SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
PROCESSO PENAL
BIBLIOGRAFIA
AVENA, Norberto. Processo penal. São Paulo: Método.
BONFIM, Edilson Mougenot. São Paulo: Saraiva.
CAPEZ, Fernando. Curso de processo penal. São Paulo:
Saraiva.
DEMERCIAN, Pedro Henrique; MALULY, Jorge Assaf.
Curso de processo penal, Rio de Janeiro: Forense.
GRECO FILHO, Vicente. Manual de processo penal.
BIBLIOGRAFIA
MACHADO, Antonio Alberto. Curso de processo penal.
MANZANO, Luis Fernando. Curso de processo penal, São
Paulo: Atlas.
MIRABETE, Julio Fabbrini. Processo penal. São Paulo:
Atlas.
NUCCI, Guilherme de Souza. Código de processo penal
comentado. Sao Paulo: RT
TOURINHO FILHO, Fernando da Costa. Processo penal.
São Paulo: Saraiva, v. 1.
PROGRAMA: PRIMEIRO SEMESTRE
1.1. Considerações Iniciais. Princípios. Sistemas processuaisConsiderações Iniciais. Princípios. Sistemas processuais
2.2. Lei processualLei processual
3.3. Investigação CriminalInvestigação Criminal
4.4. Ação PenalAção Penal
1. CONSIDERAÇÕES
INICIAIS
• 1.1. O conflito e suas formas primitivas de composição.1.1. O conflito e suas formas primitivas de composição.
Autotutela e autocomposição.Autotutela e autocomposição.
• 1.2. O Estado e o monopólio do processo.1.2. O Estado e o monopólio do processo.
• 1.3. O “jus puniendi”.1.3. O “jus puniendi”.
1.1. Autotutela e autocomposição
a) AutotutelaAutotutela: satisfação do interesse pela força
Resquícios: flagrante, legítima defesa
b) AutocomposiçãoAutocomposição: uma das partes abre mão do interesse
em favor da outra, ou ambas renunciam a uma parcela de
suas pretensões. Pode ser:
1.1. Autotutela e autocomposição
a) Desistência (renúncia à pretensão): só na ação privada.
b) Submissão: renúncia à resistência oferecida à pretensão
(autodefesa é renunciável; defesa técnica, não).
c) Transação: concessões recíprocas (Lei 9099/95).
1.2. O Estado e o
monopólio do processo.
• Art. 5o, XXXV, da CF-88: “A Lei não excluirá da
apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito”
• Não se admite processo penal “extrajudicial” (ação
privada?)
1.3. O “jus puniendi”
• É o direito de punir os infratores, o direito de impor a
sanção penal àqueles que descumprem o mandamento
proibitivo.
• “Jus puniendi” abstrato: surge quando o Estado, por meio
do Legislativo, elabora as leis penais.
• “Jus puniendi” concreto: surge no instante em que alguém
pratica uma infração penal (pretensão punitiva)
2. O DIREITO PROCESSUAL
PENAL
• É o conjunto de princípios e regras que disciplinam a
composição das lides penais, por meio da aplicação do
Direito Penal objetivo.
• Devido processo legal (art. 5º, LIV, CF)
• Processo: vem de procedere, avançar, caminhar em
direção a um fim
• Caminho necessário para que o Estado imponha uma
pena
3. INSTRUMENTALIDADE DO
PROCESSO
• O processo, assim como o Direito, é um instrumento de
harmonização social.
• O processo não é um fim em si mesmo; é um instrumento
de realização do direito material.
4. POSIÇÃO ENCICLOPÉDICA
• Ramo do Direito Público: o Estado, nas relações
reguladas pelo Direito Processual Penal, interfere como
um dos sujeitos; além disso, o objetivo das normas que
informam o Direito Processual Penal constitui um fim
específico do próprio Estado.
5. PRINCÍPIOS
• O que são princípios?O que são princípios?
• Causa primeira, ou “elemento predominante naCausa primeira, ou “elemento predominante na
constituição de um corpo orgânico” (Aurélio)constituição de um corpo orgânico” (Aurélio)
• ““Verdades primeiras”Verdades primeiras”
• Premissas do sistemaPremissas do sistema
• Servem de base para a interpretação, integração,Servem de base para a interpretação, integração,
conhecimento e integração do direito positivoconhecimento e integração do direito positivo
5. PRINCÍPIOS
• 5.1. Contraditório e ampla defesa5.1. Contraditório e ampla defesa
• 5.2. Verdade real5.2. Verdade real
• 5.3. Imparcialidade do juiz5.3. Imparcialidade do juiz
• 5.4. Igualdade entre as partes5.4. Igualdade entre as partes
• 5.5. Publicidade5.5. Publicidade
5. PRINCÍPIOS
• 5.6. Persuasão Racional ou livre convencimento5.6. Persuasão Racional ou livre convencimento
• 5.7. Presunção de Inocência5.7. Presunção de Inocência
• 5.8. Duplo grau de jurisdição5.8. Duplo grau de jurisdição
• 5.9. Motivação das decisões judiciais5.9. Motivação das decisões judiciais
• 5.10. Celeridade5.10. Celeridade
• 5.11. Devido processo legal5.11. Devido processo legal
5.1. Contraditório e ampla
defesa
• Art. 5º, LV, da CF-88: “aos litigantes, em processo judicial
ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados
o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a
ela inerentes”
• Contraditório: ciência bilateral dos atos do processo e a
possibilidade de contrariá-los (ex: perícia)
• Ampla defesa: autodefesa e defesa técnica
5.2. Verdade real
• Processo Civil: verdade formal (juiz se satisfaz
com as alegações deduzidas pelas partes). Ex:
Confissão.
• Processo Penal: verdade real (o juiz tem
obrigação de investigar a fundo os fatos,
suprindo eventual lacuna das partes). Exceção:
absolvição e coisa julgada.
• Cuidado: vedação às provas ilícitas
• “Verdade aproximada”.
5.3. Imparcialidade do
juiz
• Separação entre acusação e juiz (princípio acusatório).
• Impedimento e suspeição
5.4. Igualdade entre as
partes
