SlideShare uma empresa Scribd logo

Migrações

Retirado do livro - Geografia 8ª ano Santilana

1 de 35
Baixar para ler offline
MOBILIDADE DA POPULAÇÃO
Mobilidade da população
• 3.1 Os tipos de migrações
• 3.2 As causas das migrações
• 3.3 As consequências das migrações
• 3.4 Os grandes ciclos migratórios internacionais
• 3.5 A emigração em Portugal
• 3.6 A imigração em Portugal
3.1 OS TIPOS DE MIGRAÇÕES
Os tipos de migrações
As migrações são deslocações de população de uma área para
outra, durante um determinado período de tempo.
Migrações ilegais Migrações por causas naturais
Forçadas, quando têm por base
condicionalismos externos à vontade
pessoal (catástrofes naturais, guerras,
perseguições politicas, religiosas ou
étnicas).
Livres ou voluntárias, quando a
opção depende exclusivamente da
vontade de cada um.
Classificação das migrações
Quanto à tomada de decisão
Migração provocada por catástrofe Imigrantes na Suíça
Internas, quando se processam
exclusivamente dentro de um
país.
• Êxodo rural (deslocação do
campo para a cidade);
• Êxodo urbano (deslocação da
cidade para o campo).
Externas, quando há uma
mudança de país.
• Intracontinentais (dentro do
mesmo continente);
• Intercontinentais, (deslocação para
outro continente).
Classificação das migrações
Quanto ao espaço

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

migrações geografia
migrações geografiamigrações geografia
migrações geografia
 
Migrações no brasil
Migrações no brasilMigrações no brasil
Migrações no brasil
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
 
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento HumanoIDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
 
Os problemas urbanos
Os problemas urbanosOs problemas urbanos
Os problemas urbanos
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Espaço rural e urbano
Espaço rural e urbanoEspaço rural e urbano
Espaço rural e urbano
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Grandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas AmbientaisGrandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas Ambientais
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 

Destaque (9)

Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Fixos e fluxos
Fixos e fluxosFixos e fluxos
Fixos e fluxos
 
Plano de aula slide tv escola
Plano de aula slide tv escolaPlano de aula slide tv escola
Plano de aula slide tv escola
 
Geografia migração e imigração
Geografia migração e imigraçãoGeografia migração e imigração
Geografia migração e imigração
 
Fluxos migratórios
Fluxos migratórios Fluxos migratórios
Fluxos migratórios
 
Fluxos materiais e imateriais
Fluxos materiais e imateriaisFluxos materiais e imateriais
Fluxos materiais e imateriais
 
Migrações( Geografia)
Migrações( Geografia)Migrações( Geografia)
Migrações( Geografia)
 
Plano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano HistóriaPlano de aula 4º ano História
Plano de aula 4º ano História
 

Semelhante a Migrações

Apresentacao mobilidade da_populacao[1]
Apresentacao mobilidade da_populacao[1]Apresentacao mobilidade da_populacao[1]
Apresentacao mobilidade da_populacao[1]Ana Marcos
 
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 MigraçõesCLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 MigraçõesFernando de Sá
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migraçõesabarros
 
Apresentação geografia 29 11_2011
Apresentação geografia  29 11_2011Apresentação geografia  29 11_2011
Apresentação geografia 29 11_2011formacion docente
 
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptx
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptxMigrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptx
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptxCidaPereiradeSousa
 
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratoriosdela28
 
Apresentação de geografia
Apresentação de geografiaApresentação de geografia
Apresentação de geografiatyromello
 
TolêRancia E MediaçãO
TolêRancia E MediaçãOTolêRancia E MediaçãO
TolêRancia E MediaçãORaposoEFA
 
Populacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoesPopulacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoesUFMS
 
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismoResumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismoLia Treacy
 

Semelhante a Migrações (20)

Apresentacao mobilidade da_populacao[1]
Apresentacao mobilidade da_populacao[1]Apresentacao mobilidade da_populacao[1]
Apresentacao mobilidade da_populacao[1]
 
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 MigraçõesCLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
CLC Urbanismo e Mobilidade DR 4 Migrações
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Trb de cp
Trb de cpTrb de cp
Trb de cp
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Apresentação geografia 29 11_2011
Apresentação geografia  29 11_2011Apresentação geografia  29 11_2011
Apresentação geografia 29 11_2011
 
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptx
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptxMigrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptx
Migrações, sociedade multiculturais e dinâmicas POPULACIONAIS.pptx
 
