Minha pergunta é:
O que nessa vida tem valor para você?
A felicidade não está na tua riqueza material, mas sim no
amor e n...
“Não conheceis o que a inocência das crianças oculta.
Não sabeis o que elas são, nem o que foram, nem o que serão.
“As cri...
“A infância ainda tem outra utilidade.”
Os Espíritos só entram na vida corporal para se
aperfeiçoarem, para se melhorarem....
A Nova Geração será o que fizermos dela!
Allan Kardec em : A Gênese, cap. 18 - Sinais dos Tempos
“ A regeneração da Humani...
“Não se deve entender que por meio dessa emigração
de Espíritos sejam expulsos da Terra e relegados para
mundos inferiores...
“Aos domingos, naquela
Sociedade, além das
atividades com as crianças e
jovens, também realizavam-
se sessões de
esclareci...
Desse modo, muito bem
assessorados, visitamos as
salas, onde grupos de gárrulas
crianças ouviam com incomum
interesse as a...
Igualmente acompanhamos
com emoção os monitores
encarregados das oficinas com
os jovens, ministrando-lhes
informações e es...
Inspirando esses
orientadores, generosos
Amigos de nosso Plano
envolviam-nos em
vibrações de elevado
teor de paz, (...)
Ao mesmo tempo, os Guias
espirituais dos alunos
cooperavam na formação do
seu caráter e da sua
personalidade, aplicando-
l...
(...) algumas crianças perturbadas por
adversários insanos, atendidas em classe
especial, recebiam, além das bases
formado...
- Alguns desses inimigos –
elucidou-nos o amigo Lins
(de Vasconcellos) – ficam
retidos em nossas
fronteiras, a fim de
rece...
O conhecimento do
Espiritismo na infância
como na juventude
constitui uma dádiva de
invulgar significado pelos
benefícios ...
(...) bem como ampliando
as áreas do discernimento,
para que não tropecem com
facilidade nos obstáculos
que se antepõem ao...
Mas as crianças de hoje não são como
as de antigamente!?
Memórias de um Suicida – Yvonne A. Pereira – 1954 – Cap 4 – temos...
Confúcio, 500 anos antes de Cristo:
Diga-me, eu esquecerei.
Mostre-me eu me lembrarei.
Mas envolva-me e eu entenderei.
A c...
“Desde pequenina, a criança
manifesta os instintos bons
ou maus que traz da sua
existência anterior. (...)
Façam como o bo...
“(...) Não evangelizando hoje o ser
que surge, periclitará toda a
segurança do edifício social e
humano do futuro. (...)
A...
Evangelizar os pequeninos é iluminar consciências.
A importância da Evangelização Espírita Infanto-Juvenil
na formação do ...
Bibliografia
• LE – Q. 383, 385, 582.
• ESE – Cap. 8; Cap. 14 – item 9; 8º parágrafo; Cap. 13, nº
19.
• A Gênese, capítulo...
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Futuras gerações-Importância da Evangelização.

169 visualizações

Publicada em

A importancia da Evangelização para as futuras gerações

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
169
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Futuras gerações-Importância da Evangelização.