- No processo, as partes, embora figurem em polos
opostos, situam-se no mesmo plano, com iguais
direitos, ônus, obrigações e faculdades.
- A existência de recursos exclusivos da defesa fere o
princípio da igualdade entre as partes?
5.5. Publicidade
•Art. 5Art. 5oo
, LX, da CF: “a lei só poderá restringir a, LX, da CF: “a lei só poderá restringir a
publicidade dos atos processuais quando apublicidade dos atos processuais quando a defesa dadefesa da
intimidadeintimidade ou oou o interesse socialinteresse social o exigirem”.o exigirem”.
•Art. 93, IX: “todos os julgamentos dos órgãos do PoderArt. 93, IX: “todos os julgamentos dos órgãos do Poder
Judiciário serão públicos...Judiciário serão públicos... podendo a lei limitar apodendo a lei limitar a
presença, em determinados atos, às próprias partes e seuspresença, em determinados atos, às próprias partes e seus
advogados, ou somente a estesadvogados, ou somente a estes, em casos nos quais a, em casos nos quais a
preservação dapreservação da intimidadeintimidade do interessado no sigilo nãodo interessado no sigilo não
prejudique oprejudique o interesse públicointeresse público à informação”.à informação”.
5.5. Publicidade
• Todos os atos processuais são públicos (art. 792 do CPP):Todos os atos processuais são públicos (art. 792 do CPP):
• ““As audiências, sessões e os atos processuais serão,As audiências, sessões e os atos processuais serão, em regraem regra,,
públicos e se realizarão nas sedes dos juízos e tribunais, compúblicos e se realizarão nas sedes dos juízos e tribunais, com
assistência dos escrivães, do secretário, do oficial de justiça queassistência dos escrivães, do secretário, do oficial de justiça que
servir de porteiro, em dia e hora certos, ou previamenteservir de porteiro, em dia e hora certos, ou previamente
designados”.designados”.
• Parágrafo 1Parágrafo 1oo
: Se da publicidade da audiência, da sessão ou do ato: Se da publicidade da audiência, da sessão ou do ato
processual, puder resultarprocessual, puder resultar escândalo, inconveniente grave ouescândalo, inconveniente grave ou
perigo de perturbação da ordemperigo de perturbação da ordem, o juiz, ou o tribunal, câmara ou, o juiz, ou o tribunal, câmara ou
turma, poderá, de ofício ou a requerimento da parte ou doturma, poderá, de ofício ou a requerimento da parte ou do
Ministério Público, determinar que o ato seja realizado a portasMinistério Público, determinar que o ato seja realizado a portas
fechadas, limitando o número de pessoas que possam estarfechadas, limitando o número de pessoas que possam estar
presentes”.presentes”.
5.5. Publicidade
• Intimidade X Interesse público à informaçãoIntimidade X Interesse público à informação
• Crimes sexuais (segredo de Justiça – art. 234-B, do CP)Crimes sexuais (segredo de Justiça – art. 234-B, do CP)
• ““Elevada posição funcional do réu” não garante o sigiloElevada posição funcional do réu” não garante o sigilo
(TJMG)(TJMG)
• Conclusão importante: não existe sigilo absoluto.Conclusão importante: não existe sigilo absoluto.
• Publicidade: não se aplica ao inquérito policial (mas oPublicidade: não se aplica ao inquérito policial (mas o
sigilo não é absoluto).sigilo não é absoluto).
5.6.Persuasão racional ou
livre convencimento
• Situa-se entre os sistemas da prova legal e do julgamento
secundum conscientiam.
• Prova legalProva legal: as provas têm valores prefixados e
inalteráveis.
• JulgamentoJulgamento secundum conscientiamsecundum conscientiam: o juiz pode
decidir com base na prova ou sem levar em consideração
a prova dos autos.
• Persuasão racionalPersuasão racional: o juiz tem de decidir de acordo com
as provas dos autos, usando critérios racionais
5.7. Presunção de inocência5.7. Presunção de inocência
• Art. 5º., LVII, da CF: “Ninguém será considerado
culpado até trânsito em julgado da sentença penal
condenatória”.
• Efeitos:
a) Ônus da prova (inversão);
b) Apreciação da prova (a dúvida deve beneficiar o réu –
princípio do “favor rei”).
5.7. Presunção de inocência5.7. Presunção de inocência
a) Prisões cautelares: excepcionalidade. Ver súmula n. 9 do
STJ: “A exigência de prisão provisória, para apelar, não
ofende a garantia constitucional da presunção de
inocência”.
b) Conceito de “antecedentes criminais” (art. 59 do CP).
STJ, Súmula 444: “Conforme orientação há muito firmada nesta Corte
de Justiça, inquéritos policiais, ou mesmo ações penais em curso,
não podem ser considerados como maus antecedentes ou má
conduta social para exacerbar a pena-base ou fixar regime mais
gravoso“.
5.8. Duplo grau de
jurisdição
• Possibilidade de revisão, por via de recurso, das
causas proferidas pelo juiz de primeiro grau.
• Recursos (mais importantes: apelação e recurso em
sentido estrito)
5.9. Motivação
• Art. 93, IX: Todos os julgamentos dos órgãos do Poder
Judiciário serão públicos, e fundamentadas todas as
decisões, sob pena de nulidade...”
• A motivação na fixação da pena;
• Exceção: júri.
5.10. Celeridade
• Art. 5º , LXXVIII, da CF-88: “a todos, no âmbito judicial
e administrativo, são assegurados a razoável duração do
processo e os meios que garantam a celeridade de sua
tramitação”.
• Celeridade e Defesa
5.11. Devido processo
legal
• Devem ser respeitadas todas as formalidades previstas em
lei para que haja a privação da liberdade de alguém

