Projeto sinalização do parque Ingo Altemburg

1.103 visualizações

Publicada em

Projeto desenvolvido em parceria com a designer de produto Luiza Dal Grande em 2008.

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto sinalização do parque Ingo Altemburg

  1. 1. APRESENTAÇÃO Você já chegou a alguma cidade e não sabia onde estava? Ou queria chegar naquele restaurante e no meio do caminho ficou perdido? Mesmo sendo a principal guia de uma região, a falta de sinalização é um problema grave que pode acontecer em até mesmo cidades inteiras, O processo de sinalização não consiste somente na aplicação de placas de localização. Ela deve fazer parte do ambiente, concretizar a iden- tidade dele e ao mesmo tempo, fazer parte do lugar, humanizando-o e chamando a sua atenção, sem, no entanto, intervindo no conjunto visual da região. A sinalização apresentada nesse livro foi trabalhada com base nesses preceitos: não somente sinalizar, mas também informar, entreter e re- forçar a identidade do Parque Ingo Altenburg como uma importante reserva ecológica. Como pode ser visto no decorrer das páginas, as placas serão trabalhadas em madeira pintada, para seguir o padrão natural do parque e terão cores alegres além de ilustrações de animais que atraem os olhares das crianças e animam os adultos. Os formatos e as cores foram pensados para que sejam assimilados suavemente pelos visitantes fazendo com que os mesmos não se percam no ambiente. Esperamos que gostem do trabalho Rogério Meyer Dal Grande – Arquiteto Andréa Marques Dal Grande – Arquiteta João Henrique Moldenhauer - Designer Gráfico Luiza Marques Dal Grande - Designer de Produto
  2. 2. SINALIZAÇÃO - TIPOS DE PLACAS 1 - PLACA DE APRESENTAÇÃO: Placa de identificação do Parque, situada logo no portal de entrada. 2 - QUADROS ILUSTRATIVOS: Dois quadros contendo informações sobre a Fucas e a Mãe D’água, respectivamente, situados no hall de entrada ao lado de um mapa ilustrado. 3 - MAPA DO PARQUE: Ao lado dos quadros ilustrativos, será um painel com uma ilustração detalhada e estilizada do parque. 4 - PLACAS INDICATIVAS: Placas que irão indicar as direções a se seguir para chegar a algum destino. Será um total de sete placas situadas nas bifurcações das trilhas. 5 - PLACA DE RECOMENDAÇÕES: Placa contendo todas as recomendações ao visitante, situada logo na entrada da trilha, no viveiro e no lago. 6 - PLACAS ÁREAS DE DESCANSO: Placas situadas nas áreas de descanso com informações sobre os animais. Serão quatro placas (uma em cada área de descanso, além do lago). 7 - PAINÉIS DOS PÁSSAROS: Painéis ilustrando a variedade de pássaros que podemos encontrar na região. Serão pendurados por cabos de aço, em cada torre de observação, 21 painéis com os pássaros impressos. 8 - PLACAS PRINCIPAIS ÁRVORES: Cada árvore que dá nome a cada uma das oito trilhas receberá uma placa com uma breve descrição e ilustrações de sua semente e seu fruto. 9 - PLACAS NOMES ÁRVORES: Placas de identificação das demais árvores do parque, com seu nome científico e popular. Ao todo serão vinte e duas. 10 - PLACAS DE IDENTIFICAÇÃO: Placas de apresentação situadas na entrada de cada construção. 11 - PLACAS BANHEIROS: Plaquetas de identificação dos banheiros.