  1. 1. Minha pergunta é: O que nessa vida tem valor para você? A felicidade não está na tua riqueza material, mas sim no amor e na paz que habita no teu coração. Sem aqueles que mais gostas perto de ti, por mais riqueza material que exista na tua vida, a felicidade nunca existirá no teu coração. Não deixe a correria da vida fazê-lo se esquecer das pessoas que você ama.
  2. 2. “Não conheceis o que a inocência das crianças oculta. Não sabeis o que elas são, nem o que foram, nem o que serão. “As crianças são os seres que Deus manda a novas existências. Para que não lhe possam imputar excessiva severidade, dá-lhes Ele todos os aspectos da inocência. Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más ações com a capa da inconsciência. . “Não foi, todavia, por elas somente que Deus lhes deu esse aspecto de inocência; foi também e sobretudo por seus pais, de cujo amor necessita a fraqueza que as caracteriza. (LE Q. 385)
  3. 3. “A infância ainda tem outra utilidade.” Os Espíritos só entram na vida corporal para se aperfeiçoarem, para se melhorarem. A delicadeza da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os caracteres e reprimir os maus pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais, missão sagrada de que terão de dar contas. “Assim, portanto, a infância é não só útil, necessária, indispensável, mas também consequência natural das leis que Deus estabeleceu e que regem o Universo.” (LE Q. 385)
  4. 4. A Nova Geração será o que fizermos dela! Allan Kardec em : A Gênese, cap. 18 - Sinais dos Tempos “ A regeneração da Humanidade, não exige absolutamente a renovação integral dos Espíritos: basta uma modificação em suas disposições morais. Essa modificação se opera em todos quantos lhe estão predispostos, desde que sejam subtraídos à influência perniciosa do mundo. Assim, nem sempre os que voltam são outros Espíritos; são com freqüência os mesmos Espíritos, mas pensando e sentindo de outra maneira.”
  5. 5. “Não se deve entender que por meio dessa emigração de Espíritos sejam expulsos da Terra e relegados para mundos inferiores todos os Espíritos retardatários. Muitos, ao contrário, aí voltarão, porquanto cederam ao arrastamento das circunstâncias e do exemplo. Uma vez subtraídos à influência da matéria e dos prejuízos do mundo corporal, eles, em sua maioria, verão as coisas de maneira inteiramente diversa daquela por que as viam quando em vida. Para isso, têm a auxiliá-los Espíritos benévolos que por eles se interessam e se dão pressa em esclarecê-los e em lhes mostrar quão falso era o caminho que seguiam. Sejam os que componham a nova geração de Espíritos melhores, ou Espíritos antigos que se melhoraram, o resultado é o mesmo. Desde que trazem disposições melhores, há sempre uma renovação.”
  6. 6. “Aos domingos, naquela Sociedade, além das atividades com as crianças e jovens, também realizavam- se sessões de esclarecimento para o público, (...) Por que levar as crianças a Evangelização na Casa Espírita? Visão Espiritual de uma aula de Evangelização
  7. 7. Desse modo, muito bem assessorados, visitamos as salas, onde grupos de gárrulas crianças ouviam com incomum interesse as aulas bem elaboradas sobre as origens do ser, seu destino, suas responsabilidades e deveres, o amor e a fraternidade que dimanam da fonte inexaurível da Codificação Espírita.
  8. 8. Igualmente acompanhamos com emoção os monitores encarregados das oficinas com os jovens, ministrando-lhes informações e esclarecimentos sobre a vida e sua finalidade, questões outras fundamentais do dia-a-dia, e a postura espírita diante da promiscuidade moral reinante em quase toda parte.
  9. 9. Inspirando esses orientadores, generosos Amigos de nosso Plano envolviam-nos em vibrações de elevado teor de paz, (...)
  10. 10. Ao mesmo tempo, os Guias espirituais dos alunos cooperavam na formação do seu caráter e da sua personalidade, aplicando- lhes vigorosas forças fluídicas para a estruturação da existência, que deveriam pautar em linhas de equilíbrio e de paz. (...)
  11. 11. (...) algumas crianças perturbadas por adversários insanos, atendidas em classe especial, recebiam, além das bases formadoras da educação espírita, o socorro específico para libertá-las da injunção penosa em que se encontravam.
