Folclore Brasileiro, região centro-oeste

43.638 visualizações

Publicada em

Informações sobre o folclore brasileiro, em especial as características da região centro-oeste.

Publicada em: Educação
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43.638
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
422
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folclore Brasileiro, região centro-oeste

  1. 1. Folclore Lendas e Personagens do folclore brasileiro da região Centro-Oeste. Acadêmicos: Daniela Leguari, Diúlha Ebbres Colombo, Franciele Ribeiro Malacarne, Juliana Piedade Alves, Marcos Dias Furtado, Rodrigo Rocha.
  2. 2. Significado de Folclore O termo folclore foi criado por estudiosos interessados em pesquisar e analisar as manifestações culturais de origem popular. Representa a junção entre duas expressões da língua inglesa: “folk”, que significa povo e “lore” que significa saber, podendo ser traduzido como “conhecimento do povo”.
  3. 3. O que é Folclore? Folclore é o conjunto de tradições e manifestações populares, transmitidas de geração para geração, sendo constituído por lendas, mitos, supertições, canções, festas populares, crenças, jogos, advinhas e ditados populares.
  4. 4. Expressividade Folclórica Sua expressão pode ser representada por uma produção anônima, tradicional e, ao mesmo tempo, reconhecida por uma coletividade. Apesar de resistir ao tempo, o folclore é dinâmico, tem a capacidade de se renovar e não está limitado geograficamente, podendo revelar valiosos aspectos de um povo e sua história.
  5. 5. Comemorações O Dia do Folclore é comemorado com eventos e festas, no dia 22 de agosto, aqui no Brasil, ele foi criado no ano de 1965. Além dessa data, recentemente foi criado o Dia do Saci, que deve ser comemorado em 31 de outubro, anualmente, com festas folclóricas em homenagem a esse personagem.
  6. 6. Folclore brasileiro No Brasil, costuma-se dividir o folclore do país por região territorial. Cada qual tem suas características mais determinantes. Porém, obviamente, a cultura de cada estado é bastante ampla, pois além da região ser a mesma, ainda é constituída de estados e suas respectivas cidades e/ou municípios que possuem mais algumas características distintas uma das outras.
  7. 7. Região Centro-Oeste Na região Centro- Oeste a população foi formada a partir dos povos indígenas, pelos brancos vindos de outras regiões e pelos os negros. Cada etnia já possuía uma cultura de suas raízes e foi mesclando uma nas outras até que surgiram as manifestações culturais, artísticas e religiosas. O folclore local é marcado pela pluralidade de danças,cantos, lendas e crenças.
  8. 8. Manifestações culturais típicas da região: As danças folclóricas do Centro-Oeste são movimentadas e animam quase todas as festas religiosas e cívicas locais. Os participantes usam roupas de cores berrantes e alegres. Conheça algumas dessas manifestações:
  9. 9. Cavalhada Uma festa que relembra o domínio do cristianismo na região hoje formada por Portugal e Espanha representada por uma falsa batalha entre Mouros e cristãos. Em Goiás, a mais famosa ocorre em Pirenópolis.
  10. 10. Cururu Canto formado por trovas repentistas, chamadas originalmente de carreiras ou linhas, cantadas por vários caminhantes em agradecimento a um santo. É realizado em Mato Grosso.
  11. 11. Mascarados Originária dos costumes indígenas, foi modificada e enriquecida pelos colonizadores espanhóis e portugueses. Dura cerca de 2 horas e meia, com diferentes passos, e exige grande esforço físico. Por isso, antigamente só os homens participavam. O grupo dos mascarado é composto de um marcante e doze pares. A apresentação divide-se em 12 partes: cavalinho é a entrada, depois vem a Primeira Quadrilha, Segunda Quadrilha, Trança-fita e Joaquina, Arpejada, Cara-dura, Maxixe de Humberto (assim foi chamada porque foi composta pelo músico Humberto da banda do mascarado), Carango, Lundu e, por fim a Retirada.
  12. 12. Apresenta-se com fantasias de coloridos exuberantes predominado as cores vermelho e amarelo. Usam uma máscara confeccionada uma tela de arame, que após colocada em forma de madeira caracteriza um rosto na modelagem final, muita tinta é atirada por cima em várias camadas que farão a aparência de pele, ficando assim muito bem camuflado. Cada participante usam na cabeça um vistoso chapéu com plumas e espelhos em outros adornos. Os dançarinos se embalam em temas singulares, são acompanhados por uma banda, sendo os principais instrumentos o saxofone, tuba e pistão, além de tambores e pratos.