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direito penal slides - power point
Direito penal   slides - power pointDireito penal   slides - power point
Direito penal slides - power pointedgardrey
 
Direito penal iii uneb - crimes contra a honra
Direito penal iii   uneb - crimes contra a honraDireito penal iii   uneb - crimes contra a honra
Direito penal iii uneb - crimes contra a honraUrbano Felix Pugliese
 
Lei nº 8.072/90 crimes hediondos
Lei nº 8.072/90 crimes hediondosLei nº 8.072/90 crimes hediondos
Lei nº 8.072/90 crimes hediondosMarcos Girão
 
Direito Penal - Princípios
Direito Penal - PrincípiosDireito Penal - Princípios
Direito Penal - PrincípiosDayane Barros
 
Lei penal no tempo e no espaço
Lei penal no tempo e no espaçoLei penal no tempo e no espaço
Lei penal no tempo e no espaçocrisdupret
 
Aula 02 direito penal i - histórico e introdução ao direito penal
Aula 02   direito penal i - histórico e introdução ao direito penalAula 02   direito penal i - histórico e introdução ao direito penal
Aula 02 direito penal i - histórico e introdução ao direito penalUrbano Felix Pugliese
 
Direito penal i consumação e tentativa
Direito penal i   consumação e tentativaDireito penal i   consumação e tentativa
Direito penal i consumação e tentativaUrbano Felix Pugliese
 
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03   direito penal i - fontes do direito penalAula 03   direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penalUrbano Felix Pugliese
 
Aula 01 direito das obrigações - introdução
Aula 01   direito das obrigações - introduçãoAula 01   direito das obrigações - introdução
Aula 01 direito das obrigações - introduçãoLaisy Quesado
 
Aula 02 direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo i
Aula 02   direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo iAula 02   direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo i
Aula 02 direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo iUrbano Felix Pugliese
 
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios Jurídicos
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios JurídicosTeoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios Jurídicos
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios JurídicosDayane Barros
 
Direito penal i histórico e introdução ao direito penal
Direito penal i   histórico e introdução ao direito penalDireito penal i   histórico e introdução ao direito penal
Direito penal i histórico e introdução ao direito penalUrbano Felix Pugliese
 
Código penal comentado slides - parte especial
Código penal comentado   slides - parte especialCódigo penal comentado   slides - parte especial
Código penal comentado slides - parte especialedgardrey
 
DPP - jurisdição e competência
DPP - jurisdição e competênciaDPP - jurisdição e competência
DPP - jurisdição e competênciadireitoturmamanha
 
Direito penal parte geral - slides - caderno
Direito penal   parte geral - slides - cadernoDireito penal   parte geral - slides - caderno
Direito penal parte geral - slides - cadernoedgardrey
 
Lei nº 9.455\97- Lei Antitortura
Lei nº 9.455\97- Lei AntitorturaLei nº 9.455\97- Lei Antitortura
Lei nº 9.455\97- Lei AntitorturaMarcos Girão
 

Mais procurados (20)

Direito penal slides - power point
Direito penal   slides - power pointDireito penal   slides - power point
Direito penal slides - power point
 
Direito penal iii uneb - crimes contra a honra
Direito penal iii   uneb - crimes contra a honraDireito penal iii   uneb - crimes contra a honra
Direito penal iii uneb - crimes contra a honra
 
Lei nº 8.072/90 crimes hediondos
Lei nº 8.072/90 crimes hediondosLei nº 8.072/90 crimes hediondos
Lei nº 8.072/90 crimes hediondos
 
Prisão
PrisãoPrisão
Prisão
 
Direito Penal - Princípios
Direito Penal - PrincípiosDireito Penal - Princípios
Direito Penal - Princípios
 
Lei penal no tempo e no espaço
Lei penal no tempo e no espaçoLei penal no tempo e no espaço
Lei penal no tempo e no espaço
 
Aula 02 direito penal i - histórico e introdução ao direito penal
Aula 02   direito penal i - histórico e introdução ao direito penalAula 02   direito penal i - histórico e introdução ao direito penal
Aula 02 direito penal i - histórico e introdução ao direito penal
 
Direito penal i consumação e tentativa
Direito penal i   consumação e tentativaDireito penal i   consumação e tentativa
Direito penal i consumação e tentativa
 
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03   direito penal i - fontes do direito penalAula 03   direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
 
Aula 01 direito das obrigações - introdução
Aula 01   direito das obrigações - introduçãoAula 01   direito das obrigações - introdução
Aula 01 direito das obrigações - introdução
 
Aula 02 direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo i
Aula 02   direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo iAula 02   direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo i
Aula 02 direito penal iv - crimes contra a dignidade sexual - capítulo i
 
Lei 11343
Lei 11343Lei 11343
Lei 11343
 
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios Jurídicos
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios JurídicosTeoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios Jurídicos
Teoria Geral do Direito Civil - Defeitos dos Negócios Jurídicos
 