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratorios
 
Migraçõesesrp
MigraçõesesrpMigraçõesesrp
Migraçõesesrp
 
Mobilidade pdf
Mobilidade pdfMobilidade pdf
Mobilidade pdf
 
Apresentação de geografia
Apresentação de geografiaApresentação de geografia
Apresentação de geografia
 
Migracoes1
Migracoes1Migracoes1
Migracoes1
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
TolêRancia E MediaçãO
TolêRancia E MediaçãOTolêRancia E MediaçãO
TolêRancia E MediaçãO
 
A imigração na Europa
A imigração na EuropaA imigração na Europa
A imigração na Europa
 
Populacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoesPopulacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoes
 
Os fluxos populacionais
Os fluxos populacionaisOs fluxos populacionais
Os fluxos populacionais
 
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismoResumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
 
Os fluxos populacionais
Os fluxos populacionaisOs fluxos populacionais
Os fluxos populacionais
 
Povos em movimento
Povos em movimentoPovos em movimento
Povos em movimento
 

Mais de Diogo Mateus

Mais de Diogo Mateus (8)

Principais Áreas de Fixaçao Humana
Principais Áreas de Fixaçao HumanaPrincipais Áreas de Fixaçao Humana
Principais Áreas de Fixaçao Humana
 
Os Serviços
Os ServiçosOs Serviços
Os Serviços
 
O Turismo
O TurismoO Turismo
O Turismo
 
Evolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao MundialEvolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao Mundial
 
A Industria
A IndustriaA Industria
A Industria
 
A Pesca
A PescaA Pesca
A Pesca
 
A Agricultura
A AgriculturaA Agricultura
A Agricultura
 
A Diversidade Humana
A Diversidade HumanaA Diversidade Humana
A Diversidade Humana
 

Último

3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...DL assessoria 29
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
QUESTÃO 3 Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como ...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 