  13. 13. Procissão do fogaréu Manifestação de tradição religiosa que relembra a prisão de Jesus Cristo por soldados romanos mascarados. A mais bem produzida ocorre no município de Goiás (GO), antiga capital do Estado, a 135 quilômetros de Goiânia.
  14. 14. Siriri Dança típica do Mato Grosso, tem como característica a troca de casais. É marcada pelo som do mocho (espécie de tambor em forma de banco, feito com madeira e couro de boi). O nome vem de siriricar, o movimento feito pelo pescador na pesca com anzol e reproduzido pelos dançarinos ao escolher o par.
  15. 15. Marimbondo Dança mais conhecida em Goiás. O bailarino revela sua habilidade de dançarino-equilibrista, enquanto os circunstantes acompanham seus movimentos com interesse e graça. Quando o dançarino erra todos fazem deboche dele. Os instrumentos usados são o pandeiro e a cuíca.
  16. 16. Palminha Modalidade de quadrilha rural muito apreciada, principalmente em Goiás. Ao som da orquestra regional um cavalheiro, agitando um lenço, caminha em direção a uma das damas e lho entrega, à guisa de convite para dançar. Dançam aos pares, soltos. Por fim, a dama entrega o lenço a outro cavalheiro, e dança igualmente com este. O lenço somente é devolvido ao dono depois de fazer uma volta completa. A coreografia desta dança faz referência ao caminho da roça.
  17. 17. Recortado O Recortado lembra o Cateretê, do qual recebe influência, embora contraste com este pela sua vivacidade e por ser mais movimentado. É mais dançado no Brasil Central. Indumentária: caipira típica da região. Instrumentos musicais: viola.
  18. 18. Serra Moreninha Serra Moreninha é uma dança popular muito apreciada nos pousos de foliões do sul de Goiás. É uma espécie de bailado. Está classificada entre as danças de salão. Instrumentos musicais: orquestra regional.
  19. 19. Volta Senhora Volta Senhora é quadrilha que faz parte dos diversos motivos do Fandango, do qual ela é a mais vistosa em efeitos coreográficos e cenográficos, sendo ela dançada principalmente no Estado de Goiás. Instrumento musical: viola.
  20. 20. Catira Realizada por homens, e atualmente já existem grupos com integrantes femininas, que, estando em frente um para o outro, sapateiam e batem palmas no ritmo da viola.
  21. 21. A culinária da região também é bastante variada, com pratos típicos em cada estado.
  22. 22. Goiás - Pratos populares: arroz com pequi, guariroba, leitão assado, empadão goiano, galinhada, tutu com linguiça, couve, torresmo, quiabo refogado, biscoito de polvilho, manjar branco com calda de ameixa. Mato Grosso - Pratos populares: Uma das receitas mais conhecidas deste local é a mojica, feita com o peixe pintado. Os peixes são muito consumidos, tipos como o pacu, pacupeba, piabucu, piraputanga e dourado. O acompanhamento geralmente é a banana da terra.
  23. 23. Mato Grosso do Sul - Pratos populares: A maioria dos pratos são feitos com peixes e carne. Algumas preparações: arroz de carreteiro com charque, moqueca de peixe, pacu assado, caldo de piranha, doces de abóbora, mamão, caju, licor de pequi, etc. Distrito Federal - Pratos populares: Em Brasília, pode ser encontrado de diversos pratos, tipo: pato no tucupi, feijoada, churrasco, galinha ao molho pardo. Pois a capital tem muita influência da culinária estrangeira, como também da culinária regional do Brasil.
  24. 24. Lendas e Mitos Quando se fala em folclore, é muito comum que as pessoas pensem imediatamente nas lendas e mitos que povoam a imaginação, relacionando-o às histórias que já ouviram sobre seres e suas atuações impressionantes. O Que São Lendas? Lendas são estórias fantasiosas, transmitidas verbalmente através dos tempos, combinando fatos reais e históricos com fatos imaginários. Como são repassadas oralmente entre as pessoas, as lendas vão sofrendo alterações à medida que são recontadas.
  25. 25. O Que São Mitos? Mitos são narrativas simbólicas, com o objetivo de tentar explicar fatos como a origem do ser humano, a realidade e os fenômenos naturais. Neles,personagens incríveis se misturam com fatos da realidade para dar sentido a vida e ao mundo. Na maioria das vezes, os mitos referem-se aos relatos das civilizações antigas que, organizados, constituem uma mitologia.