Direito penal i histórico e introdução ao direito penal
Direito penal i   histórico e introdução ao direito penalDireito penal i   histórico e introdução ao direito penal
Direito penal i histórico e introdução ao direito penal
 
Direito processual penal
Direito processual penalDireito processual penal
Direito processual penal
 
Código penal comentado slides - parte especial
Código penal comentado   slides - parte especialCódigo penal comentado   slides - parte especial
Código penal comentado slides - parte especial
 
DPP - jurisdição e competência
DPP - jurisdição e competênciaDPP - jurisdição e competência
DPP - jurisdição e competência
 
Direito penal i ilicitude
Direito penal i   ilicitudeDireito penal i   ilicitude
Direito penal i ilicitude
 
Direito penal parte geral - slides - caderno
Direito penal   parte geral - slides - cadernoDireito penal   parte geral - slides - caderno
Direito penal parte geral - slides - caderno
 
Lei nº 9.455\97- Lei Antitortura
Lei nº 9.455\97- Lei AntitorturaLei nº 9.455\97- Lei Antitortura
Lei nº 9.455\97- Lei Antitortura
 

Destaque

Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerce
Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerceCurso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerce
Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerceComSchool
 
Direito previdenciário 440 exercicios com gabarito
Direito  previdenciário 440 exercicios  com gabaritoDireito  previdenciário 440 exercicios  com gabarito
Direito previdenciário 440 exercicios com gabaritomirelass1
 
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noite
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noiteAula 1 direito penal turma oab 003-14 noite
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noiteGmx Brasil
 
Direito processual penal i 4º semestre - josé reinaldo carneiro
Direito processual penal i   4º semestre - josé reinaldo carneiroDireito processual penal i   4º semestre - josé reinaldo carneiro
Direito processual penal i 4º semestre - josé reinaldo carneiroFábio Peres
 
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSS
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSSProvas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSS
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSSEstratégia Concursos
 
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...Editora Juspodivm
 
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015Estratégia Concursos
 
Recurso modelo
Recurso modelo Recurso modelo
Recurso modelo PMBA
 
Caderno questoes processo penal - esquematizado
Caderno questoes   processo penal - esquematizadoCaderno questoes   processo penal - esquematizado
Caderno questoes processo penal - esquematizadoLuciana Ramos
 
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)Estratégia Concursos
 
Informativo STJ 596 - Informativo Estratégico
Informativo STJ 596 - Informativo EstratégicoInformativo STJ 596 - Informativo Estratégico
Informativo STJ 596 - Informativo EstratégicoRicardo Torques
 
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e Matemática
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e MatemáticaTabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e Matemática
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e MatemáticaEstratégia Concursos
 
CPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotado
CPC 03 Esquematizado, Resumido e AnotadoCPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotado
CPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotadogpossati
 
MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)gpossati
 
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016Estratégia Concursos
 
Detonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_finalDetonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_finalgpossati
 
Apostila resumo - pm-pa (direito processual penal)
Apostila   resumo - pm-pa (direito processual penal)Apostila   resumo - pm-pa (direito processual penal)
Apostila resumo - pm-pa (direito processual penal)profrenanaraujo
 
Lei 8.666 comentada manual de licitações e contratos administrativos
Lei 8.666 comentada  manual de licitações e contratos administrativosLei 8.666 comentada  manual de licitações e contratos administrativos
Lei 8.666 comentada manual de licitações e contratos administrativosLidiane Mourão
 

Destaque (20)

Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerce
Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerceCurso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerce
Curso de E-commerce: Perfil dos profissionais de ecommerce
 
Penal
PenalPenal
Penal
 
Direito previdenciário 440 exercicios com gabarito
Direito  previdenciário 440 exercicios  com gabaritoDireito  previdenciário 440 exercicios  com gabarito
Direito previdenciário 440 exercicios com gabarito
 
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noite
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noiteAula 1 direito penal turma oab 003-14 noite
Aula 1 direito penal turma oab 003-14 noite
 
Direito processual penal i 4º semestre - josé reinaldo carneiro
Direito processual penal i   4º semestre - josé reinaldo carneiroDireito processual penal i   4º semestre - josé reinaldo carneiro
Direito processual penal i 4º semestre - josé reinaldo carneiro
 
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSS
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSSProvas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSS
Provas Comentadas Cespe de Direito Previdenciario p/ INSS
 
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...
Código de Processo Penal para Concursos (CPP) - 5a ed.: Rev., amp. e atualiza...
 
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015
Alteração do Código de Trânsito Brasileiro pela Lei nº 13.154, 2015
 
Recurso modelo
Recurso modelo Recurso modelo
Recurso modelo
 
Lei 86666 comentada
Lei 86666   comentadaLei 86666   comentada
Lei 86666 comentada
 
Caderno questoes processo penal - esquematizado
Caderno questoes   processo penal - esquematizadoCaderno questoes   processo penal - esquematizado
Caderno questoes processo penal - esquematizado
 
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)
Provas Comentadas de Direito Administrativo (Cespe)
 
Informativo STJ 596 - Informativo Estratégico
Informativo STJ 596 - Informativo EstratégicoInformativo STJ 596 - Informativo Estratégico
Informativo STJ 596 - Informativo Estratégico
 
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e Matemática
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e MatemáticaTabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e Matemática
Tabela Editais FCC de Raciocínio Lógico e Matemática
 
CPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotado
CPC 03 Esquematizado, Resumido e AnotadoCPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotado
CPC 03 Esquematizado, Resumido e Anotado
 
MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)
 
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016
Curso de Português p/ Concurso MP-RJ 2016
 
Detonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_finalDetonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_final
 