Migrações

  • 2. Mobilidade da população • 3.1 Os tipos de migrações • 3.2 As causas das migrações • 3.3 As consequências das migrações • 3.4 Os grandes ciclos migratórios internacionais • 3.5 A emigração em Portugal • 3.6 A imigração em Portugal
  • 3. 3.1 OS TIPOS DE MIGRAÇÕES
  • 4. Os tipos de migrações As migrações são deslocações de população de uma área para outra, durante um determinado período de tempo. Migrações ilegais Migrações por causas naturais
  • 5. Forçadas, quando têm por base condicionalismos externos à vontade pessoal (catástrofes naturais, guerras, perseguições politicas, religiosas ou étnicas). Livres ou voluntárias, quando a opção depende exclusivamente da vontade de cada um. Classificação das migrações Quanto à tomada de decisão Migração provocada por catástrofe Imigrantes na Suíça
  • 6. Internas, quando se processam exclusivamente dentro de um país. • Êxodo rural (deslocação do campo para a cidade); • Êxodo urbano (deslocação da cidade para o campo). Externas, quando há uma mudança de país. • Intracontinentais (dentro do mesmo continente); • Intercontinentais, (deslocação para outro continente). Classificação das migrações Quanto ao espaço
  • 7. Legais, quando o indivíduo efetua a deslocação respeitando as regras e as leis que regulam a entrada no país de destino. Clandestinas, quando o indivíduo se desloca sem a autorização das autoridades do país de destino ou de origem. Classificação das migrações Quanto à relação com o Estado Imigrantes no Brasil Imigrantes ilegais
  • 8. Permanentes, geralmente com duração superior a um ano, implicando mudança de residência. Temporárias, normalmente deslocações de três meses a um ano para o exercício de atividades profissionais ou de estudo. Classificação das migrações Quanto à duração Migração permanente Estudantes em ERASMUS
  • 9. Emigração Saída de população para o estrangeiro. Imigração Entrada de população com origem no estrangeiro. Migração sazonal Deslocação que se repete periodicamente na mesma época do ano (vindimas / férias de verão). EmigraçãoImigração Diferentes migrações
  • 10. Tráfego em direção a Lisboa Migrações pendulares, as deslocações diárias entre a residência e o local de trabalho ou de estudo. Diferentes migrações
  • 11. 3.2 AS CAUSAS DAS MIGRAÇÕES
  • 12. 12 Os movimentos de populações devem-se a diferentes causas, que irão constituir a motivação que leva as pessoas a deslocarem-se para novos espaços geográficos. As causas das migrações Normalmente o sentido das deslocações é de áreas repulsivas para áreas atrativas, que, pelas suas condições naturais ou socioeconómicas, têm capacidade algo mais para oferecer às populações.
  • 13. As causas das migrações Desempregados Desalojados em consequência de tsunami Económicas Naturais Catástrofes naturais, tais como sismos, secas, inundações ou erupções vulcânicas, dão origem a migrações temporárias, uma vez que as populações desalojadas regressam quase sempre ao seu local de origem quando já não correm perigo. São as mais importantes, já que originam a deslocação de um maior número de pessoas. Dão-se de regiões onde existe grande pressão demográfica, falta de emprego e baixos salários para outras regiões mais ricas.
  • 14. As causas das migrações Refugiados da guerra na Síria, na fronteira com o Líbano, em novembro de 2013 Ativistas dos direitos humanos contra a pena de morte em Rabat, Marrocos (outubro de 2013). Bélicas Políticas Motivadas pela violação dos Direitos Humanos (perseguição e represálias diversas) por regimes políticos repressivos. Os conflitos armados originam uma deslocação em massa de pessoas que fogem para os países vizinhos. Nestes casos os migrantes designam-se por refugiados.
  • 15. As causas das migrações Concentração de fiéis muçulmanos em Meca Estudantes investigadores em Salamanca, Espanha Religiosas Culturais Ida de intelectuais, artistas e investigadores para grandes cidades mundiais ou de estudantes para universidades e centros de investigação. Migrações voluntárias para locais de culto ou migrações forçadas devido a perseguição Religiosa, proibição ou não aceitação de crenças ou credos diferentes daqueles que dominam na comunidade.
  • 16. As causas das migrações O turismo e o lazer assumem um peso cada vez maior nas deslocações das pessoas. Recreativas Motivações recreativas, como, por exemplo, a fixação de reformados ingleses ou holandeses no Algarve ou na costa mediterrânica espanhola, ou viagens de férias.
  • 17. 3.3 AS CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES
  • 18.  Diminuição da população absoluta e da densidade populacional.  Envelhecimento da população.  Aumento da taxa de mortalidade.  Diminuição da taxa de natalidade.  Diminuição da taxa de crescimento natural.  Desequilíbrio entre sexos.  Diminuição da população ativa.  Entrada de moeda estrangeira.  Estagnação económica (fecho de comércio e abandono dos campos).  Hábitos urbanos;  Melhoria do nível de instrução dos filhos.  Valorização Social da Mulher. Consequências das migrações nas áreas de partida Demográficas Económicas Sociais
  • 19.  Aumento da população absoluta e da densidade populacional.  Rejuvenescimento da população.  Aumento da taxa de natalidade.  Aumento da taxa de crescimento natural.  Aumento da população ativa.  Desemprego.  Dificuldades de integração.  Conflitos sociais.  Falta de habitação.  Bairros de Lata (falta de habitação). Consequências das migrações nas áreas de chegada Demográficas Económicas Sociais
  • 20. Migrações Temporárias - Definitivas Quanto à duração Livres - Forçadas Quanto à tomada de decisão Internas - Externas Quanto ao espaço Consequências económicas Legais - Clandestinas Quanto à relação com o Estado Resumo das migrações
  • 21. 3.4 OS GRANDES CICLOS MIGRATÓRIOS INTERNACIONAIS