  12. 12. - Alguns desses inimigos – elucidou-nos o amigo Lins (de Vasconcellos) – ficam retidos em nossas fronteiras, a fim de receberem, no momento adequado das reuniões mediúnicas, o socorro de que carecem, despertando para nova ordem de valores e de pensamento. (...)
  13. 13. O conhecimento do Espiritismo na infância como na juventude constitui uma dádiva de invulgar significado pelos benefícios que propicia, preservando as lembranças das lições trazidas do Mundo Espiritual, (...)
  14. 14. (...) bem como ampliando as áreas do discernimento, para que não tropecem com facilidade nos obstáculos que se antepõem ao processo de crescimento interior.” MIRANDA, Manoel Philomeno de; [psicografado por] Divaldo Pereira Franco. Entre os dois mundos. Salvador: LEAL, 2005. p. 205-206.
  15. 15. Mas as crianças de hoje não são como as de antigamente!? Memórias de um Suicida – Yvonne A. Pereira – 1954 – Cap 4 – temos As respostas dos pacientes seriam antes gravadas em discos singulares, espécie de álbuns animados de cenas e movimentos, graças ao concurso de aparelhamentos magnéticos especiais. Tais álbuns reproduziriam até mesmo o som de nossa voz, como nossa imagem e o prolongamento do noticiário sobre nós mesmos, desde que posto em contacto com admirável maquinismo apropriado ao feito, exatamente como discos e filmes na Terra reproduzem a voz humana e todas as demais variedades de sons e imagens neles existentes e que devam ser retidos e conservados. Nossa identidade, portanto, era antes fotografada: as imagens emitidas por nossos pensamentos, no ato das respostas às perguntas formuladas, seriam captadas por processos que na ocasião escapavam à nossa compreensão.
  16. 16. Confúcio, 500 anos antes de Cristo: Diga-me, eu esquecerei. Mostre-me eu me lembrarei. Mas envolva-me e eu entenderei. A criança não aprende só ouvindo, nem só vendo. Ela precisa estar envolvida, e isso vale pra tudo e qualquer coisa a ser aprendida.
  17. 17. “Desde pequenina, a criança manifesta os instintos bons ou maus que traz da sua existência anterior. (...) Façam como o bom jardineiro, que corta os rebentos defeituosos à medida que os vê apontar na árvore.” ESE Cap. 14 - Santo Agostinho
  18. 18. “(...) Não evangelizando hoje o ser que surge, periclitará toda a segurança do edifício social e humano do futuro. (...) A infância é o período em que melhor se aprende, enquanto na adolescência se apreende. Na idade adulta mais facilmente se compreende, evitando-se o período em que o ancião apenas repreende.” Amélia Rodrigues Deixai vir a mim os pequeninos - Evangelho Cap. VIII
  19. 19. Evangelizar os pequeninos é iluminar consciências. A importância da Evangelização Espírita Infanto-Juvenil na formação do Homem de Bem Trazer Jesus para a vida, os lares e os Corações Considerando- se, naturalmente a criança como o porvir acenando- nos agora, e o jovem como o adulto de amanhã, não podemos, sem graves comprometimentos espirituais, sonegar- lhes a educação, as luzes do evangelho de Nosso Senhor Jesus- Cristo, fazendo brilhar em seus corações as excelências das lições do excelso Mestre com vistas à transformação das sociedades terrestres para uma nova Humanidade. O momento que atravessamos no mundo é difícil e sombrio... O sublime ministério da evangelização Espírita Infanto- Juvenil nos pede prosseguir e avançar. Nestes anos de transição de novo milênio terrestre, é imprescindível abracemos, com empenho e afinco, a tarefa de evangelização junto às almas infanto- juvenis, tão carentes de amor e sabedoria, porém receptivas e propícias aos novos ensinamentos. Cooperemos com o Cristo na evangelização do Homem. Bezerra de Menezes (Trechos da Separata do Reformador, 1985)
  20. 20. Bibliografia • LE – Q. 383, 385, 582. • ESE – Cap. 8; Cap. 14 – item 9; 8º parágrafo; Cap. 13, nº 19. • A Gênese, capítulo 18- Sinais dos Tempos; A Geração Nova • O consolador, perg. 175 • Entre os dois mundos; MIRANDA, Manoel Philomeno de; Divaldo Pereira Franco. • Crianças de uma Nova Era - Joanna de Ângelis - Divaldo Franco - livro Liberta-te do Mal • Memórias de um suicida – Yvonne A. Pereira cap. 4 • Separata do Reformador, 1985 - Bezerra de Menezes • Historia a Mulher e a caverna mágica - livro: O Livro das Virtudes II – O compasso moral – Editora Nova Fronteira • Mt. 5:16 • Tirinhas - http://espitirinhas.blogspot.com.br/

×