Apostila resumo - pm-pa (direito processual penal)
Apostila   resumo - pm-pa (direito processual penal)Apostila   resumo - pm-pa (direito processual penal)
Apostila resumo - pm-pa (direito processual penal)
 
Lei 8.666 comentada manual de licitações e contratos administrativos
Lei 8.666 comentada  manual de licitações e contratos administrativosLei 8.666 comentada  manual de licitações e contratos administrativos
Lei 8.666 comentada manual de licitações e contratos administrativos
 

Semelhante a PROCESSO PENAL BR

Introdução_PP.pdf Direito Processual Constitucional
Introdução_PP.pdf Direito Processual ConstitucionalIntrodução_PP.pdf Direito Processual Constitucional
Introdução_PP.pdf Direito Processual ConstitucionalAlexandreArruda33
 
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULAS
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULASprocessual penal-saraiva RESUMO DAS AULAS
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULASBianca Melo
 
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppiiportustfs
 
1 conceito de processo penal principios
1 conceito de processo penal   principios1 conceito de processo penal   principios
1 conceito de processo penal principiosLucia Isabel
 
Direito processual civil todo 3º ano furg
Direito processual civil   todo 3º ano furgDireito processual civil   todo 3º ano furg
Direito processual civil todo 3º ano furgPedro Trassantes
 
Aula tgp 005 revisão np1
Aula tgp 005   revisão np1Aula tgp 005   revisão np1
Aula tgp 005 revisão np1Josh Gomes
 
09.08 direito processual penal
09.08 direito processual penal09.08 direito processual penal
09.08 direito processual penalVerônica Coelho
 
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)Helíssia Coimbra
 
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01Henrique Araújo
 
Prova no Proceso Pnal
Prova no Proceso PnalProva no Proceso Pnal
Prova no Proceso PnalWal Barboza
 
Medidas cautelares
Medidas cautelaresMedidas cautelares
Medidas cautelaresRejane Rosa
 
Resumo 1. 5. princípios constitucionais processuais
Resumo   1. 5. princípios constitucionais processuaisResumo   1. 5. princípios constitucionais processuais
Resumo 1. 5. princípios constitucionais processuaisvanessachamma
 
Principio Dispositivo
Principio DispositivoPrincipio Dispositivo
Principio DispositivoMarlon Brawos
 
Resumo para prova 1º bimestre
Resumo para  prova 1º bimestre Resumo para  prova 1º bimestre
Resumo para prova 1º bimestre Agassis Rodrigues
 
1 aula direito processual penal ii
1 aula   direito processual penal ii1 aula   direito processual penal ii
1 aula direito processual penal iiJULIANAPARCIO1
 

Semelhante a PROCESSO PENAL BR (20)

Introdução_PP.pdf Direito Processual Constitucional
Introdução_PP.pdf Direito Processual ConstitucionalIntrodução_PP.pdf Direito Processual Constitucional
Introdução_PP.pdf Direito Processual Constitucional
 
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULAS
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULASprocessual penal-saraiva RESUMO DAS AULAS
processual penal-saraiva RESUMO DAS AULAS
 
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii
2ª, 3ª, 4, 5ª, 6ªaula.ppii
 
Aula 01 tgp
Aula 01   tgpAula 01   tgp
Aula 01 tgp
 
1 conceito de processo penal principios
1 conceito de processo penal   principios1 conceito de processo penal   principios
1 conceito de processo penal principios
 
Direito processual civil todo 3º ano furg
Direito processual civil   todo 3º ano furgDireito processual civil   todo 3º ano furg
Direito processual civil todo 3º ano furg
 
Curso online unieducar processo penal oab
Curso online unieducar processo penal oabCurso online unieducar processo penal oab
Curso online unieducar processo penal oab
 
Curso online processo penal oab
Curso online processo penal oabCurso online processo penal oab
Curso online processo penal oab
 
Aula tgp 005 revisão np1
Aula tgp 005   revisão np1Aula tgp 005   revisão np1
Aula tgp 005 revisão np1
 
Conceito de direito penal
Conceito de direito penalConceito de direito penal
Conceito de direito penal
 
09.08 direito processual penal
09.08 direito processual penal09.08 direito processual penal
09.08 direito processual penal
 
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)
Ponderações ao Art. 5º (Direito Constitucional II)
 
299c16
299c16299c16
299c16
 
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01
Resumo 1-5-princpiosconstitucionaisprocessuais-110830155145-phpapp01
 
Prova no Proceso Pnal
Prova no Proceso PnalProva no Proceso Pnal
Prova no Proceso Pnal
 
Medidas cautelares
Medidas cautelaresMedidas cautelares
Medidas cautelares
 
Resumo 1. 5. princípios constitucionais processuais
Resumo   1. 5. princípios constitucionais processuaisResumo   1. 5. princípios constitucionais processuais
Resumo 1. 5. princípios constitucionais processuais
 
Principio Dispositivo
Principio DispositivoPrincipio Dispositivo
Principio Dispositivo
 
Resumo para prova 1º bimestre
Resumo para  prova 1º bimestre Resumo para  prova 1º bimestre
Resumo para prova 1º bimestre
 
1 aula direito processual penal ii
1 aula   direito processual penal ii1 aula   direito processual penal ii
1 aula direito processual penal ii
 

Mais de direitoturmamanha

DPP II - Aula 01 - busca e apreensão
DPP II - Aula 01 -   busca e apreensãoDPP II - Aula 01 -   busca e apreensão
DPP II - Aula 01 - busca e apreensãodireitoturmamanha
 
DPP II - Aula 10 sigilo das comunicações-2015
DPP II - Aula 10   sigilo das comunicações-2015DPP II - Aula 10   sigilo das comunicações-2015
DPP II - Aula 10 sigilo das comunicações-2015direitoturmamanha
 