  • 22. 1º ciclo de migrações: processo de disseminação da Humanidade, que chegou às regiões mais recônditas da Terra há algumas dezenas de milhares de anos Alguns povos permaneceram nómadas, fazendo da migração uma forma de vida, associada normalmente ao pastoreio A expansão europeia, a partir dos séculos xv e xvi, continuou este processo, com o Homem a povoar alguns territórios despovoados ou com baixa densidade populacional. No século xix, acentuou-se o movimento migratório da população europeia, com a partida de um grande número de pessoas para a América do Norte, do Sul, Austrália e Nova Zelândia, onde constituíram importantes colónias. Os grandes ciclos migratórios internacionais
  • 23. As migrações do neste período tinham um sentido norte-sul. Demográficas O crescimento da população nos países de origem, tornava- se escassa a terra arável disponível. Económicas As novas terras, muito ricas e pouco habitadas, eram vistas como uma oportunidade de enriquecimento. Políticas Reinício de vida em liberdade. Causas dos ciclos migratórios do passado
  • 24. A população migrante que sai dos países menos desenvolvidos pertence a uma camada jovem e em crescimento. Dirige-se para os países desenvolvidos, cuja população está envelhecida e em regressão. Isto vai contribuir para o equilíbrio demográfico das regiões de partida e de chegada. Esta migração aparece muitas vezes associada à problemática da migração clandestina, que constitui um dos maiores problemas que o Mundo enfrenta atualmente. As políticas de imigração criam cada vez mais dificuldades à entrada destas populações, estabelecendo quotas de imigrantes. A crise económica tem provocado novos fluxos migratórios dos países do Sul da Europa para países de economias emergentes, como o Brasil, China, Catar e outros países exportadores de petróleo. Trata-se quase sempre de quadros superiores e jovens licenciados que não encontram emprego nos seus países. Atualmente, os principais fluxos migratórios assumem sentido diferente, quase sempre sul-norte, de países de baixo nível de desenvolvimento (África, Ásia e América Latina) para os de elevado desenvolvimento (Europa, América do Norte, países do Golfo e Austrália). Os ciclos migratórios do presente
  • 25. Os refugiados são pessoas a quem foi concedido o direito de asilo para procurar refúgio, devido a perseguições políticas, religiosas ou étnicas. Os refugiados
  • 26. A ONU estima em cerca de 15 milhões o número de refugiados no Mundo. Os refugiados Campo de refugiados na Síria Refugiados no mundo por país de acolhimento
  • 27. 3.5 A EMIGRAÇÃO EM PORTUGAL
  • 28. 1. O primeiro grande fluxo aconteceu com os Descobrimentos e o povoamento dos espaços recém- descobertos das ilhas atlânticas, da África, da Ásia e do Brasil. 2. No século xix, assistiu-se a um enorme êxodo de população portuguesa para o Brasil, fluxo que se manteve até aos anos 50 do século xx, cujas causas principais foram a pressão demográfica e a procura da melhoria do nível de vida. A emigração em Portugal
  • 29. 3. Após o início dos anos 60 do século xx, registou-se um novo fluxo migratório para países europeus, tais como a França, a Alemanha, o Luxemburgo ou a Suíça, que estavam em rápido crescimento económico. Além das motivações económicas (as más condições de vida e o desemprego), existiram também motivações de origem política, como a fuga à guerra colonial e ao regime político opressivo que então existia. A emigração em Portugal
  • 30. 4. Nos anos 80 e 90 do século xx houve um período sem saídas de população e com a chegada de populações vindas de diversos países, ou seja, o saldo migratório foi positivo. As razões para Portugal se tornar uma área atrativa foram: • o 25 de Abril e a consequente descolonização; • a adesão à União Europeia e a chegada de fundos comunitários; • a globalização da economia mundial e a construção de grandes investimentos públicos (Expo 98; ponte Vasco da Gama, entre outras). A emigração em Portugal
  • 31. 5. O final da primeira década do século xxi é marcada por um novo surto emigratório em consequência da atual crise económica e do desemprego. Este fluxo tem aspetos diferentes dos anteriores, sendo maioritariamente constituído por jovens urbanos licenciados desempregados, na sua maioria, para destinos diversos como a Europa, o Brasil, Angola e países do Golfo. Esta tendência coloca Portugal novamente no papel de país de saída de população. A emigração em Portugal
  • 32. 3.6 A IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL
  • 33. Provenientes das antigas colónias portuguesas, chegaram no início dos anos 70, quando rareava no País mão de obra para a construção civil. A principal comunidade é a cabo- verdiana, cujo crescimento não tem parado. Nas ultimas décadas Portugal passou de um país de emigração para um país imigração. Os imigrantes chegaram, por vagas, de diversas zonas do Mundo. A vaga africana A imigração em Portugal
  • 34. O surto brasileiro A imigração em Portugal No final da década de 80, aumentou o fluxo de imigrantes brasileiros, que usufruíam do regime de isenção de vistos para a sua entrada (como turistas). Dedicaram-se sobretudo a atividades no âmbito da restauração, construção civil e comércio. Os imigrantes do Leste da Europa Nos anos 90 vieram para Portugal imigrantes dos países da Europa de Leste (Ucrânia, Moldávia, Rússia e Roménia). Possuíam um grau de instrução muito superior à média portuguesa mas, devido às dificuldades linguísticas, foram inseridos na construção civil, nos trabalhos de limpeza e na agricultura.
  • 35. Nos anos 90, chegaram por via terrestre imigrantes originários da China, da Índia e do Paquistão. Dedicaram-se sobretudo a atividades de restauração e ao pequeno comércio. O último grande fluxo: asiático A imigração em Portugal