  3. 3. TRILHAS O parque tem ao todo 6 bifurcações, formando 8 trilhas distintas. Cada trilha tem uma árvore característica que se encontra em maior numero, portanto optou-se por dar à trilha o nome da árvore predominante em homenagem. Assim, com uma cor e com um nome próprio, a trilha passa a ter uma identidade. Abaixo seguem as cores e os nomes de cada trilha: Trilha do Camboatá Vermelho Trilha da Pinabuna Trilha do Cambará Trilha do Cedro Trilha do Palmito Trilha do Viveiro Trilha do Lago Trilha do Canjarana
  4. 4. CONSTRUÇÕES O Parque contém 6 pontos de visitação. Além da entrada, são duas torres de observação, um viveiro, uma sala de exposições e um lago artificial. Todos esses ambientes receberão sinalização adequada. 1 - Hall de entrada 2 - Mirante da Andorinha 3 - Mirante do Beija flor 4 - Sala de Exposições 5 - Viveiro 6 - Lago 1 23 4 5
  5. 5. ÁREAS DE DESCANSO Algumas trilhas contêm uma área para descanso e socialização. São ao todo quatro áreas no parque (incluindo a região do lago). Para cada área foi dado o nome de um animal típico da região. Exemplo: Descanso do Tatu Essas áreas terão placas contendo informações dos respectivos animais 12 3 4 1 - Descanso do Esquilo 2 - Descanso do Tatu 3 - Descanso do Gambá 4 - Descanso do Lagarto
  6. 6. parceiros: 70 200 SEJA BEM VINDO! PLACA FACHADA Logo na entrada existirá uma placa de madeira para apresentar o parque e seus apoios. Essa placa será confeccionada em madeira talhada e pintada para dar sensação de relevo. PLACA DE APRESENTAÇÂO Tamanho: 200x70cm, com margens de 5cm Tamanho da marca do parque: 124x60cm Parceiros: Espaço total de 56x19cm Frase “Seja bem vindo!”: 69x7cm, fonte Berlin Sans FB Demi
  7. 7. PAINEL MAPA E DESCRITIVOS No pavilhão de entrada teremos a ilustração do parque Ingo Altemburg para que o visitante possa visualizá-lo como um todo e se localizar. Esse painel, de 3 X 2,5m, acompanhará um quadro com informações sobre a Fucas e a Mão D’água. PAINEL MAPA DO PARQUE INGO ALTEMBURG Tamanho: 300x250cm Impressão digital em alta resolução em papel emoldurado na parede PAINEL MAE D`ÁGUA E FUCAS Tamanho: 80x140cm Impressão digital em alta resolução em papel emoldu- rado na parede
  8. 8. PLACAS SANITÁRIOS As placas indicativas de banheiro consistem em 2 chapas de madeira pintadas e coladas entre si para dar volume ao conjunto (o animal e a plaqueta em si) presas as portas. PLACA DOS SANITÁRIOS Tamanho: Total de 39,5x28cm masculino e 30x21cm feminino Fonte: Berlin Sans FB Demi Código do pigmento:* Azul Safira (Esquilo masculino) Rosa Azaléia (Esquilo feminino) *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  9. 9. PLACAS RECOMENDAÇÕES As placas de recomendação apresentam as regras básicas da maioria dos parques ecológicos. São atitudes que o visitante deve ter para manter em equilíbrio da fauna e da flora do parque Ao longo do parque são ao todo três: a primeira na entrada da trilha, a segunda na área do lago e a terceira ao lado do viveiro. Desenho da estrutura Exemplo da estrutura aplicadaDesenho da estrutura
  10. 10. PLACAS RECOMENDAÇÕES - Começo da trilha Começo da Trilha Tamanho da Placa: 70 X 48 cm Material: Madeira tratada Fonte título: Berlin Sans FB Demi Fonte texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Roxo Palácio (Texto) Verde Lagarta (Círculos verdes) Vermelho Amor (Circulos Vermelhos) Textos: Bem-vindo ao Parque Ingo Altemburg Respeite o limite das trilhas. Não é permitida a entrada de animais de estimação. Proibido fumar. Área monitorada por cameras. Preserve o parque, ele foi feito para você. Pictogramas: *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. Bem-vindo ao Parque Ingo Altenburg Preserve o parque, ele foi feito para você. Respeite o limite das trilhas. Não é permitida a entrada de animais de estimação. Proibido fumar. Área monitorada por câmeras. Lago das Bromélias Favor não alimentar os animais. Lugar de lixo é no lixo. Proibido fumar. Ajude-nos a manter o lago limpo. Viveiro Favor não alimenta os animais. Para sua segurança mantenha distância das grades. Não faça muito bar para não perturbar animais. Respeite os animais, você na casa deles.
