Minha natureza é envelhecer.
Não há nenhum modo de escapar do
envelhecimento.
Minha natureza é ter doença e saúde.
Não há ...
Não sei...
Se a vida é curta
ou longa demais para nós,
mas sei que
nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos
o cora...
A Beleza da Velhice
O filho pequeno, com a curiosidade
de quem ouviu uma nova palavra,
mas ainda não entendeu seu
signific...
"Assim como
os picos cobertos de neves são
bonitos,
os cabelos brancos da velhice
também tem sua beleza.
Não apenas beleza...
Retrato
"Eu não tinha este rosto de hoje, assim
calmo, assim triste,
assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio ...
“Só na velhice a mesa fica
repleta de ausências.
Chego ao fim,
uma corda
que aprende seu limite
após arrebentar-se
em músi...
“O conhecimento torna
a alma jovem
e diminui a amargura
da velhice.
Colhe, pois, a sabedoria.
Armazena suavidade
para o am...
Bem-aventurados
aqueles que
compreendem os
meus passos
vacilantes e as
minhas mãos
trêmulas.
Bem-aventurados os
que levam em conta
que meus ouvidos
captam as palavras
com dificuldades,
por isso procuram
falar-me mai...
Bem-aventurados os que percebem que
meus olhos já estão nublados e as
minhas reações são lentas.
Bem-aventurados os
que desviam o olhar,
simulando não ter
visto o café que, por
vezes, derramo sobre
a mesa.
Bem-aventurados os que sorriem e
conversam comigo.
Bem-aventurados
os que nunca me dizem:
"Você já me contou isso tantas vezes!"
Bem-aventurados
os que me ajudam, com carinho,
a atravessar a rua.
Bem-aventurados
os que me
fazem sentir
que sou amado
e não estou
abandonado,
tratando-me com
respeito.
Bem-aventurados
os que
compreendem
quanto me custa
encontrar forças
para aguentar
minha cruz.
Bem-aventurados
os que me
amenizam os
últimos anos
sobre a Terra.
Bem-
aventurados
todos aqueles
que me dedicam
afeto e carinho
fazendo-me,
assim, pensar
em Deus.
Quando entrar na
Eternidade,
lembrar-me-ei
deles,
junto ao Senhor!
Amém!
(autor desconhecido)
Textos e Imagens:
Internet/ Google
Música:
Autumn Rose
Cortazar
BSB, Junho de 2012
Textos e Imagens:
Internet/ Google
Músi...
Idade outono
Idade outono
Idade outono
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Idade outono

195 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Idade outono

  1. 1. Minha natureza é envelhecer. Não há nenhum modo de escapar do envelhecimento. Minha natureza é ter doença e saúde. Não há nenhum modo de escapar de ter doença e saúde. Minha natureza é morrer. Não há nenhum modo de escapar da morte. Tudo que desejo e todos a quem amo tem a natureza da mudança. Não há nenhum modo de escapar da mudança. Minhas ações são meus únicos pertences verdadeiros. Eu não posso escapar das conseqüências de minhas ações. Minhas ações são o solo onde estou. Buda
  2. 2. Não sei... Se a vida é curta ou longa demais para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. Não seja nem curta nem longa demais mas que ela seja intensa, verdadeira, pura... Enquanto durar. Cora Coralina
  3. 3. A Beleza da Velhice O filho pequeno, com a curiosidade de quem ouviu uma nova palavra, mas ainda não entendeu seu significado, perguntou à sua mãe: - “Mamãe, o que é velhice? " Na fração de segundo antes da resposta, ela fez uma viagem ao passado. Lembrou-se dos momentos de luta, das dificuldades, das decepções. Sentiu todo o peso da idade e da responsabilidade em seus ombros. Tornou a olhar para o filho, que, sorrindo, aguardava uma resposta: - "Olhe para o meu rosto, filho" , disse ela. - "Isto é a velhice". E imaginou o garoto vendo as rugas e a tristeza em seus olhos. Depois de alguns instantes, o menino respondeu: - "Mamãe! Como a velhice é bonita!" Paulo Coelho
  4. 4. "Assim como os picos cobertos de neves são bonitos, os cabelos brancos da velhice também tem sua beleza. Não apenas beleza, mas sabedoria também, de que nenhum jovem pode se vangloriar”. OSHO
  5. 5. Retrato "Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro, nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo. Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas e frias e mortas; eu não tinha este coração que nem se mostra. Eu não dei por esta mudança, tão simples, tão certa, tão fácil: em que espelho ficou perdida a minha face?” Cecília Meireles
  6. 6. “Só na velhice a mesa fica repleta de ausências. Chego ao fim, uma corda que aprende seu limite após arrebentar-se em música. Creio na cerração das manhãs. Conforto- me em ser apenas homem. Envelheci, tenho muita infância pela frente”. Fabrício Carpinejar
  7. 7. “O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã”. Leonardo da Vinci
  8. 8. Bem-aventurados aqueles que compreendem os meus passos vacilantes e as minhas mãos trêmulas.
  9. 9. Bem-aventurados os que levam em conta que meus ouvidos captam as palavras com dificuldades, por isso procuram falar-me mais alto e pausadamente.
  10. 10. Bem-aventurados os que percebem que meus olhos já estão nublados e as minhas reações são lentas.
  11. 11. Bem-aventurados os que desviam o olhar, simulando não ter visto o café que, por vezes, derramo sobre a mesa.
  12. 12. Bem-aventurados os que sorriem e conversam comigo.
  13. 13. Bem-aventurados os que nunca me dizem: "Você já me contou isso tantas vezes!"
  14. 14. Bem-aventurados os que me ajudam, com carinho, a atravessar a rua.
  15. 15. Bem-aventurados os que me fazem sentir que sou amado e não estou abandonado, tratando-me com respeito.
  16. 16. Bem-aventurados os que compreendem quanto me custa encontrar forças para aguentar minha cruz.
  17. 17. Bem-aventurados os que me amenizam os últimos anos sobre a Terra.
  18. 18. Bem- aventurados todos aqueles que me dedicam afeto e carinho fazendo-me, assim, pensar em Deus.
  19. 19. Quando entrar na Eternidade, lembrar-me-ei deles, junto ao Senhor! Amém! (autor desconhecido)
  20. 20. Textos e Imagens: Internet/ Google Música: Autumn Rose Cortazar BSB, Junho de 2012 Textos e Imagens: Internet/ Google Música: Autumn Rose Cortazar BSB, Junho de 2012 Neuza

×