Os maias

475 visualizações

Publicada em

os Mais de Eça de Queirós

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os maias

  1. 1. “ OS MAIAS” EÇA DE QUEIRÓS Episódios da Vida Romântica
  2. 2. EDUCAÇÃO  O tema da educação é frequentemente tratado por Eça de Queirós e surge nos “Maias” como um dos principais fatores comportamentais e da mentalidade do Portugal romântico por oposição ao Portugal novo, voltado para o futuro.  A crítica à educação é feita através do paralelismo entre três personagens: Pedro da Maia, Carlos da Maia e Eusebiozinho.  Durante todo o enredo deparamo-nos com dois sistemas educativos opostos, a educação tradicionalista protagonizada por Pedro da Maia e Eusebiozinho, contrapondo-se a Carlos que recebe a educação inglesa ensinada por um pedagogo Inglês Brown. Educação Inglesa.
  3. 3. CONFRONTO ENTRE A EDUCAÇÃO TRADICIONAL E A EDUCAÇÃO INGLESA Carlos da Maia –Educação Inglesa Eusebiozinho – Tradicional Pedagogo Inglês – Brown Pedagogo Português – Abade Custódio Contacto com a Natureza Permanecia em casa Aprendizagem de línguas vivas: Inglês Aprendizagem de línguas mortas: Latim Brincadeiras e divertimento Contacto com velhos livros Rigor, método e ordem Super protecção Valorização da criatividade e juízo crítico Valorização da memorização Submissão da vontade ao dever Suborno da vontade pela chantagem afectiva Desprezo da Cartilha e do conhecimento teórico Estudo da Cartilha «Catecismo de Perseverança»...” Exercício físico: ginástica ao ar livre Débil na sua saúde e não tinha actividade física
  4. 4.  Apesar das diferentes Educações o comportamento de Carlos em relação à vida não o diferencia de Pedro nem de Eusebiozinho.  Ambas as personagens falharam na vida, não cumpriram os seus desejos e sonhos, e perderam as suas amadas. Pedro Perdeu Maria Monforte e Carlos Maria Eduarda e o seu avô Afonso.  A principal influência que Carlos teve foi, a influência do meio em que este estava inserido, a influência da sociedade fútil, sem estímulos, de luxos e vida boémia, vai ser superior a qualquer factor no comportamento de Carlos, superior à educação sobretudo.  No entanto, Carlos da Maia resistiu ao sofrimento de perda, seguindo a sua vida. Pedro não resistiu á dor suicidando-se.
  5. 5. CARACTERIZAÇÃO DA SOCIEDADE  Era uma sociedade fútil, sem cultura, que se preocupava demasiado com as crianças, e com a vida alheia, valorizando a educação Tradicional Portuguesa.  As personagens que representam essa mesma burguesia, são:  A titi e a mamã de Eusebiozinho, que representavam as senhoras da época, que não trabalhavam, só cuidavam das crianças e eram senhoras sem cultura e interesses sociais;  Eça caracteriza a sociedade recorrendo à utilização de uma linguagem específica:  Linguagem familiar, rica em palavras diminutas- inhos, inhas  Ironia  Caricatura.
  6. 6. CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS  Carlos da Maia Caracterização fisica “Formoso e alto, bem feito, de ombros largos, com uma testa mármore, cabelos pretos e ondulados, pele branca. Tinha um bigode arqueado aos cantos da boca, uma fisionomia de cavaleiro de Renascença”. –cap.IV Caracterização psicológica Carlos era culto, educado á Inglesa, de gostos requintados. Destaca-se na personalidade o gosto pelo luxo e a incapacidade de se fixar num projecto. Herdou as características do pai, a fraqueza e cobardia, e as características da mãe, a vida boémia, o egoísmo e futilidade. Estas características alteram o comportamento desta personagem, mas é o meio em que se insere que teve principal influencia na sua vida.
  7. 7.  Eusebiozinho  Caracterização fisica Em criança- o morgadinho, “olhinhos vagos e azulados”, “perninhas bambas”, “vestido de escocês”, cap. III Em adulto- “cabelo chato, amarelado, desepnteado, carregado de luto”, “lunetas pretas”-cap. VIII  Caracterização psicológica Representa a educação tipicamente Portuguesa, retrógrada. Também conhecido por Silveirinha,. Eusebiozinho é caracterizado como molengão, tristonho , adultero, adoentado, forreta, casou mas enviuvou cedo.
  8. 8.  Pedro da Maia Caracterização física Tinha “ uma linda face oval de um trigueiro cálido, dois olhos maravilhosos e irresistíveis(…) assemelhara-se a um belo árabe”.-cap.I Caracterização psicológica Pedro apresentava um temperamento nervoso, fraco e muito instável emocionalmente. Tinha frequentemente crises de “melancolia negra que o traziam dias e dias, murcho, amarelo, com as olheiras fundas e já velho”. Também Pedro é vitima da sociedade Lisboeta, o seu único sentimento foi a paixão pela Maria Monforte. Falhou na vida e suicidou-se.

×