  11. 11. PLACAS RECOMENDAÇÕES - Lago Lago das Bromélias Tamanho da Placa: 70 X 48 cm Material: Madeira tratada Fonte título: Berlin Sans FB Demi Fonte texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Roxo Palácio (Texto) Verde Lagarta (Círculos verdes) Vermelho Amor (Circulos Vermelhos) Buquê Lilás (fundo) Textos: Lago das bromélias Favor não alimentar os animais. Lugar de lixo é no lixo. Obrigado por não fumar. Ajude-nos a manter o lago limpo Pictogramas: *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. que eito ilhas. rada ão. Lago das Bromélias Favor não alimentar os animais. Lugar de lixo é no lixo. Proibido fumar. Ajude-nos a manter o lago limpo. Viveiro Favor não alimentar os animais. Para sua segurança mantenha distância das grades. Não faça muito barulho para não perturbar os animais. Respeite os animais, você está na casa deles.
  12. 12. PLACAS RECOMENDAÇÕES - Viveiro Viveiro Tamanho da Placa: 70 X 48 cm Material: Madeira tratada Fonte título: Berlin Sans FB Demi Fonte texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Roxo Palácio (Texto) Verde Lagarta (Círculos verdes) Vermelho Amor (Circulos Vermelhos) Rosa Turco (fundo) Textos: Viveiro Favor não alimentar os animais. Para sua segurança mantenha distância das grades. Não faça muito barulho paranão perturbar os animais. Respeite os animais, você está na casa deles. Pictogramas: as . mpo. Viveiro Favor não alimentar os animais. Para sua segurança mantenha distância das grades. Não faça muito barulho para não perturbar os animais. Respeite os animais, você está na casa deles. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  13. 13. PLACAS INDICATIVAS O conjunto de placas indicativas é responsável por guiar os visitantes ao longo do parque indicando o caminho para os pontos de visitação. Dessa forma as placas estão alocadas em pontos estratégicos das trilhas: as bifurcações. Sendo uma continuação do corrimão, sua forma lembra uma árvore cujos galhos são as setas da placa. Tais setas possuem a curvatura da marca do parque e são coloridas de acordo com a cor da trilha ao qual indica. A seguir tem-se o desenho técnico de tais placas, seguido do mapa do parque com as bifurcações identificadas e o detalhamento de cada uma delas, como cores e posicionamento na trilha. Desenho da estrutura Exemplo da estrutura aplicada Desenho da estrutura
  14. 14. PLACAS INDICATIVAS - Desenho Técnico
  15. 15. PLACAS INDICATIVAS - Identificação das Bifurcações 2 1 3 7 5 6 4
  16. 16. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 1 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Bifurcação 1: Texto: Trilhas Sanitários Código Pigmento*: Verde Lagarta (Copa da árvore e setas) Trilha Sanitários Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  17. 17. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 2 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posi;ão do texto - Centralizado Código Pigmento Copa: Verde Lagarta Trilha da Pinabuna: Textos: Trilha da Pinabuna Mirante da Andorinha Mirante do Beija-Flor Descanso do Esquilo Código Pigmento*: Azul Safira OBS: Devem ser as placas mais baixas do tronco: Trilha do Camboatá-Vermelho Textos: Trilha do Camboatá-Vermelho Descanso do Gambá Código Pigmento*: Vermelho Amor OBS: Devem ser gravadas em ambos os lados e as placas mais altas do tronco Trilha da Pinabuna Mirante 1 Mirante 2 Descanso do Sagui Trilha do Camboatá Vermelho Descanso do Gambá Bifurcação 2 Pinabuna Camboatá Vermelho Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  18. 18. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 3 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Código Pirmento Copa: Vermelho Amor Trilha do Cedro: Texto: Trilha do Cedro Lago Das Bromélias Código Pigmento*: Laranja Fiesta Trilha do Pinabuna: Texto: Trilha da Pinabuna Mirante da Andorinha Mirante do Beija-Flor Descanso do Esquilo Código Pigmento*: Azul Safira Trilha do Cambará: Texto: Trilha do Cambará Descanso do Tatu Código Pigmento*: Amarelo Ômega OBS: Devem ser gravadas em ambos os lados e as placas mais altas do tronco Descanso do Sagui Trilha do Cedro Lago das Bromélias Trilha da Pinabuna Mirante 1 Mirante 2 Bifurcação 3 Trilha do Cambará Cedro Cambará Pibuna Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  19. 19. