Politicamente Correto
O

politicamente correto (ou correção
política) se refere a uma suposta
política que c...
Definição de Politicamente Incorreto

O

politicamente incorreto, por outro lado, é
uma forma de expressão que procura
ex...
NANASA – Núcleo de Apoio à Natação
Adaptada de Santo André
NANASA – Núcleo de Apoio a Natação
Adaptada de Santo André
Tecnologias Assistidas
Tecnologias Assistidas
Pessoas com Deficiência que não
sofreram Discriminação
Pessoas com Deficiências
Pessoas com Deficiências
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pessoas com Deficiências

1.072 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre pessoas com deficiencia.

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.072
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pessoas com Deficiências

  1. 1. Contexto Histórico de pessoas com deficiência: História Antiga e Medieval  As pessoas com deficiência, via de regra, receberam dois tipos de tratamento quando se observa a História Antiga e Medieval: a rejeição e eliminação sumária, de um lado, e a proteção assistencialista e piedosa, de outro. Na Roma Antiga, tanto os nobres como os plebeus tinham permissão para sacrificar os filhos que nasciam com algum tipo de deficiência. Da mesma forma, em Esparta, os bebês e as pessoas que adquiriam alguma deficiência eram lançados ao mar ou em precipícios. Já em Atenas, influenciados por Aristóteles – que definiu a premissa jurídica até hoje aceita de que “tratar os desiguais de maneira igual constitui-se em injustiça” – os deficientes eram amparados e protegidos pela sociedade.
  2. 2. Cristianismo  O advento do Cristianismo significou, em diferentes aspectos, uma mudança na forma pela qual as pessoas com deficiência eram vistas e tratadas pela sociedade em geral. É claro que, como alertamos no início desta seção, este não é um processo linear e homogêneo, de maneira que estamos apenas apresentando algumas tendências gerais, sem ter a pretensão de definir com a exatidão histórica, a cada momento, a situação das pessoas com deficiência (que é um grupo heterogêneo entre si).
  3. 3. Idade Média  O período conhecido como Idade Média, entre os séculos V e XV, traz algumas informações e registros (preocupantes) sobre pessoas com deficiência. Continuaram a existir, na maioria das vezes controlados e mantidos por senhores feudais, locais para o atendimento de doentes e deficientes. As referências históricas enfatizam, porém, o predomínio de concepções místicas, mágicas e misteriosas sobre a população com deficiência. Além disso, é preciso lembrar que o crescimento dos aglomerados urbanos ao longo desse período criou dificuldades para a manutenção de patamares aceitáveis de higiene e saúde. Durante muitos séculos, os habitantes das cidades medievais viveram sob a permanente ameaça das epidemias ou doenças mais sérias.
  4. 4. Mudanças nos séculos XV a XVII  Entre os séculos XV e XVII, no mundo europeu cristão, ocorreu uma paulatina e inquestionável mudança sócio-cultural, cujas marcas principais foram o reconhecimento do valor humano, o avanço da ciência e a libertação quanto a dogmas e crendices típicas da Idade Média. De certa forma, o homem deixou de ser um escravo dos “poderes naturais” ou da ira divina. Esse novo modo de pensar, revolucionário sob muitos aspectos, “alteraria a vida do homem menos privilegiado também, ou seja, a imensa legião de pobres, dos enfermos, enfim, dos marginalizados. E dentre eles, sempre e sem sombra de dúvidas, os portadores de problemas físicos, sensoriais ou mentais”
  5. 5. Século XIX  Chegando ao século XIX, é interessante registrar a forma como o tema das pessoas com deficiência era tratado nos EUA. Neste país, já em 1811, foram tomadas providências para garantir moradia e alimentação a marinheiros ou fuzileiros navais que viessem a adquirir limitações físicas. Assim, desde cedo, estabeleceu-se uma atenção específica para pessoas com deficiência nos EUA, em especial para os “veteranos” de guerras ou outros conflitos militares. Depois da Guerra Civil norteamericana, foi construído, na Filadélfia, em 1867, o Lar Nacional para Soldados Voluntários Deficientes, que posteriormente teria outras unidades.