  26. 26. Contos Folclóricos da Região Centro-Oeste
  27. 27. Saci
  28. 28. Cuca
  29. 29. Caipora
  30. 30. Lobisomem
  31. 31. Corpo-seco
  32. 32. Diabinho da garrafa
  33. 33. Menino Romãozinho
  34. 34. Onça maneta
  35. 35. Negro d’água
  36. 36. Arranca línguas
  37. 37. Mãe de ouro
  38. 38. Pai do mato
  39. 39. Pé de garrafa
  40. 40. Linguagem, literatura e tradição oral As principais manifestações do folclore na linguagem popular são as seguintes: Adivinhas:Consistem em perguntas com conteúdo dúbio ou desafiador.
  41. 41. Está no meio do começo, está no começo do meio, estando em ambos assim, está na ponta do fim? Branquinho, brancão, não tem porta, nem portão? Uma árvore com doze galhos, cada galho com trinta frutas, cada fruta com vinte e quatro sementes? Uma casa tem quatro cantos, cada canto tem um gato, cada gato vê três gatos, quantos gatos têm na casa? Altas varandas,formosas janelas, que abrem e fecham, sem ninguém tocar nelas?
  42. 42. Respostas A letra M Ovo Ano, mês, dia, hora Quatro Olhos
  43. 43. Provérbios Ditos que contém ensinamentos, como “Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão"; "A fome é o melhor tempero"; "Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão", e "Pagar e morrer é a última coisa a fazer".
  44. 44. Parlendas: As parlendas são formas literárias tradicionais de origem oral que são recitadas em brincadeiras de crianças. Algumas parlendas são muito antigas e fazem parte do folclore brasileiro.
  45. 45. Piadas ou anedotas Piada ou anedotas são pequenas histórias com um final engraçado e às vezes surpreendente. O objetivo de uma piada é provocar risos ou gargalhadas em quem a ouve ou lê.
  46. 46. "Um homem entra numa loja de animais, querendo comprar um papagaio e encontra três idênticos numa gaiola e pergunta o preço: -O da esquerda custa 500 Reais – diz o dono. -Nossa, que caro! Por que vale tanto? -Ele é um papagaio muito especial, sabe operar um computador. - Ah, sei... E o da direita, quanto vale? -Esse custa 1000 Reais. -Nossa, mas por que custa tão caro? -Ah, porque além de saber operar um computador, também domina Windows 98, Unix e Macintosh. -Sei, interessante... E o papagaio do meio? -Esse custa 5 mil reais! -Que é isso! O que ele sabe fazer de tão especial? -Na verdade – diz o dono, - nunca vi esse papagaio fazer coisa nenhuma. Mas os outros dois o chamam de chefe...".
  47. 47. Trava-língua É um pequeno texto, rimado ou não, que constitui um desafio de pronúncia. Os exemplos são ilustrativos:"Um tigre, dois tigres, três tigres"; "Num ninho de mafagafos tem seis mafagafinhos; quem desmafagafizar esses seis mafagafinhos bom desmafagafizador será".
  48. 48. Cantigas de roda As cantigas de roda ou cirandas fazem parte do folclore brasileiro e representam os aspectos lúdicos das manifestações socioculturais populares. Normalmente, as cantigas de roda são cantadas e dançadas nas brincadeiras infantis e, por esse motivo, são constituídas de textos simples, repetitivos e ritmados, com o intuito de colaborar com a aprendizagem por meio da fixação.
  49. 49. Frases de Para-choque de caminhão Frases que caminhoneiros pintam em seus para-choques, podendo ser humorísticas, sexuais, moralidades, devoções, ou podem revelar sucintamente uma visão de mundo e de vida, em pérolas de sabedoria prática. Exemplo: "A calúnia é como carvão: quando não queima, suja.”
  50. 50. Superstições e crendices São explicações sem caráter científico comprovando fatos e acontecimentos naturais. Veja alguns exemplos: O louva Deus ou cavalinho de Deus é um inseto de cor verde. Acredita-se que ele traz sorte por onde ele passa.
  51. 51. Deixar uma tesoura aberta por muito tempo dá azar;
  52. 52. Coceira na Mão: se for a esquerda, é sinal de que vem vindo dinheiro, se for direita é uma visita que está para aparecer.
  53. 53. Quando uma criança nascer com a mão fechada, este será sovina na vida (mão de vaca).
  54. 54. Orelha Quente: se sua orelha esquentar de repente, é porque alguém está falando mal de você.
  55. 55. Brincadeiras Por todo o país são inúmeras as brincadeiras apreciadas pelas crianças. Elas demonstram as características sociáveis, a procura de outras crianças para se divertirem. Dentre as diversas brincadeiras folclóricas, estão:

×