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 4 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Código Pigmento: Amarelo Ômega Trilha do Cedro Textos: Trilha do Cedro Lago Das Bromélias Código Pigmento*: Laranja Fiesta Trilha do Palmito: Textos: Trilha do Palmito Código Pigmento*: Roxo Palácio Trilha das Bromélias Textos: Trilha das Bromélias Descanso do Lagarto Lago das Bromélias Código Pigmento*: Buquê Lilás OBS: Devem ser gravadas em am- bos os lados e as placas mais altas do tronco Trilha do Cedro Trilha do Palmito Trilha das Bromélias Lago das Bromélias Descanso do Lagarto Mirante 1 TrilhadoCedroMirante 2 TrilhadoCedroSaída Bifurcação 4 cedropalmito lago Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  20. 20. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 5 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Cor Pigmento Copa: Ilha Esmeralda Trilha do Palmito: Textos: Trilha do Palmito Lago das Bromélias Código Pigmento*: Roxo Palácio OBS: Devem ser gravadas em am- bos os lados e as placas mais altas do tronco Trilha do Viveiro Textos: Trilha do Viveiro Viveiro Espaço de Exposições Código Pigmento*: Rosa Azaléia Trilha da Canjarana Textos: Trilha da Canjarana Código Pigmento*: Verde Lagarta Lago das Bromélias Trilha do Viveiro Viveiro Museu Trilha da Canjarana Bifurcação 5 Cajarana Viveiro Palmito Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  21. 21. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 6 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Código Pigmento Copa: Laranja Fiesta rilha do Viveiro Textos: Viveiro Espaço de Exposição Saída Código Pigmento*: Rosa Azaléia OBS: A placa do Espaço de Ex- posição deve ser gravada em am- bos os lados. Trilha do Viveiro Viveiro Museu Bifurcação 6 Viveiro Museu Saída Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  22. 22. PLACAS INDICATIVAS - Bifurcação 7 Tamanho da Placa: 52,22 X 12 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Posição do texto - Centralizado Código Pigmento Copa: Azul Safira Trilha do Cambará Textos: Trilha do Cambará Descanso do Tatu Saída Código Pigmento*: Amarelo Ômega OBS: Devem ser gravads em ambos os lados e as placas mais altas do tronco. Trilha do Camboatá Vermelho Textos: Trilha do Camboatá Vermelho Descanso do Gambá Código Pigmento*: Vermelho Amor Trilha da Canjarana Textos: Trilha da Canjarana Espaço de Exposições Viveiro Código Pigmento*: Verde Lagarta Trilha do Cambará Saída Descanso do Tatu Trilha do Camboatá Vermelho Descanso do Gambá Trilha da Canjarana Viveiro Museu Bifurcação 6 canjarana Cambará Camboatá Vermelho Este conjunto é apenas a ilustração com todas as setas. Sua angulação no tronco central deve estar de acordo com a angulação da mesma na trilha. *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  23. 23. PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS As placas das árvores principais, são placas completas que trazem informações e ilustrações das árvores que dão nomes às trilhas do parque. Ficam alocadas ao longo de sua trilha respectiva, indicando a árvore ao qual se refere. Sua forma, como a das placas indicativas, possui a mesma curvatura da marca do parque que está presente também em seu pé. Nas páginas seguintes encontra-se o mapa do parque com as respectivas placas das trilhas detalhadas. PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS As placas das árvores principais, são placas completas que trazem informações e ilustrações das árvores que dão nomes às trilhas do parque. Ficam alocadas ao longo de sua trilha respectiva, indicando a árvore ao qual se refere. Sua forma, como a das placas indicativas, possui a mesma curvatura da marca do parque que está presente também em seu pé. Nas páginas seguintes encontra-se o mapa do parque com as respectivas placas das trilhas detalhadas. 50cm 19cm 50cm