  6. 6. Os Dias de Hoje  Em suma, nesse panorama histórico buscamos resgatar elementos para uma visão geral acerca da temática das pessoas com deficiência. Da execução sumária ao tratamento humanitário passaram-se séculos de história, numa trajetória irregular e heterogênea entre os países (e entre as próprias pessoas com deficiência). Apesar disso, é possível visualizar uma tendência de humanização desse grupo populacional. É verdade que, até nos dias de hoje, existem exemplos de discriminação e/ou maus-tratos, mas o amadurecimento das civilizações e o avanço dos temas ligados à cidadania e aos direitos humanos provocaram, sem dúvida, um novo olhar em relação às pessoas com deficiência.
  7. 7. Conceito de Necessidades Especiais  Deficiência é o termo usado para definir a ausência ou a disfunção de uma estrutura psíquica, fisiológica ou anatômica. Diz respeito à atividade exercida pela biologia da pessoa. Este conceito foi definido pela Organização Mundial de Saúde. A expressão pessoa com deficiência pode ser aplicada referindo-se a qualquer pessoa que vivencie uma deficiência continuamente. Contudo, há que se observar que em contextos legais ela é utilizada de uma forma mais restrita e refere-se a pessoas que estão sob o amparo de uma determinada legislação.
  8. 8. Tipos de Deficiência  Paralisia Cerebral (Anoxia)  Deficiência Visual  Deficiência Auditiva  Deficiência Áudio/Visual  Deficiência Motora
  9. 9. Barreiras Topográficas  Topografia segundo o site Wikipédia, é a ciência que estuda todos os acidentes geográficos definindo a sua situação e localização na Terra ou outros corpos astronómicos incluindo planetas, luas, e asteroides. É ainda o estudo dos princípios e métodos necessários para a descrição e representação das superfícies destes corpos, em especial para a sua cartografia. Tem a importância de determinar analiticamente as medidas de área e perímetro, localização, orientação, variações no relevo, etc e ainda representá-las graficamente em cartas (ou plantas) topográficas.
  10. 10. Exemplo de Barreira Topográfica
  11. 11. Barreiras Arquitetônicas É toda construção de alvenaria que impede ou interfere na ida e vinda de um trajeto a outro de uma pessoa com deficiência.
  12. 12. Exemplo de Barreira Arquitetônicas
  13. 13. Estatísticas do IBGE  Na amostra foram pesquisadas as pessoas com deficiência visual, auditiva e motora, com seus respectivos graus de severidade, bem como as pessoas com deficiência mental. No total, existem cerca de 45 milhões de pessoas com ao menos uma das deficiências investigadas, o equivalente a 23,9% da população brasileira.  A deficiência visual é a que atinge maior número de indivíduos, 18,8% da população, seguida pela deficiência motora, que caracteriza 7% dos brasileiros. A deficiência auditiva ficou em 3º lugar, com 5,1% dos brasileiros. Por fim, as pessoas com deficiência mental equivalem a 1,4% da população. O maior percentual de pessoas com deficiência (26,6%) encontra-se na Região Nordeste.
  14. 14. Politicamente Correto e Incorreto Correto Incorreto
  15. 15. Definição de Politicamente Correto O politicamente correto (ou correção política) se refere a uma suposta política que consiste em tornar a linguagem neutra em termos de discriminação e evitar que possa ser ofensiva para certas pessoas ou grupos sociais, como a linguagem e o imaginário racista ou sexista.
  16. 16. Definição de Politicamente Incorreto O politicamente incorreto, por outro lado, é uma forma de expressão que procura externalizar os preconceitos sociais sem receios de nenhuma ordem , funcionando muitas vezes como um eufemismo para discurso de ódio.
  17. 17. NANASA – Núcleo de Apoio à Natação Adaptada de Santo André
  18. 18. NANASA – Núcleo de Apoio a Natação Adaptada de Santo André
  19. 19. Tecnologias Assistidas
  20. 20. Tecnologias Assistidas
  21. 21. Pessoas com Deficiência que não sofreram Discriminação

×