DPP II - Aula 11 prova pericial-2015
DPP II - Aula 11   prova pericial-2015DPP II - Aula 11   prova pericial-2015
DPP II - Aula 11 prova pericial-2015direitoturmamanha
 
Administrativo - Bens públicos (2)
Administrativo - Bens públicos (2)Administrativo - Bens públicos (2)
Administrativo - Bens públicos (2)direitoturmamanha
 
Administrativo - Bens públicos (1)
Administrativo - Bens públicos (1)Administrativo - Bens públicos (1)
Administrativo - Bens públicos (1)direitoturmamanha
 
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicos
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicosAdministrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicos
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicosdireitoturmamanha
 
Estágio Civil - peça 02 procuração
Estágio Civil - peça 02   procuraçãoEstágio Civil - peça 02   procuração
Estágio Civil - peça 02 procuraçãodireitoturmamanha
 
Administrativo - Serviços públicos
Administrativo - Serviços públicosAdministrativo - Serviços públicos
Administrativo - Serviços públicosdireitoturmamanha
 
Estágio Civil - Contrato de honorários
Estágio Civil - Contrato de honoráriosEstágio Civil - Contrato de honorários
Estágio Civil - Contrato de honoráriosdireitoturmamanha
 
DPP II - Aula 2 - prisão em flagrante
DPP II - Aula 2 - prisão em flagranteDPP II - Aula 2 - prisão em flagrante
DPP II - Aula 2 - prisão em flagrantedireitoturmamanha
 
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelares
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelaresDPP II - Aula 5 - outras medidas cautelares
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelaresdireitoturmamanha
 
DPP II - Aula 4 - temporária
DPP II - Aula 4 - temporáriaDPP II - Aula 4 - temporária
DPP II - Aula 4 - temporáriadireitoturmamanha
 
DPP II - Aula 3 - preventiva
DPP II - Aula 3 - preventivaDPP II - Aula 3 - preventiva
DPP II - Aula 3 - preventivadireitoturmamanha
 
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...direitoturmamanha
 
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalho
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalhoEstágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalho
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalhodireitoturmamanha
 

Mais de direitoturmamanha (20)

DPP II - Aula 01 - busca e apreensão
DPP II - Aula 01 -   busca e apreensãoDPP II - Aula 01 -   busca e apreensão
DPP II - Aula 01 - busca e apreensão
 
DPP II - Delação premiada
DPP II - Delação premiadaDPP II - Delação premiada
DPP II - Delação premiada
 
DPP II - Aula 10 sigilo das comunicações-2015
DPP II - Aula 10   sigilo das comunicações-2015DPP II - Aula 10   sigilo das comunicações-2015
DPP II - Aula 10 sigilo das comunicações-2015
 
DPP II - Aula 11 prova pericial-2015
DPP II - Aula 11   prova pericial-2015DPP II - Aula 11   prova pericial-2015
DPP II - Aula 11 prova pericial-2015
 
Administrativo - Bens públicos (2)
Administrativo - Bens públicos (2)Administrativo - Bens públicos (2)
Administrativo - Bens públicos (2)
 
Administrativo - Bens públicos (1)
Administrativo - Bens públicos (1)Administrativo - Bens públicos (1)
Administrativo - Bens públicos (1)
 
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicos
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicosAdministrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicos
Administrativo II - Utilização de bens públicos - espaços públicos
 
Civil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reaisCivil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reais
 
Estágio Civil - peça 02 procuração
Estágio Civil - peça 02   procuraçãoEstágio Civil - peça 02   procuração
Estágio Civil - peça 02 procuração
 
Civil IV - Da Posse
Civil IV - Da PosseCivil IV - Da Posse
Civil IV - Da Posse
 
DPP - Aula 7 - da prova
DPP - Aula 7 - da provaDPP - Aula 7 - da prova
DPP - Aula 7 - da prova
 
DPP - Aula 6 - fiança
DPP - Aula 6 - fiançaDPP - Aula 6 - fiança
DPP - Aula 6 - fiança
 
Administrativo - Serviços públicos
Administrativo - Serviços públicosAdministrativo - Serviços públicos
Administrativo - Serviços públicos
 
Estágio Civil - Contrato de honorários
Estágio Civil - Contrato de honoráriosEstágio Civil - Contrato de honorários
Estágio Civil - Contrato de honorários
 
DPP II - Aula 2 - prisão em flagrante
DPP II - Aula 2 - prisão em flagranteDPP II - Aula 2 - prisão em flagrante
DPP II - Aula 2 - prisão em flagrante
 
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelares
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelaresDPP II - Aula 5 - outras medidas cautelares
DPP II - Aula 5 - outras medidas cautelares
 
DPP II - Aula 4 - temporária
DPP II - Aula 4 - temporáriaDPP II - Aula 4 - temporária
DPP II - Aula 4 - temporária
 
DPP II - Aula 3 - preventiva
DPP II - Aula 3 - preventivaDPP II - Aula 3 - preventiva
DPP II - Aula 3 - preventiva
 
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...
Estágio II - Pensando direito - direito ao lazer e a desconexão do trabalho c...
 