  24. 24. Textos: Pinabuna (Duquetia Lanceolata) Altura: Entre 15 e 20m Diâmetro: Até 60 cm Onde pode ser vista: Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e até Rio Grande do Sul. Para que é usada? Sua madeira, por ser pesada e resistente é utilizada na construção civil e seus frutos, por serem comestíveis são também muito procurados pela fauna. Apesar do seu lento crescimento, ela é útil tam- bém para o plantio em áreas degradadas de preservação permanente. Trilha da Pinabuna Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Azul Safira (fundo) Laranja Fiesta (detalhe) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha da Pinabuna *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  25. 25. Textos: Camboatá-Vermelho (Cupania vernalis) Altura: Entre 10 e 22m Diâmetro: Até 70 cm Onde pode ser vista: Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e até Rio Grande do Sul. Para que é usada? Sua madeira, por ser compacta e elástica é utilizada para fazer forma para calça- dos e por ser produtora de frutos é muito procu- rada por pássaros, além de ser útil para o plantio e para recomposição de áreas degradadas. Trilha do Camboatá-Vermelho Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Vermelho Amor (fundo) Laranja Fiesta (detalhe) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha do Camboatá-Vermelho *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  26. 26. Textos: Cambará (Gochnatia polymorpha) Altura: Entre 6 e 8m Diâmetro: Até 50 cm Onde pode ser vista: Bahia, Minas Gerais, Mato Grasso do Sul até o Rio Grande do Sul, principalmente no cerrado. Para que é usada? A árvore apresenta característi- cas ornamentais, principalmente pela cor prateada da folhagem e a forma retorcida de seus ramos. Como planta pio- neira adapta-se à terrenos pobres e secos, e é útil para a composição de reflorestamentos mistos de áreas degradadas e preservação permanente. Trilha do Cambará Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Amarelo Ômega (fundo) Laranja Fiesta (detalhe e texto) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha do Cambará *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  27. 27. Textos: Cedro (Cedrela fissilis) Altura: Entre 20 e 35m Diâmetro: Até 90 cm Onde pode ser vista: Do Rio Grande do Sul até Minas Gerais. Para que é usada? Sua madeira, por ser muito ma- cia ao corte é utilizada na criação de esculturas, modelos e es- quadrias. E segundo cologistas o Cedro é uma árvore que não deve faltar na composição de refloresta- mentos heterogêneos de áreas degradadas para preservação. Trilha do Cedro Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Laranja Fiesta (fundo) Rosa Azaléia (detalhe) Amarelo Ômega (nome científico) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha do Cedro *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  28. 28. Textos: Palmito (Euterpe edulis) Altura: Entre 8 e 15m Diâmetro: Até 20 cm Onde pode ser vista: No sul da Bahia e Minha Gerais até o Rio Grande do Sul. Para que é usada? O principal produto dessa plan- ta é sem dúvida a cabeça do estipe, ou popular- mente conhecido como “palmito”. Trilha do Palmito Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Roxo Palácio (fundo) Laranja Fiesta (detalhe) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha do Palmito *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  29. 29. Textos: Canjerana (Cabralea canjerana) Altura: Entre 20 e 30m Diâmetro: Até 120 cm Onde pode ser vista: Minas Gerais, Mato Grosso do Sul até o Rio Grande do Sul, principalmente na mata pluvial da encosta atlântica e floresta de altitude. Para que é usada? Seu fruto suculento é consum- ido por várias espécies de pássaros, razão pela qual sua inclusão é indispensável na composição de reflorestamentos heterogêneos de áreas desti- nadas à preservação permanente. Trilha da Canjerana Tamanho da Placa: 50x19cm Fonte dos títulos: Berlin Sans FB Demi Fonte dos textos: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Verde Lagarta (fundo) Laranja Fiesta (detalhe) PLACAS ÁRVORES PRINCIPAIS - Trilha da Canjerana *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  30. 30. PLACAS ÁRVORES SECUNDÁRIAS São as placas que fazem a identificação das demais árvores que ficam nos limites das trilhas do parque. Possuem como informação o nome popular e o nome científico da planta, fazendo com que o visitante consiga identifica-la. Árvores secundárias Tamanho da Placa: 26 X 12 cm Material: Madeira tratada Fonte nome popular:: Berlin Sans FB Demi Fonte nome científico: Berlin Sans FB Demi sublinhado Código Pigmento*: Ocre Italiano (texto) Obs. O fundo da placa deve ser em madeira natural Desenho da estrutura Exemplo da estrutura aplicada Fonte nome popular:: Berlin Sans FB Demi Fonte nome científico: Berlin Sans FB Demi sublinhado Código Pigmento*: Ocre Italiano (texto) Obs. O fundo da placa deve ser em madeira natural Desenho da estrutura Exemplo da estrutura aplicada *Nomenclatura padrão das Tintas Coral.
  31. 31. LAYOUT DAS PLACAS INDICATIVAS
  32. 32. PLACAS ÁREAS DE DESCANSO São as placas encontradas nas áreas de descanso do parque. Como colocado anteriormente, cada um desses espaços ganhou o nome de algum animal presente no parque: o Esquilo, o Gambá, o Tatu e o Lagarto, como pode ser observado no mapa na página seguinte. Na sequência tem-se as quatros placas juntamente com seu detalhamento. Estas placas devem formar com o chão um ângulo de 30º . O destaque dessas placas são os pés que repetem a curvatura da marca do parque Em cada placa terá a escultura, em tamanho real e realizada em madeira, do animal que dá nome à área, para ilustrar o animal ao qual se está descrevendo. Desenho Técnico Exemplo da estrutura aplicada 30º
  33. 33. PLACAS ÁREAS DE DESCANSO Descanso do Esquilo Tamanho da Placa: 100 X 60 cm Fonte Título: Berlin Sans FB Demi Fonte Texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Ilha Esmeralda (Copa da árvore) Verde Lagarta (grama) Azul Longínquo (céu) OBS: As áreas na cor marrom devem ser deixadas na madeira natural da placa TEXTOS: DESCANSO DO ESQUILO Nome Popular: serelepe, caxinguelê, caxinxe, catiaipé, quatimirim, quatipuru ou acutipuru Nome científico: Sciurus ingrami Dieta: As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Habitat: Florestas, bosques, parques e jardins. Ocorre na região amazônica, Mata Atlântica do sul da Bahia até o Rio Grande do Sul. Você Sabia? Que o esquilo é considerado um importante dispersor de sementes, pois possui o hábito de enterrar as sementes para depois comê-las? Desta forma ele acaba esquecendo onde enterrou as sementes e estas germinam originando novas árvores. Que eles constroem ninhos com folhas e galhos, para abrigarem as suas crias da chuva e do vento, em ramos muito altos de árvores Layout da placa *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. Descanso do Esquilo Descanso do Tatu Dieta: Pequenos insetos (formigas, cupins, besouros) e Nome Popular: Nome científico: Tatu-de-rabo-mole-pequeno Cabassous unicinctus
  34. 34. PLACAS ÁREAS DE DESCANSO Descanso do Gambá Tamanho da Placa: 100 X 60 cm Fonte Título: Berlin Sans FB Demi Fonte Texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Ilha Esmeralda (Copa da árvore e mata) Azul Longínquo (céu) OBS: As áreas na cor marrom devem ser deixadas na madeira natural da placa TEXTOS DESCANSO DO GAMBÁ Nome Popular: Gambá, saruê, raposinha. Nome científico: Didelphis marsupialis Habitat: Áreas verdes, arborizadas e florestas úmidas, mas podem ser encontrados em cidades graças ao desmatamento de seu habitat natural. Dieta: Possuem uma dieta muito variada constituída de insetos, vermes, pequenas cobras, ovos de pássaros e principalmente frutas. Você Sabia? Que o período de gestação do gambá é de somente 12 dias e que quando os filhotes nascem ainda malformados, migram para a barriga da mãe até a bolsa ventral, onde permanecem por 70 dias amamentando- se? O odor característico do gambá-de-orelha-preta é liberado por glândulas localizadas no bumbum do gambá. Quando se encontra em situação de perigo utilizam esse mecanismo de defesa, Layout da placa *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. Descanso do Lagarto Descanso do Gambá