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalho
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalhoEstágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalho
Estágio II - O direito ao lazer nas relações de trabalho
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 

PROCESSO PENAL BR

  • 2. BIBLIOGRAFIA AVENA, Norberto. Processo penal. São Paulo: Método. BONFIM, Edilson Mougenot. São Paulo: Saraiva. CAPEZ, Fernando. Curso de processo penal. São Paulo: Saraiva. DEMERCIAN, Pedro Henrique; MALULY, Jorge Assaf. Curso de processo penal, Rio de Janeiro: Forense. GRECO FILHO, Vicente. Manual de processo penal.
  • 3. BIBLIOGRAFIA MACHADO, Antonio Alberto. Curso de processo penal. MANZANO, Luis Fernando. Curso de processo penal, São Paulo: Atlas. MIRABETE, Julio Fabbrini. Processo penal. São Paulo: Atlas. NUCCI, Guilherme de Souza. Código de processo penal comentado. Sao Paulo: RT TOURINHO FILHO, Fernando da Costa. Processo penal. São Paulo: Saraiva, v. 1.
  • 4. PROGRAMA: PRIMEIRO SEMESTRE 1.1. Considerações Iniciais. Princípios. Sistemas processuaisConsiderações Iniciais. Princípios. Sistemas processuais 2.2. Lei processualLei processual 3.3. Investigação CriminalInvestigação Criminal 4.4. Ação PenalAção Penal
  • 5. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS • 1.1. O conflito e suas formas primitivas de composição.1.1. O conflito e suas formas primitivas de composição. Autotutela e autocomposição.Autotutela e autocomposição. • 1.2. O Estado e o monopólio do processo.1.2. O Estado e o monopólio do processo. • 1.3. O “jus puniendi”.1.3. O “jus puniendi”.
  • 6. 1.1. Autotutela e autocomposição a) AutotutelaAutotutela: satisfação do interesse pela força Resquícios: flagrante, legítima defesa b) AutocomposiçãoAutocomposição: uma das partes abre mão do interesse em favor da outra, ou ambas renunciam a uma parcela de suas pretensões. Pode ser:
  • 7. 1.1. Autotutela e autocomposição a) Desistência (renúncia à pretensão): só na ação privada. b) Submissão: renúncia à resistência oferecida à pretensão (autodefesa é renunciável; defesa técnica, não). c) Transação: concessões recíprocas (Lei 9099/95).
  • 8. 1.2. O Estado e o monopólio do processo. • Art. 5o, XXXV, da CF-88: “A Lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito” • Não se admite processo penal “extrajudicial” (ação privada?)
  • 9. 1.3. O “jus puniendi” • É o direito de punir os infratores, o direito de impor a sanção penal àqueles que descumprem o mandamento proibitivo. • “Jus puniendi” abstrato: surge quando o Estado, por meio do Legislativo, elabora as leis penais. • “Jus puniendi” concreto: surge no instante em que alguém pratica uma infração penal (pretensão punitiva)
  • 10. 2. O DIREITO PROCESSUAL PENAL • É o conjunto de princípios e regras que disciplinam a composição das lides penais, por meio da aplicação do Direito Penal objetivo. • Devido processo legal (art. 5º, LIV, CF) • Processo: vem de procedere, avançar, caminhar em direção a um fim • Caminho necessário para que o Estado imponha uma pena
  • 11. 3. INSTRUMENTALIDADE DO PROCESSO • O processo, assim como o Direito, é um instrumento de harmonização social. • O processo não é um fim em si mesmo; é um instrumento de realização do direito material.
  • 12. 4. POSIÇÃO ENCICLOPÉDICA • Ramo do Direito Público: o Estado, nas relações reguladas pelo Direito Processual Penal, interfere como um dos sujeitos; além disso, o objetivo das normas que informam o Direito Processual Penal constitui um fim específico do próprio Estado.
  • 13. 5. PRINCÍPIOS • O que são princípios?O que são princípios? • Causa primeira, ou “elemento predominante naCausa primeira, ou “elemento predominante na constituição de um corpo orgânico” (Aurélio)constituição de um corpo orgânico” (Aurélio) • ““Verdades primeiras”Verdades primeiras” • Premissas do sistemaPremissas do sistema • Servem de base para a interpretação, integração,Servem de base para a interpretação, integração, conhecimento e integração do direito positivoconhecimento e integração do direito positivo
  • 14. 5. PRINCÍPIOS • 5.1. Contraditório e ampla defesa5.1. Contraditório e ampla defesa • 5.2. Verdade real5.2. Verdade real • 5.3. Imparcialidade do juiz5.3. Imparcialidade do juiz • 5.4. Igualdade entre as partes5.4. Igualdade entre as partes • 5.5. Publicidade5.5. Publicidade
  • 15. 5. PRINCÍPIOS • 5.6. Persuasão Racional ou livre convencimento5.6. Persuasão Racional ou livre convencimento • 5.7. Presunção de Inocência5.7. Presunção de Inocência • 5.8. Duplo grau de jurisdição5.8. Duplo grau de jurisdição • 5.9. Motivação das decisões judiciais5.9. Motivação das decisões judiciais • 5.10. Celeridade5.10. Celeridade • 5.11. Devido processo legal5.11. Devido processo legal
  • 16. 5.1. Contraditório e ampla defesa • Art. 5º, LV, da CF-88: “aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes” • Contraditório: ciência bilateral dos atos do processo e a possibilidade de contrariá-los (ex: perícia) • Ampla defesa: autodefesa e defesa técnica
  • 17. 5.2. Verdade real • Processo Civil: verdade formal (juiz se satisfaz com as alegações deduzidas pelas partes). Ex: Confissão. • Processo Penal: verdade real (o juiz tem obrigação de investigar a fundo os fatos, suprindo eventual lacuna das partes). Exceção: absolvição e coisa julgada. • Cuidado: vedação às provas ilícitas • “Verdade aproximada”.