  35. 35. PLACAS ÁREAS DE DESCANSO Descanso do Tatu Tamanho da Placa: 100 X 60 cm Fonte Título: Berlin Sans FB Demi Fonte Texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Damasco (chão) Azul Longínquo (céu) OBS: As áreas na cor marrom devem ser deixadas na madeira natural da placa TEXTO DESCANSO DO TATU Nome Popular: Tatu-de-rabo-mole-pequeno Nome científico: Cabassous unicinctus Habitat: regiões de cerrado, savanas, matas ciliares (próximas aos rios) e florestas com vegetação seca. Dieta: Pequenos insetos (formigas, cupins, besouros) e suas larvas. Também comem pequenos invertebrados, raízes, alguns vegetais e frutos. Você Sabia? O tatu é uma espécie ameaçada de extinção devido à caça e destruição de seu hábitat? Para se proteger de outros predadores, o tatu enrola-se, formando uma bola de armadura quase indestrutíve? Nem um automovel consegue perfurar a espessa armadura que o cobre. Layout da placa *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. Descanso do Esquilo Descanso do Tatu Dieta: Pequenos insetos (formigas, cupins, besouros) e suas larvas. Também comem pequenos invertebrados, raízes, alguns vegetais e frutos. Nome Popular: Nome científico: Habitat: Tatu-de-rabo-mole-pequeno Cabassous unicinctus regiões de cerrado, savanas, matas ciliares (próximas aos rios) e florestas com vegetação seca. Descanso do Lagarto
  36. 36. PLACAS ÁREAS DE DESCANSO Descanso do Lagarto Tamanho da Placa: 100 X 60 cm Fonte Título: Berlin Sans FB Demi Fonte Texto: Berlin Sans FB Código Pigmento*: Azul Longínquo (céu) Ilha Esmeralda (mata) OBS: As áreas na cor marrom devem ser deixadas na madeira natural da placa TEXTOS DESCANSO DO LAGARTO Nome Popular: Lagarto-teiú Nome científico: Tupinambis merianae Dieta: É muito variada, incluindo vertebrados, partes vegetais, moluscos e artrópodes. Habitat: Áreas abertas de cerrado, mas pode ser observado em bordas de matas-de-galeria e dentro de matas mais abertas. Pode ser encontrado na Argentina, no Brasil e no Uruguai. Sendo que no Brasil ocorre em todas as regiões, exceto na Floresta Amazônica. Você Sabia? O lagarto é uma das poucas espécies de répteis que têm cuidado parental, guardando os ovos até a eclosão? A fêmea põe em média 25 ovos, que demoram três meses para eclodir. Quando se sente ameaçado, o lagarto pode ficar imóvel e tentar se camuflar em meio ao ambiente ou fugir rapidamente, fazendo muito barulho. Layout da placa *Nomenclatura padrão das Tintas Coral. Descanso do Tatu Dieta: Pequenos insetos (formigas, cupins, besouros) e suas larvas. Também comem pequenos invertebrados, raízes, alguns vegetais e frutos. Nome Popular: Nome científico: Habitat: Tatu-de-rabo-mole-pequeno Cabassous unicinctus regiões de cerrado, savanas, matas ciliares (próximas aos rios) e florestas com vegetação seca. Descanso do Lagarto Descanso do Gambá
  37. 37. PAINÉIS PÁSSAROS Dois pássaros nomeiam os mirantes, e neles rodeiam outros pássaros da fauna de Santa Catarina, a partir desse conceito serão fixados no centro de cada mirante cabos de aço com placas arredondadas ilustrando cada pássaro típico da região, ao todo sao 21 ilustrações, onde terão 10 exibidos em um mirante e 11 no outro. Raio da Placa: 15 cm Fonte: Berlin Sans FB Demi Adeisvo em Impressão Digital colado em chapa de PS.
  38. 38. LAYOUT DAS PLACAS DOS PÁSSAROS

×