  • 18. 5.3. Imparcialidade do juiz • Separação entre acusação e juiz (princípio acusatório). • Impedimento e suspeição
  • 19. 5.4. Igualdade entre as partes - No processo, as partes, embora figurem em polos opostos, situam-se no mesmo plano, com iguais direitos, ônus, obrigações e faculdades. - A existência de recursos exclusivos da defesa fere o princípio da igualdade entre as partes?
  • 20. 5.5. Publicidade •Art. 5Art. 5oo , LX, da CF: “a lei só poderá restringir a, LX, da CF: “a lei só poderá restringir a publicidade dos atos processuais quando apublicidade dos atos processuais quando a defesa dadefesa da intimidadeintimidade ou oou o interesse socialinteresse social o exigirem”.o exigirem”. •Art. 93, IX: “todos os julgamentos dos órgãos do PoderArt. 93, IX: “todos os julgamentos dos órgãos do Poder Judiciário serão públicos...Judiciário serão públicos... podendo a lei limitar apodendo a lei limitar a presença, em determinados atos, às próprias partes e seuspresença, em determinados atos, às próprias partes e seus advogados, ou somente a estesadvogados, ou somente a estes, em casos nos quais a, em casos nos quais a preservação dapreservação da intimidadeintimidade do interessado no sigilo nãodo interessado no sigilo não prejudique oprejudique o interesse públicointeresse público à informação”.à informação”.
  • 21. 5.5. Publicidade • Todos os atos processuais são públicos (art. 792 do CPP):Todos os atos processuais são públicos (art. 792 do CPP): • ““As audiências, sessões e os atos processuais serão,As audiências, sessões e os atos processuais serão, em regraem regra,, públicos e se realizarão nas sedes dos juízos e tribunais, compúblicos e se realizarão nas sedes dos juízos e tribunais, com assistência dos escrivães, do secretário, do oficial de justiça queassistência dos escrivães, do secretário, do oficial de justiça que servir de porteiro, em dia e hora certos, ou previamenteservir de porteiro, em dia e hora certos, ou previamente designados”.designados”. • Parágrafo 1Parágrafo 1oo : Se da publicidade da audiência, da sessão ou do ato: Se da publicidade da audiência, da sessão ou do ato processual, puder resultarprocessual, puder resultar escândalo, inconveniente grave ouescândalo, inconveniente grave ou perigo de perturbação da ordemperigo de perturbação da ordem, o juiz, ou o tribunal, câmara ou, o juiz, ou o tribunal, câmara ou turma, poderá, de ofício ou a requerimento da parte ou doturma, poderá, de ofício ou a requerimento da parte ou do Ministério Público, determinar que o ato seja realizado a portasMinistério Público, determinar que o ato seja realizado a portas fechadas, limitando o número de pessoas que possam estarfechadas, limitando o número de pessoas que possam estar presentes”.presentes”.
  • 22. 5.5. Publicidade • Intimidade X Interesse público à informaçãoIntimidade X Interesse público à informação • Crimes sexuais (segredo de Justiça – art. 234-B, do CP)Crimes sexuais (segredo de Justiça – art. 234-B, do CP) • ““Elevada posição funcional do réu” não garante o sigiloElevada posição funcional do réu” não garante o sigilo (TJMG)(TJMG) • Conclusão importante: não existe sigilo absoluto.Conclusão importante: não existe sigilo absoluto. • Publicidade: não se aplica ao inquérito policial (mas oPublicidade: não se aplica ao inquérito policial (mas o sigilo não é absoluto).sigilo não é absoluto).
  • 23. 5.6.Persuasão racional ou livre convencimento • Situa-se entre os sistemas da prova legal e do julgamento secundum conscientiam. • Prova legalProva legal: as provas têm valores prefixados e inalteráveis. • JulgamentoJulgamento secundum conscientiamsecundum conscientiam: o juiz pode decidir com base na prova ou sem levar em consideração a prova dos autos. • Persuasão racionalPersuasão racional: o juiz tem de decidir de acordo com as provas dos autos, usando critérios racionais
  • 24. 5.7. Presunção de inocência5.7. Presunção de inocência • Art. 5º., LVII, da CF: “Ninguém será considerado culpado até trânsito em julgado da sentença penal condenatória”. • Efeitos: a) Ônus da prova (inversão); b) Apreciação da prova (a dúvida deve beneficiar o réu – princípio do “favor rei”).
  • 25. 5.7. Presunção de inocência5.7. Presunção de inocência a) Prisões cautelares: excepcionalidade. Ver súmula n. 9 do STJ: “A exigência de prisão provisória, para apelar, não ofende a garantia constitucional da presunção de inocência”. b) Conceito de “antecedentes criminais” (art. 59 do CP). STJ, Súmula 444: “Conforme orientação há muito firmada nesta Corte de Justiça, inquéritos policiais, ou mesmo ações penais em curso, não podem ser considerados como maus antecedentes ou má conduta social para exacerbar a pena-base ou fixar regime mais gravoso“.
  • 26. 5.8. Duplo grau de jurisdição • Possibilidade de revisão, por via de recurso, das causas proferidas pelo juiz de primeiro grau. • Recursos (mais importantes: apelação e recurso em sentido estrito)
  • 27. 5.9. Motivação • Art. 93, IX: Todos os julgamentos dos órgãos do Poder Judiciário serão públicos, e fundamentadas todas as decisões, sob pena de nulidade...” • A motivação na fixação da pena; • Exceção: júri.
  • 28. 5.10. Celeridade • Art. 5º , LXXVIII, da CF-88: “a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação”. • Celeridade e Defesa
  • 29. 5.11. Devido processo legal • Devem ser respeitadas todas as formalidades previstas em lei para que haja a privação da liberdade de alguém